h1

Deus, proteja-me do casamento

22 de agosto de 2008

Ah, o casamento. Linda celebração, reunião de toda família e amigos, até mesmo os primos distantes da cunhada da tia da sua noiva, que foram convidados só para poder preencher a lista de 300 pessoas, afinal, por mais que tente, você sabe que não tem 150 amigos.

Todos se preparam com pelo menos 5 meses de antecedência. Compra-se vestido, monta-se enxoval, o noivo morre numa grana absurda e tem a certeza de que é dinheiro bem investido. E o padrinho nunca tem o culhão de dar-lhe uma bofetada na cara e dizer: “Acorda, porra! Dá pra comprar um carro foda com essa nota. Caralho! Investe na bolsa e larga mão de ser burro!”
Não! A festa é importante, pois ele acredita que será o início de sua felicidade eterna.

Aí que fudeu.

Acabou a festa, pode ter certeza que a noiva já engordou 12 quilos. Talvez você ainda não tenha visto, porque o amor cega, mas na próxima vez em que tirar-lhe a blusinha, vai encontrar todos os brigadeiros e cajuzinhos que ela jurou por todos os deuses que havia dado para o filho da “Renata”, aquele melequento de 5 anos que passou a festa toda pisando na cauda do vestido e correndo pra se esconder. E na segunda vez em que chegar ao sutiã, o que provavelmente levará uns 4 meses, perceberá que sequer paciência para tirar aqueles pelinhos desagradáveis com a pinça, ela tem mais.

O pé fede, a cueca nunca tá limpa, o modess fica virado pra cima na lixeira. E você percebe que nunca é na parte do início, é sempre na mais desagradável, aquela Fase-Marrom-Chocolate, que te faz lembrar do bolinho em papel laminado que sua mãe distribuiu no seu aniversário de 10 anos. O pior é lembrar que você lambia o papel laminado.

Isso tudo passa a influenciar no sexo. Quem sente vontade de transar com uma mulher que peida, começa a rir e você percebe que tem um feijão preso entre os ronaldinhos desde o almoço? “Escovação e hálito fresco é coisa de namorado”.
E ela, como vai querer dar para um cidadão que passa quatro horas em frente a uma televisão vendo dois jogos seguidos de futebol e tomando cerveja, até lembrar que não toma banho há 2 dias, então dá uma raspada com o dedo na parte da bunda e cheira pra ver se a cueca venceu.

Ela passa a cagar na frente dele. Ele passa a limpar a cera de ouvido com a manga da camisa. Ela não tira mais o moletom. Ele passa a usar shorts. Até que, finalmente, os dois percebem a dura realidade: “Eu perdi anos da minha vida”. E daí sobram as duas opções: Divórcio ou continuação para sempre com uma pessoa por quem você sente apenas amizade e afeto. 50% a 50%, de uma forma ou de outra, você se fudeu.

Até que comece novamente.

—————————————————

Segue abaixo a prova concreta do meu argumento.

Mulher de Pierce Brosnan ANTES DO CASAMENTO:

Mulher de Pierce Brosnan DEPOIS DO CASAMENTO:

—————————————————

Logicamente, o texto é uma generalização satírica e não aplicável a 100% dos casos.

Em contrapartida, pode também ser utilizado não somente a casamentos consumados, como também noivados ou namoros com mais de 3 anos de duração.

Anúncios

4 comentários

  1. […] Argumentação bem embasada: Deus, proteja-me do casamento […]


  2. Cara esse blog ta muito maneiro,,, as imagens não estão aparecendo, não sei se e´ do meu PC ou algum problema no blog ,, mas isso é irrelevante.
    Tudo acontece exatamente como vc narra aqui.. Muito legal.

    Deus te proteja meu filho, que você não caia nesse erro estupido. AMEM.


  3. muito desagradável as situações desse texto, você parece que está casado há anos, já! kkkk


  4. Muitos realmente vêem o casamento como você. Mas acho que você radicalizou demais. É claro que depois de casada, a mulher sofre menor pressão em relação à beleza e cuidados, mas isso não significa que ela irá abandoná-los. Muitos homens têm a falsa idéia de que depois que casou, a mulher passa a andar feito um lixo. Todos os homens que pensam ou vivem isso, idealizam uma mulher artificial que só se veste e se arruma com o único propósito de conseguir amarrar um cara. Engano seu. Falo por mim quando digo que cuido da pele, cabelo e uso maquiagem por que gosto. Por que me acho mais bonita quando faço isso. Não preciso que ninguém, homem ou mulher, me diga chavões do tipo “cuide mais das unhas, assim você não arranja marido” e outras baboseiras desse tipo. Gosto demais de mim para deixar de me cuidar.
    Me decepcionei um pouco com você em relação a importância que você dá a aparência. Não que cada um não tenha direito a própria opinião, mas não acho que a mulher engordar faça com que o homem esqueça todos os motivos pelos quais ele escolheu aquela mulher para viver ao lado dele. E essa noção de que sexo acaba depois do casamento é bobagem. Esse tipo de comentário vem de homens que achavam que a mulher é obrigada a transar com ele três vezes ao dia por que se casou com ela e de mulheres que não sabem administrar o próprio casamento, deixando o amor morrer. Digo amor por que a mulheres fazem sexo não só pelo prazer, mas também pelos vínculos criados através dele. Da mesma forma que uma mulher que passa o dia de moletom desestimula um homem, um cara que só quer transar, rolar para o lado e roncar também frustra uma mulher. Casamento duradouro tem que ter equilíbrio e comprometimento. O casamento deve somar na vida das pessoas e não subtrair ou dividir. Fica claro com esse texto que você ainda valoriza as coisas erradas de um relacionamento. Posso parecer piegas com esse comentário, mas não acredito que os problemas citados por você não estejam no casamento em si e sim nas pessoas envolvidas nele.



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: