h1

Por favor, vamos escrever!

12 de novembro de 2008

Escrever

A internet cada vez mais imbeciliza o povo. Enquanto através de uma mão traz conhecimento e informação, da outra vêm as futilidades, preguiças e, principalmente, os erros grosseiros e abusivos na prática milenar da escrita.

Nas conversas de MSN então, Deus, muitas vezes sinto vontade de incorporar a eterna Samara Morgan e sair pela tela do sujo localizado na outra ponta da rede, só para enfiar dois dedos em suas narinas e puxar pra cima.
Quantas foram as vezes em que, logo após um breve bate papo, a pessoa enviou a mensagem: “Nossa, como você escreve certinho”. Aliás, sendo mais realista, ficaria algo como: “nuss… comu c escreve certinhu”. Minha reação é instantânea: “Se isso te incomoda, imagina como EU me sinto ao receber suas mensagens”. As pessoas não costumam gostar.

Por sinal, vocês já conhecem o novo verbo? O “tar”?
“Ae véi!!!!! que hrs tu vai tar no shops amanhã?”
“ow, aquela noticia deve tar na capa do globo amanhã”
“você vira a esquerda aí vai tar uma placa escrito Bem Vindo a São Paulo”

Quanta falta de inteligência.
Não me incomodo com os famosos “naum” e “eh”, mas a imbecilização está estourando barreiras até então inimagináveis.
Pessoas não conseguem mais formalizar sentenças racionais em forma de texto. As palavras se embolam, o raciocínio fica perdido, as conjugações verbais tornam-se uma sopa. Uma verdadeira desgraça para a humanidade.

Coloquemos os pingos nos ‘is’, não estou mais falando em relação ao MSN.
A prática da escrita, cada vez mais, torna-se um privilégio de muito, mas muito poucos. Quando chegamos ao ponto calamitoso de alguém sobressair-se por escrever bem, Holly Shit, é porque tem muita coisa errada.

Há quem diga: “Mas você escreve bem porque nasceu assim“.
Ah claro! Em meu DNA há uma codificação específica informando sobre não ser um preguiçoso semi-analfabeto que não sabe pegar um maldito livro para ler e uma caneta para traduzir pensamentos.
Qualquer um pode ser escritor! Escrever bem é o resultado de somente duas coisas: Observação e leitura.

Escrever

A combinação dos três fatores: Observar, ler e escrever, não é traduzida somente em uma adição de intelecto ao indivíduo que a executa. Ao tornamo-nos observadores, passamos a compreender muito do mundo e da sociedade que nos envolve. Ao ler, praticamos a perfeita arte da concentração, além de automaticamente aprendermos a formar textos. Ao escrever, aprendemos a traduzir nossos pensamentos, expor idéias, passar a informação adiante.

Os líderes, os gênios, os verdadeiros destaques, todos compreendem onde está a base da conquista. Destacam-se não por serem nerds, mas por aprenderem o verdadeiro valor da vida.
Até consigo compreender quem se acomoda com a situação do mundo, mas não passa pela minha cabeça como um indivíduo pode assentar-se em ser apenas mais um fulano de tal.

A humanidade está acostumada com a mediocridade. Em ser mais um, apenas outro elo de ligação.
“Ah, dá mó preguiça ficar lendo”.
Uma típica frase de alguém que jamais, repito, JAMAIS deixará marcada sua presença na história. A não ser, é claro, que seja como mulher fruta ou por algum talento único e raro. Mas, neste caso, acabamos morrendo no pensamento: “Será que valeu a pena ter minha assinatura na calçada da fama com o formato de minhas nádegas?”

Não seja um nada.
Não seja um vazio.

Anúncios

207 comentários

  1. Cara…
    a única coisa que posso te dizer é PARABÉNS!
    falou tudo o que deveria ser dito pra quem é adepto das linguagens que nasceram na internet pra facilitar a vida do usuário e viraram palhaçada…
    hoje em dia é possível encontrar palavras como ‘naum’ escritas em redações de vestibular…
    o povo está é cada vez mais desaprendendo a escrever…e, pelo menos pra mim, a língua é parte da cultura de um povo. se ela se perde, também se perde uma parte da nossa história.

    abraços e mais uma vez, parabéns pelo blog!

    PS: o gremista do Fred (não precisa de mais nenhum adjetivo pejorativo…somente ‘gremista’ já define a pessoa…auhUAHuahUAHUhuaHUA) não dá mais as caras por aqui ou é impressão minha?


  2. Felipe,

    tenha certeza que vai receber comentários como “aff, nem li td” e “txt mto grand nem vo le”, contudo, é hora de dar um basta na “incompetência” do internauta brasileiro, e me incluo na sentença anterior, acostumado com esta preguiça, com o péssimo hábito de não acentuar, quando é necessário escrever algo corretamente (o que deveria ser sempre), me deparo com algumas dúvidas que outrora não existiam.

    O triste fato é: pessoas que, na seção “Livros” em seu perfil no orkut escrevem “isso é coisa de nerd” não conhecem, e provavelmente nunca conhecerão o prazer de recostar-se em um sofá e ler um bom livro, de capa a capa, sem a necessidade de um dicionário ao lado.

    Sou grato por um dia haver sido apresentado ao mundo da leitura, gosto muito de cinema, de séries, mas, todos têm seu valor, nada como assistir a uma adaptação de uma obra literária para o cinema e saber detalhes que não serão exibidos na telona.

    Enfim, posso ter fugido um pouco do tema, mas como estou com um “tempinho” disponível foi possível escrever mais do que cinco palavras.


  3. Cara por isso que leio seu Blog, realmente o mundo hoje está um caos, devido aos preguiçosos de plantão!, eo mais interessante é saber que esses “adolecentes” que usar o messenger para foder (literalmente) o português, será o futuro do Brasil, sei que não escrevo certinho, mas ao menos eu me esforço, tenho a boa vontade de não querer escrever errado, para não complicar a vida de quem está lendo (se você estiver lendo… eu fiz o máximo para não escrever errado =D) mas infelizmente enquanto o pessoal não tiver vontade de se destacar, de receber a mensagem “nossa como você escreve certinho”, apenas alguns “gatos pingados” que vão se destacar…

    ty;


  4. No mundo da Nayara Pop Star Barbie Sex, que ainda rende atenção ao visitar o CT do Santos, eu to quase perdendo o meu poder de indignação.


  5. Caro Felipe
    CENÇASSIONAU !!!!
    …Resume toda a nossa realidade. Parabéns pelo seu blog, que o descobri a alguns meses e sou frequentador diário. Uso pouco o msn, porém da vontade de gritar quando situações como as que voce mencionou acima ocorrem. Voce tem que LER em voz alta 1 ou 2 vezes para entender/traduzir o que a ANDA do outro lado tentou dizer. Acredito muito que o nosso maior problema é a preguiça de ler. Não sou tão novinho assim como voce ( ja tenho uma neta – linda ), mas na ” minha época ” a leitura era quase que obrigatória nas escolas…as professoras exigiam que voce praticasse, e olha que sempre estudei em escolas públicas…que não deixavam a desejar para as particulares (… quando o ensino ainda era bom ). É, fica a saudade e a preocupação de como será o futuro da minha neta…. Forte abraço.


  6. concordu plenamenti cuntigu miguxu

    rs


  7. Muito bom!!
    Ta certo que eu não escrevo certinho quando estou falando com alguém no MSN, ou até mesmo quando comento algum post dos blogs da vida… Mas várias vezes me perguntei como se escrevia algumas palavras graças aos vícios da internet.

    Até tenho um blog abandonado com “magníficos 1 post”, é que falta inspiração…

    Enfim, crítica construtiva e que “nOs LiBeRteMoS”…
    =S

    PS: Um errinho de concordância nessa frase (você’S’):
    “Por sinal, você já conhecem o novo verbo? O “tar”?”

    Abraços


  8. Pô… ainda mais quando enchem as mensagens com aqueles desenhos que entram nos lugares das letras ou palavras… como uma Hello Kitty dando com a mão pra dizer um simples “oi”… ou então aquelas cores desgraçadas que parecem que tem raio laser e vão direito no olho…
    Pior que quando você pede pra mudar ou não usar… é um tal “nerd abestado”, “deixa de ser fresco” e coisas do tipo.


  9. As abreviações da linguagem “internética”, até certo ponto, serviam apenas para facilitar a comunicação. Me lembro antigamente, quando as únicas coisas que eram abreviadas era “vc, pq, blz” e coisas do gênero, além de outras letras que substituiam acentuação (naum, eh). Mas o que se vê agora é que não existe mais coerência nas frases, não existe mais consciência gramatical, ou mesmo se pensa sobre a origem de uma palavra quando se vai escrevê-la pela primeira vez. Não preciso ficar citando exemplos, é só entrar lá na GTO e ver o que esse povo anda escrevendo. Sugiro ao nosso (não tão) querido governo que antes de tentar a inclusão digital, tentem a INCLUSÃO LITERÁRIA. Por que de que adianta promover a troca tecnológica de informações, se essa informação trocada é um lixo inútil?

    P.S.: Sou gremista com muito orgulho! E pelo menos no meu time não tem nenhum bambi jogando, nem aparece um bambi de uma novela qualquer de um conglomerado qualquer torcendo pra ele! Rá!


  10. FANTÁSTICO!!!
    Parabéns pelo excelente texto, encaminhei aos amigos com a devida fonte é claro.
    Abração.


  11. É muito importante saber usar a língua em sua forma normativa, mas, será que devemos nos prender a ela?

    Acho até engraçado usar o “naum” (no MSN) como uma brincadeira fonética, daquelas que a língua prega em nós. E no MSN falamos como queremos (desde que nos entendam). Poxa vida!!!. São nossos amigos (e ou não). Uso o MSN como se estivesse em uma conversa oral, tão informal quanto eu falo com meus amigos.

    Concordo com o Felipe quanto ao uso errado da língua. Porém, deve-se saber distinguir o que realmente é erro ou o que é simplesmente evolução da língua.

    Considero como erros, aqueles que prejudicam a compreensão do texto. Principalmente os referentes à conjugação temporal verbal, as conjugações pronominais, na ausência do mesmo, e claro os tão famosos erros de gênero, numero e grau.

    A língua se transforma e isso é muito bom. Ou mesmo os mais abeelistas, daqui, acham que o português atual é próximo de mil anos atrás? Ou o inglês, o chinês e qualquer outra língua? Não, não são. O que acontece, é que por causa do fluxo de informação, editoras, anti-reformistas e alguns saudosistas querem travar as mudanças da língua, mudanças essas que antes, ocorreram freqüentemente. Em pleno século XXI prender-nos-emos a língua normatizada no século XX? [Aliás, quem fala essa porra de ”prender-nos-emos”e “far-se-á”? Prefiro prenderemos-nos e fará-se]

    Já um celebre alguém qualquer dizia: a língua é de propriedade do povo que a fala. Talvez, salvo exceções (como o esperanto), até houve línguas que foram criadas literalmente. Porém, entre todos os outros casos, a língua é propriedade oral, evoluiu e evolui oralmente e tem a escrita apenas como ferramenta, ferramenta esta que surge muito depois da língua em si. Seria uma inversão usar a escrita para normalizar o que o povo fala.

    Ser contra o “novo verbo” “tar” seria hipocrisia minha, porque oralmente eu o uso. Tanto hipócrita quanto egoísta ser contra mudanças e simplificações da língua.
    Quem aqui não usa o “você” ou o tão rechaçado “cê” oralmente? E mesmo aqueles quem rechaçam tanto o “cê” ainda estão usando contração. Ou esqueceram-se do histórico do “você” (Vossa Mercê => Vossemecê => Vosmecê => Vossancê => Você)?

    Sou super a favor às contrações evolutivas. Pronomes e verbos curtos facilitam a fluência da comunicação. Não implicando em ambigüidades e ou perda no sentido do que se queira expressar, as contrações e modificações evolutivas são muito positivas.


  12. Concordo plenamente……..escrever mais foi um dos motivos pelos quais resolvi fazer meu blog, ecom ele to me policiando mais….
    Só nãoconsigo deixar de escrever cisas como “vc,tbm e naum”…….maspelo menos é so na net e em documentos “não oficiais”, mas também to tentandomelhorar……

    Agora msn é sinônimo de desastre pra Português
    às vezes tenho q reler 3 vezes o dito, sim REler, pois está completamente sem sintaxe ou concordância….
    e olha q eu nem gosto de Port…..

    Abração


  13. a escrita infelizmente não é sinal de inteligência. Os dialetos que surgem pelo mundo e pelos grupos sociais são vertentes do vernáculo e fazem sentido para algúem inserido neste meio. O internetês surgiu porque algum “idiota” queria assim? não. Foi porque fez sentido.
    É exatamente o mesmo que analisar os erros gramaticais que encontro em reuniões com chineses falando inglês. Falam tudo errado. Mas eu entendo o que querem e me comunico com eles. O que deve ser valorizado é o conteúdo da conversa.
    O que não encontramos são pessoas com conteúdo suficiente de hoje em dia.
    Dizer que se escrever corretamente é essencial para ser inteligente é uma ditadura de pensamento: igual à que essas pessoas sem conteúdo impõe com seus bloqueios mentais. Não se perde a inteligência escrevendo errado. Perde-se inteligência sendo intransigente.
    Parabéns pelo meu blog favorito e por assuntos muito pertinentes.


  14. Parabéns, uma critica construtiva, fazia tempo que não lia uma critica sua com esse intuito.
    Legal, muito legal


  15. kramba vééééi pq tanto pobrema com o pessoal q escreve errado no windows live messenger? vc tar com algm pobrema?

    Sacanagem, é verdade mermo isso tudo que voce disse, eu parei com essa mania de escrever abreviando no msn faz anos ja porque chegou uma hora que eu nao lembrava aonde botar os acentos na hora de escrever uma redacao e vendo tambem meus amigos escrevendo vc em redacao pra vestibular. Parei de escrever assim, mas a unica coisa que eu ainda faco é nao botar os acentos (risos)

    Blog exelente, pena que voce ta com falta de inspiracao ultimamente e nao tem postado com tanta frequencia


  16. E o bendito verbo “chingar”, que segue uma lógica invertida de abreviamento? E o “se” como fosse abreviação de você (cê)?? E os verbos terminando em “ão” pra designar PASSADO?? E “am” pra designar FUTURO?????

    Por que estão assassinando a língua, POR QUÊ????


  17. Clap! Clap! Clap!

    Aplaudo em pé o seu texto e o comentário do Furby!!!

    Pena que quem precisa lê-los tenha preguiça de pensar…

    Não se preocupe, Felipe, deixe que Darwin selecione!!! hehehehe

    Um beijo, e parabéns pelo blog…


  18. Concordo plenamente!


  19. Teu texto foi a síntese do meu pensamento sobre a escrita no dia-a-dia. Ainda hoje comentava com um amigo do trabalho como podem ainda acontecer certos erros e nem falo de erros de “português requintado” – até mesmo porque atualmente, como disseste, na linguagem ême-ésse-ênica vc é tido um pouco como “carrie, a estranha” se formula uma frase com o tempo verbal correto.
    Chega a impressionar os erros simples, de palavras que lemos nos jornais, nos outdoors, em revista e ainda assim, determinadas pessoas são incapazes de assimilar, nem pela repetição. Isto não tem nada a ver com o fato de ter ou não o tal “dna da escrita” e sim, ser quase acéfalo ao ponto de não conseguir ter nem memória fotográfica para, por exemplo, não escrever “dinovo” (assim… tudo junto mesmo) ou “nova mente” (assim… separado mesmo).
    Mas enquanto houverem os beócios, continuarei tendo minha vaga garantida como redatora publicitária! hahahahaha. Isso me faz crer que sempre haverá uma vaguinha no mercado para mim!
    Viva o gen da escrita e os aminoácidos celulares que ativam a vontade de ler.l
    Curti mt o texto.


  20. Ultimamente, eu estou tentando escrever certo, porém e muito dificil de resistir a tentação de escrever umas palavras erradas.


  21. Pois é, Felipe

    um sábio disse uma vez que: “Escrever bem é o resultado de somente duas coisas: Observação e leitura.”

    Só queria constar que “elo de ligação” é um pleonasmo.

    Ps: Foi intencional? 😀


  22. Excelente texto


  23. Mandou muito bem Felipe.
    Fiquei sem palavras diante do post. Sua indignação é visível, espero que ele sirva de “toque” para os internautas que visitam o site.
    Aplausos “pr’ocê”!!!


  24. Apoiado!! Apoiadíssimo!!! Essa internet e a rede “grôbo” estão emburrecendo as pessoas… Conheço muitas pessoas que não lêem por preguiça de abrir um livro que dizem: Ai é muito grosso… (grosso é o meu pa*!!)
    Mas se for pra ler um GIBI, lêem que nem criancinhas empolgadas…


  25. Onde eu assino?


  26. também escrevo certo a maior parte do tempo…

    só a pontuação que não sai muito certo, menos por causa das vírgulas, mais pelos pontos finais… uso muito reticências..
    e letra minúscula no início de frase.

    além de ser mais fácil de entender, é mais bonito e, pelo menos ao meu ver, passa uma “seriedade” maior… a pessoa do outro lado te vê com outros olhos.

    gostei do artigo 🙂


  27. Cara, confirmo o que você disse, mas você podia pegar um pouco mais leve também. Não vejo problema no “tar”, mas realmente há coisas que me irritam. PRA QUE MUDAR A PALAVRA? Exemplo: “como você está?” vira “comu c tá?” (ah, e esse ponto de interrogação é opcional para alguns hahaha). Qual a diferença de escrever um ‘o’ e um ‘u’?

    É verdade, irrita.

    Obs.: Como diria o pessoal do NNF (“nóis na fita”), elo É de ligação hahaha (sem querer te sacanear é claro).


  28. nuss kra, teu txt foi óh! móh! manerooo!
    prbns!
    rs

    brincadeira!
    ótimo texto! bem formulado e analisado.
    clap, clap, clap, clap…


  29. Aê portador da imunodeficiência adquirida, tu tá arrebentando, em!
    Velho, de acordo com meus cálculos, desde que tu começou a morar sozinho aí (e a liberar o orifício retro-anal, porque só tendo sido apanhado pela SIDA para tal esqueletice) teus textos estão cada vez melhores! Desde o da “Heróia Eloá” e o dos emos que tu tem dado um embasamento muito mais féla da puta pro blog, preferindo a coesão à acidez descabida, tu tem treinado?heuehuehueheuh
    Na boa, hoje em dia tu tens sido um dos blogs* com melhor conteúdo por aí. Forte abraço!

    PS: Tu quer blogs ou BLOGUES, professorzinho de merda?heuehuehuehue


  30. Tudo bom Felipe? , eu conheci o BLOG sem querer, quando fiquei com a pulga atrás da orelha com a chegada do ETS, eu vi vários como eu sabia que eram Et´s? fácil saber estavam de verde, feios pra caralho, até uma hora que me liguei numa parte do corpo deles havia o emblema do PALMEIRAS, putz! só porque aqui mesmo dois individuos irmãos gêmeos me resolvem sair na rua com a camisa do time, justo no dia, bem mais voltando ao assunto do POST, realmente cara ninguém quer ler, ou quer se informar, esses dias cheguei pra um amigo e disse que estava lendo um livro muito legal, e o pior quando se é leitor “verdadeiro’ você viaja no livro, se interessa , quantas vezes meus camaradas me pedem pra falar dos livros que eu leio porque tem preguiça, pura realidade, hoje em dia a maioria que ficar no msn, escrevendo errado, e vendo videos marketeiros de carol miranda tomando uma “pirocada”, nas fotos dela que saiu ela ate dava risadinha quando dava a bunda! , mas é isso aeeeeee!, Parabens pelooooooo textoooooooo!, e para as pessoas cujo foi designado o post sai do msn e vai lê um livro porra!, de preferência a Biblia, porque só um milagre pra fazer te fazer parar de escreve errado! AuaouapojoiajoijPOJAJoaa!


  31. Concordo que ‘saber escrever’ está ao alcance de todos que queiram aprender, porém, para sermos escritores precisamos mais do que simplesmente saber escrever.
    Sempre ouvimos que “queremos cultura ao alcance do povo”, mas o povo que adora as mulheres fruta, e antes delas as loiras do grupo de axé da moda, quer o cultura? Será que eles procuram saber? Ou pior ainda, será que eles querem sair dessa mediocridade?


  32. Não dá pra entender qual é a moral de usar “naum” no lugar de “não”, já que ambos utilizam o mesmo número de teclas. A princípio, não deveria ser uma linguagem abreviada?
    O pessoal simplesmente gosta de escrever errado… Não faz o menor sentido “abreviar” palavras que na verdade continuam do mesmo tamanho.

    Nunca vou entender o que se passa na cabeça dessas pessoas.

    PS: Ótimo post… Vivo dizendo isso… Ou melhor… Vivia. Pessoal acha “chato” quem implica com esse tipo de coisa.


  33. Concordo com o Furby, sempre me identifico com os seus textos e situações que você vive (creio que não seja a única). Já me disseram também que eu escrevo certinho, mas “ué”, essa não é a forma NORMAL de se escrever?? Eu respondo assim, e alguns ainda insistem em dizer que escrevem errado porque é mais rápido. Ilusão, digitar é prática, assim como o ler, escrever, compreender.
    Enfim, é irônco como a internet nos fornece todas as informações para se tornar uma pessoa melhor e, em contrapartida também nos induz a nos tornar perfeitos idiotas. Creio que a grande maioria dos internautas entram na internet apenas para acessar o orkut e o msn, comendo apenas uma mísera uva de um grande banquete que a internet proporciona.


  34. Certíssimo Felipe!
    O “internetês” é até válido… SE FOR USADO EXCLUSIVAMENTE PARA A INTERNET!
    Até na própria internet existem limites para o uso da tal “linguagem”, em um blog sério um um grande site, por exemplo, JAMAIS se pode usar um “tar”, “naum”, etc.
    Pena que as pessoas esqueceram disso, aí acontecem coisas como o Furby disse: “hoje em dia é possível encontrar palavras como ‘naum’ escritas em redações de vestibular…”.
    Não precisamos ser perfeitos escritores, mas ao menos temos que buscar ser os melhores possíveis.
    O ABSURDO CHEGOU AO PONTO EM QUE ESCREVER CORRETAMENTE É FEIO!!
    Lamentável…

    Parabéns pelos ótimos textos Felipe!
    Sempre te acompanhei mas não sou muito de deixar respostas, passarei a ser mais participativo nas discussões aquí! =)
    Abração!


  35. Cara, falou muito bem mesmo!

    E me incentivou a ler também.

    Obrigado!


  36. Conheço pessoas (eu não faço isso) que estão tão acostumados a abreviar as palavras que acabam misturando o idioma do msn numa redação. O “vc” é o campeão de aparições. Aqueles fóruns on-line são a prova de quanto a Língua Portuguesa é mal usada: verbo terminado em -m indicando futuro, faço e fazer com -ss e por aí vai. É bom saber que você também é contra isso…
    Parabéns pelo blog e pelas opiniões bem argumentadas.
    Abraços


  37. Felipe …

    Já leio seu blog há um tempo mas nunca tinha feito nenhum comentário. Aprecio bastante pois temos idéias e conclusões semelhantes sobre diversos fatos , mas realmente dessa vez você se superou , é apavorante o que encontramos escritos pelos msns da vida .

    Aliás , junto com essa falta de cultura vem a falta de educação incrível que vemos por todos os lados. Uma das grandes que realmente me aborrece é quando ligam pro meu celular e mandam : “Alô , e aí tá aonde ? ”

    – Pôrra !!! Se eu quisesse você aqui eu te chamava !!! … mas , é a vida moderna …

    []s,


  38. Belo post, como sempre.

    “Nossa, como você escreve certinho” – Já ouvi muito isso, e sempre vem dos que escrevem com o cotovelo.

    As vezes uma acentuação aqui e acolá são esquecidas e a omissão das mesmas se torna irrelevante, mas escrever “oy comu voc tar?” ou “mim veve nu emi essi eni i nu ourkuti” já é analfabetismo elevado a vigésima potência.

    Inclusão digital e Casas Bahia: Acabando com o bom e velho português na Internet.


  39. Eu aprendi a não me incomodar mais…
    Eu faço o certo, se os outros querem fazer o errado, azar o deles –‘

    É mesmo, o Fred nunca mais postou aqui
    Por que, hein Felipe? xD


  40. Concordo plenamente com você, en gênero, número e grau. Hoje, com a advento da “lei do menor esforço”, ninguém se preocupa em desenvolver as idéias.


  41. E ainda escrevi errado: é em gênero, número e grau…


  42. Enfim…


  43. Excelentes colocações. Parabéns pelo texto e idéias. Pena que nós acabamos nos tornando ilhas de resistência à essa imbecilidade sem tamanho que é o tal “internetês”. É uma forma retardada e preguiçosa de se expressar, utilizada por pessoas idem.

    Se você dirigir-se à um adolescente, entre seus 13 a 20 anos, querendo discutir esse assunto, é tão inútil quanto convencer uma senhora, dona de casa, a não assistir novelas.
    O que mais assusta é que tenho recebido mensagens via MSN de clientes e contatos comerciaism cheios de “nussa”, “susse”, “aki”, entre outras. E me assusta mais ainda o que pode vir por aí, quais serão as novas evoluções dessa “Gramática” . . .


  44. Olá Felipe já faz um tempo que eu acompanho seu blog, e devo dizer que você está de parabéns.
    Mas eu tomei a liberdade de colocar esse seu pequeno erro de concordância nessa frase: “Por sinal, você já conhecem o novo verbo? O “tar”?”…..por um acaso faltaram alguns “eses” ou como preferir tem um “eme” a mais…..
    Desculpa eu chamar anteção para um errinho tão idiota que todos um dia acabamos cometendo, mas eu só fiz isso para mostrar-lhe que você não está sozinho nessa “onda” de escrever corretamente, e que eu, como eu entendi, e você gostamos bastante de leitura, gostaria que se for esse o caso você pudesse me indicar por e-mail algum livro que você julgue interessante.
    Um abraço de um leitor assíduo do controleremoto…..

    Ps: por favor aceite esse comentário

    ———–

    Corrigi o erro, muito obrigado.
    Foi apenas uma letra que falhou na hora da digitação.


  45. Cara, meus parabéns pelo texto.

    Você realmente escreve muito bem. E tudo que disse a respeito da leitura, concentração e sobre o hábito de escrever é verídico.

    Parabéns novamente.

    Gosto muito de ler os textos que você escreve, pois além deles serem muito bem redigidos, são sobre assuntos muito interessantes.

    Abraço!


  46. Filipe, como sempre eu o parabenizo por mais um post….Adoro seu ponto de vista sobre as coisas sabe, talvez por ser igualzinho o meu, quer dizer quase sempre igualzinho.
    Tipo, dessa vez tenho que fazer uma critica a sua critica kkk, e é ezatamente sobre o “intêrnêtês” , as palavras “nawm”, “nuss” e os verbos “tar”, “éh”… são inevitaveis, a ligua esta viva e muda a todo instante, a 200 anos atrás não era como hoje e daqui a 200 também não será, a lingua se adequa a nossa nescessidade ou seja se o estilo de vida muda a linguam também muda, como eu disse ela se adequa a nossa nescessidade ou seja nawm critike as pessoas por axarem estranho vc escrever certinhu nu msn,
    pois nu msn se escreve ao estilo intrênêtês e em uma prova de vestubular se escreve ao estilo acadêmico, sendo assim vc adequa a linguagem para a situação em que ela é pedida.

    Vlw, continuo fã do kontrole remoto…kkk


  47. Putz!
    Também odeio esse tal de “internetês”
    É igual essas pessoas que tem um “emoticon” para cada letra do teclado
    Ah, que raiva que dá

    PS: Sei que aqui não é lugar pra isso, mas eu já adicionei seu banner no meu blog e mandei email, como não obtive resposta estou avisando por aqui


  48. a moda é o ”nemim”..

    Ele vai por a piroca nemim.


  49. “Falae priminhu lindu!”

    huahua Ok. Estou brincando.

    Parabéns garoto. Excelente texto. E você sabe que não sou de rasgar seda por aí.

    Veja se aparece.

    xau! 😀

    Tchau!


  50. Concordo com essa parte do escrever corretamente, ler, etc… mas porquê diabos essa busca pela fama?

    “Deixar sua marca na história” ah pra pqp…

    Com certeza a maioria das figuras marcantes ñ tinham a mínima intenção de ser, apenas foram pessoas que fizeram o bem que estava ao seu alcance. Essa busca por notoriedade é responsável por boa parte dos problemas da humaninade.

    Pra mim… ter o reconhecimento das pessoas que me são importantes já é o suficiente… o resto… é resto.

    ——————

    Em momento algum eu disse buscar tal coisa.
    O que defendi foi que os maiores seres humanos da história eram, em grande parte, influenciados por estas 3 práticas.
    Não precisa ser o maior gênio da humanidade, mas conformar-se em ser 5% do que poderia, é realmentr triste.


  51. Acho que o pior mesmo, não é nem o internetês, mas as palavras que o povo inventa.
    É assustador ver o português se degradando de forma tão rápida.
    É desanimador ver um adolescente de 15 anos que não sabe falar/escrever e/ou nunca leu um livro (por conta própria, claro).

    Parabéns pelo seu texto. Cada dia que passa te admiro mais!


  52. nuss… comu c escreve certinhu


  53. Parabéns pela iniciativa! Pelo menos alguém concorda comigo… Acho impressionante essa vulgarização da Língua Portuguesa…
    Como pode, nos dias atuais, um adolescente escrever tanta besteira ao mesmo tempo?
    Tudo bem, eles “se entendem” entre si, e nós também entendemos alguma coisa, porém, acho ridículo… Escrever bem não requer tanto tempo a mais assim!
    Vamos nos unir numa campanha para que a escrita seja bem melhor tratada!
    Eu apóio completamente!
    Beijos!


  54. Bem, o internetês é uma nova forma de linguagem, utilizada em um contexto virtual, para facilitar a escrita,e poupar uma digitação mais acirrada…Mas concordo que existe uma grande parte dos usuários que não se habilitam e pouco fazem questão de atentar para uma escrita bem feita, de como a gente aprendeu nos tempos da escola, respeitando as concordâncias gramaticais.É de doer!Em compensação, graças à net, nunca a comunicação foi tão bem difundida!Antes, quem não gostava de escrever, agora se vê obrigado, mesmo errôneamente, a utilizar os caracteres do teclado de um computador!


  55. Simplesmente MAGNÍFICO! Meus parabéééns, de verdade! A-DO-REEEIII!!!!!!!!!!! =]


  56. Olha, até concordo com sua opinião Felipe. Porém, o “elo de ligação” doeu!!!!!!!!
    Nem tudo é perfeito…


  57. Humpf !!! Txtao mess… mas dorei .. é issu ae ! *rsss

    Concordo que escrever no msn, com amigos, é algo INFORMAL… nao vejo mal em escrever errado por brincadeira, ou escrever como falo.
    O Problema é o vicio. Depois que acostuma a escrever errado, já era..


  58. Meu Amigo, Parabens, achei que eu era o único que odiava isso.


  59. Achei excelente a abordagem. Com efeito, já me deparei por vezes com o citado problema, e digo mais… as pessoas estão simplesmente trocando 70, às vezes 80 ou 90% das palavras que compõe as suas frases no MSN por simbolos (emoticons) e isso torna o entendimento por vezes irritante. E pior, se você pede que a pessoa repita a frase, acaba gerando um pequeno mal-estar ! Não defendo que se utilize um portugês clássico em conversas no MSN, mas seria agradável poder ler uma frase e entendê-la… Corroboro seu texto e digo mais: 99% dos gênios que já presenciamos neste planeta utilizavam um bom tanto da sua inteligência para se fazerem entender, talvez por isso tornaram-se celebridades. Um abraço a todos.


  60. Um belo post que retrata a sociedade dos fúteis e sem futuro que prosperam em nosso país.


  61. Evolução é a mudança para melhor, certo?
    Quando algo não funciona bem procura-se modificar para que passe a funcionar bem e ser útil.
    Aqui no planeta Terra, porém, parece que está se intensificando uma tendência em se modificar o que alguns dos terráqueos têm dificuldade.
    Ou o que não funciona bem porque é mal cuidado, simplesmente muda de nome e continua a mesma coisa.
    Até a reforma gramatical que “pretende” uniformizar a língua portuguesa nos países que dela se utilizam: Portugal, Brasil, Angola, etc.
    O próximo passo seria a instituição de um idioma único no mundo ?

    Deve ser a cultura do caminho mais curto, a teoria do mínimo esforço.
    O argumento costumeiro é o de que não se tem tempo para desperdiçar: a globalização, a competitividade não permitem…

    E dá nisso…


  62. O tempo é corrido , a maioria das pessoas não querem perder tempo digitando tudo certinho.
    Deixo isso para intervalos de expediente ou quando estou sem pressa, talvez o “português esteja se degradando” em alguns casos – o que não é o meu – mas não significa que as pessoas desaprenderam a escrever. Será que isso vai realmente nos servir futuramente, acho que não.


  63. Olha, concordo com algumas coisas que você disse. O que você falou sobre leitura é bem verdade. É importante ler e é essencial para o crescimento de um indivíduo. Agora, sua aversão às formas adaptadas da escrita denotam um claro desconhecimento do que as ciências lingüísticas têm estudado a esse respeito. Você mostra conhecer bem a norma culta… mas não a lingüística. Você pergunta se alguém conhece o verbo “tar”. Eu conheço e o uso todos os dias. Você vai me dizer “mas isso é oral e não escrito”. Os chats são uma tentativa de nos aproximar de um diálogo oral! Não tem a finalidade de diálogos formais. Quando você diz que isso é falta de inteligência, eu rebato dizendo que isso prova a inteligência do ser humano. Não ficamos presos àquilo que recebemos: desenvolvemos e ainda colocamos um toque pessoal. A lingüística gerativa fala sobre a pobreza do input (do que nós recebemos de informação lingüística) x a riqueza do output (nossa capacidade de expor). Ou seja, o que sai das nossas bocas é muito mais rico do que as informações que entram nos nossos ouvidos. Conseguimos fazer formulações muito mais complexas do que o que escutamos dos nossos pais.
    Também não existe uma linguagem desconexa (a menos que a pessoa tenha problemas mentais). A pessoa que diz “nói fumo” sabe muito bem que não pode dizer “eles fumo”. As regras são claras. A forma “fumo” só pode ser usada com o pronome “nói”. Isso é uma regra e não pode ser quebrada. Existe uma retrógrada relutância muito grande em admitir que a língua possui muitíssimas variações e nenhuma delas é menos lógica ou menos inteligente do que a outra.
    Aconselho você a ler “Preconceito Lingüístico” de Marcos Bagno. É um livro para aqueles que querem se introduzir na lingüística, mais especificamente, na sociolingüística. É de leitura agradável e acessível.
    Estudar a sociolingüística, observar os fenômenos da língua por uma abordagem científica e não dogmática como essa que você aqui postulou vai ajudar muitíssimo a abrir mais a mente a essas questões e diminuir essa terrível aversão preconceituosa que você tem às variações lingüísticas. Mas isso é compreensível. Afinal, o que é mais fácil: analisar à luz da ciência os fenômenos lingüísticos ou simplesmente taxar de certo ou errado?

    Eu sou, como você pode ter notado, cientista da linguagem.

    Abraço.

    ——————

    Você adquiriu a opinião dos críticos. Aquela que se baseia em minorias.
    Releia o que você escreveu, desta vez pensando na massa ignorante brasileira, que não escreve errado para simplificar e sim por falta de conhecimento, por ignorância de fato.

    Se somente existissem pessoas encaixadas no contexto que você apresentou, este texto não existiria.


  64. Concordo com você, menos em um pequeno detalhe… o tal “elo de ligação ” quase no final do texto. O termo “elo” por sí só já indica uma ligação… “elo de ligação” é uma tremenda redundância…

    Mas tudo bem, ninguém é perfeito (nem eu, que por certo posso ter cometido algum errinho por aqui).
    abraço


  65. Concordo plenamente com você.
    È lamentável este tipo de escrita.
    Principalmente quando vemos nossos jovens que nãio sabem falar
    É lastimável que em pleno século XXI depois de tantos pensadores, filósofos, pessoas ilustradas, etc que o mundo nos deu e estamos voltando a era das cavernas!!!!
    Que tristza!!!!! Lamentável!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


  66. Olá!
    Parabéns pelo texto.
    É realmente necessário que existam pessoas como vocês, que lutem por um português correto, diante de uma barbaridade que é o “internetês” hoje em dia.
    É impossível manter uma conversa com alguém no msn que escreve assassinando o português por pura preguiça de escrever correto. E olha que às vezes não são pessoas desprovidas de cultura, mas pessoas inteligentes que querem fazer parte dessa “modinha” imbecil de escrever errado.
    Parabéns pelo texto. Se me permitem, pegarei o texto de vocês para colocar no meu, citando a fonte, claro.
    Abraço.


  67. Mostre-me como escreves, teus textos e dir-te-ei quem és.


  68. Nossa! Que coincidência…
    Acabei de “copiar” umas frases erradas e mandei para o e-mail do meu filho.
    Dói os olhos ler tanta coisa errada como : vo come , vo ve, vo le, passea , enfim o “R” não é usado na fala e nem na escrita.
    Letras trocadas como : S Ç Z , a palavra “MAIS” em explicações…enfim , a gramática está sendo ASSASSINADA!

    Envio a cópia do e-mail que mandei , leiam esses ABSURDOS , até o próprio nome, escrito em letra minúscula :

    “Este internauta recomenda esta loja
    Escrito por edirafa , quinta 9 outubro 2008
    divulgar melhor
    acho q deve divulgar melhor sua loja a comesar pela cidade q nao e no quaruja e sim no interior de sao paulo “

    “Este internauta recomenda esta loja
    Escrito por bufalo bil , quarta 3 setembro 2008
    bonde do bufalo
    eu acho que vcs devem divulgar mais a onde se encontra o produto ! “

    “Este internauta recomenda esta loja
    Escrito por sheylla , sábado 16 agosto 2008
    papel
    essi papel cerve para impressora jato de tinta lexmark “

    “Este internauta recomenda esta loja
    Escrito por sheylla , quinta 14 agosto 2008
    facil
    esse papel cerve para cor escura tipo camisa preta “

    “Este internauta recomenda esta loja
    Escrito por embramadeiras , terça 5 agosto 2008
    extra
    exelente muito boa “


  69. eu achei q tu exagero mt, cada um com seus problemas… se o funalinho quer escrever errado, o problema é dele, quem vai se ferrar é ele…
    e outra, tem pessoas que conseguem administrar mt bem as duas coisas: escrever no msn e escrever em outras funçoes do dia a dia.
    é um exagero pensar que nossa lingua portuguesa irá sumir, desaparecer e bla bla bla…
    quem mando ela ser tao cheia de frescurites.
    acho que no msn e no orkut a pessoa pode abreviar as palavras, já basta a xaropisse de escrever sempre certo no trabalho, na escola e tals… é um momento de lazer, de sair do estresse…vamo dexah d se xatu e fika pegandu nu peh dus cara pô oksoaksoksoaksoa…

    pretendo faze facul de letras, adoro ler e escrevo cronicas, contos e estou escrevendo um livro.
    controversias e ironias…aiai…
    Beijuo pra ti* e sou gremista tb…hehehee


  70. Eu ia falar alguma coisa…
    Ia mesmo. Mas, tudo o que eu viesse por acaso a dizer alguém falou antes de mim…
    A verdade é: pensar dá trabalho(na visão de muitos). Escrever bem, ou ao menos de uma forma decente, exige que a pessoa pense (é, esforço mínimo para quem lê e está acostumado isso)… Logo, quando a regra geral é não pensar (analisem o mundo fora do mundo escrito, o que as pessoas ouvem em termos de música nesse país, o que faz sucesso no gosto geral, etc), qualquer coisa que tenha como exigência isso… Torna-se complicada…
    O que me custa um infeliz escrever “infeliz” no lugar de infelis? Escrever sima ao lugar de cima? O que custa? Tenho tantos exemplos melhores que estes…
    Meu problema principal é… uma coisa é tu abreviares para facilitar a tua vida e ser mais rápido para te comunicar(nem todos são datilógrafos profissionais), a outra é tu bagunçar tua língua materna porque não queres usar o teu cérebro…
    Perdão pelo comentário furioso… É que…bah! A coisa está indo de mal a pior… E quem escreve assim ainda por cima se acha na razão…


  71. Já briguei com uma sobrinha adolescente porque simplesmente não estava endendendo que “língua” ela estava usando para conversar comigo via nete. Notei porém que não é só ela que escreve desta forma “moderninha” praticamente todos em menor ou maior escala estrupam a língua escrita portuguesa.
    Sou surda e tenho vergonha de falar minha lingua errada mais, como eu falo meus problemas com a tonicidade é uma tragédia a fonoaudiologa que me atende diz que meus problemas para ler lábios é culpas das pessoas que não articulam bem a própria língua. Um absurdo, porque nínguem está nem aí para melhorar ou corrigir este problema, fico com minha comunicação prejudicada.


  72. …Nunca consegui adaptar-me a messengers por causa deste tipo de coisa, simplesmente não entendo o que as pessoas me dizem… este tema já foi assunto de muitos vestibulares (sou prof.) e é sempre bom ver alguém defendendo a nossa língua. A língua é alma da cultura de uma nação… a seguir exemplo dos franceses…
    Nota 10!!


  73. Felipe , parabéns pela grande contribuição para me fazer sorrir neste fim de tarde . Nada que um belo texto sobre a banalização da nossa forma de nos comunicar , seja pela internet ou em qualquer parte . Nem tudo está perdido …


  74. Felipe Neto

    Parabéns pela crítica altamente construtiva. Acabei de mostrá-la ao meu filho adolescente que insiste com os “naum”, “valew” e outros “gramaticídios” que circulam pela rede mundial.
    Segundo ele, isso é feito porque os outros escrevem assim. É para “entrar na tribo virtual”.
    Bem, considerando que índios ainda não saíram do neolítico, apesar de conhecerem o computador, agradeço a sua inestimável contribuição para integrá-lo à civilização.

    Ass: Um pai agradecido


  75. Caro Felipe, boa noite. Foi com imensa satisfação que li, pela primeira vez, uma crítica dura e justificada a nova linguagem que vem sendo usada, não só por adolescentes, como alguns comentários atestam, mas por muita gente adulta e com certo grau de cultura. Enquanto essa infâmia ficava restrita ao msn e internet de modo geral, pouco me incomodava. Mas sou pai de adolescentes e para minha surpresa e indignação, estão migrando esse linguajar para coisas do cotidiano, como a última prova de português, com nota baixíssima, por conta disso.
    Mas acho que dificilmente esse quadro será revertido. As próprias escolas pouca importância dão ao fato. Não se incentiva mais o gosto pela leitura. Vejo jovens, se preparando para entrar numa faculdade e nem mesmo sabem ler um texto em voz alta. E para piorar a situação, serão esses mesmos jovens que terão a responsabilidade de cuidar da Educação no futuro. E eu te pergunto: como?
    Um grande abraço e parabéns pelo excelente texto!
    Ricardo Aveiro.


  76. Nossa, adorei seu texto! Fico indignada com certas “coisas” que leio por ai!
    Muito bom. Também tinha essa mania.. mas graças a Deus acabei com isso de uma vez…


  77. Eu acho que as pessoas estão usando o internetês muito bem, não podemos nos esquecer que a linguagem tem um “porquê” e um “pra quem”. É bem possivel que se eu escrever em português gramatical no MSN, o meu interlocutor (a pessoa com quem estou me comunicando) sinta um estranhamento. A linguagem escrita, assim com a linguagem falada, é heterogênea e se modifica conforme o contexto. Não vou dar uma palestra sobre geologia com a mesma linguagem que uso ao conversar com meu filho de 4 anos de idade e nem com a mesm linguagem que uso ao conversar com o feirante.


  78. Tem uma menina que sempre me diz assim “Tão fofinho, você escreve tudo certinho no msn!” ¬¬ E concordo com a Thais. Mas o que percebo é que o neologismo oriundo da internet, não é uma tentativa de abreviação das palavras e também não se deve a preguiça, é burrice mesmo. Tem gente que nem aprendeu o português mas já ta no mestrado em “internetês”


  79. Muito interessante o seu comentário! As pessoas não tem obrigação de saber a língua web, mas todos nós temos a obrigação de sabermos a língua padrão, ou seja, o Português em sua forma culta e formal para que todos possam ser compreendidos.


  80. Adorei teu comentário. Quem dera todos pensassem assim, quem sabe haveria menos pessoas ignorantes neste mundo. Com certeza nossos jovens estão cada vez menos cultos mas já te perguntaste de quem é a culpa? Quem sabe não seria o despreparo de nossos professores. Começa aí o desinteresse, por eles mesmos. Escolas que exigissem mais do aluno, espera aí, nos deparamos com o ECA que “protege” o aluno em sala de aula. O professor não pode exigir dom aluno mas o aluno pode dar no professor.
    A escrita em códigos na internet deve ser preocupação não somentes de pessoas cultas como tu mas dos pais que vêem isso tudo e acham engraçado e interessante. Para não serem chamados de “caretas” acabam escrevendo, diga-se assim, do mesmo modo. Até mais e parabéns pelo matéria.
    Luciane


  81. Felipe
    Que bom saber que existem pessoas que ainda valorizam a ortografia!
    Fico muito preocupada quando vejo meus filhos se comunicando pelo MSN com uma linguagem detestável,pois tenho medo de que em um futuro bem próximo não saibam distinguir entre o certo e o errado na língua portuguesa.Tive excelentes professores de Português, o que me fez interessar muitíssimo pela leitura.Que saudades desses MESTRES!Durante as férias escolares me trancava no quarto o dia todo para ler. Hoje leio menos, mas sempre que posso leio um livro, artigos interessantes etc. Tento passar essa minha experiência para meus filhos.Fico muito triste quando vejo “Educadores” dizendo :-nós vai, nós foi,
    nós tudo vai etc…Não estão sabendo escrever porque têm uma preguiça enorme de ler, pesquisar no dicionário e pensar que hoje eles têm um arsenal de material a favor deles,o que na minha época não tinha!!! Continue atento !!!


  82. Muito legal o texto, mas temos que lembrar que a finalidade da escrita é a comunicação. Apesar dos erros gramaticais, não podemos desconsiderar a eficácia desse tipo de liguagem. Acima de tudo não podemos nos fechar para a dinâmica da língua. O neologismo é a prova de que a liguagem se transforma e esse processo pode ser iniciado em qualquer lugar e tempo.

    O que será que pensaram quando mudaram a “pharmacia” para a “farmácia”, o “tu és” para “você é” ou o “vossa intenção” para “sua intenção”? Apesar de parecer assustador, na verdade as “novas” palavras são somente erros, em termos gramaticais, mais visíveis aos que cometemos diversas vezes ao dia ou um estágio transitório da comunicação.

    Mas acima de tudo, tem razão, todos precisam pensar e saber se expressar.

    Parabéns.


  83. Olá! Tudo bem? Desejo que sim!

    Você fez despertar no meu íntimo a vontade de expressar todo o meu clamor pela Língua Portuguesa. Sou

    professora desta matéria e me solidarizo com você em todos os aspectos. Quiçá todos tivessem a

    preocupação de escrever corretamente e mais do que isso, colocassem os pontos nos seus devidos

    lugares e os entonasse perfeitamente. Raramente vemos um texto com a pontuação devida, e quando

    alguém que não tem o mínimo conhecimento do idioma começa a lê-lo, temos a impressão que nossos

    ouvidos vão explodir de tanta ignorância. Num país como o nosso que só pensa em “empurrar” o cidadão

    sem o mínimo aprendizado, veremos sempre essa aberração, seja na escrita ou na fala. Escrever bem e

    falar bem não é privilégio de doutores, basta apenas buscar um bom livro para ler, buscar aquele velho

    hábito de fazer resumos e buscar no dicionário as palavras que são desconhecidas. É aí que se dá o

    pontapé inicial. Há que se voltar as velhas origens, porque na medida que as tecnologias avançam, menos

    o cidadão se preocupa em ler ou escrever. A internet é um meio de comunicação que veio facilitar demais a

    vida das pessoas, mas, por outro lado, tirou o poder de “leitura”, pois ficou fácil chegar diante de um

    computador e encontrar tudo pronto. É só imprimir o que se deseja e “pronto”! Já não preciso o

    que digitei, dizem alguns. Se as pessoas independentes de digitar ou pegar pronto alguma coisa que

    necessitam na internet, não se habituarem a escrever e ler, nunca vão aprender o seu idioma

    corretamente. Diz um provérbio russo o seguinte:”AINDA QUE CHEGUES A VIVER CEM ANOS, NUNCA

    DEIXES DE APRENDER.” Sendo assim aquele que lê vai se instruir sem nenhuma dificuldade, pois a leitura é

    a fonte do saber. Obrigada por você existir e levar um pouco de indignação,digamos assim pelos descaso

    da nossa tão querida Língua Portuguesa.

    Continue sempre assim, pois, são de pessoas como você que o Brasil precisa!


  84. JUVENCIO

    Parabéns!

    Sua abordagem é inteligente, pois, evidência a gravidade que estamos vivendo. É algo para aplicar medida de segurança e colocá-los em um hospital de custódia para tratamento.

    Abs.


  85. Concordo plenamente com a sua opinião. Infelizmente o que vale hoje em dia é a “moda”. Tenho um filho, bebê ainda, e eu já me preocupo com essas “modas”, pois quem não segue, segundo a maioria, é um “careta” , um alienado.
    Também me comunico pelo msn e orkut e tenho observado cada vez mais a deturpação da Língua Portuguesa. É triste, porque fica evidente que hoje em dia não é “moda” ler, escrever uma boa redação…
    O que eu puder fazer pra evitar que o meu filho “caia” nessa eu vou fazer!
    Tudo de bom.


  86. Felipe,
    Fiquei encantada com as suas colocações. Tenho 2 filhos (23 e 24 anos), gastei uma fortuna com a educação deles, sempre estimulei o hábito de leitura aqui em casa, mas temo que tudo isso vá por agua abaixo quando leio o que escrevem nos bate-papos da vida. É impressionante a capacidade destrutiva que esse pessoal tem em relação ao vernáculo. Tenho arrepios na espinha e dou ataques. Pense que ambos estão formados, com louvor. Imagina os demais?!
    Por favor, vá em frente com sua campanha.
    Abraços
    Estela


  87. gostei de sua critica, pois devemos valorizar a nossa lingua portuguesa assim como cada nação valoriza seu idioma


  88. Sou jornalista. Moro na Flórida. Grande parte da minha cultura vem da leitura (a rima não foi proposital). Penso que uma das nossas riquezas é o idioma e este deve ser preservado. Um dos motivos do analfabetismo via internet é o problema dos teclados. Se for configurado com “Inglês Internacional” o problema desaparece e todos os acentos e cedilhas funcionam aàs maravilhas. Ajudem a divulgar esse detalhe. Penso que será uma pequena ajuda.


  89. Go away little girl
    I’m not supposed to be alone with you
    Oh yes I know that your lips are sweet
    But our lips must never meet
    I belong to somebody else and I must be true.


  90. Olhe, tudo que você colocou em seus comentários li os meus desabafos devido a tamanha falta de inteligência de quem usa certos palavreados na internet e que, na verdade, cria vícios de linguagem de forma absolutamente incorreta.


  91. Estava demorando aparecer alguem de “bom senso” pr’a mostra como se escreve.
    Também acho ridículo essa forma que se escreve não só no MSN como no Orkut.
    É por isso que as escolas, não repete mais ninguem, todos são aprovados automaticamente.
    A maioria mal sabe escrever o nome!!!
    Adorei sua matéria. Parabéns.
    Sou amante da leitura e da escrita.

    Um grande abraço e muita LUZ…


  92. FANTÁSTICO seu texto, vc permitindo assino embaixo.
    Linda aquela imagem do livro abraçando a mulher


  93. Muito bom o texto. Mas, será lido e entendido por pessoas cultas. Essa “galera” [como eles se autodenominam] não entenderá nada. Alguns, leia, já até te ofendem. Mas, o vérnaculo dos mesmos é tão pobre que eles têm que utilizar aqueles velhos jargões. Concordo em que alguma coisa pode ser aproveitada. Na verdade, a lingua se modifica através da utilização da mesma pelo povo. Os exemplos são inumeros. Mas, essa rapaziada está exagerando, sewm duvida.
    M.


  94. As pessoas se expressam de formas diferentes, dependendo da combinação de fatores como: circunstância (tempo e local), extrato social, estado de espírito e o cenário em que está inserida. Quando se está na mesa de um bar, comumente, fala-se diferentemente de quando se está num debate na universidade, por exemplo.

    Não gosto, particularmente, do gênero textual “Internetês”, mas não creio que quem recorre a ele seja necessariamente alguém que não leia e não saiba se expressar. Dependendo da conjuntura, uma pessoa pode ou não se expressar melhor. Existem poetas que se tornariam monossilábicos em um colóquio de Física, mas também houve aqueles que transitavam bem em diferentes arenas textuais. Exemplo disso foi o filósofo e matemático Hurssel.

    Mesmo sabendo que não é o seu caso, acredito que devemos olhar para a história e perceber que em fenômenos lingüísticos, a exemplo dos regionalismos, ocorrem muitas coisas semelhantes ao que está acontecendo na Internet. E, mesmo que, por força do regionalismo, abreviemos e “distorçamos” palavras, isso não significa que não sejamos capazes de nos adaptar a fim de transmitir conhecimentos dentro dos parâmetros da norma padrão.

    Acho que saber se expressar é poder, dentro do possível, criar estratégias de diálogo entre os diferentes padrões lingüísticos, incluindo o modo de expressão construído na Internet. Do mesmo modo, apesar de também achar que a sociedade está transferindo os critérios de avaliação do mérito humano para fatores estéticos, não creio que uma mulher que queira ser ícone de sexualidade seja necessariamente burra ou não possa deixar marcas na história. Mesmo os maiores intelectuais têm seus vícios e perversões. E deixar marcas na história não é privilégio de quem sabe se expressar, necessariamente, mas sim de quem, na maior parte das vezes, é favorecido por aparatos de poder, sejam materiais ou simbólicos.

    Acredito também que, por mais que façamos leituras, não podemos contornar o fato de que toda tentativa de representar o mundo, seja por palavras ou outros tipos de signo, é cheia de lacunas, imprecisões e distorções. E, graças a Deus, isto acontece, porque permite que os sentidos não se fechem em certezas pífias e arrogantes. Acredito que a contradição é o que confere maior beleza e vitalidade à linguagem.

    Seu texto é admirável e agradeço pela oportunidade de discutir as questões suscitadas por ele, mesmo expondo minhas discordâncias. Grande abraço!


  95. Olá

    É a primeira vez que tenho a oportunidade de ler alguma coisa tão bem relatada quanto a que acabei de ler em seu texto. Sou coordenadora pedagógica e sofro com esses vícios de escrita até mesmo com meus professores que também acabaram aderindo ao corte das palavras. Muitas vezes sou obrigada a responder aos e-mail deles com a única frase que será escrita sem medo de errar….”O que você está falando?”, ou então aquele famoso….”Desculpe-me mas não o compreendi?”. Xiiii, se a moda pegar, vou ter que largar a profissão, porque neste caso minha função não terá mais importância.
    Você está de parabéns pelo texto


  96. Olhe, o famoso “vou estar providenciando” e o mais chato, porque a pessoa acha que esta falando certo e nao esta!Isso sim e um “linguacidio”! Acho que cada um pode escrever como bem entender na internet, que alias nao e so nela que se abrevia coisas, e como se a linguagem falada estivesse ali, como na vida real.No mundo virtual isso e traduzido em forma de “internetes”.Nao vejo problema nenhum desde que nao afete por exemplo quando uma pessoa vai fazer um texto academico, ai sim essa pessoa nao possui conteudo qualificado.

    Meu teclado nao possui acentos.:)


  97. Meu amigo…Se é que posso chama-lo com esse grau de intimidade, estou com a alma lavada!!!! A muito causa-me indignação a forma como corriqueiramente percebo as pessoas se expressarem da forma descrita por você, como se fosse algo extremamente natural e NORMAL . Parabéns pela iniciativa, dessa forma, pode perceber que muitos GRAÇAS A DEUS ainda comungam com seu ponto de vista. Até a próxima!!!!


  98. Olá. É a primeira vez que visito o seu blog e estou encantada. Amei o seu texto. Me vi em cada palavra escrita. É realmente triste ver que a realidade da liguagem da Internet entre os adolescentes está essa precariedade, e não são somente os adolescentes não, muitos adultos já aderiram esse modismo. Sinto arrepios ao entrar em minha página de relacionamentos e me deparar com mensagens escritas com palavras que muitas vezes sou incapaz de compreender!

    Parabéns!!


  99. parabéns 🙂
    só como observação, adorei a parte dos três fatores: observar, ler e escrever.
    é essencialmente isso!


  100. Meu, eu não tenho nem palavras para expressar o quanto esse texto representa para mim na guerra contra a futilidade juvenil.
    Tratei de imprimir diversas cópias desse texto e colocar em pontos estratégicos da escola onde eu trabalho para tentar por um pouco de consciência na cabeça desse jovens que teclam no msn e chats da vida!
    Só tenho a agradecer pela iniciativa e congratula-lo por tal feito relevante!


  101. Olá, boa noite!

    Concordo, apoio, valorizo e assino!
    No meu entender, esta é uma das calamidades que assolam nossa sociedade, escrever errado, fazer questão de continuar escrevendo errado, desprezar quem se esforça por escrever corretamente, fechar cruzamentos – colaborando com o caótico trânsito de São Paulo – não respeitar assentos especiais no metro, oferecer péssimo atendimento na prestação de serviços pagos, cultuar a grosseria, a estupidez, a falta de civilidade………………. e assim o barco humanidade navega…………ÓBVIO QUE PARA O ABISMO!
    Creio ser um processo irreversível, os ciclos da história nos mostram isso – sociedade falida (aí estão os sintomas!), fatalmente ruirá, é só uma questão de tempo!
    Quem aprendeu, aprendeu!
    Se não, fica para a próxima.
    Parabéns pelo texto.
    Abraços
    P.S.: desculpem as eventuais incorreções, estou me esforçando!


  102. Olá!!!!!
    Você não tem idéia como fiquei feliz ao ver que outros mortais compartilham de minhas idéias…. Concordo com você que é um absurdo as pessoas se limitarem a ser 5% do potencial que tem na vida por preguiça de usar uma pequena parte da capacidade gigantesca de seu cérebro…Como disse Einstein : a mente que se expande com uma nova idéia nunca volta ao seu tamanho anterior!!
    Mas, não devemos nos incomodar, porque como também já foi dito em algumas linhas acima, “Darwin” cuidará da seleção natural….( mais precisamente, o mercado de trabalho cuidará de selecionar os fortes….).
    Nosso papel, já que percebemos o problema, é tentar ensinar quando houver solo fértil! e cuidar para preservar a língua bem falada e bem escrita para os que virão.
    Sou de uma geração que foi ensinada a ler e ler e ler… e escrever e escrever e escrever ( caligrafia, redação, etc…) e nem sou tão velha assim.Apesar de já ter 40, me sinto ainda uma criança sempre pronta a aprender…Aprender é o que nos faz sempre jovens!!!
    um abraço…..
    (médica e fã do português bem falado e bem escrito!!)


  103. Concordo em gênero, número e grau será que alguém está sabendo o que é isso? E concordância verbal e nominal? Ah! isso é muito chato. O “pai dos burros” ninguém perde tempo em folheá -lo, aliás a maioria nem o conhece. E nos tempos de hoje falar em “pai dos burros” é discriminação, constrangimento … ( pai dos burros = dicionário).
    Eu acredito que os internautas escrevem errado no mundo virtual, porque eles realmente não sabem no real.
    Esse é o reflexo da educação no nosso país, são os chamados “analfabetos funcionais”. Só lamento!!!


  104. Sei que vocês irão me excomungar, mas não sou tão contra assim…..
    Até parece que vocês falam o português correto, pelo menos na sua forma arcaica. Essa é a questão: as línguas mudam, isso é natural. Ou vocês acreditam na história da Torre de Babel, onde cada língua já foi definida de uma só vez? Línguas somem, línguas surgem, línguas modificam……Essa é a verdade.
    Mas não estou querendo dizer que a linguagem de internet será a nova lígua do futuro. Também acharia estranho. Na minha opinião ela é útil no seu contexto, que são as conversas informais. Não quero ser sério o tempo todo. Não tem graça!

    “Flw p vcs!”


  105. Gostei, foste curto e grosso!!!!!
    Concordo plenamente.
    Ainda bem que o meu DNA é igual ao teu.


  106. nuss kra, teu txt foi óh! móh! manerooo!
    prbns


  107. Falou tudooo,parabens pelo texto amei!!
    ultimamente nas noticias so tem falando de mulher fruta,e eu realmente acho isso RIDICULO.
    A tantas outros “talentos” verdadeiros talentos,que tentam ficar famosos,por algo que realmente saibam,e quem fica famoso por ter o “talento” de ser uma mulher fruta.RIDICULO.
    Adorei mesmo o texto,eu tenho 17 anos,e adoro msn,mas chega perde a vontade de converssar com as pessoas quando vem com aquelas converssas de internautas,acho que a gente aprendeu portugues na escola,pra se usar.E a gente nao vai morrer se escrever umas letrinhas a mais.
    Muito bom o texto ameei


  108. Muito boa a matèria, já chamei minha namorada à atenção diversas vezes pelas palavras abreviadas durante uma conversa. Acho intolerante num país onde o índice de analfabetismo é elevado, e as pessoas que teêm uma formação passarem a escrever de forma errada só para dizer que é internauta. Pura burrice, pois estão perdendo a sensibilidade para escrever dissertações, e lá na frente, diante de um concurso não terão como superar essas deficiências. É isso.


  109. Nossa, até voce já se contaminou e se embananou no racioncínio, escolhendo o verbo errado…

    “Pessoas não conseguem mais formalizar sentenças racionais em forma de texto”

    … o certo neste contexto seria formular e nao formalizar, mas tudo bem, deu pra entender.


  110. Parabéns! Concordo com o Tio Punk !


  111. Muito bom,

    Afinal em um país de semi-alfabetizados surgiu uma luz no fim do túnel.
    Um País em que foi sancionada uma lei para acabar com a acentuação, onde estão querendo acabar com a beleza e poesia de uma lingua, logo irão acabar com nossa hitória.
    Tomara que apareça mais pessoas como você que grite para que nossos filhos aprendam a utilizar a internet para usufruir do que ela tem de melhor.


  112. NOSSA É BASTANTE INTERESSANTE!! EU NÃO GOSTO DE FICAR ESCREVENDO MUITO ERRADO!! MAIS AS VEZES DÁ A MAIOR PREGUIÇA. VEJO CADA ERRO MACABRO QUE DÁ RAIVA!!

    BEIJOS!


  113. Demorou muito até que alguém de sua capacidade como a de muitas outras pessoas, a comentarem sobre estas baboseiras do MSN. Com sinceridade! Quando alguém tecla comigo desta forma, sai do bate-papo na hora.
    Temos de abolir este tipo de conduta “BURRA”, de pessoas que têem um mínimo de inteligênia para pelo menos ligar um PC. Mesmo assim, tem uns idiotas que acham legal!
    O Aurélio deveria ser ressuscitado…


  114. Kara…

    Quem pensa bem… escreve bem!


  115. Nossa! Impressionante! Excelente! Esplêndido! Maravilhoso! Exímio! Perfeito!
    Gostaria de mais homens com seus pensamentos.
    \o/\o/\o/


  116. Muito interessante! Pelos depoimentos acima, parece que todo mundo resolveu escrever corretamente…hehehe!!!


  117. Bom texto…
    A cada dia você está conquistando muitos outros novos leitores!
    Parabéns!


  118. Felipe,

    Excelente texto e, de fato, uma terrível verdade. Sou professora de Informática…. Informática Educacional… e percebo como meus alunos são levados por essa onda. Infelizmente a tecnologia nos trouxe o imediatismo e isso faz com as pessoas não queiram perder tempo { e isso inclui o “perder tempo” digitando as palavras corretamente}… mas, o problema é que não estão conseguindo separar as situações, os momentos… como, por exemplo, o que foi citado acima…. em uma prova formal… abreviarem as palavras e por aí vai.
    Depois de ler seu texto me dei conta de que preciso estar mais atenta à essas questões.
    Parabéns pelas palavras!


  119. Não só li o texto, como também os comentários. Fascinante! Penso assim também, e como alguém aí em cima colocou: “fulano de tal escreve errado, porque é mais rápido”… rápido nada! Tentei escrever, em internetêz, pra me comunicar com minha sobrinha de 14 anos… e me dei mal, porque tinha que ficar procurando as letras (siglas, diga-se de passagem), pra substituir as palavras certas…
    Faço questão de indicar aos meus amigos o texto, Realmente muito bom!
    Parabéns!


  120. Puxa,
    irmãozinho!!!
    Gostei muito.

    Lula.


  121. Eu consigo conciliar as duas coisas
    Eu uso o msn todos os dias, converso com meus amigos usando o famoso “internetês” e me dou muito bem em textos da faculdade, para se ter uma idéia, eu consegui nota nove no vestibular da faculdade de jornalismo (sinal de que a forma que se escreve na internet não influencia a forma que você escreve em algum trabalho de escola, ou algo parecido).
    É só saber conciliar!
    Isso pode ser visto como um preconceito com quem tem o costume de fazer uso do msn ou bate-papo. É como uma garota citou mais acima, se o “fulaninho” quer escrever errado, o problema é dele…
    E vem dizer que todo mundo aqui é 100% correto gramáticalmente?!?! Quem nunca soltou um “né” em uma conversa oral entre amigos ou até nesmo na faculdade ou trabalho?! Poupem-me!!
    Quem nunca usou o “internetês” atire a primeira pedra!!!

    vcs tem e q cuidar do probl de vcs q eh melhor flws
    kkkkk
    “cada um no seu quadrado”

    ps: embora eu tenha um ponto de vista diferente, o texto eh bem interessante
    flws galera
    bjs


  122. Me sinto, e não “sinto-me”, privilegiado por ter enfim encontrado os donos da lígua potuguesa. Agora já sei nomear a sensação que tenho quando leio textos como o seu na internet, é preguiça, antes acreditava que era senso critico. Infelizmente sou incompetente demais ter isto.
    Faço minhas as palavras:
    nuss kra, teu txt foi óh! móh! manerooo!
    prbns
    Refletindo sobre o seu nojo ao ler tais aberrações, imagino que seja melhor você selecionar outros sabios donos da língua para manter o lado purito da língua. Só quero lhe dar um conselho, não leia Guimarães Rosa, ele cria verbos também.
    Concordo com vc em genero, nº, º e caso…prbns…

    PS: Viz o maximu para não machucar seu olhos.


  123. Gosto de escrever certo na internet, mas os erros de português são gritantes.


  124. é uma pena…realmente um instrumento tão avançado, útil, esclarecedor, prático, extremamente inteligente ser utilizado por pessoas que deturpam a nossa escrita, “assassinam” o nosso português. a nossa gramática e até confundem crianças em fase de aprendizado…. é o tributo ao progresso, infelizmente, o mau uso de tão interessante instrumento!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


  125. Existem coisas na internet que simplismente me deixam sem palavras, mas…depois de ler quase todos estes comentários, pecebo que ainda existe vida inteligênte na web. Acredito que todos estão de parabéns e o mais importânte não é não errar, mas sim aprender com os erros e mais ainda, o problema não é não saber, mas sim não querer aprender. ABAIXO A PREGUIÇA!!


  126. poxa cara genial sua sacada, explicou bem a minha situação, as pessoas ja até se acostumaram com minha escrita normal acho que só abrevio os “q`s” e”vc” por muita falta de espaço outras,a unica vantagem que vejo nesse mundo de assassinato a boa escrita é conseguir uma incrivel capacidade de ler através dessa confusão… tuo questão de um treino enlouquecedor, sofro muito para pedir as pessoas que por mais que tenha preguiça de acentuar as palavras pelo menso se deem a descencia de identificar os “n`s” onde algumas vezes o “n” vem de nao e o outro de “no” não creio que mataria acrescentar um “O” no lado do “n”. e ainda tem a coragem de fazer COMINICAÇÃO SOCIAL…. po de matar.

    espero que alguem que escreva assim faça o favor de ler e quem sabe mudar, pelo menos para facilitar a compreenção do que está TENTANDO dizer, porque não podemos assim como professor dizer, “nao consigo ler ZERO para voce”


  127. Parabéns! Excelente artigo!


  128. PARABÉNS POR SUA INICIATIVA EM COMENTAR SOBRE O ASSASSINATO DO PORTUGUES NA WEB.
    PRECISA-SE CHAMAR A ATENÇÃO PARA ISSO PELO MENOS DE VEZ EM QUANDO.


  129. Uauuuuuuuuuuuuuuu!
    Como é ótimo saber que ainda existem jovens conscientes
    no Brasil!!!!!!!!!
    É ISSO MESMO, NOSSA LÍNGUA É UM PATRIMÔNIO CULTURAL DO BRASIL.
    SE NÓS NÃO PRESERVAMOS NEM NOSSO IDIOMA, O QUE DIRÁ DAS FLORESTAS,
    DA FAUNA, DA CULTURA DE UM MODO GERAL…
    FAÇAMOS COMO OS PORTUGUESES, VAMOS SER PERSEVERANTES EM
    CULTIVAR NOSSO PÁTRIO IDIOMA!
    PARABÉNS PELA OUSADIA E PELO ATO DE POSTAR ESSE ARTIGO.
    ABRAÇO!


  130. Acho que vc está muito estressado, cara. Irritando-se com coisa pouca. Afinal, o que vale é a comunicação, a mensagem subentendida, o conteúdo não tangível, a idéia. As palavras são apenas um mensageiro destas idéias. Quem sabe uma nova linguagem não está aparecendo e você apenas quer ser mais um reacionário? Quandas línguas já surgiram e desapareceram (inclusive as que comi com molho branco e alcaparras)?

    Relaxe.


  131. Nossa!Amei.Todo mundo diz que eu soi nerd só por que gosto de ler e no msn escrevo com acento e tudo.Uso o MSN e as vezes não dá pra entender o que algumas pessoas falam.Como você mesmo disse,da vontade de estrangular a pessoa. Outra coisa que me mata é quando a pessoa não usa vírgula e ponto final.Adorei o texto,e acho que muita gente por aí deveria ler.


  132. Parabéns!!!! é uma pena que nós premitem ainda
    estes erros ortográficos no msn ,sem contar que estamos em
    adptação com as novas regras de acentuação, trema ,hifen, etc.
    ta dificíl, mas não impossível….
    Abraço


  133. “Elo de ligação” realmente foi bonito!

    Na verdade, o que realmente importa, é se o indivíduo sabe escrever bem fora dos chats. Não vejo problema algum nessa forma de escrita na internet, desde que se limite aos bate-papos. Qual é o problema de usar abreviações para acelerar a escrita?

    Foi no mínimo limitado o seu ponto de vista!


  134. Felipe,
    O texto é interessante, mas não concordo completamente, pois em minhas conversas online raramente utilizo palavras escritas corretamente, porque é uma forma mais prática de conversar com os amigos, pelo motivo que não estaremos nos preocupando nas regras da língua portuguesa.
    E, em aula eu não “misturo as duas escritas”, ao contrário meu português é perfeito. Como uma pesquisa revelou, que: “Os alunos que conversam via MSN, ICQ, Yahoo!Messeger, entre outros meios, não misturam as duas formas de escrita.”.
    Acredito que as pessoas que misturam as formas de escrever, são: “pessoas mais velhas, que querem ser jovens. Ou pessoas que não entendem a língua portuguesa e suas regras, onde encontraram nessas abreviações uma forma mais simplificada de escrever”.
    Vlw ae, gostei muito do topic, pero o proximo. :-p


  135. Infelizmente o exemplo ruim vem lá de cima, do nosso “digníssimo” Presidente
    da República, que se vangloria de não ter estudado e ter chegado aonde chegou.
    Isto é um péssimo exemplo para nossos jovens, que acham lindo escrever errado
    porque está na moda. E, para piorar ainda mais as coisas, estão querendo fazer
    uma horrenda reforma ortográfica, para descaracterizar ainda mais o nosso idioma.
    Cadê a ABL (Academia Brasileira de Letras)?? Ela devia ser mais ativa, seus membros
    que se julgam acadêmicos, intelectuais e semideuses da língua, não passam
    de velhos embolorados e decrépitos que só vão aquela espelunca para peidar nas cadeiras.
    Revoltante o que estão tentando fazer com o nosso lindo idioma.
    Porque não fazem nada com o alemão, que é muito mais complicado que o Português??
    Ou o francês e italiano?? Hein? hein??

    ESTOU REVOLTADO. FORA COM O INTERNETÊS (ou será INTERNETEISSSS????)


  136. gostaria de explicar alguns erros

    o naum e o eh surgiram da falta de acento.
    Eu não lembro muito bem, mas antigamente quando não se conseguia por acento (no não e no é), talvez porque existia alguns programas que não eram capaz de ler o acento, então para conseguir enviar a mensagem era feita dessa forma. o eh com o h era para diferenciar do e, pois muitas vezes ocorriam os dois numa mesma frase.


  137. Olá Sr. defensor da escrita correta.
    Gostaria de parabenizá-lo pelo final do seum comentário, quando se refere às mulheres frutas. Quanto ao restante dos seu comentário acho que você deveria se inteirar mais do assunto à que se refere, pois não devemos falar daquilo que não sabemos. Há muito mais por trás dessa linguagem utilizada no msn, há muito mais por trás da forma de escrever correto e para te explicar seria necessário uma aula longa de linguistica, texto, hipertexto, tecnologia, Língua Portuguesa. Não se preocupe quanto a isso, pois esse tipo de linguagem jamais vai assassinar nossa língua, é apenas um estilo e escrita estritamente para o meio internetiano, para ser falada com os amigos, ou não me diga que você escreve currículos e cartas formais com esse tipo de escrita! OU seja, é apenas uma forma de comunicação, assim como gestos, gírias, modismos… e que não merecem tanta preocupação, portanto, relaxa e aproveita com seus amigos e quando vc for escrever algo formal como teses, dissertações, ou dependendo para quem seja você capricha no nosso português formal, que é lindo e maravilho, ok. Bem, o assunto é longo e dá muito pano pra manga! Bjs. xauz.

    ———–

    Se você conseguisse interpretar decentemente o texto, veria que a parte de MSN corresponde a menos de 30% do conteúdo.
    O foco está em outros pontos.


  138. Tem muitas pesoas que escrevem certo, mas em uma conversa informal, usam os certos recursos que podem parecer “aberrações”. Mas a dinâmica da inetrnet e a falta de tempo das pessoas fazem com que reduzem, até na hora de escrever, para polpar tempo. Então contente-se em conviver com essa ligunagem do “internetês”, ou então, sai fora dela… Pois você realmente não sabe diferenciar algo serio de uma conversa no msn. Pegue uma maquina de escrever e vá digitar em alguns documentos…


  139. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Um sarro, pra q escreve uma coisa dessa gente! ;O
    aushdasuhduhasudhuashduhsadsa
    eh muito mais facil escreve desse jeito, não temos muito tempo pra ficar colocando assentos e conjugando todos os verbos certo!

    Achei muito construtiva a critica, pois até mesmo em alguns sites já encontrei erros de português, mas estes por sinal não eram de propósito.

    Mas em relação a MSN e outros messengers, não tem porque você escrever tudo correto, além de levar mais tempo, ele não exige nenhuma formalidade; a não ser que você esteja trabalhando ou discutindo alguma coisa que exija mais formalidade!

    OMG; eh totalmente normal escreve errado :DDD
    HAHÁ! C O M É D I A
    Adoooooro ;*
    beeeeijos pessoas 😀


  140. E o pior é que muitos desses jovens imbecis fazem “facul”….Aliás, o nível dessas “faculs” da vida merecem uma postagem exclusiva. A concentração de imbecis por metro quadrado nessas universidades de esquina é assustadora.


  141. Interessante como a escrita pode dizer muito sobre uma pessoa. Sinceramente o que se lê é um absurdo…. coisas inimagináveis… na tela do msn “pipocam” o tempo todo. Exemplo: TE DOLUUUU… ah detalhe isso não foi dito por uma criança e sim por um homem de 46 anos… não consigo me acostumar com coisas desse tipo… o carinho pretendido nem surtiu efeito.
    Entendo o não uso de acentos… respeito a informalidade… mas essa maneira de comunicação tende a matar a forma de expressão de um povo.
    Bom tema para reflexão, parabéns pela escolha.


  142. Puts!!

    Vc escreve bem d+,e concoduh plenamente cum vc.
    + na net é + facil d escrever assim.Mais tem q ter limite.

    bjão


  143. Não sou contra abreviações no MSN. Aliás, demorei a entrar nesse ritmo e apenas entrei DEPOIS que percebi que escrever corretamente no MSN fazia que minhas mensagens demorassem muito, e muitas vezes, tiraram sarro de mim por ESCREVER CORRETAMENTE. Minha digitação não era lá essas coisas, entao… Embarquei na onda.
    Sou totalmente contra na utilização a linguagem de MSN em textos, mesmo que esses textos sejam apenas aquelas histórias loucas – eu sendo escritora de algumas e embora acentuação e algumas vezes concordancia verbal e nominal não sejam meus fortes – que os fãs fazem para homenagear seus ídolos, demonstram tanto a – por favor os meus colegas de profissão me perdoem – incompetencia de professores – em despertar desde o jardim de infância o deslumbramento para a leitura.
    Alias, queridos colegas, não jogo toda a culpa para cima de vocês. Que nível estão as bibliotecas, a formação profissional? Já li textos em sites que publicam aquele tipo de história, e sinceramente? Muitas delas deixam a desejar no quesito ortografia. As minhas tambem, confesso, pois não tenho paciência para ficar lendo, relendo, corrigindo os erros. Muitas deixam a desejar no quesito história, mas possuem uma ortografia aceitável. Agora existem também aquelas, que apenas utilizam-se da linguagem de MSN, que acaba estragando o conteúdo, que era bom.
    Talvez eu não tenha contribuido nada com o debate em si. TAlvez tenha contribuido apenas um pouquinho. Mas sei que, quando sento com meus alunos, em um semi-circulo e começo a contar uma história (se tiver que ser Chapeuzinho Vermelho novamente, juro que mato o autor!), vejo os olhinhos deles brilhando… E quando eles começam a contar alguma história, mesmo que seja o que fez no fim de semana, vejo uma pequena luzinha se acendendo… que espero que os próximos professores dos meus anjos não apaguem.


  144. olá, adorei o que li, mandou bem….ps.


  145. Eu concordo,estao matando a lingua portuguesa a muito tempo,na internete nem me fale,o que me irrita e assistir um jornal nacional por exemplo ou no geral passar noticias em ingles,para um povo que fala portugues isso e lamentavel um pais de 200 milhoes de habitantes ainda se curvam para os americanos.


  146. Felipe,

    Faço minhas as suas palavras!! Concordo totalmente com você!! Sempre achei que estivesse só ao me indignar com as barbaridades que se cometem contra a língua portuguesa na internet. No entanto, fico feliz que outras pessoas comungam com meus pensamentos. Aliás, fiz um poema intitulado “a decadência da palavra moderna” no meu website. No final do poema faço uma colocação que representa uma contradição e um paradoxo na sociedade moderna: quanto mais desenvolvemos nossos meios de comunicação e informação – especialmente a internet – mais a nossa linguagem se aproxima da dos homens das cavernas!!! Abaixo a preguiça verbal e a imbecildade na internet!! Vamos lutar por esse bandeira!!!


  147. Fiquei realmente muito feliz com o seu texto. Já está mais do que na hora de levantarmos uma bandeira pelo bom uso da escrita.É impressionante o descaso da grande maioria dos jovens com relação a escrita da nossa língua. O que percebemos, é que, no convivio com esses “gênios internautas”, vc passa a ser considerado careta, ultrapassado ao escrever corretamente.
    Parabéns !


  148. “(…) Mas não estou querendo dizer que a linguagem de internet será a nova lígua do futuro. Também acharia estranho. Na minha opinião ela é útil no seu contexto, que são as conversas informais. Não quero ser sério o tempo todo. Não tem graça!” (Millan)

    Eu não escreveria melhor!!!


  149. Vamo lá!

    Tá bão, tar! Bão dimais da conta esses comentários. Tudo preguiçoso sim , não. Aki é Brasil, viu (adesculpe a rima do Brasil com viu!).

    Eu quero falá nóis fumo, pq si nóis foi, é linguístico que nóis fumo mermo na Praia da Barra e o mar nawm tar-va brabo, naquele dia.Valew Deus .

    Eu queria assistir era o Bush reçusssitando os 3000 ki ele acabou no Iraqui e pará de invadir espaço dos zoutro. Beim como ver o INPS pegá meus vizins que ganham 3 posentadoria sem ter trabaiado.E outros alguns que ganham 3 salárius da Ley da Anistia por terem nenhuns torturas, como o Ziraudo e o Já-guar, do Paskinho. Emboramente com boa peskisa do Ibopi, nossos Presidentes ganham 5 aposentadoria pur que fikaram cem trabalhar a vida toda. O alquimim era candidato , médico de diproma, juram! Mas nunk viu 1 ospitau na vida.

    Axo qui to NNF –>[nóis -euzinho né- na fita).

    Vuei!

    Pq?
    como vcs podem ter notado sou + q cientista da linguagem, sou dedicado
    e fofo!
    Fofo=fofoqueiro da vida dos ilustre.

    mintira. Nem cei pq iscrevi isso aí !
    Vuei mermo agora!


  150. – Adorei seu blog, é a primeira vez que leio um texto seu.
    Eu também me incomodo com pessoas que escrevem exageradamente errado, ou usam aqueles emoticons no MSN. Parabéns!


  151. Parabéns! Muito bem lembrado, colocado e comentado!

    Concordo com suas palavras Felipe!
    Mas tal fato que antes era algo, pra mim, realmente deplorável tornou-se mais compreensível à medida que lia os comentários de “The Avenger” que, alias também colocou muito bem.
    Sou da opinião de que há momentos, lugares e situações a se utilizar essas “formas de linguagem”, se é que posso chamar assim.
    Creio que uma coisa é não saber escrever ou banalizar o Português e, com isso, toda uma cultura que vem de várias gerações, e outra coisa é saber utilizar de forma mais “informal”, nos momentos apropriados e com as pessoas certas, nossa tão complicada Língua Portuguesa. Sim porque, convenhamos, há em nossa língua uma infinidade de regras que muitas vezes atrapalham!
    Agora, o grande problema que vejo está no exemplo que se mostra a nossa nova geração. Meninos e meninas que nascem quase que como internautas, sem saber ao certo quem começou com essa “nova maneira de se comunicar”. E aquela cultura histórica a que se refere “The Avenger” em seus comentários, quando traz a nossa memória a evolução da língua portuguesa, simplesmente desaparece ou nem mesmo existiu para essa nova geração.
    Mas em quê isso implica? Parece trágico e sensacionalista o que vou colocar, mas aí vai:
    Implica na decadência cada vez maior ao ponto de um dia levar a extinção do nosso idioma! Qual é o idioma mais falado no mundo hoje? Pois é, aguardem as cenas dos próximos capítulos, se continuarmos assim!!! (amo o Inglês, mas sou Brasileiro)
    Outro grande problema é que tal maneira de facilitar a comunicação está entrando no mundo corporativo, por incrível que pareça! Alguns verdadeiros relaxados (pra não chamar de outra coisa) são capazes de escrever e-mails para Diretoria, utilizando essa forma “internauta” de comunicação!
    Eu também utilizo os tão citados “naum”, “tbém”, “vc”, etc. Mas de maneira nenhuma deixo isso entrar no meu dia-a-dia. Guardo para os momentos descontraídos de conversa com meus queridos amigos. E olhe lá! Porque em vários momentos eu me pego escrevendo no MSN como se fosse um texto formal.
    Minha esperança é que o Futuro do Brasil não seja definido e/ou dirigido pelos Analfabetos que serão formados por essa banalização da Língua Portuguesa.
    Se nossos futuros líderes deixarem fluir tal maneira de escrita apenas em seus momentos de brincadeira e descontração, então estaremos a salvo!


  152. Finalmente alguém que tem consciência do mal que esta linguagem assassina causa ao aprendizado de nossos jovens de hoje. Abreviar para ter objetividade, é necessário e positivo para uma boa comunicação, mas “violentar” a língua portuguesa, que é tão rica, é um crime sem precedentes, na minha opinião…


  153. @Joao_CG
    Sobre a reforma, aqui no Brasil a coisa nem foi tão chocante. Pense nos pobres portugueses tendo que tirar o C de todas as palavras tipo “factura”. Eles provavelmente não devem estar nem um pouco contentes.
    A curto prazo essa reforma é mesmo uma merda – concordo. Mas, se pensar a longo prazo, quando todos estiverem adaptados, perceberá que foi uma grande idéia. Conseguiremos escrever para nossos colonizadores padeiros de forma que eles entendam perfeitamente tudo o que está escrito e vice-versa. É como uma padronização da lingua portuguesa, tipo como é da espanhola (ok, nem tanto).

    @Felipe Neto Após ler seu belo desabafo (e concordar com cada linha), tenho apenas uma afirmação a fazer: é tudo culpa da “incrusão digital” hehehe.


  154. Recentemente falando no MSN no Brasil, com o meu sobrinho de 15, quase nao conseguir entender nada do ele escrevia. Achei que o problema era so dele. Cheguei a pensar que ele tinha um retardamento mental. Ate alguem me explicar que e assim que os jovens se comunicam pela internet. Fico feliz de saber que nao sou a unica preocupada, tanto com a gramatica como tambem com o vacabulario fraco dos jovens brasileiros. Parabens.


  155. Concordo plenamente com Marcelo. Onde vamos parar?


  156. Parabéns pelos 154 comentários até agora! Escrever em português e receber tão grande número de retornos é realmente um fato espantoso. O processo imbecilizante atual está tão aprofundado, que as pessoas reclamam quando aparece um ET escrevendo escorreitamente a sua língua nativa. Alguns chamam isto de inversão de valores, outro de ditadura das maiorias raivosas. Eu, prefiro olhar o fenômeno sob outro viés, o da falência absoluta e definitiva do sistema de ensino.
    Nossos políticos não são ladrões apenas por roubarem o erário, eles o são por terem roubado o nosso futuro. Então, os imbecis analfabetizados que se espalham como anátemas aos deuses da burrice, não são atores da própria façanha e sim vítimas inermes na mão da gestão pública corrupta.


  157. Há, é de família, hein!

    Esta “new wave” realmente irrita.


  158. Ao ler os comentários, percebo que tem pessoas que ainda “defendem” essa “preguiça-analfabetista” brasileira… deplorável.
    Sobre o texto, razoável na medida do possível.
    KKK FICO FOOODA O BAGUIU MANÉ.

    Parabéns por ter um cérebro treinado.


  159. Este ano lecionei durante alguns dias como professor substituto de Língua Portuguesa na rede pública e confesso que me surpreendi bastante ao ver como os alunos não mais separam a linguagem da web (“o MSNês, orkutês, ou qualquer outra informal que seja,) da linguagem que deveriam aprender em seus estudos, redações, etc. Creio que ainda que eles leiam (mesmo que gibis, ou filmes legendados), não dão atenção à forma escrita de nosso belo idioma. Mas, não condeno o internetês. Eu até o uso quando estou online à vontade com amigos. Simplesmente acho falta de vontade da parte deles… Quanto ao futuro da nossa querida língua? Vai ficar tudo “fonetizado”, por conta deles, rsss . . . Que tal esse texto, também interessante, que me repassaram… (Autor desconhecido):

    *** Nova ortografia merece destaque: ***

    “Eis aqui um programa de cinco anos para resolver o problema da falta de autoconfiança do brasileiro na sua capacidade gramatical e ortográfica. Em vez de melhorar o ensino, vamos facilitar as coisas, afinal, o português é difícil demais mesmo. Para não assustar os poucos que sabem escrever, nem deixar mais confusos os que ainda tentam acertar, faremos tudo de forma gradual.

    No primeiro ano, o “Ç” vai substituir o “S” e o “C” sibilantes, e o “Z” o “S” suave. Peçoas que açeçam a internet com freqüênçia vão adorar, prinçipalmente os adoleçentes. O “C” duro e o “QU” em que o “U” não é pronunçiado çerão trokados pelo “K”, já ke o çom é ekivalente. Iço deve akabar kom a konfuzão, e os teklados de komputador terão uma tekla a menos, olha çó ke koiza prátika e ekonômika.

    Haverá um aumento do entuziasmo por parte do públiko no çegundo ano, kuando o problemátiko “H” mudo e todos os acentos, inkluzive o til, seraum eliminados. O “CH” çera çimplifikado para “X” e o “LH” pra “LI” ke da no mesmo e e mais façil. Iço fara kom ke palavras como “onra” fikem 20% mais kurtas e akabara kom o problema de çaber komo çe eskreve xuxu, xa e xatiçe. Da mesma forma, o “G” ço çera uzado kuando o çom for komo em “gordo”, e çem o “U” porke naum çera preçizo, ja ke kuando o çom for igual ao de “G” em “tigela”, uza-çe o “J” pra façilitar ainda mais a vida da jente.

    No terçeiro ano, a açeitaçaum publika da nova ortografia devera atinjir o estajio em ke mudanças mais komplikadas serão poçiveis. O governo vai enkorajar a remoçaum de letras dobradas que alem de desneçeçarias çempre foraum um problema terivel para as peçoas, que akabam fikando kom teror de soletrar. Alem diço, todos konkordaum ke os çinais de pontuaçaum komo virgulas dois pontos aspas e traveçaum tambem çaum difíçeis de uzar e preçizam kair e olia falando çerio já vaum tarde.

    No kuarto ano todas as peçoas já çeraum reçeptivas a koizas komo a eliminaçaum do plural nos adjetivo e nos substantivo e a unificaçaum do U nas palavra toda ke termina kom L como fuziu xakau ou kriminau ja ke afinau a jente fala tudo iguau e açim fika mais faciu. Os karioka talvez naum gostem de akabar com os plurau porke eles gosta de eskrever xxx nos finau das palavra mas vaum akabar entendendo. Os paulista vaum adorar. Os goiano vaum kerer aproveitar pra akabar com o D nos jerundio mas ai tambem ja e eskuliambaçaum.

    No kinto ano akaba a ipokrizia de çe kolokar “R” no finau dakelas palavra no infinitivo ja ke ningem fala mesmo e tambem “U” ou “I” no meio das palavra ke ningem pronunçia komo por exemplo roba toca e enjenhero e de uzar “O” ou “E” em palavra ke todo mundo pronunçia como “U” ou “I”, i ai im vez di çi iskreve pur ezemplu kem ker falar kom ele vamu iskreve kem ke fala kum eli ki e muito milio çertu? Os çinau di interogaçaum i di isklamaçaum kontinuam pra jente çabe kuandu algem ta fazendu uma pergunta ou ta isclamandu ou gritandu kom a jenti e o pontu pra jenti sabe kuandu a fraze akabo.

    Naum vai te mais problema ningem vai te mais eça barera pra çua açençaum çoçiau e çegurança pçikolojika todu mundu vai iskreve sempri çertu i çi intende muitu melio i di forma mais façiu e finaumenti todu mundu no Braziu vai çabe iskreve direitu ate us jornalista us publiçitario us blogeru us adivogado us iskrito i ate us pulitiko i u prezidenti olia ço ki maravilia.”

    ——————-

    Abraços a todos.


  160. Em tempo: Desculpem-me, a ´´preguiça´´ me contagiou, rsss… Bastou uma clicada no Google e achei a fonte da citação em meu texto anterior enviado por e-mail sem autoria… Vício do copiar e colar… Mas o recebi mesmo sem a fonte (o Autor), que é esta:

    http://cavanhascavanhas.com/reforma-ortografica-em-5-anos/

    Boa sorte, galera!


  161. Ainda “em tempo” . . .

    Maravilha, a internet ! 😉

    Despercebi as centenas de outros sites (listados pelo Google) que trazem o mesmo artigo acima, um deles, constando o texto como parte da Prova de Lingua Portuguesa do Vestibular de 2006 da UFMG –

    (http://www.ufmg.br/copeve/download/pdf/2007/2etapa/2lplb.pdf)

    – que cita a seguinte uma outra fonte: http://forum.cifraclub.terra.com.br/forum/11/108883

    Conclusão: não tenho idéia nenhuma de quem seja o “Autor”, rsss . . . – – – Falha nossa! (e deles!)


  162. Fê…(já to íntima….rsrsrs)
    esse é especialmente para você.
    Fiquei MARAVILHADA , está é a palavra que cabe para descrever o que senti quando vi o que você conseguiu despertar nos leitores do blog com o seu post (pra quem estava sem inspiração outro dia, você arrasou), fiquei impressionada com a quantidade de posts em tão pouco tempo e principalmente com o conteúdo deles, alguns são muito maiores do que os de constume, uns até citam as tranformações filológicas da língua ( fiquei bege!!!!) , enquanto outros trazem relatos de pessoas, que assim como você, acreditavam estar sozinhas em sua indignação causada pela “preguiça mental”. Acredito que seu texto tenha fomentado nos leitores sede de produzir e melhor houve reflexão. São tão raros os momentos “internáuticos” nos quais me sinto contemplada desta forma. (Vou levá-lo para os meus alunos lerem.) Abraços!!!


  163. Concordo plenamente.
    E não há nada mais irritante do que conversar com esses “preguiçosos” no msn… Já perdi a conta de quantos “Nossa, como você escreve certinho!” já recebi!!!
    Parabéns!


  164. Nada mais que a pura verdade.


  165. Não me importo com erros ortograficos, até pq eu cometo uns bizonhos, mas tem uns infelizes que conseguem irritar não pontuando as malditas frases, diversas vezes você fica pensando nos 38 sentidos diferentes que podem existir pela falta de uma simples virgula. Não acho que seja um problema tão grande o internetês, desde que você não deixe que ele tome o lugar do português nos momentos formais, como redações, relatórios, provas e etc…


  166. O “internetês” é uma forma de escrita que surgiu há muuuito tempo (década de 80, foi quando me vi usando pela primeira vez – mas é mais antigo que isso) quando se fizeram os primeiros chats em emuladores de terminal. A primeira língua a ser afetada foi o inglês, mas quando chegaram os BBS em português teve o mesmo efeito.
    Num emulador de terminal, a outra pessoa está esperando você terminar de escrever. E não tem sinalização alguma do que está acontecendo, nem pode efetuar nenhuma outra operação. Por isso, diz-se que tal de operação é síncrona – para que algo seja feito, é preciso que a tarefa em execução seja finalizada. Ou seja, escrever de forma completa é impraticável, pois é um processo lento. Daí começaram as abreviações, raiz do atual internetês que surgiu do mesmo motivo – aumentar a agilidade do meio escrito.
    De fato num blog, email ou mesmo um fórum (como as comunidades do Orkut) é desnecessário – pois os mesmos são assíncronos e todos podem escrever ao mesmo tempo e enviar assim que terminarem. Mas o condicionamento e a velocidade do internetês por vezes cria um condicionamento ruim.


  167. Nossa!

    Mais uma vez o Controle Remoto tratando de um tema da sociedade. Ahh, como eu adoro esses textos! Concordo inteiramente com seu ponto de vista.

    Achei uma frase MUITO interessante em um comentário, e gostaria de repetir para chamar a atenção:

    “Sugiro ao nosso (não tão) querido governo que antes de tentar a inclusão digital, tentem a INCLUSÃO LITERÁRIA. Por que de que adianta promover a troca tecnológica de informações, se essa informação trocada é um lixo inútil?”

    Magnífico!


  168. Lindo post, falou tudo.
    Confesso que erro também, ninguém está livre de erros, mas procuro sempre aprender, nem que seja instalando o corretor ortográfico no firefox, assim, escrevendo errado, aprendo o certo.

    Parabéns, não sabia que se pensamento era assim, a maioria dos blogs hoje é composto por algumas pessoas medíocres que escrevem duas frases e enchem de imagens e vídeos, bom achar alguém que fala algo que presta.

    Abraços


  169. Felipe,

    Juro que já pelo final do texto comecei a me sentir como se estivesse lendo um livro de auto-ajuda.

    Voltando ao assunto pelo qual venho comentar…

    Eu sempre estudei, li (sic) e escrevi muito, mas nem por isso me julgo melhor que os outros (e ressalto que, com isso, não estou insinuando que você o faça).

    Entretanto, eu faço isso porque gosto, pois me sinto bem etc e não por outro motivo. Se bem que, eu preciso disso por estar cursando direito e querer seguir uma carreira longa e próspera.

    O texto está muito bem escrito, apesar de, em minha humilde opinião, estar um pouco ‘heróico’ demais. Talvez seja sua maneira de escrever e seus preceitos morais que me passem essa idéia, mas de vez em quando, sinceramente, me incomoda o jeito como você faz parecer que as coisas são fáceis de serem resolvidas ou ‘conservadas’.

    Cada um com seu cada um, certo?!

    De qualquer forma, quero parabenizar sempre e sempre por criar textos tão belos e recheados de conteúdo (que se torna o mais importante)!

    Valeu pela atenção.

    Abss.

    De um leitor assíduo do blog,

    Fernando.


  170. O mais legal é ver nos comentários a galera se esforçando pra não digitar errado. aheiuhaeiuhaeuihaeuihaea


  171. […] Pedido: Por favor, vamos escrever! […]


  172. Felipe, compartilhamos a mesma opinião.
    Mas analisando seus últimos textos, cheguei a conclusão que, devido à sua cólera, é provavel que esteja desenvolvendo um câncer.
    Procure um oncologista…

    =D

    uhasuhaushauhsuhas


  173. […] Texto – Por favor, vamos escrever […]


  174. Ía dizer isso..
    Todo mundo agora está pondo em prática suas aulinhas de português para comentar!
    Ótimo texto mesmo!


  175. Mandou bem Felipe! As vezes até nas redações escolares nós encontramos estas ” girias virtuais”.

    Parabéns!!


  176. é verdade, todo mundo pesquisando na net, nos dicionarios pra naum digitah errado.
    uma coisa que eu queria comentar eh que se a pessoa abre um texto seu para comentarios, precisa aceitar as criticas.
    pessoas concordam, outras naum. Li lah em sua que o Felipe fez uma replica a um comentario de um carinha, achei levemente pesado (se é q isso existe).
    Quanto ao cancer q o lukaz comentou, é uma possibilidade ushushaushua

    e descobri qe existe muita gente que….ahhh prefiro naum comentar…

    gostei do seu texto, mas como disse antes, achei meio exagerado…

    Beijuo*


  177. Puts… !!!!!!!!!!!

    Falar de português da mais comentários que chutar os emos !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Eita!! Quem nesse humilde mundo de miguxos imaginaria isso…?

    Mais que isso, só o do Punheteiro morto com pau na mão… xD – (Buzz)


  178. Tem razão amigo!

    Estão substituido palavras por bonecos. Na maioria das vezes não consigo decodificar. Então eu me pergunto: Estou fora de moda? Ou a moda que está por fora?

    Recentemente, postei um artigo no meu blog, no qual trato do assunto. Trata-se de um texto que recebeu o título de: Resumindo a Vida.

    Abraços e parabéns!

    Carlos Lucchesi:

    http://carloslucchesi.blogspot.com/


  179. CONCORDO EM NÚMERO, GÊNERO E GRAU. Já ouvi muita gente reclamando que a redação não deveria ser eliminatória no vestibular. Acho que ela deveria ser eliminatória até na hora de arranjar emprego, afinal através dela você descobre se a pessoa sabe escrever corretamente, expressar uma idéia coerente, se é bem informada… enfim, você consegue saber muita coisa a respeito da personalidade e da cultura de quem a escreveu. E quanto a essa linguagem de msn, pelamordedeus ! o que é aquilo? eu escrevo do mesmo jeito que escrevo em qualquer outro lugar, assim além de não desaprender a escrever você ainda aprende a digitar mais rápido.


  180. É simplesmente em grande parte burrice e ignorância, nem ao menos praticidade é!!! Eu tento ao máximo escrever corretamente, e são raras às vezes que faço uso do internetês, pois além de dificultar a compreensão, atrapalha-te caso você precise usar a forma correta da língua.
    Há ainda a pontuação, que… pelAmor! “Seu féladaputa tá ali ao lado do M a vírgula, é de graça então usa!!!” As frases não tem nexo algum sem pontuação. Meus “O quê?” e “Como?” no msn são chamados pela falta de pontuação, assim como emoticons purpurinados, que não equivalem a palavra que os próprios promotem ou deveriam subtituir, e dominam a janela!!
    Meuu, personalidade nula, consumismo estúpido, burrice construída, pretendo não estar aqui quando a guerra estiver acabada! Em que porra de lugar as pessoas querem chegar agindo assim?????? (não só pelo português, obviamente!)
    “Em presentes tempos difíceis alguns vendam-se, outros caminham para trás…”
    Parabéns Felipe!!!! Mais uma vez tratou dum assunto que circula minha cabeça há um bom tempo (e instigou algum nojo)!
    Muitos dos seus pots, para muitos são nada, infelizmente. Ainda acho que tem ocorrido algum erro, nesse as pessoas não têm formadas suas personalidades…


  181. Parabens ao “Post”, e também vi un scomentários inteligentes.
    Ah, fala sério, “EVOLUÇÃO DA LÍNGUA”? Verbo “tar”?
    Eu FELIZMENTE não tenho estes tipos de pessoas para me comunicar via MSN, mas deixo uma outra observação:
    Vejo websites institucionais e de comércio eletrônico com diversos erros de Português.
    Digitar errado é uma coisa, agora escrever palavras como “ULTENCÍLIO”,”NÓIS”, “EMPREZA”, “SIMITÉRIO”, dentre outras, passam bem longe de erros de digitação.

    Está realmente faltando a INCLUSAO LITERÀRIA, incentivar as pessoas a lerem mais.
    Mas se temos Politicos SEMI-LETRADOS, quem sou eu para dizer alguma coisa?
    A tendência será essa, mais jovens escrevendo errado e mesmo sem saber porque, afinal nem se preocupam em consultar um dicionario para ver realmente qual é a grafia da palvra.
    Maldito seja quem disse que o DICIONÁRIO É O PAI DOS BURROS!”


  182. nemli.
    skaoskoakso

    Muito bom seu texto, adoreia parte de observar, ler e escrever.

    Parabéns. 😉


  183. HOLY SHIT é com apenas um L.

    Beijo 🙂


  184. Agora todo mundo virou intelectual aqui, ou foi uma impressão minha ao ler todos os comentarios???
    Seu blog é excelente.


  185. http://www.orkut.com.br/Main#CommPollResults.aspx?cmm=24585636&pid=1779060717&pct=1226256481

    Pois é, Sr. Felipe Neto, você fala fala fala e não segue o que você próprio diz.
    Como pode vê, o primeiro comentário que fica la em baixo é seu, e não pense que há diferença entre as palavras “Tar” e “Tá” só porque uma contém acento não, ok ?

    Abraço.

    PS: Não rejeite esse comentário, não o fiz na maldade querendo difamá-lo, apenas querendo te mostrar que todos nos estamos propensos a esses pequenos erros.

    ————————

    Absurdamente diferente.
    O “tá” é 100% diferente de “tar”. Ou você fala: “Tar certo”, “Tar beleza”, “Como você tar?”
    Por favor, chega uma hora que a perseguição cansa, arrumem algo mais divertido pra fazer.


  186. Concordo com você, mas ambos estão errados, errado é errado não é só porque você acha que o seu “errado” esta de bom tamanho que ele deixa de ser errado. Talvez para a pessoa que escreve “Tar”, esteja de bom tamanho para ela também, parou para pensar nisso ?


  187. Ótimo texto!


  188. O que você lê?

    sabe, eu não gosto muito da literatura brasileira antiga, daquela que a escola nos manda ler para a prova do livro. As únicas revistas que me interessam são Super Interessante e Mundo Estranho. Fora livro de ficção e verídico. Mas não vejo esse tipo de literatura aumentar meu vocábulário :/
    Compartilho de muita opinião sua, inclusive não suporto escrever e ler errado; e parabéns pelo blog.


  189. […] Texto: Por favor, vamos escrever! […]


  190. Resume aí, por favor.


  191. […] às suas fileiras. O Blog Usuário Compulsivo conclama: Envie um artigo e ganhe um link. O Controle Remoto berra em letras garrafais “Por favor, vamos escrever!” e dá várias dicas para que se evite a […]


  192. O “holly shit” foi piada? >_>


  193. Excelente post, parabéns!


  194. O post tem uma excelente abordagem, porém não é a internet que “imbeciliza” as pessoas, isso já vem da bagagem cultural e social de cada um e que, enfim, acaba por influenciar até os mais “cuturalmente dotados”. É necessário rever a reestruturação da educação básica, aplicando curso de lingüística, para que se tenha o orgulho deste idioma que é fantástico em sua estrutura (Miguel de Cervantes, escritor espanhol, admirava a língua portuguesa) e o resgate de disciplinas como Educação Moral e Cívica e Organização Social Pólitica e Brasileira (OSPB). Todas essas disciplinas deveriam ser reimplantadas no segundo grau. Mais um detalhe, a leitura exercita o cérebro tornando a pessoa com um pensamento mais ágil e abrangente, ou não teríamos coisas assim:

    ALGUMAS PÉROLAS DO ENEM 2007

    “O Brasil não teve mulheres presidentes mas várias primeiras-damas foram do sexo feminino”. (Ou seja: vários ex-presidentes casaram-se com travestis.)
    “O número de famigerados do MST almenta a cada ano seletivo”. (E a burrice não “diminói”.)
    “Os anaufabetos nunca tiveram chance de voltar outra vez para a escola”. (Nem de ir.)
    “O bem star dos abtantes da nossa cidade muito endepende do governo federal capixaba”. (Vende-se máquina de escrever faltando algumas letras.)
    “Animais vegetarianos comem animais não-vegetarianos”. (Esse aí deve comer capim.)
    “Não cei se o presidente está melhorando as insdiferenças sociais ou promovendo o sarneamento dos pobres. Me pré-ocupa o avanço regresssivo da violência urbana”. (“Sarneamento” deve ser o conjunto de medidas
    adotadas por Sarney no Maranhão. Quer dizer, eu “axo”, mas não me “pré-ocupo” muito.)


  195. Olá ^^
    Parabéns, você tem toda a razão.
    Às vezes, pelo MSN, tento abreviar algumas palavras para ganhar tempo como “tbm, fds, td” pois minha digitação é muito ruim. Mas não sei escrever se não for certinho. No começo meus amigos ficavam com raiva, mas a maioria tomou jeito, pois ficaram cansados de me ver perguntar: ” Mas o que é que significa isso ??? “


  196. Ando desenvolvendo meus estudos sobre os idioletos em voga na Internet, motivo pelo qual acabei caindo nesta página.
    Concordo com pontos da sua tese, mas não com ela inteira.
    A Internet não deseduca as pessoas; é apenas um meio de expressão, decerto eficiente, neutro em si mesmo, que é usado por gente de todos os níveis de educação. Isso permite que deparemos com o discurso escrito deseducado de uma maneira muito conspícua e flagrante, em situações que daria para ignorar ou evitar se acontecessem em âmbitos da vida real. O mal-estar advém do choque de descobrir que muitos de nossos amigos, que aparentam ter um bom discurso auditivamente, são surpreendentemente incompetentes com o teclado. Daí vem a impressão, falsa, de que a rede está sendo tomada por invasões bárbaras e o idioma irá sumir.
    Note que muitas das invencionices estéticas na língua escrita são modismos que vêm e passam. O miguxês já caiu em desgraça entre os adolescentes. Foi a partir do instante em que foi associado aos “emos”.
    Estou vendo surgir uma maneira de escrever mais próxima às normas genéricas, pois a pressão é grande. Mas essa nova forma vernacular não deixa de apresentar algumas ideias gramaticais e ortográficas que ao cabo de muito tempo acabarão também incorporadas às normas.
    Outro ponto que causa controvérsia é que a tolerância aos desvios da norma varia muito entre quem escreve “certinho”. Evidentemente a sua tolerância é muito baixa, a ponto de poder considerar uma evolução inexorável da fala como mero erro. O verbo “tar” é um caso claro. Para abrir a mente, é só investigar como se originou e desenvolveu a complexa conjugação do nosso verbo “ser” ou de palavras triviais como “você”.
    Por fim, note que no seu post há um erro, quando diz “Holly shit”.


  197. Maravilhoso!!!!!
    Você não tem idéia de como nós professores sofremos com esse tipo de linguagem.
    Corrigir uma redação é um veradeiro martírio, me sinto uma imbecil e palhaça, pois passo horas falando e nada absorvido.
    A situação está crítica e mais crítico ainda é o sistema que te obriga a aprovar esse tipo de aluno.
    Ao final do ano peço aos mais imbecis, que sou obrigada a aprovar, para não falarem que eu fui sua professora.
    A situação é mais séria do que vc possa imaginar.
    Seu texto é fantástico e retrata perfeitamente minha angústica como profissional.
    Obrigada.


  198. Foda-se o portuga, o importante é propagar a informação.

    Tem muito (na verdade, felizmente, pouco) intelectualóide engomadinho poraí q escreve um monte de baboseira lusitana q naum faz sentido nenhum.

    Melhor escrever como a gente fala e ser compreendido do q ficar fazendo masturbação de e-penis tentando fazer ele crescer pra mostrar pros outros o quão fodão é o cara.


  199. sensacional!
    É tudo que as pessoas estão precisando ouvir!
    PELO AMOR DE CRISTO!!
    Não aguento mais essa…
    (Como diria Felipe Neto )”desgraça para humanidade”!

    só um desabafo…
    parabéns pelo post!
    abraço


  200. Sem nada pra fazer hoje resolvi fuçar os seus textos antigos… alguns tive muita raiva porque ja não tinha mais as fotos, então não entendia…fiquei puto…

    Mas gostei muito deste tbm, pena que é atrasado o meu comentário, mas mesmo não sabendo se vc irá ve-lo, ja me satisfaço em comentar.

    Concordo com vc sobre a nova “grafia” que hj utilizam em conversas e faço um adendo a isso.
    PORRA….PARE DE COLOCAR PALAVRAS SEM TRADUÇÃO – NA LINGUA INGLESA (ACHO!!) É UM SACO PORQUE PERCO A LINHA DE RACIOCINIO…ALÉM DE SER UMA PUTA FALTA DE EDUCAÇÃO para aqueles que não sabem nada de ingles (além do famoso THE BOOK ON THE TABLE – se é que é assim mesmo 🙂


  201. muito bom. seu blog deveria ser leitura obrigatória nas escolas


  202. kkk a parte que voce disse que queria dar uma de samara foi legal


  203. Estou lendo esses seus posts de 2008 e são todos, realmente, sensacionais.

    Aprendi, principalmente quando entrei para o mundo da blogsfera, a frequentar blogs e ler textos, tanto de 10 linhas quanto de 50, o que antes eu não fazia, ler um texto ou escrever uma redação, era uma tortura.
    Lendo o CR aqui me deu uma grande inspiração, chegando a criar meu próprio blog com tanta vontade de escrever que eu estava!

    Admito que meus primeiros posts foram mal escritos, mas com o tempo e com a prática, eu mesmo vejo que vou evoluindo na escrita, e os leitores do meu blog estão cada vez dizendo que os textos estão melhores.

    Pode parecer “puxação de saco”, mas lendo o CR aprendi que pela escrita dá para mostrar o que eu penso, expor minhas idéias, assim como você. E ver tanta opinião diferente nos comentários, me fascina.

    Post sensacional Felipe, Sucesso, muito SUCESSO!


  204. Hmm. Is it true? 🙂


  205. owned.


  206. Ola Felipe .
    Amo o seu video
    e pesso q em um de seus videos vc comente .
    Qria q vc mandasse um bejo para Henrique Peres Contrucci
    bianca chittenden sousa , e eu CLARO . Luanda Rafaela .
    GOSTO MTO DOS SEUS VIDEOS .principalmente o do crepusculo
    bjbjbjbjbjbjbjbjbjbjb eu não te amo porq vc nem sabe q eu nasci
    e vc nem me conheçe e aposto q é o msmo com vc ,,,
    ignoree as babacas e os babacas q te xingão porq eles te ajudam a cada vez vc fazer um video . MAIS LEGAL !
    E A MENINA RETARDADA Q FALOU Q VC NÃO TEM FÃ . é uma mintirosa porq vc tem a mim e um montam de gente!
    e a tal de @lo .E outra ela q tem inveja de vc porq ela não tem nenhuma fã e ninguem sabe q ela existe .
    pessoas babacas
    é assim
    msmo
    eu
    me chamo Luanda , e tenho nove ano bj chaaau


  207. eaew felipão?

    CARALHOOOO PORRA vc é muito foda
    sou um super fã seu ah eu sou o Henrique Peres Contrucci que a pessoa de cima escreveu

    queria que vocÊ postasse um video falando sobre lady gaga

    abração vlw!!!!!!!



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: