h1

Somos todos Leonardos

1 de janeiro de 2009

Recentemente, comecei a escrever o que promete ser meu primeiro livro oficial. Faz parte das minhas metas de 2009, finalmente desengavetar um sonho e colocá-lo em prática. Porém, ao conversar com um amigo sobre o fato, a resposta foi: “Cara, eu sempre disse que você precisa ter um foco e trabalhar em cima dele”.

E eu pergunto: Por quê?

Foco

Sou ator, modelo, designer gráfico, escrevo no CR, escrevo para revistas, administro uma equipe de 20 pessoas no portal IsFreePop.com, programo em PHP, canto não-profissionalmente e agora estou começando meu projeto de livro.

Por que o ser humano precisa ter um único foco? Me recuso a acreditar que a mediocridade da maioria está tal ponto aflorada, que passamos a acreditar que somente estabelecendo força em um único fator, podemos ser realmente capazes de exercê-lo.
Digo-lhes: Este pensamento me apavora.

Da Vinci era pintor, matemático, escultor, arquiteto, físico, escritor, engenheiro, poeta, cientista, botânico e músico. Além disso, foi um adolescente espinhento, que se masturbava regularmente, bebia muito vinho pra ficar doidão e saía pras baladas renascentistas. O que difere a mente de Leonardo da Vinci, da sua? O que de especial existiu em sua vida para que se tornasse um dos maiores gênios de todos os tempos? Por acaso seus pais o consumaram dentro de uma cúpula celestial, rodeada por anjos?
Balela. O ser humano é tão dominado pelo medo da falha, que gruda-se à primeira sombra de sucesso. Mesmo que mínima e insignificante.

“Ôpa, sou um bom vendedor. Serei vendedor pelo resto de meus dias”.

Faço tudo o que sinto vontade de fazer e que tenho real certeza de que sou bom fazendo. Não vejo a necessidade de ser apenas ator, para ser um bom ator. Ou de ser apenas escritor, para ser um bom escritor. E, podem ter certeza, minha mente não é melhor que a de ninguém. Apenas não tenho medo de ultrapassar o limite, de quebrar o tabu.

Qual o sentido de limitar seu potencial? Jogue-se de cabeça! Descubra seus talentos, explore toda sua capacidade. Pois um dia, pode ser que acorde às seis da manhã, precisando se arrumar para bater ponto na fábrica, completamente descontente e frustrado por ter perdido a capacidade inacreditável que a mente humana lhe proporciona.

Sim. Pode ser que eu não me torne brilhante em tudo que faço, ou talvez até mesmo em nada. Mas ninguém poderá dizer que jamais tentei e não me explorei. E o mais principal, absolutamente ninguém poderá dizer que não fui feliz.

Então anda.
Levanta essa bunda e vai buscar seus sonhos. Eles estão a uma dedicação de distância.

PS1: Não confunda utilização do seu potencial, com arruinar suas vinte e quatro horas. Não vá sair daqui e se matricular no ballet e nas aulas de piano, ambas no mesmo horário. Tenha tempo para suas atividades, de modo que possa dedicar-se a elas.

PS2: Existem operários satisfeitos. Logo, peço desculpa caso os tenha ofendido.

Anúncios

77 comentários

  1. ;]
    é isso aí, nem só pq ele foi o maior gênio da humanidade, que outros tambem nao possam ser!
    eu te deixo tentar ;P haha

    ótimo. denovo.


  2. e nem uma dedicatóriazinha tipo… “a karol teve participação nisso” pequena, mas teve =(
    SKOPAKSPOAKSPOAKPSOAKPOSKAOPSKAP


  3. hehhehe
    flou bonito agora
    vai nessa cara
    xD~
    dedicação é tudo.
    ou não.
    ;P


  4. Faz tempo q eu leio o seu blog mas e a primeira vez que comento

    Estudo publicidade, estou escrevendo o que pode se transformar em um livro durante o percurso de 2009, trabalho de fotografa para uma produtora ,de guionista para outra e preparo e vendo sobremesas.

    muitas pessoas perguntam porque nao me dedico a so uma coisa, me chamam de indecisa, falam que quem quer muito nao consegue nada.

    eu acho isso uma besteira, amo tirar fotos, escrever meus curtas, fazer meus doces, escrever minhas poesias!! e modestamente eu acho que consigo fazer tudo isso bem.

    A mediocridade esta na cabeca das pessoas, eh preguiza e medo de nao querer ser mas, fazer mais , alcancar mas!!!

    bom fico aqui pq meu coment ja esta grande demais

    Bom 2009 pra voce

    (obs.: meu teclado esta configurado para escrever em espanhol, desculpa a falta de acentos e cecidiljas)


  5. Cara, você é foda
    Seus textos são escritos de maneira extremamente inteligente, todos os posts do seu blog são muito bons
    Na boa, parabéns pelo blog e por sua capacidade
    Ator, modelo, designer gráfico, escreve no CR, é Editor-Chefe do Papo de Homem, administra uma equipe de 20 pessoas no portal IsFreePop.com, programa em PHP, canta não-profissionalmente.
    Isso é realmente para poucos são poucas pessoas que conseguem enxergar que poderiam fazer várias coisas sem perder a produtividade é só usar a inteligencia.


  6. Muito interessante o texto. Gostei muito do trocadilho com o foco da dedicação e o foco da fotografia.

    Mas acho que se Leonardo da Vinci tivesse se focado somente em uma área teria sido melhor. Ele teria mudado mais o mundo. Concorda?

    Por exemplo, Einstein. Além de físico, ele tocava violino (e fazia várias outras coisas). Mas ele não trouxe grandes avanços para a humanidade na área de música. Cada hora que ele tocava violino pode ser visto como uma hora a menos na física. E como eu acho que a prática leva ao aperfeiçoamento, tendo a concluir que se ele não tocasse violino ele seria um melhor físico, trazendo mais melhoras para o coletivo (a sociedade). Mas será que ele seria, como você diz, feliz? E será que ele aguentaria somente pensar em física?

    Ao falar de Leonardo você pergunta o que difere da mente dele para a nossa, mas não desenvolve nada sobre a resposta. Eu acho que a resposta seja justamente “foco”, dedicação. Basta ver os líderes em qualquer área que vemos que “algo” foi “sacrificado” (acho que algo que você chama de felicidade).

    Um exemplo conhecido: Tiger Woods, considerado o maior jogador de golfe do mundo. Ele começou a jogar com apenas 2 (dois!) anos de idade. Com 5 anos ele já estava aparecendo na TV por causa de suas habilidades. Aposto que ele “sacrificou” várias horas de diversão com bonecos, saíndo para a balada, bebendo, dormindo, namorando, etc. Mas será que ele deixou de ser feliz por causa disso?

    Aí já entra o limite pessoal de quem é mais importante, o coletivo ou o individiual. A diversão ou o progresso. Cada um tem sua opinião e nem adianta discutir, pois dificilmente será mudada.

    Parabéns pelo texto. Mas não consigo parar de pensar o que seria de você (ou de mim) se tivesse se focado somente em uma área, por exemplo, ator ou escritor.

    PS: Espero que você não leve esse comentário tão a sério, pois muitas vezes até eu mesmo discordo desta minha linha da raciocínio.

    ——————–

    De fato eu discordo desta linha de raciocínio. E para isso não preciso ir muito longe.

    Da Vinci foi, na minha concepção, o maior gênio que andou pela Terra. E não me refiro somente a uma de suas especialidade, mas sim todas. Se estudar um pouco da vida e do trabalho de Leonardo, vai perceber que era igualmente genial em tudo que fazia.


  7. E se eu sou feliz, dedicando-me apenas a uma coisa?
    Cada um tem seu jeito.
    Leonardo tinha o dele, vc tem o seu e eu o meu. Mediocridade, é um ficar julgando o que o outro deveria ser, fazer, ou até mesmo como ele deveria agir.

    —————

    Em algum momento disse que somos obrigados a fazer diversas coisas? Meu questionamento foi inverso, o porquê da sociedade ditar que devemos fazer só uma.


  8. Só um pequena correçãozinha. Seus comentários são moderados, então só vc vai ver:

    Da Vinci não foi “comido” (consumido) pelos pais, e sim “feito” (consumAdo) por eles.

    —————-

    Valeu Mauricio, erro de digitação que passou despercebido, agora já corrigido.


  9. falou bonito em…
    parabéns…
    seus textos são bons de mais…


  10. Realmente o ser humano tem capacidade para muitas coisas. Várias outras figuras da história nos dá essa prova e não basta se um “Leonardo da Vinci” para realizar muitas tarefas, conheço pessoas na faculdade que fazem milhões de coisas, e são pessoas normais como todo mundo.

    Ficamos horas na frente de computador, televisão e fazendo outras bobeiras que não vão trazer nada de bom [não que isso não tenha o seu lugar] mas temos que usar nosso tempo de modo mais produtivo.

    Infelizmente, muitas pessoas se conformam e se prendem a uma zona sde segurança, como você mesmo disse.

    Desde que você faça muitas coisas, mas que sejam bem feitas, que dê prazer a você, que não te sobrecarregue, não vejo motivos para se dedicar a apenas uma atividade.

    P.S: Também quero escrever um livro!

    Só uma indagação:

    Seu livro é um romance, ou não?

    abraços ai!

    ————–

    É sim, Rodrigo.
    Ficção inserida dentro do panorama da realidade.


  11. Ótimo texto
    As pessoas hoje em dia tem medo, são muito acomodadas, falta-lhes convicções, a própria sociedade nos menospreza de tal forma que em vez de darmos a cara a tapa e provar que somos capazes, preferimos sucumbir a ela.

    Abraço


  12. “Eu sinto que sei que sou um tanto bem maior” – Teatro Magico

    acanei de Ler o post e vi na tv esse trecho da musica ..oo’ encaixa perfeitamente ;]


  13. Ah é! Esqueci de perguntar sobre o livro!
    Depois conta mais para a gente…

    Sucesso


  14. Muito bom o texto… “O ser humano é tão dominado pelo medo da falha, que gruda-se à primeira sombra de sucesso. Mesmo que mínima e insignificante.!” concordo…as pessoas tem medo de arriscar….passando a vida toda naquele trabalha (numa coisa que não gosta)/come/reclama/dorme/assiste novela. e ai quando ta quase morrendo (achando que vai pro céu porque pagou) se pergunta: O que eu fiz de útil nessa vida? Resposta: Nada
    Se sair dançando na chuva dançando é o que vc quer então vai lÁ, não fica pensando muito (ahh eu posso escorregar, ahh eu posso ficar gripado, ahhh eu vo me molhar..ahh oq os outros vão pensarr?) DANE-SE O QUE OS OUTROS VÃO PENSAR


  15. aiaiaia
    você escreve bem
    Mas você tenta “prova pra todo mundo, que não tem que provar nada pra ninguém”. R.R.

    A sociedade, não eh esse lixo q vc por vezes tenta mostrar
    Diga-se pelos coments do seu blog,
    A maioria das pessoas concorda com vc.

    Eu concordo com vc
    Mas não acho q pq um amigo seu disse q vc tinha q se dedicar a uma coisa, significa q a sociedade pensa como ele.

    Ou mto menos, q pq vc pensa diferente do seu amigo, ele esta completamente errado.

    Desculpa se me expressei mal, em qualquer um dos comentários.


  16. Você está certo! Não podemos viver na mediocridade! Parabéns por conseguir fazer tantas coisas!
    Acredito que é valido arriscar, tentar ser sempre melhor e ter várias metas, só que isso demanda um pouco de cuidado. Deve ser muito frustrante ter várias metas e não conseguir cumprir da melhor forma… Não que esse seu caso, mais isso acontece muito.
    Tem gente que quer “abraçar o mundo com as pernas” e nunca sai do lugar.
    Eu tenho só um foco, me preparar para enfrentar provas de mestrado em 2010!
    Para isso estou num grupo de pesquisa pelo CNPQ, e inicio meu projeto com adolescentes em medida socioeducativas, vou trabalhar o Direito a cidadania em uma instituição filantrópica muito interessante aqui da região. E escrever muito! Não um livro porque minha pesquisa começou a pouco tempo, mais quero escrever mais artigos, resumos expandidos, e se tiver algo bem bacana publico no próximo livro do grupo de pesquisa!

    Boa sorte para todos nesse ano!

    E que você alcance seus objetivos!


  17. Muito bom o post !!!
    Muitas pessoas não sabem disso, nunca saberão mas não por falta de oportunidade e sim por falta de interesse.Muitas pessoas, até mesmo algumas sábias entram em uma rotina e ficam acomodadas na vida.
    Procurei no site Papo de Homem e não vi teu nome lá em canto algum, aparece só o nome do Fred que escrevia aqui no blog tambem.

    ————–

    Marcelo, é que está desatualizado. Será atualizado em breve.


  18. “porquê da sociedade ditar que devemos fazer só uma coisa?”

    Pode ser o fato, das pessoas que seguem esta frase,
    não ter conseguido realizar várias coisas que pretendia ao mesmo tempo.
    —-

    Olha eu tenho 14 anos, e faços várias coisas também, como:
    Estudo, Curso Computação Gráfica, administro uma rede de internet 87 pessoas,
    trabalho num comércio não-atacado e um comércio atacado (são dos meus pais,
    mas futuramente serão meus e dos meus irmãos.)

    E não reclamo por isso, ao contrário, tenho orgulho disto.


  19. Bom texto, mas um tanto demais convencido… você parece ser inteligente, mas humildade de vez em quando te ajuda a enxergar as coisas de uma forma melhor.

    Fica a dica.

    E boa sorte!

    —————-

    Realmente, dizer as coisas que faço é realmente proclamar ao mundo que sou um ser humano maravilhoso, excepcional e perfeito.
    Desculpe, é que realmente me considero um Deus na Terra.


  20. Cara, você não tem idéia do quanto esse texto me fez abrir os olhos para a escolha de um caminho que devo tomar. De boa, muito obrigado!!


  21. Li uma reportagem na Super, mês de setembro, que tratava da inteligência. Lá eles falavam sobre a Síndrome de Savant. Pessoas com esta Síndrome possuem regiões corticais capazes de se excitar bem menos que o fisiológico, enquanto outras possuem um padrão de excitação muito maior, causando uma inteligência diferenciada no portador.

    Por exemplo, Einstein foi um provável portador da Síndrome. Em algumas entrevistas, ele dizia que fazia associações diferenciadas para memorizar. Que números possuíam aspecto físico próprio, entre outras loucuras, dentro da nossa concepção de lógica. Obviamente ele tinha uma inteligência matemática e física grotesca, mas foi diagnosticado como austista, disléxico, e considerado burro até os 6, 7 anos. Resultado: foi um grande físico. Ponto final.

    Por outro lado, Guimarães Rosa era autodidata em francês aos 6 anos. Aprendeu mais de 20 línguas, foi diplomata, médico, e o maior conhecedor da língua portuguesa, e um dos maiores (senão o maior) escritor da mesma língua. Além de ter sido extremamente humano. Enfim, se dedicou a várias coisas, e fez tudo muito bem feito. Resultado: genial na literatura. Muito bom no resto.

    Oxalá Guimarães tivesse escrevido mais livros! Adoraria poder ler mais obras do grande mestre. Mas o Brasil precisava daquele grande diplomata, e os sertanejos de Minas precisavam daquele grande médico, que trabalhava em troca de galinhas e melancias. Sua genialidade está nisso: em ter sido múltiplo.

    Concordo que a sociedade não pode tentar nos impor focos. Mas discordo de você quando diz que nada nos separa de Leonardo. O que nos separa de Da Vinci é o que separou Einstein de Guimarães: o tipo de inteligência. Obviamente sem menosprezar Einstein, mas inteligência é algo muito relativo!

    —————

    Este tipo de pensamento varia de pessoa pra pessoa.
    Acredito que Einstein, logicamente, era dotado de alguma síndrome que o tornava um gênio com números. Não era o caso de Leonardo. Acho que é muito fácil, para a humanidade, culpar sua falta de dedicação e “talento” em uma palavrinha mágica e simbólica denominada como “dom”.

    “Ah, ele tem o dom da música”. – PORRA NENHUMA! Ele simplesmente trabalhou sua capacidade cerebral para se aperfeiçoar nos quesitos musicais. Raríssimas são as excessões de algum fenômeno realmente inexplicável, como Ludwig.

    Tudo é argumento para se ter uma vida medíocre. E por medíocre, refiro-me ao real significado da palavra. Dentro da média.


  22. Primeiro: um errinho ali, Felipe. Você escreveu “excessões” e o correto é “exceções” :B

    Então, eu sou um puta de um vagabundo nato. Eu faço minha faculdade, trabalho no ramo. Não tenho porte e nem jeito pra modelo e muito menos ator. Explorar outras habilidades é algo bom, mas pra quem quer. Eu não sou desprovido de nada do que você é. Posso querer ser modelo, posso querer ser ator e o que eu quiser, certo? Qualquer um pode ser o que quer, é só ir atrás e conseguir conquistar o objetivo. Existiram não só um, mas diversos gênios no decorrer da história. Você se baseou em um, mesmo porque existiram outros tão bons quanto e não tem o que discutir a essencia de cada um.

    O fato de eu ser preguiçoso não impede que eu trabalhe outras coisas, mas é justamente isso: EU SOU PREGUIÇOSO e não quero administrar blog ou fazer aulas de qualquer tipo de coisas que existem por aí 😛 Isso é uma particularidade de cada um. Se você se sente bem fazendo múltiplas tarefas, rapaz, QUE BOM! ;D Sinta-se um vencedor, porém você consegue fazer diversas coisas no seu dia-a-dia e ainda sentir-se BEM. Mas desde então quem não está a fim vai fazer o quê? Muitos sequer explorar seu potencial porque não os interessa MESMO. Hoje em dia o mundo é do preguiçoso.

    Tudo hoje em dia é mais “fácil” e a tendência é a piorar SEMPRE com tudo o que se vê. Eu mesmo não to nem um pouco a fim de fazer algo a mais do que faço, e com isso serei “diferente”? Serei julgado por fazer uma ÚNICA coisa? Creio eu que não.

    Abraços aí.


  23. vc anda tão filosófico…


  24. Não acredito que Einstein tenha sido considerado burro até 6, 7 anos. Talvez ele tenha recebido esse titulo, porque quando criança ele se apresentava de um modo particular. Ao contrário de que muitas pessoas acreditam, ele não foi reprovado em matemática, muito pelo contrário.

    O violino era o seu ajudante na hora de elaborar os seus pensamentos acerca da física, como diz o Autor de “Einstein – sua vida, seu universo”, Walter Isaacson, “a música não era apenas diversão, pelo contrário, ajudava-o a pensar”

    Boa sorte com o livro Felipe.

    Um dia ainda escrevo um.

    ;D


  25. Nossa, impressionante como tem gente que simplesmente não entende absolutamente nada do que é escrito -.-
    Esse post foi praticamente MOTIVACIONAL.
    Pra acreditarem que SIM, VOCÊS PODEM! ( apesar que a maioria aqui parece não poder nada)
    Se você tem diversos talentos você NÃO TEM HUMILDADE. oO
    Brasileiro não é medíocre, é algo inferior a isso.
    Certa vez ouvi um “crítico” dizer: “atriz agora vai cantar, ué… mas ela não era atriz?”
    Como se realmente só pudéssemos fazer UMA COISA.
    No exterior costumam ter uma mente “mais aberta” lá costumam gostar mais dos atores ditos completos
    desses que cantam, dançam e sapateiam. Aliás é quase uma exigência lá.
    Bom… é isso, o que tem que mudar é a mente pequena dos brasileiros.
    Ah, se for mesmo lançar um livro venda pela net que já tem uma leitora aqui.
    EU COMPRO!
    bjos


  26. Seria este um livro de auto-ajuda Sr Felipe?
    Bom, eu também compraria, adoro quando você fala o que pensa, manda geral pastar, e ainda deixa a gente pensando.


  27. Falou e disse.
    xD
    Voce ta absolutamente certo, se foi definido que sao 6 as inteligencias humanas, pq eu nao posso usar um pouco de cada uma. ;D
    By the way, depois deixa eu ver o rascunho do seu livro
    xD


  28. Felipe eu li o seu texto no PAPO DE HOMEM.

    Confesso que me diverti muito com ele.

    Espero que vc encontre em 2009 ‘as frágeis, doces e retocadas, mas que viram putas na cama”.

    abraço


  29. “Mas humildade de vez em quando…”

    Só para comentar o comentário do rapaz ali em cima, concordo com um pensamento de Schopenhauer que li não me lembro onde:

    Humildade, para os de espírito pequeno, é verdade.
    Humildade, para os de espírito grandioso, é hipocrisia.
    (sem aspas porque não são essas as exatas palavras dele)

    De forma que ser humilde é não pensar de si mesmo mais do que é, de fato.
    O problema é que quando uma pessoa é “de espírito grandioso”, os de “espírito pequeno” querem que ela engula a própria glória, com a desculpa de que tem que ser HUMILDE.
    É preciso entender que não é ser ensimesmado: é simplesmente a verdade.


  30. Otimo post cara, parabens.


  31. Muito bacana seu texto!
    Tenho uma teoria que é o seguinte: Talvez um advogado (ou médico, etc) medíocre, pudesse ser o melhor saxofonista do mundo ou de todos os tempos, mas não teve acesso (ou não quis ter) ao saxofone!
    O negócio do saxofone foi apenas um exemplo que se extende a todas as atividades possíveis!
    Seu texto é muito bacana, a meu ver, no sentido da experimentação até que se descubra o que se quer fazer!
    Tipo eu acho, contra a maioria esmagadora, que quando você acha o que gosta de fazer (mesmo que sejam três ou mais coisas) o foco e a determinação te fazem sobressair à multidão.
    Outra coisa: o que se gosta de fazer não é necessariamente a faculdade que você cursou! Muita gente engaveta o sonho por causa disto!
    Por fim Michelangelo não pintou a capela sistina por dinheiro, nem Da Vinci ficava imaginando o que compraria com a venda da Monalisa. Realize algo com toda sua paixão, ponha seu coração em tudo o que fizer!
    Muitas de minhas atividades ( uns 96%) visam exlusivamente o lucro, acho que é isso que não me deixa deslanchar!
    Grande abraço!
    Até mais!
    Ficaria Feliz se você comentasse o meu comentário 🙂

    —————-

    Existem profissões que ORDENAM foco total e dedicação absoluta. Medicina é uma delas. O que se pode fazer por fora, chama-se hobby.
    Porém, não concordo que quando encontramos o que gostamos de fazer, devemos parar e focar somente naquilo. Acho que temos capacidade de fazer muito mais. Muito mais.


  32. Cara, qual o nome do livro de auto ajuda que voce tá fazendo?!

    ————

    Chama-se: “Come cu de curioso”.


  33. Cara é isso mesmo.

    Vamos ver se vc vai liberar o comentario ahuahauhau, se aguenta mesmo pressão e opinião divergente

    Você deve estar lendo algum livro de auto ajuda ou então assistiu muito Death Note para imaginar ser o deus do mundo ahuahuahuahau.

    Leonardo da vinci, não foi um GRANDE gênio, o que aconteceu foi que apenas na sua época existiam mais chances de descobrir algo util para sociedade (poucas descobertas), tudo já existe no mundo o que falta é a capacidade para alguem descobrir, o mundo gira atraves de descobertas.

    As obras de arte de da vinci apenas são apenas pinturas que se algum se decicar conseguira fazer melhor, o que as valorizou foi o marketing criado em cima de suas obras e a publicidade que ele fazia, como alguem pinta a capela sistina e não fica famoso??? Se fosse o Sr. Chuchu com goiaba que fizesse isso tb ficaria famoso.

    Quem diz que Einstein está certo em todas as suas descobertas, o que acontece hoje é a comodidade porque toda a fisica moderna está baseada em suas teorias o que aconteceria se alguem descobrisse que estão todas erradas e propor um metodo melhor? Prejuizo que ninguem quer pagar.

    Só vejo que vc olha muito para o passado para se basear no Pop stars do passado, isso não demostra muita coisa apenas um meio de ser pop.

    O mundo que vivemos hoje é muito melhor comparada a realidade dos “Gênios” do passado viveram, então deveriam existir muito mais descobertas significativas devido ao grande acesso a informação que existe hoje.
    O Problema hoje é a comodidade com o que foi criado, e quando algum tenta fazer mais de uma atividade nunca foge do padrão criado no passado.

    A sociedade não impoe nada que limite a suas escolhas para a sua vida(claro existem as leis para a nossa convivencia), como vc mesmo diz Foco, quem limita isso é o meio de pessoas que vc convive, pessoas por mais que estejam ao seu lado não querem seu sucesso é estranho falar isso heheheh mas é isso que acontece e se vc pesquisar tb irá verificar. Isso acontece em qualquer profissão, exemplo o mercado de ações, artes, informatica, adm e o diabo a 4…

    O importante não é quantas tarefas vc faz 1, 10, 1000 zilhoes e sim pensar fora da caixa, dos padrões que já existem na sociedade, olhar para traz apenas para verificar erros, o passado não ira trazer nada.
    O dificil é ser criativo… De todas as tarefas que vc mencionou nenhuma delas vejo grande possibilidade de inovar se se dedicar muito.
    Exemplo
    Tudo area de informatica:
    designer gráfico, escrevo no CR, sou Editor-Chefe do Papo de Homem, administro uma equipe de 20 pessoas no portal IsFreePop.com, programo em PHP

    Aqui seria o Pop, o que
    Sou ator, modelo, canto não-profissionalmente e agora estou começando meu projeto de livro.

    Todas as tarefas que vc executa são simples, nada fora do normal, tudo se relaciona, então é um pouco de pretensão tentar se comparar a da vinci.

    Flw e boa sorte na sua empreitada. Só para de ler esses livros de auto ajuda que está começando a encher o saco o blog. Acabou a zueira do blog só conselhos de auto ajuda, a mulherada adora esse tipo de texto, se abrir e mostrar maturidade, mas acho que esse blog é para zuera dar risada, se for para posts assim então escreve para o papo de homem ou monta um site como manual do cafajeste.

    —————

    Este comentário virou tema para um post na capa do Blog.


  34. […] isso vejamos, por exemplo, um comentário recebido NESTE POST do CR: (alguns pedaços foram cortados, pois são irrelevantes, quem quiser ler tudo, basta clicar […]


  35. Eu já tento viver minha vida dessa maneira, desenvolvo várias atividades mesmo não sendo todas interessantes, mais algumas que me dão prazer, outras necessárias, e posso afirmar, que quanto mais áreas exploro, melhor fico nas demais. Uma vez assisti um vídeo sobre “conectar os pontos” e neste vídeo deixava claro que quando nos desenvolvemos no máximo possível, lá na frente podemos juntas estas idéias e criar algo novo, penso que o ser humano não tem a capacidade de criar nada, e sim juntar vários pontos em um só, isso é a criação.
    Não acho que se dedicar apenas a uma área faz com que você seja pior do que poderia ter sido, pelo contrário, explorar outros mundos nos traz idéias novas para intercalarmos novas idéias e assim CRIAR.


  36. Gostei do post. Ultimamente, tenho desenvolvido um certo gosto pra escrever. Em 2008 fiz vestibular, mas o que me interessa só farei no final de 2009. O vestibular da Unicamp. E desde que alimentei esse sonho de entrar nessa universidade, eu sempre tive o mesmo curso em mente: Artes Visuais. Sou viciado em desenhar e em desenho desde que era um girino que passava as manhãs assistindo Bom Dia & CIA. Além disso, meu gosto por desenhar já me proporcionou ótimas amizades que levarei para o resto da vida. Mas, confesso que esse meu novo gosto já me fez pensar em mudar o curso que pretendo fazer na Unicamp para Estudos Literários. E agora venho pensando muito em para que gosto, ou hobby se assim preferir chamar, devo me voltar. Tomara que, assim como você, eu consiga seguir com os dois.

    Como sempre, o blog tá de parabéns.
    Até mais.


  37. Simplesmente inspirador!


  38. E se sair realmente esse livro.
    Contribuirei com tamanha estupidez. -D

    Esse blog é dmais. o/


  39. vc me encanta, Felipe!


  40. Cara seu blog ta show olha fazia tempo que eu num lia algo interessante assim, valews um abraço..


  41. […] tem mais nada, negro amorDica: Cinco fantásticos jogos online e grátisComo chegar até a tvTexto: Somos todos LeonardosVício da semana: A melancolia de John FruscianteTexto: BBB 9Vestibular da vida: Marque com um […]


  42. Caríssimo Felipe,
    Também me identifiquei com o texto e, na verdade, fiz uma viagem de volta no tempo.
    Já fui camelô, montei patins (na época em que o roller ainda estava na cabeça de algum projetista), fui mecânico de automóveis, eletricista Industrial, e até com moda já trabalhei (não, não sou gay). Hoje faço consultorias na indústria e no comércio, elaborando Planejamento Estratégico, Plano de Cargos e Salários, Melhoria Contínua (ISO) e Clima Organizacional.

    Será que por esse leque de competências posso ser analisado como indeciso??!! Ou melhor, mal resolvido profissionalmente??!!

    Parabéns pelo texto.


  43. Os comentarios relativos ao post são mais interessantes que o post em si.
    A ideia do texto é muito boa, faz muito sentido, e não deixa de ser um texto criativo.
    Mais eu não concordo com a forma rude com que você trata os que pensam de forma diferente da sua.
    Tenha sob o seu ponto de vista, o ponto de vista do outro tão bem quanto você tem o seu.
    Assim vocÊ, mesmo que não concorde com os demais, saberá exatamente ô porque de não concordarem com você.

    Parabens pelo trabalho. Boa sorte.


  44. “Meu questionamento foi inverso, o porquê da sociedade ditar que devemos fazer só uma.”

    cara, essa “Sociedade” é realmente uma vaca controladora, né?

    Me aponta ela na rua um dia ou a tal “maioria medíocre” que juro que bato nela pra vc!


  45. […] PS2: Existem oper


  46. dizem que o mundo é dos generalistas
    mas.. sabe-se lá


  47. Cara muito legal o texto. Me identifiquei um pouco com ele, pois mantenho um site (http://www.meachando.com.br), um blog (http://www.meachando.com.br/blog), trabalho como técnico em informática, sou promotor de eventos nos finais de semana, fotógrafo do site, e ainda faço alguns outros bicos nas horas vagas hehe.
    Posso dizer com orgulho: Eu tento!


  48. cara, voce tá escrevendo um livro? eu também tenho esse sonho mas ainda não consegui terminar. faz um post sobre ele quando ficar pronto, divulgando preço ou se ele será pra baixar na internet.

    boa sorte nas suas empreitadas.


  49. Só queria fazer alguns comentários na área da Física. Primeiro: Einstein não era um gênio com números. O embasamento matemático da Teoria da Relatividade Geral não é (só) dele. Mas ele possuia uma compreensão visceral dos fenômenos, o que permitia formular princípios que depois podiam ser fomulados matematicamente, normalmente com a participação de colaboradores. Segundo: suas teorias NÃO são o grande embasamento da Física Moderna. Como toda a ciência, cada um dá a sua contribuição. Outros nomes contribuíram muito, e a Mecânica Quântica tem um impacto muito maior nos dias de hoje. Os circuitos usados em computadores e celulares são seus descendentes diretos, por exemplo. Einstein contribuiu, mas não foi o único. Terceiro, e, cabalisticamente, por último: é fácil dizer que Leonardo Da Vinci fez suas descobertas porque existiam muitas coisas novas pra descobrir. Cara, o mundo tá lotado de coisas novas, a ciência é muito mais incerta do que nos damos conta. Depois que alguém descobre é fácil dizer “isso era óbvio”. É o tal do ovo de Colombo. E viagra não põe esse de pé.


  50. Ahhh!!! O maior gênio da história da humanidade foi Jesus Cristo, que com apenas uma frase desbanca Da Vinci, Einstein e qualquer outro: -Amai ao próximo como à ti mesmo.
    Isso é só um exemplo, dentre tantos outros.
    Em segundo lugar vem Mamonas Assassinas com a frase: -O amor é uma faca de dois legumes…
    Outras de Jesus: -Aquilo que queres que os homens façam por ti, faça igualmente por eles.
    -Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta e espaçoso o caminho que conduz à perdição e muitos são os que entram por ela.
    -Conheça a verdade e ela te libertará.
    -O amor é tudo.
    e especialmente para você:
    -Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem.

    ————————————————–

    Bocejo.


  51. Foco não é limitação!É PRIORIDADE!Lembre-se disso! Quando se tem prioridade, as coisas correm na sua perfeita ordem. Não ter foco significa dispersão E NÃO INCOMPETÊNCIA nem mediocridade. Realmente, você pode ser quantas coisas quiser,mas,qual o seu destaque? O que faz de melhor? Não existem focos, pois é uma palavra no singular justamente pelo seu signiicado!
    Pode ter certeza que isso não tira o brilhantismo da discussão, só enriquece!

    PARABÉNS PELO EXCELENTE BLOG!

    ———————————————-

    Prioridade é uma coisa absolutamente diferente de foco.


  52. Também não tenho um foco, mas gosto das várias coisas que tenho feito, que apesar de tudo faço bem , o importante é não pensar tanto e começar a agir, fazendo tudo o que gosta sem medo.

    Parabéns pelo texto, estou começando a acompanhar frequentemente.


  53. O que difere a mente de Leonardo da Vinci, da minha?

    Q.I.

    —————————–

    Você está enganada 🙂


  54. estou a uma hora tentando responder alguma coisa que faça setido sem que eu pareça uma idiota fracassada. e cheguei a conclusão que talvez eu esteja mesmo enganda.


  55. caramba,adorei! isso veio de encontro ao q estou vivendo:“Ôpa, sou um bom vendedor. Serei vendedor pelo resto de meus dias”. e detalhe,vivendo infeliz!
    não precisamos ficar preso a nada,principalmente a uma coisa só… parabéns!!!


  56. hahaa, que “auto-ajuda” soou esse post 😀


  57. Talento ainda faz grande diferença.
    DA Vinci tinha aos borbotões.

    ———-

    Eu não acredito que pessoas NASÇAM com talento.


  58. Eh nois irmaum. Um salve pra geral aí.


  59. Acredito que mais do que o medo da falha, atualmente a gelera ta eh acomodada demais.
    Eu, apesar de ter sua idade ja fui bancaria por quase cinco anos, larguei tudo e fui morar fora do Brasil. Nao tive medo de fracassar, nao tive medo de perder, nao tive medo de errar e ouvi muita gente dizendo “como assimmm vc vai largar tudo?? Como assim vc vai sair do banco (emprego estavel e dinheiro bom), vender seu carro e sua mae??”

    Um dia meu namorado disse que eu nao teria futuro, resultado: larguei o namorado, obvio!

    Enquanto ele ta ganhando o dinheirinho bom dele sentado na frente de um pc, passando um stress danado com servico e transito soh pra ter status e um carro maneirinho eu to conhecendo o mundo, pessoas e me divertindo MUITO.

    Muita gente acha que precisa ter foco numa coisa soh pq gosta de status. Vc ta preocupado com oq pensam de vc? Nem eu.

    Bjos!!


  60. “O vento não sopra a favor de quem não sabe para onde ir”


  61. “Sou ator, modelo, designer gráfico, escrevo no CR, escrevo para revistas, administro uma equipe de 20 pessoas no portal IsFreePop.com, programo em PHP, canto não-profissionalmente e agora estou começando meu projeto de livro.”

    Pelo visto você deve ter muitos talentos e virtudes, mas com certeza a humildade não é uma delas.


  62. Eu sinto muito essa falta de leitura e superficialidade do povo brasileiro, quando presenciamos as pessoas sendo enganadas por discursos bobos pronunciados por símios com a capacidade verbal mais elaborada…

    ps: eu também fico me perguntando quem é o tipo de pessoa que lê essas biografias de BBB.


  63. Agradeço pelo belíssimo texto, era tudo que eu precisava ler em algum tempo.
    Bem…no início de 2009 completei meus 18 anos.Perdi 5 vestibulares (2 deles para federais) por não saber realmente o que eu pretendia fazer.Adoro música (vivo em uma família de músicos), artes cênicas, sou “escritor” nas horas vagas de (na maioria dos casos) contos e ficções, há algum tempo venho me empenhando na área de design gráfico e programação…mas sempre fui obrigado a perder meu tempo pensando no que deveria ser meu foco (contando com o ensino médio e alguns anos do ensino fundamental e mais esse ano que está se passando, perdi 6 anos) quando poderia estar desenvolvendo muito mais as minhas outras capacidades.

    Agradeço realmente por abrir meus olhos…era o que eu precisava ouvir 6 anos atrás.Bom que pude acordar antes de perder mais o resto da minha vida preso à algo que nem gostaria de fazer. 😉


  64. Eu sei que é apenas um opinião pessoal, como o quê digito agora. Mas eu, particularmente, acho muito melhor você se aperfeiçoar e ser bom numa coisa do que ser razoável em várias… O exemplo citado acima, Leonardo da Vinci… Ele sempre estava voltado à ciências e artes, em momento algum ele fugiu desses temas. Justamente porque ele era bom nisso.
    Se você já encontrou o que gosta, no que é bom e te trás satisfação, não vejo necessidade de sair à procura de mais. Posso até ser considerada “limitada”, mas é assim que penso.
    Porém, o ser humano é insaciável, não te culpo por sair por aí querendo sempre mais…


  65. Eu acho que o problema maior estaria em arrumar tempo pra tudo isso que a gente venha a querer fazer. Depende, também, do QUE fazer; afinal, o tempo depreendido pra certas atividades ocupa muito espaço, não fazendo caber outras. Num geral, concordo inteiramente, o lance é fazer tudo que nos apetece. Mas nem sempre isso é possível, pois somos sim presos, acima de tudo, àquela coisinha maravilhosa e que me encanta sempre: o tempo. Sou um leitor novo no blog, não sei se você já escreveu sobre isso, mas caso não, o faça, por favor. Seus textos são ótimos.


  66. Novamente discordo de alguns pontos da sua argumentação e tentarei ser breve.
    Vou me deter apenas em Da Vinci. Vc sabe porque ele fazia TODAS aquelas coisas? Porque tinha um único foco: alcançar uma arte perfeita em todos os sentidos.
    Se vc observar atentamente qualquer um de seus códices, verá que o seu interesse em anatomia visava um fim maior: poder reproduzir a figura de um corpo humano com perfeição. O homem vitruviano revela a importância da divina proporção na obra do artista. O mesmo acontecia com Michelângelo ou Bruneleschi, que pintavam, esculpiam, progetavam. É preciso saber muita coisa para se fazer uma única muito bem feita. E esse é um dos pensamentos-chave do iluminismo. Ou seja, o foco é, sim, necessário, embora demande uma série de outros fatores.

    Moro em Florença, conheço Milão e tive a chance de observar de perto as grandes criações de Leonardo. É o meu grande ídolo, leio e estudo muito sobre ele, sua vida e obra e acho difícil que a humanidade conheça outro gênio igual.

    Conhecimento nunca é demais, sobretudo, quando se tem um grande objetivo.

    É o que eu penso.


  67. Desculpa voltar aqui de novo, mas li o comentário n. 33, do Felipe, e não consegui me segurar…

    … morra, seu stronzo pezzo di merda!

    Esse cara devia fazer o favor de calar a boca e ir aprender sobre quem foi Leonardo, cazzo!

    Deve ser algum capiau que nunca saiu de casa e deve se julgar o máximo pq tem uma internet de 3 M que permite vizualizar a reprodução de algumas pinturas através do UOL.


  68. Não vejo nada de inteligente para colocar aqui, mas parabéns pelo texto, muito bom. Quanto as críticas, é impossível agradar a todos(ainda bem). Quem sabe um dia consigo viver como você…


  69. Eu tambem tenho esse plano de fazer varias coisas. Não sei até que ponto é verdade isso de focar. Vai de cada um mesmo. Tem muitas coisas legais pra se fazer.
    Atualmente temos a vatagem de métodos e didática mais avançados.
    Outro dia estava lendo um livro de violão ( acho q era do autor henrique pinto) que diziz. ” O que Tárrega levou a vida para conseguir, hoje em dia qualquer estudante aplicado pode alcançar em alguns anos” ……Bem..esse é o lado bom.
    Em livros de xadrez tenho encontrado comentários semelhantes.
    Li uma vez que Musashi dizia ” Meu conselho é aprender um pouco de todas as artes “. Pq ele aprendia um pouco de tudo pra aproveitar na esgrima.
    E por aí vai.


  70. Cara, tu manda muito.

    Isso é tudo pq você não é advogado ou Médico…


  71. Parabéns pelos textos!! É a primeira vez q visito, mas pretendo voltar a visitar, realmente seus textos afloram nossa imaginação para vários questionamentos. Entendo e defendo o direito dos comentários contra, afinal vivemos numa “democracia” mas eu particularmente gostei bastante e acho q devemos respeitar a opinião do autor e quem não gostou, simplesmente não entre mais, não precisa ofender ninguém valeu?? Abraço a todos!!!


  72. “O ser humano é tão dominado pelo medo da falha, que gruda-se à primeira sombra de sucesso. Mesmo que mínima e insignificante.”

    Isso é a mais pura verdade cara, eu concordo plenamente contigo


  73. Vagando de bobera em um domingo entediante no blog do santo J.C., achei interessante uma caricatura, do dono de um blog, que me instiga a ler ao menos um de seus posts, o titulo foi “será que com a morte eles aprendem?”, logo após ler, pensei comigo, “OMFG!!! Esse cara é fodastico, com as palavras”, logo em seguida não me contive e tive que ler, um outro “idolos de esgoto” e agora vejo este, que sinceramente, pra mim foi épico, sempre adorei ver o ponto de vista de desconhecidos sobre varios assuntos, mas a maneira como seus posts são redigidos, sinceramente me excita, a ler varios outros, e concerteza, quando teu livro for publicado, farei questão de ter um exemplar (não sei porque, mas amo o cheiro de livro novo =X).

    Muito obrigado Pedro 😉


  74. Felipe neto, sinceramente, baladas renascentistas? Dá onde vc foi tirar isso? Esse foi o melhor post q li nesse blog… Q alias é mto boum!! Bom, té+!!!


  75. Concordo com o que vcê disse
    Muitas vezes perdemos tempo tentando focar em apenas uma coisa, um sonho
    Realizar todos é bem mais divertido!


  76. Sabe pra que ter foco? Pra ser bom naquilo que faz… Vc elencou uma série de atividades que te considero, com esforço, mediano. Talvez se tivesse encontrado um foco na vida seria algo mais que um coitado na tv tentando parecer grande…


  77. Vlw mesmo, ótimo texto.
    E me serviu de inspiração, a muito tempo venho pensando em fazer um blog para escrever o que penso e trocar idéias com outras pessoas e só vou adiando.
    Entre outras coisas que pretendo fazer.

    Vamos ver se agora vai… 😛



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: