h1

Aplausos e vaias

25 de abril de 2009

Um dos grandes assuntos do momento no mundo ocidental é a legalização, ou não, do casamento homossexual. Enquanto milhões de gays se unem em pról do que consideram “seus direitos”, uma grande massa de pessoas, principalmente cristãos e/ou idosos, colocam-se contra a idéia. Está criado o ambiente polêmico do século.

Nessa historinha cor de rosa, os gays aparecem como os mocinhos, heróis de um romance contemporâneo onde só querem sua liberdade. Oprimidos, eles sentem-se acuados e lutam contra a diferença que a sociedade os impõe. Já do outro lado da moeda, os terríveis vilões são aqueles que opõem-se à união homossexual. Oh! Malvados tiranos! Com suas visões limitadas e preconceituosas, acabam com a liberdade do povo e colocam-se no caminho do que é justo.

Ok, largando a ironia, será que é mesmo essa a realidade em que encontramos?

Aparentemente, assim como na guerra do branco racista contra o preto discriminado, a moeda vem mudando de lado. Neste processo, o oprimido passa a ter voz e torna-se, também, um opressor. Hoje em dia a quantidade de defensores dos direitos dos gays tornou-se tão grande, que ser contra esse processo é visto com nojo. Os cidadãos contra a união homossexual vêm se tornando os discriminados, vaiados publicamente e xingados por muitos que se intitulam, pasmem, defensores da igualdade!

“Parô! Parô! Parô!” – Até pouco tempo atrás os gays lutavam somente para não serem marginalizados e excluídos da sociedade. Agora, de repente, passaram a marginalizar e excluir aqueles que não são a favor da liberação de seus casamentos. Como pregar a igualdade e a justiça quando sequer são respeitadas as opiniões contrárias? Será que agora todo cidadão presente na Terra é obrigado a aceitar e ver com bons olhos a união oficial de algo que consideram depreciativo para a humanidade e terrível para a educação de seus filhos?

Vejam bem, eu sou a favor da liberação dos direitos homossexuais. Acho que devam ser livres pra casar, adotar, cantar, germinar, plantar ou qualquer verbo que escolham, mas as idéias daqueles que se colocam contra são absolutamente aceitáveis!
A legalização do casamento homossexual e a tendência de aceitar os gays com normalidade pode trazer aspectos drásticos para a vida humana. Eu vejo o reflexo que isso já vem causando na juventude, cada vez mais tendendo ao bissexualismo de modinha. Garotos ficando com garotos em boates simplesmente porque é ‘cool’, é destacado, diferente, selvagem. O mesmo para garotas.
A criação dos filhos tendo o parâmetro gay tratado com igualdade SERÁ mais difícil e PONTO. Crianças chegarão em casa perguntando: “mamãe, o meu amigo João tem 2 papais e eles se beijaram lá na porta da escola. Eu também posso beijar meninos?” – E aí? Você diria “sim meu filho, vai fundo”? Ou você iria contra o princípio da igualdade, dizendo: “não filho, o certo é você escolher uma menina e se apaixonar”? Entre muitos outros argumentos válidos.

Muito recentemente aconteceu um caso absurdo durante o Miss USA, já na finalíssima, onde disputavam a Miss California e outra que desconheço. A Miss Califórnia, lindíssima e perfeita, já era considerada vencedora. Mas uma resposta mudou todo o resultado.

Na hora de responder a pergunta de um dos jurados, ela deparou-se com: “Vermont recentemente se tornou o quarto estado a legalizar o casamento de pessoas do mesmo sexo. Você acha que todos os estados deveriam seguir o exemplo? Por que ou por que não?”

Aparentemente, a resposta que o mundo esperava era um mar de lágrimas e um discurso hollywoodiano a favor dos homossexuais, algo para fazer o próprio Sean Penn chorar. Mas a Miss decidiu responder a verdade de acordo com aquilo que acredita. Vejam a resposta:

“Bem eu acho que é ótimo que os americanos possam escolher entre um ou outro, nós vivemos em uma terra onde você pode escolher entre casamento entre pessoas do mesmo sexo ou opostas… Mas, sabe de uma coisa? No meu país e na minha família, eu acredito que casamento deveria ser entre um homem e uma mulher, sem ofensas a qualquer pessoa presente, mas foi assim que eu fui criada e é assim que eu acho que deva ser, entre um homem e uma mulher.”

FOGUEIRA!!! TAQUEM-NA NA FOGUEIRA!!!

Por essa resposta, a Miss perdeu. Aparentemente, não ver com bons olhos um casal homossexual tornou-se um crime. A liberdade tanto pregada entre os defensores dessa união, morreu. Seus discursos ficaram vazios uma vez que eles próprios passaram a agir com estupidez e ignorância contra todos que não representam suas idéias. Reparem que a menina sequer se coloca contra o casamento gay! Ela diz que acha ótimo eles poderem escolher, mas que pessoalmente considera que o certo seja a união entre homens e mulheres.

Logo em seguida, o tal jurado Perez Hilton (é, isso mesmo) fez um vídeo e publicou em seu blog. Neste vídeo, ele chama a Miss de “burra”, “cega”, “piranha estúpida” e várias outras coisas. Aparentemente a conclusão que chego é uma só, os gays adoraram poder brincar com o microfone e, com isso, decidiram esbofetear todos aqueles que os chamaram de “faggots”, “bichas”, “aberrações”, etc.

Pois é, eles só esqueceram que foi contra isso que lutaram – A intolerância.

Anúncios

133 comentários

  1. Primeiro!!

    Concordo pelnamente com a candidata!!

    Chega de falso moralismo.

    Mais um excelente texto.


  2. […] de ler o post do Felipe Neto – Controle Remoto – eu cheguei a conclusão de que eu concordo com ele. Principalmente na parte que ele fala que […]


  3. Concordo com você. Quando soube que a miss perdeu o título por causa dessa resposta fiquei meio que incomodado. Mas ao meu ver ela errou, era só responder o que todos queriam e levar o “título”(ou algo assim).


  4. Felipe quando comecei a ler pensei: o Felipe aderiu ao movimento! Brincadeira a parte, mais ao ler até o final concordo com você e espere muitas criticas ao seu texto que ficou excelente. Tenho um amigo nos EUA e ele falou que por causa desse vídeo desse blogueiro essa miss está sendo muito hostilizada pelos americanos de forma a ridicularizá-la pelo liberdade de expressão dessa miss. Em um congresso aqui em SP eu expus esse mesmo pensamento da miss e fui bastante criticado pelas pessoas. Eu penso o seguinte devemos respeitar a opiniões de todos sem criticar ou machucar! Lógico que expressado a sua opinião de forma inteligente. Para não ferir,mais devemos também saber ouvir e aceitar, coisa que não está acontecendo atualmente.
    Lembrado que não sou contra,mais cada um na sua.


  5. Cara, eu até twittei sobre isso, minha opinião é exatamente a mesma.

    As pessoas deviam entender que ser contra a opinião de alguém não é o mesmo que ser contra esse alguém. Devia haver este discernimento ‘opinião-pessoa’.

    Alguém ensine isso ao Hilton, Perez.


  6. abaixo aos gays e às religiões


  7. É facil criticar quando não se está do outro lado, lutando e querendo que os “direitos” sejam respeitados e postos em prática, bem como criados novos direitos.
    Ao subir em um palanque, as pessoas devem saber o que falar, pois estas opinioes são de repercusão para todos. principalmente quando estão em grandes veiculos de comunicação. A tal miss “acha que o natural é o casamento entre homens e mulheres, pois foi ensinada assim”, mas quem disse que este ensinamento é o correto. Para os israelenses palestino bom é palestino morto e vice-versa, pois foram “ensinados” assim.
    Agora temos a reforma ortografica, nossa geração foi ensinada com “LINGÜIÇA” (com trema) e a nova geração terá LINGUIÇA sem trema ( com perdão ao trocadilho) 🙂
    E agora quem estará certo……..qual geração estará certa????
    A opinião pessoal de alguns podem influenciar multidões à quererem extirpar pessoas que apenas querem viver.
    Ainda somos motivos de chacota em vários meios de comunicação, luta-se para que haja igualdade, mas essa igualdade cai ao chão quando perguntas imbecis para pessoas idiota vão à publico.
    Essa “vadia” deveria se calar ao ser perguntada sobre isso, ou manter somente o inico da sua frase:
    “Bem eu acho que é ótimo que os americanos possam escolher entre um ou outro, nós vivemos em uma terra onde você pode escolher entre casamento entre pessoas do mesmo sexo ou opostas…” FIM, acabou o seu discurso, mas não, quis colocar a sua opinião pessoal e se estrepou……SE FUD%$#¨…..merecidamente……agora o pior é ACREDITAR EM MISS……..hahahaha…..quem não sabe pra que serve este tipo de concurso à não ser pra destacar novas PROSTIT$#¨%#¨ao mercado….

    ————————————————————–

    Você acabou de provar todo o meu post.

    O que ela falou que te ofendeu? Ela deve ser OBRIGADA A FORÇA a aceitar com naturalidade? Respeite-a, pois ela te respeitou… Mentes são diferentes e assim o serão até o fim da humanidade. Vocês lutaram para que o mundo os aceitasse… E o mundo cada vez mais tende a isso. Ela os aceita, apenas não prega o homossexualismo e, perguntada sobre a opinião pessoal, falou a verdade.


  8. Se cada um pode dar a sua “opinião pessoal”, porque o tal de HILTON não pode dar a opinião dele.
    E com certeza essa foi a opinião de muitas pessoas que perceberam o quão ridiculo ela foi na declaração dela.
    “Ela diz que acha ótimo eles poderem escolher, mas que pessoalmente considera que o certo seja a união entre homens e mulheres.”…….
    Perai………ela acha otimo poderem escolher, mas pessoalmente considera certo…. ops…..cade a opinião dela??? se pessoalmente considera certo, significa que ela é contra…….
    Bem coisa de miss mesmo…….burra, burra e burra……

    Cara……este é um dos poucos textos que me deixaram tão puto………PARABENS…..e FDS vc tbm…..

    ——————————————————

    Ela foi respeitosa. Somente por não LEVANTAR A BANDEIRA GAY, foi chamada de “burra”, “cega” e “piranha estúpida” pelo Perez… PENSE…


  9. “Como pregar a igualdade e a justiça quando sequer são respeitadas as opiniões contrárias? ”

    Estas opiniões contrárias é que destroem um processo natural – a não aceitação é um atraso pra uma evolução de direitos.. A história está repleta de atrasos por causa destas opinioes pessoais do que é certo ou errado. A resistencia à mudança do senso comum destruiu milhares de pessoas por causa de simples aceitação de que É HORA DE MUDAR de pensamento.

    Ridicula a sua colocação sobre as crianças na escola…..é este pensamento que destroi a “nossa luta” é este tipo de comentário que faz desabar tudo aquilo que queremos.

    Lembre-se da luta racial, brancos e negros deviam sentar em lados opostos nos onibus para que os negros não sujassem os brancos……… e ai…….o que aconteceu depois da insistencia dos negros, depois de muitas lutas……viu-se que não era nada daquilo………….

    PENSE……….

    ———————————————————

    Você leu a parte em que eu falei que sou a favor dos direitos homossexuais e à igualdade dos gays dentro da sociedade com relação aos héteros? Isso significa que, por mais que ache um argumento VÁLIDO por parte dos que discordam da minha postura, eu não concordo que a liberação do casamento gay vá realmente causar tantos problemas quanto os ditos.


  10. Não foi o comentário dela que me ofendeu, mas a sua colocação no POST

    “Aparentemente a conclusão que chego é uma só, os gays adoraram poder brincar com o microfone e, com isso, decidiram esbofetear todos aqueles que os chamaram de “faggots”, “bichas”, “aberrações”, etc.

    Pois é, eles só esqueceram que foi contra isso que lutaram – A intolerância”.

    Isso sim me ofendeu…..a gente luta todas as vezes que falam isso sem conhecimento de cauxa…

    Mas deixando de lado essa nossa briguinha me explica uma coisa O QUE É “faggots”…….sabe como é né……….bicha burra é foda….bjs nas nadegas

    ——————————————————–

    É o termo pejorativo americano para “bicha”, “viadinho”.

    Se eu te ofendi, peço desculpas, não foi a intenção. Eu apenas mostrei uma coisa que é fato, muitos gays hoje são tão intolerantes quanto os anti-gays de antigamente.


  11. Olha, o texto tá ótimo.
    Eu sou homo, e eu mesmo não acho que seja necessário casamento entre duas pessoas do mesmo sexo, acho que união civil já tá de bom gosto, a ter de vista que casamento propriament dito, no religioso, você tem que seguir a tal religião, ou estar nos “parametros” da mesma.
    Igreja Catolica, Prostestante, etc, todas as que celebram casamento religioso, são contra o homossexualismo.
    Ou seja, é estar passando por cima duma religão, não acho justo.

    Mas enfim, mesmo assim, tem varios pontos no texto que discordo com vc.

    Um dos maiores erros dos heteros, é generalizar, banalizar.

    Porque o Perez Hilton é um viado escroto, que fez o tal, não seguinifica que a comunidade gay toda em si, concorde com ele.

    Outro ponto, não é porque digamos, temos menos 50% de preconceito agora, que agente dá um ponto final.
    Preconceito é doença, e não to falando só contra Homossexuais não, e sim em geral.
    É como vc parar de lutar contra a fome no mundo, porque em um país no mundo inteiro, a fome foi “banida”.

    Enfim, esse assunto é um dos assuntos MAIS CHATOS da atualidade, porque o quanto mais você fala/escreve, mais se tem pra falar/escrever, então vou parar por aqui.


  12. Olha, eu sou homossexual e sinceramente não obrigo ninguem a aceitar o que eu sou. É necessario o reconhecimento formal, como a união civil,adoção e tudo mais, porem é totalmente incabivel eu ,por exemplo, querer que conservadores , passem a levantar a bandeira gay.É escroto! é justamente o oposto do que eu acredito, pra mim cada um no seu canto se respeitando.Pena que existem gays que não tem essa noçao……………..
    muito bom falar nisso em seu blog.


  13. O que mais me irrita é o conceito de “normalidade” da homossexualidade. Ser homossexual é ser “não-normal” assim como ser diabético, hipertenso, ter varizes ou hemorroidas. Você está nos pontos extremos da curva. Isso não quer dizer que os portadores de tais condições devam ser discriminados, apedrejados, ofendidos ou o que seja.

    Eu mesmo, como portador de hipotireoidismo, me considero “não-normal”. Acho uma frescura demagoga essa normalização da anormalidade. É como dizer que pessoas com síndrome de Down são normais numa tentativa pífia e inútil de fazer com que – através desse patético estratagema – sejam melhor aceitas na sociedade…

    O mais engraçado mesmo é que o travestismo, a pedofilia, a zoofilia e outras filias são considerados anormalidades… Vai entender a cabeça desse povo!


  14. Concordo com algumas coisas que você disse. O caso da miss realmente foi lamentável, já que ela manteve o respeito pelos homossexuais e apenas expressou sua opnião.
    Acredito que existe algumas posições extremadas desse grupo, como existe em qualquer outro. Mas também acredito que eles tem que lutar pelo que eles querem mesmo. Eles precisam agir assim para quebrar os preconceitos, que são muitos. Eu mesma devo ser preconceituosa algumas vezes, mesmo não sendo essa minha intenção, mas é porque eu fui criada com determinados padrões do que é certo e do que é errado. Mas isso tem que ir mudando, e o unico jeito de mudar é esse mesmo.
    Com certeza quando as mulheres começaram exigir seu espaço na sociedade elas foram vistas com maus olhos. Igualmente negros. Hoje eles tem seus espaços porque lutaram para isso. Lutaram e conseguiram derrubar um conjunto de conceitos do que era certo e errado. E é isso que os homossexuais tentam fazer hoje.
    Eu me irrito com discussões desse tipo porque na maioria das vezes ambas as partes tem uma posição irredutivel seja a favor ou contra. Mas eu realmente não consigo ver em que vai doer se os homossexuais puderem se casar. Cada um faz o que quiser na sua vida contanto que não interfira na vida dos outros.


  15. Clap, clap, clap, clap! Aplausos em pé!
    Valeu por aceitar a dica Felipe! 😉
    Abração!


  16. Adorei teu texto. Acredito que o problema está na confusão que fazem entre respeitar e gostar. No caso da miss, ela respeita os homos, mas não é algo que ela queira pra si. Isso é uma questão pessoal. Uma pessoa aí falou sobre o fato que israelenses aprendem que palestino bom é palestino morto e por isso devemos deixar assim. Considero uma comparação equivocada, é bem diferente alguém dizer que não gosta e pronto de alguém agredir/matar/humilhar por disparidade de opiniões. O fato de alguém não simpatizar com algo só se torna um problema a partir do momento que esse sentimento se destina a prejudicar o próximo. Como exemplo cito uma amiga minha adventista, por muitas vezes tivemos que mudar horários de aulas e trabalhos porque ela não poderia participar no sábado, é algo que não faz sentido pra mim, se me perguntarem se eu acho legal esse ‘dogma’ da igreja dela, vou dizer que não, mas respeito, e sempre que pode fazemos de tudo pra que nossas atividades não atrapalhem o que prega a religião dela. O que seria muito diferente de simplesmente ignorar o ponto de vista dela, ou mesmo a discriminá-la. O fato de não concordar não significa que não se deva respeitar, cada um tem direito a suas convicções, desde que não prejudique outro alguém. Como dizem, seus direitos acabam onde começam os meus. Espero ter me feito entender. Abrçs


  17. Fazia algum tempo que não parava para ler um texto aqui no controle remoto….gostei muito do texto e concordo plenamente.Liberdade de expressão , muitas pessoas defendem isso mas não veem que elas mesmas estão reprimindo a opnião das outras….todos devem ter o direito de se expressar porém respeitosamente e não de muitas formas que vemos por ai….não irei expor minha opnião sobre os homosexuais porem acabei lendo os comentarios do claudio….e tristre ver alguem que diz qie luta pela liberdade porem logo na frase seguinte oprime quem é contra ele….so queria mandar ele tomar no meio do cu pois segundo ele todos podem dizer o que bem pensam das pessoas e como ele mesmo escreveu termos pejorativos a quem é contra sua ideia ,provavelmente ele não irá se incomodar com o meu xingamento.


  18. Eu sou gay, e se tem alguem contra, eu nao dou a minima bola. Cada um é cada um! Eu fico na minha, contanto que nao me agridam. To de BOA!


  19. Sensacionalismo barato e incoerente.

    Você escreve bem, tecnicamente falando.

    Mas enquanto um gay não puder se contrapor a quem não concorda com seu estilo de vida, isso é sim, preconceito. Quer que eu desenhe? Tudo bem. Algumas décadas atrás os negros passaram por essa mesma situação. Quando, nos Estados Unidos as leis enfim igualaram os direitos de todos, muitos foram OBRIGADOS À FORÇA a aceitar essa situação tão desagradável pra moral e pros costumes dos “verdadeiros americanos”. Os negros eram, então, iguais. Olha que absurdo.

    Seu texto prega a igualdade, certo? Então me explique por que é tão difícil pra uma pessoa aceitar que outra não fique c alguém do mesmo sexo. Pra quem fala com tanta autoridade opressão deve ser explicitamente imparcial.

    “A criação dos filhos tendo o parâmetro gay tratado com igualdade SERÁ mais difícil e PONTO”. Ah sim. Rídículo. Não vou nem falar sobre o ridículo que é simplesmente generalizar. Agora,
    se um homossexual é contra essa opinião ele está sendo, como você diz, opressor? Porque será mais difícil? Tudoo que você diz nos primeiros é preconceituoso. É como comparar a homossexualidade com outros problemas, drogas, por exemplo, que podem afetar nossas queridas crianças.

    E por fim, utilizar o exemplo da miss foi estranho. Ela mesmo se contradisse falando que não é que ela tenha nada contra…ela so não é a favor oÕ?!

    ——————————————————————

    Oh céus…

    Você não entendeu absolutamente NADA do texto. Eu não disse que o gay deve aceitar o preconceito, eu disse que ele deve respeitar aqueles que não levantam a bandeira gay e pregam o homossexualismo como uma coisa natural do ser humano. PESSOAS SÃO DIFERENTES! Crenças são diferentes. Um cristão convicto JAMAIS poderá aceitar o homossexualismo, pois na própria Bíblia está escrito:

    “Com homem não te deitarás como se fosse mulher; é abominação” e “Se também um homem se deitar com outro homem, como se fosse mulher, ambos praticaram coisa abominável; serão mortos; o seu sangue cairá sobre eles”. Levítico, 20:13 e 18:22

    Logo, você vai meter o dedo na cara de um cristão e dizer-lhe que está errado e que ele é um “filho da puta ignorante” simplesmente porque ele segue as palavras bíblicas de sua crença? Se o fizer, você será tão intolerante quanto a própria Bíblia que, sim, é absolutamente ultrapassada e incoerente, vide as relações homossexuais de animais irracionais, como as zebras.
    Então, repito: os gays não podem querer que o mundo inteiro levante sua bandeira, pois muitos respeitarão, mas nem todos apoiarão… E os que não apoiarem, devem ser respeitados, pois deles também vem o respeito, como da própria Miss.

    Ela não desrespeitou, disse que apóia o fato deles poderem escolher, mas disse que por preceitos PRÓPRIOS, não acha natural que um homem fique com outro. Ela respeita, mas não aceita.

    Lide com isso.


  20. Concordo com o texto,exceto na parte que você fala da criação dos filhos sob o parâmetro da igualdade sexual,dos filhos verem o amiguinho com dois pais e diz que isso é um argumento válido.Legalizar ou não o casamento gay não vai evitar a situação de gays adotarem crianças,ou muito menos se beijarem em público.Eles JÁ adotam,eles JÁ vivem juntos,legalizar,na minha opinião,é apenas uma questão de justiça.Acho que se eu posso casar com um homem,um amigo gay também deveria ter esse direito,já que ele não é menos que eu.Ninguém precisa dizer “sim,vai fundo”,ou muito menos “não,filho,o certo é você escolher uma menina e se apaixonar”,caso um filho pergunte se pode beijar o coleguinha.Presumindo-se que é uma criança,eu diria que ele não tem idade pra beijar,muito menos se apaixonar.Simples assim.
    Igualdade é importante numa sociedade como a nossa,e não há como negar isso,apesar de realmente ser errado as pessoas que pensem diferente serem tratadas com nojo pelos gays,afinal,intolerância,em qualquer situação,só gera intolerância.

    —————————————————————

    Eu concordo com seu pensamento Vivian, tanto que eu apenas citei que é um argumento VÁLIDO, pois é fato que esse tipo de coisa irá acontecer… Mas eu, como pai, teria diversas possibilidades de resposta para meu filho de modo a guiá-lo para o caminho que eu considere o melhor para ele. Ou seja, longe da promiscuidade e fortalecendo valores de sentimento. Se for com homem ou mulher, não importa, obviamente tendendo para o lado deu preferir que seja com uma mulher para poder poupá-lo do sofrimento do preconceito e até mesmo para poder ver uma família constituída com filhos e etc. (embora os adotados tenham o mesmo valor afetivo, é claro).

    A questão é que a legalização de qualquer coisa automaticamente incentiva o ato. O preconceito vem caindo, a sociedade está mudando e a legalização do casamento virá como marco para o fim da desigualdade. Isso é bom por muitos fatores, mas complicado nos termos de educação infantil. Principalmente em um país onde o nível intelectual dos pais é ínfimo para poder orientar de maneira digna seus filhos (vide a maioria).


  21. Enquanto é contra a lei eu sou contra. Se for legalizado tudo bem por mim. Mesma opinião sobre a legalização da maconha, enquanto não for legalizada eu sou contra a utilização, mas a partir do momento que for legalizada to nem ai pra quem fuma, pois é quase a mesma coisa que beber uma cerveja, ou fumar um cigarro


  22. Pior que gay intolerante é gay ignorante!


  23. muito bom o seu texto… meu pensamento resumido :
    não vejo a necessidade de alguém ter q se assumir a nada !!
    cada um sabe da sua vida e ponto !!
    acho tão legais gays discretos , que levam sua vida numa boa , o problema , na minha humilde opinião , são alguns gays que gostam de chamar a atencÃo a todo momento , dar piti em todo lugar etc etc…
    e sinceramente , o amor tem q surgir entre pessoas , naturalmente e independente do sexo !


  24. Eu também acho lamentável, esse fato ocorrido com a miss, ela foi corretissima ao expressar o que achava,
    eu não sou preconceituoso com relação a esse assunto, mas isso não muda o fato de eu, ser religioso e continuar acreditando que o que, foi criado foi criado de um modo certo, homem e mulher.
    Mas o fato da homosexualidade me entristece pois, minha crença me faz achar que eles vão por um caminho errado, mas não discrimino ninguém, eu tento convencer a outros a crer nas mesmas coisas que eu mas quando não consigo, continuo a tratar a pessoa normalmente.

    PS : Claudio com relação ao que você colocou, sobre a miss achar que o natural é o casamento entre homens e mulheres, envolve mais do que ensinamento passado de gerações, e sim algo que nunca será mudado, e que vocês brigam muito por isso, que é a maternidade que só é algo possível, entre homem e mulher, isso é prova de que foi criado para ser assim, mas que se há desejo de mudar VIVAM AS DIFERENÇAS.


  25. Sinceramente, tanto o Felipe Neto quanto a Miss caem em contradição quando dizem “eu sou a favor da união entre pessoas do mesmo sexo, mas acho errado e acho que deveria ser só entre homem e mulher…”

    então vc não é a favor de união homossexual nenhuma, concorda? menos hipocrisia por favor.

    É óbvio que há extremistas em todos os lados, sou gay e eu mesmo não acho que deveria haver casamento homossexual, mas se os heteros/brancos/católicos estão se sentindo “discriminados” isso é apenas uma reação à maneira como eles próprios trataram os gays/negros/judeus,macumbeiros,muçulmanos,etc. ao longo dos anos.

    Estão plantando o que colheram, concorda?

    —————————————————————–

    Desculpe, mas poderia mostrar onde eu digo que a união de pessoas do mesmo sexo é ERRADO? E onde eu digo que deveria continuar só com homem e mulher?

    Aliás, onde a própria Miss diz isso?

    Novamente repito: perceba a diferença entre RESPEITAR e ACEITAR. Eu respeito e aceito. A Miss respeita, mas não aceita. Não aceitar não é ser preconceituoso, não respeitar, sim.


  26. Acho o mais estranho de tudo é que levantamos a bandeira da igualdade entre sexos, religiões e tudo o mais e esquecemos de “suspender o juízo”.
    Quando estamos falando aqui nos comentário de parâmetros só levantamos o parâmetro cristão, o paradigma cristão. O que sinceramente me deixa muito confuso é um homossecual se considerar cristão. Ética que o reprova totalmente. Isso nos levaria à outros textos aqui já relacionados que dizem que a ética cristã é dúbia.
    Então para tratarmos do assunto homossexualismo a última coisa que devemos levantar são padrões ou paradigmas. O homossexualismo não segue qualquer paradigma que seja. Esse tipo de orientação sexual só se segue pelas regras criadas por esse grupo de pessoas (homens e mulheres) que sentem atração pelas pessoas do mesmo sexo. Nada de mais.
    O ser humano busca o prazer, busca a sua satisfação sexual, não vai importar com quem quer que seja.
    Estamos todos aqui sendo hipócritas ao dizer que somos limpos de preconceitos e dizer que “aceitamos o casamento entre gays” quando na verdade o que nos importa mesmo é nos mostrar pessoas com mente “aberta”, esquecendo que quando falamos sobre isso mesmo estamos sendo os mais preconceituosos.
    O próprio autor do blog que já “pediu” para que não dessem em cima dele porque ele não era GAY, foi o mais homfóbico possível, na medida em que esquece que para aqueles que se satisfazem com as pessoas do mesmo sexo não ligam para isso. O que importa é jogar a cantada (como o homem “médio” faz com a mulher “honesta” ou vice-versa) se colar colou.
    As orientações sexuais não são para ser discutidas, estão aí para serem aceitas.
    É por esse tipo de discussão imbecil que estamos vendo homens agindo como mulheres e vice-versa (no vestir, falar, enfim no agir), aumentando ainda mais o preconceito contra o homossexualismo.
    Aliás, quem disse que o certo mesmo é menina com menino? E quem pode nos garantir que o certo sejam homens com homens e mulheres com mulheres? Ninguem.

    ————————————————————-

    Concordo com o comentário, só deixo uma ressalva: o texto que escrevi foi de humor e não falei para “pararem de dar em cima de mim”, foi apenas uma paródia com uma situação real… No próprio texto eu disse não me incomodar.


  27. Pqp um texto enorme pra fala de viado…


  28. Muito contraditório este post, focalizou a tal miss, mas ela não perdeu por isso… – Destacou os “cool´s” que fazem modinha bissexual, só que se esquece do quanto um negro lutou pra conseguir liberdade (Digo isso pela comparação mesma feita) acho que isso parte de teus próprios princípios, geralmente um homossexual é mais frustrado, isso é fato, não digo por todos apenas por eu, sou a favor sim do casamento gay. Teu filho nunca vai chegar e dizer “mamãe, o meu amigo João tem 2 papais e eles se beijaram lá na porta da escola…” porque você mesmo impôs a ele a rejeição nisso, o mundo não vai mudar enquanto postos inúteis como este existirem, cabeças que se acham grandes, mas apenas os textos são grandes e com belas palavras, você realmente sabe o quão é difícil nascer gay? Não me venha com OPÇÂO, teu filho não vai opinar ser gay, é ou não é e PONTO! Se fosse escolha é tão mais fácil escolher mulher, afinal todos querem um filho, uma família… afeto! Radicalismo demais achar que existe preconceito contra os que SÃO CONTRA, se eles são contra, os preconceituosos são eles!!! Se comparando este texto com sua defensoria Aparentemente, guerra do branco racista contra o preto discriminado a miss diria: “… No meu país e na minha família, eu acredito que casamento deveria ser entre um BRANCO e uma BRANCA, sem ofensas a qualquer pessoa presente NEGRA, mas foi assim que eu fui criada e é assim que eu acho que deva ser, entre um BRANCO e um BRANCO.” … Poutz, mas o melhor dessa acidez toda foi você dizer que gays são os MOCINHOS com tua con~clusão própria de sarcasmo….
    Bom mas está aí, o deprimente é ainda seencontrar posts preconceituosos, machistas, A E GARANTO QUE SE SEU OU O FILHJO DE QUALQUER UM FOSSE CRIADO EM TAI “PARÂMETROS GAYS”, ele não precisaria te perguntar, ele teria certeza porque pra uma criação dessa antes você deve ser RECRIADO e mudar certos pensamentos, garanto que se VOCÊ PAI OU MÃE adquirir certas atitudes, ele vai se interessar mais em ajudar ao próximo, vai se interessar no motivo pelo qual existem guerras e talvez conseguirá entender desigualdades nos prós e contras antes mesmo de ler um post sobre o assunto!!!

    Paz e amoR!

    —————————————————————-

    Meu Deus…

    1- Sim, ela perdeu por isso.

    2- O que tem a ver a modinha bissexual com a opressão aos negros? (holy crap eu reli 30 vezes pra TENTAR entender seu argumento)

    3- NINGUÉM NASCE GAY!

    4- Obviamente você não leu o post inteiro, arrotou argumentos absolutamente esdrúchulos que vão de encontro a tudo que escrevi… Tente LER, não apenas passar o olho. Tente entender que cada palavra tem um SIGNIFICADO, aprenda a ler! Isso vai evitar muitos problemas pra sua vida e, principalmente, você vai perceber o quão idiota seu comentário ficou.


  29. lucas o temor certo e homossexual seu mane!


  30. O que eu acho muito ndv é esse povo comparando os negros com os gays.
    Descriminar negro é a coisa mais idiota do mundo, a pessoa nasce assim e isso nao a faz ser diferente de mim ou de ninguém em nenhum aspecto, a nao ser a cor é claro .. Mas isso é aparencia fisica e enfim, sem motivos. Agora nao aceitar casamento gay pode ter seu fundamento, como para os que sao catolicos ou de alguma outra religiao que nao aceite, ja que se seguimos aquela religiao é pq acreditamos no que pregam, certo ? E ninguém nasce gay, vira porque quer e assim como a pessoa tem o direito de escolher se é gay ou nao, eu tenho q ter o direito de escolher se eu aceito isso ou nao.
    Eu respeito e tudo mais, e pra mim podem legalizar o que quiser, mas eu nao queria isso pra mim e nem pros meu filhos, e nem pra ninguém da minha familia .. Se isso for preconceito eu nao posso fazer nada, o maximo é respeitar eles e isso acho q a maioria ja faz 😉


  31. Ahhh e parabéns pelo texto !


  32. Bem, concordo com tudo o que você disse nesse post.
    Também sou a favor do casamento homossexual e de qualquer tipo de liberdade de expressão e modo de vida. Cada um sabe bem o que quer e o que fazer da sua vida.

    Mas, acho normal que alguns homossexuais leiam o que foi escrito e se sintam ofendidos.

    Tenho muitos amigos homos. Alguns só estão buscando viver sua vida em paz. Outros já entraram em paranóia tão grande que ao ouvir qualquer coisa que não seja idêntica à sua opinião pessoal surtam e atacam até quem não tem nada a ver com isso.

    Tudo bem, viveram muito tempo sofrendo preconceito e, como algumas pessoas realmente pensam como há um século atrás, de vez em qdo ouvem alguma gracinha. Mas não acho q seja uns coitados por causa disso, pq só são mais um grupo que fazem parte da minoria como eu também. Mulheres, anões, negros, entre outros passam pelo mesmo. Claro que não está certo, só que ao falar nisso alguns entendem o que querem, como se fosse: deve-se respeitar o desrespeito dos outros, sendo algo bem diferente. Parece ser absurdo alguém com instrução possa pensar diferente do senso comum, mas é o que acontece. Não vejo de que forma essa miss desrespeitou alguém e no lugar dela, faria o mesmo. Prefiro dizer a minha opinião, mesmo que não agrade a quem não pensa e só copia a opinião da maioria.

    Desrespeito é o que deveria ser represado, inclusive entre os homossexuais, que tem suas próprias gírias pra desmoralizar outras minorias. Mulheres, por exemplo, são “rachas” (entende? elas são um buraco.), entre outras coisas.

    Acho q seria bom pra quem se irritou com o meu coment reler o primeiro parágrafo. A única coisa a qual sou contra é não pensar por si e deixar ser levado pela opinião alheia, pra fingir que pensa bonitinho.

    E pra quem não convive com essa realidade, deve parecer absurdo, mas há sim pessoas prejudicadas que disseminam intolerância. Como é o caso da mulheres machistas, que se valorizam de acordo com o padrão masculino do que é certo pra elas e com os gays que têm preconceito com héteros (conheço alguns, inclusive).


  33. Queria poder fazer uma crítica a altura do post.
    Bem, não consigo.

    Mas posso dizer que adorei o texto e concordo plenamente


  34. É isso ai Felipe….post bom é aquele em que as pessoas dão sua opinião pessoal completa e não apenas frases aleatorias………PARABENS DE NOVO…

    Quanto a sua citação biblica Levítico, 20:13 e 18:22 ela é correta, mas leia todo o livro de LEVITICO e pasme pois lá diz tbm que :
    A mulher é considerada IMUNDA durante a menstruação e após o parto durante sete dias LV 12:2 – Já pensou se a moda pega – a mulherada ficasse enclausurada sem falar com ninguem e tocar em nada durante 7 dias porque está IMUNDA.

    Qualquer homem que tiver fluxo que sai do seu corpo, será imundo – LV 15:02 – Sabe aquela “punhetinha básica que os homens fazem. Pois é….. num pode pois ele é imundo toda a vez que faz isso e não pode se aproximar de ninguem e não tocar em nada. pois ele é IMUNDO.

    Os que tinham defeitos fisicos, cego, coxo, desfigurado ou deformado ou com o pé quebrado ou corcunda ou anão, eles não poderia fazer ofertas queimadas ao senhor e nem entrar no templo – LV 21:18 – Imagine a Igreja obstruindo a entrada deles hoje para participarem da missa. Não seria nenhum escandalo, pois está ESCRITO né.

    Tem tbm leis em que se o seu vizinho achar que a sua plantação não está sendo bem cuidada, ele pode tirar ela de vc.
    Tem tbm a lei em que se o seu irmão morrer vc deve “tomar para si” a esposa e os filhos como se fosse seus, e por ai vai. Tem tantas lei que se fossem aplicadas ainda hoje iriam fazer tanto sucesso.

    Ja no novo testamento Paulo tbm diz que é pecado homem/homem…. mas tbm diz que é pecado quando a mulher fala em publico – ela deve ficar quieta e com o veu na cabeça e de cabeça baixa.

    Isso é so pra esclarecer às pessoas que se baseiam nos testamentos para esclarecer os pecados.

    ATIRE A PRIMEIRA PEDRA AQUELE QUE NÃO TEM PECADOS.


  35. Caro autor,

    Simplesmente este fato da intolerancia dos gays em relação a quem não é a favor da união homossexual, ou de qualquer coisa do lado homossexual, é uma sequela que a própria sociedade e seus devidos “valores” ajudaram a crescer esse “ódio”, que já por ser ódio é sem motivo. Não que eu apoie este tipo de intolerância, mas não poderia se esperar nada muito diferente do que acontece, já que é uma mudança grande em termos sociais que, além de validar o direito de ser livre na sociedade, é algo que existe e que foi mascarado na sociedade desde sempre até agora, a homoafetividade. Certo que isto é incorreto, mas não se pode encontrar, ainda hoje com toda este “alvoroço”. um casal gay em local público assim como se encontra um casal hetero, estranho não?


  36. Felipe – a MISS não perdeu somente por causa do que ela disse, outros fatores devem ter contribuidos para isso.

    Caio: Luto pela liberdade de expressão sem demagogia sim, mas quando se trata de multidões as palavras devem ser escolhidas. Se a chamei de burra aqui é porque tenho a liberdade que o proprio Felipe nos dá, mas nunca falaria isso em um post meu ou na frente de um microfone, saberia usar as frases corretas para dizer. É o mesmo que chama-la de ignorante – não porque ela é idiota, truculenta ou burra, mas uma pessoa que não conhece o que diz = ignorante. Nem todo mundo sabe o que é ignorante. Seu ignorante 🙂

    Agora quanto a me mandar TOMAR NO C*, obrigado…….tomara mesmo, meu “marido” tá viajando ja tem uns 2 meses e eu to na “maior secura”….saudades dele……..hahahahaha – Eu já te mandaria tomar no copo, ou na garrafa ou na biqueira mesmo.

    Brincadeiras a parte………necessidade do casamento gay não é apenas pela festa, mas sim para o reconhecimento da união junto aos orgãos federais – INSS – IR – e tudo o mais.
    Vcs sabiam que se eu morrer meus bens – que não são poucos – ficariam para meus irmão que não me aceitam e não para o meu companheiro que me ajudou a construir tudo. Eu ja tenho testamento, mas eles podem contestar na justiça e ganhar pelo menos a metade – acha isso JUSTO.
    Ele tbm não teria direito a minha pensão pós morte, eu não posso colocar ele como dependente da minha declaração de IR. Pagamos 2 planos de saude porque ele não pode se posto no meu plano. E por ai vai.

    ——————————————————————-

    Todos nos EUA sabem que ela só perdeu por conta daquela resposta… Isso é uma opinião unânime por lá.


  37. Olá Felipe.

    Bem complicado o posicionamento sobre o assunto. Mas o texto está bem amarrado em quase sua totalidade. Nos comentários dos homossexuais, que não concordaram contigo e nem com a miss, eles comparam muito a luta dos negros à sua luta, só em termos é possível essa comparação, já que a luta dos negros era pela libertação, depois pela igualdade [questão do preconceito da inferioridade da raça] o que não acontece com a causa homossexual onde a luta é pela aceitação da sua condição por ser diferente do natural. Então, o preconceito contra negros, judeus, islâmicos, etc. é de uma imbecilidade descomunal, já que é absolutamente improvável que outra raça seja inferior em qualquer aspecto dadas as mesmas condições de ambiente, ensino, bla bla bla. O preconceito contra os homossexuais também não deixa de ser uma imbecilidade mas, como disse o Felipe, não é o PRECONCEITO COM OS GAYS que está se discutindo em seu texto, isso todo mundo é careca da saber que é errado e o texto fala isso. Incrível que a MAIORIA dos comentários dos homossexuais foi se colocando de vítimas de preconceito do texto, obviamente por não entenderem ou não querer entender. Sofrem da síndrome da luta pela JUSTIÇA DA SUA VERDADE, onde qualquer tentativa de opinião contratrária ou até mesmo debate sobre o que acham ser a verdade vêem-se ofendidos e vítimas de preconceito. É claro que a grande maioria dos argumentos contra sua condição são débeis. Mas não nesse caso meus amigos. É um argumento mais do que válido e possível de ser discutido, com a possibilidade de não se chegar a consenso nenhum, o fato de que a união gay não é “NATURAL” isso, vejam bem, não quer dizer que não deve ser feita, como já é feita a milênios e continuará sendo para o resto da humanidade, o fato que ser aceita ou não depende de cada indivíduo, não é preconceito não achar natural dois homens ou duas mulheres se casarem, é achar antinatural do ponto de vista biológico, já que não há procriação dessa união, é uma união simplesmente afetiva. Agora, do ponto de vista social e humano, não deveriam, é claro, existir impedimentos da lei ou socias que prejudiquem a felicidade pessoal de cada indivíduo, desde que não há prejuízo à outros indivíduos. Conclusão, o texto é claro na sua postura quando diz que RESPEITO e ACEITAÇÃO são duas coisas bem diferentes e consegue provar isso com argumentos válidos em sua maioria, deixo de lado a questão dos filhos ali que é feita com base em “possíveis” perguntas e “possíveis” traumas que não podem ser levados com muito efeito. O que não concordo com o Felipe é no caso de ele afirmar “ninguém nasce gay” , pois bem felipe, eu sou da opinião contrária, primeiro pelo fato de que uma opção sexual ser impraticável pela grande, mas grande mesmo, maioria dos seres humanos que optariam por sofrerem preconceitos, violência e até morte por sua “opção sexual” ou optariam por estancarem a sua proliferação genética só por capricho. Absolutamente acho quase impossível de isso ser opcional. Homossexuais nascem homossexuais, quando crianças a percepção sobre sua condição já é perceptível quando se mostram suas preferências e, em sua grande maioria, passam a transição de crianças a adolescentes em profundo conflito com o que o mundo por não serem “naturalmente normais” [por favor, não entendam como preconceito, mas somente como uma condição biológica] e se reprimem durante boa parte da vida ou, até mesmo, durante toda a sua vida.

    “A ignorância afirma ou nega veemente. A ciência duvida.” [Voltaire]

    ————————————————————

    É uma questão absolutamente questionável, ninguém pode afirmar com 100% de autoridade que alguém nasce, ou não, gay.

    A minha convicção é que o homossexualismo não está no DNA. Ninguém nasce mais gay que outro, essa condição surge durante a vida, incluindo valores como educação, família, influências, etc.

    É a minha opinião.


  38. Obs.: Existem documentários sérios e muito bons da BBC sobre o nascimento de homossexuais inclusive sobre a probabilidade do nascimento de homossexuais em famílias com X filhos do mesmo sexo. Recomendado para heterossexuais e homossexuais.


  39. Obs2.: Não entrei em méritos religiosos pois sei que a crença em qualquer religião ou deus são de pessoas que são cegas em muitos aspectos e argumentos fantásticos ou surrealistas são difíceis de serem rebatidos.


  40. “quando crianças a percepção sobre a sua condição já é perceptível”

    Me perdoem os deuses da redundância. Terei que passar alguns milênios no limbo daqueles que não revisam. hehe


  41. O mais interessante desse texto e dessa “discussão despropositada” que surgiu aqui nos comentários é a percepção de que, dificilmente, ocorre uma aceitação pela teoria contrária respeitosa. É mais ou menos assim: há uma situação controversa a ser encarada; há um grupo que busca mudar a situação e, normalmente, de início, é minoria e um outro que visa manter o “status quo” ou criar uma situação diferente da pretendida pelo primeiro [grupo]; o grupo menor, por ser menor, é “oprimido” (não falo da opressão discriminatória da Lei n.º 7716/89) e ataca os argumentos contrários do grupo “opressor” envenenando o poço (falácia lógica), argumentando que se os membros do grupo opressor pensassem de maneira acertada ou correta obrigatoriamente deveriam adotar a postura do grupo “oprimido”. Deixa-se de lado os argumentos em si e ataca-se a pessoa, a alcunhando de “burra”, “ignorante”, etc., como se ao criar uma teoria em contrário, o membro do grupo “opressor” necessariamente fosse um ser desprovido de informação, conhecimento e respeito (nesse ponto dá até pra fazer uma relação, ressalvadas as proporções, com a teoria da moral do escravo de Nietzsche ;D), o que é completamente ridículo. Fecham-se as portas para as opiniões em contrário e se eu pensasse de maneira contrária seria burro ou ignorante por pensar… ai ai… (vide o caso da Miss, que, se alguns não entenderam, foi pra demonstrar visualmente o argumento; isso chama-se exemplo empírico). Mais alguns ajustes nisso e seria 1984 e eu só poderia pensar o que me mandassem ou deixassem; o resto seria “cimidéia”.
    Li os comentários e concordo com um aí que diz que, senão por outras coisas (concordo com o autor em relação a liberação dos direitos aos homossexuais), esse texto é bom porque visa fazer entender a separação que há de ser feita entre respeito e aceitação. Como é que se pode pensar em liberdade, respeito, igualdade e tudo que daí surge, se não se concede (ou se limita) às pessoas o direito de pensar, respeitosamente, em contrário?
    Parabéns, mais uma vez.


  42. “ninguém pode afirmar com 100% de autoridade que alguém nasce, ou não, gay”
    O contrário também é válido então:
    “ninguém nasce gay” é uma opinião e não deveria ser uma afirmação.
    Por isso escrevi “acho QUASE impossível de ser uma opção”.

    Esqueci antes mas agora me retrato. Parabéns pelo texto.


  43. Sempre adorei seus posts, e suas ideias, sem excessões, porém, esse me decepcionou muito.
    Se formos fazer uma avaliação, sobre o que você disse, incluindo esse trecho:
    -mas as idéias daqueles que se colocam contra são absolutamente aceitáveis!-
    podemos notar que algo está realmente errado.
    E para sustentar minha opnião, tenho alguns argumentos.
    O primeiro é: quem não quer ser gay, não seja, mas se meter na vida dos outros,querendo impedir que eles sejam, e se casem, já é demais.
    O segundo, é sobre a influência disso nas crianças: alguns pais não querem que seus filhos sejam gays, muitos, devido á discriminação, mas se a sociedade não muda, se nós reprimimos a mudança, o preconceito nunca acabará.
    O terceiro, é á respeito do que você disse sobre os adolescentes: que muitos ficam só por modismo, mas pense bem, muitos ficam com o sexo oposto, só por modismo também, então, isso não é argumento.
    E o quarto, e mais importante, retoma aquela citação que eu fiz no inicio do post: mas as idéias daqueles que se colocam contra são absolutamente aceitáveis!- que foi retirada de seu texto.
    Bem, eu vou dar um exemplo básico, para explicar, por que sou contra a sua ideia: Durante muitos anos as mulheres foram tratadas como objetos, como se não fossem pessoas, e a sociedade, acreditava profundamente, que era assim que tinha que ser.Quando as mudanças começaram a ocorrer, e gerar alguma mudança significativa, lá pela década de 50, muitos foram contra, e então, aparecia gente como você que falava, que aquelas pessoas que acham que mulheres devem ser apenas escravas, tem ideias perfeitamente aceitáveis. A única diferença, é que agora é a respeito dos gays, e não das mulheres.
    E é por isso, e outras que não. Eu não acho que preconceito, é algo aceitável.Sim isso é preconceito, pois, gays também devem ter os mesmos direitos, e isso inclui o direito de se casar.
    Em minha opnião, todos devem ser respeitados, e ter suas ideias igualmente respeitadas, isso que você diz no texto, mas se esqueceu, que as ideias deles, não respeitam outras pessoas, então acha justo, que eles exijam que seu preconceito seja respeitado?

    ———————————————————-

    Releia o texto e tente encontrar onde eu defendo aqueles que LUTAM CONTRA os gays. Por favor, imploro que você enxergue isso no texto.

    Repito: Aprenda a diferença entre RESPEITAR e ACEITAR!


  44. Cleberson……ótimo texto, pena que vc peca quando diz:

    “….é achar antinatural do ponto de vista biológico, já que não há procriação dessa união, é uma união simplesmente afetiva..”
    Que me diz então dos casais que, ou o homem ou a mulher não podem ter filhos por problemas de fertilidade???. Deve-se acabar o casamento??? Cada um pro seu lado, deixando de lado o seu afetivo?
    Ou então os casais que decidem não ter filhos……..ué, mas se o casamento é natural para prociação, então estes estão ferrados!!!!! Devem ser descriminados……

    Quanto aos negros, os gays também conquistaram a libertação – hoje não precisam se esconder nos guetos como antigamente, agora falta os direitos…..No Rio de Janeiro mesmo, ter a famosa FARMO DE AMOEDO, onde os gays podem andar livremente – até muito tempo atras isso seria inconcebível, um escandalo a sociedade. ATIREM PEDRAS NELES E EXPULSEM ELES DAQUI…….tenho amigos antigos no Rio que conviveram com isso.


  45. então devemos aceitar que…

    TODO e QUALQUER gay já nasceu gay, e isso é tudo culpa da maldosa(?) genética?
    A luta dos gays para se CASAREM(que não é muito mais do que uma tradição) é igual, IGUAL, a luta dos negros para serem reconhecidos como “pessoas iguais”?
    E o casamento serviria apenas então para que quando os homossexuais morrerem, estes tenham o “direito” de escolher quem vai ficar com seus bens?
    Meu ponto de vista deve ser aquele de que todos(no ponto de vista da opção sexual, não da “racial”, já que está nem existe) são iguais? Gays podem ter o direito de fazer tudo, mas a pessoa heterossexual não pode ter o direito de escolher uma religião, e a seguir sem que seja descriminada, sofrer perseguições e ser mal-visto pelo mundo?

    [“JUSTIÇADESUAVERDADE” mode off]


  46. Felipe:
    Fui no youtube ver os videos e o nome da ganhadora é Kristen Dalton da Carolina do Norte.

    Realmente a Miss Califórnia Carrie Prejean é linda mesmo……..merecia ganhar pela beleza. Pena que não foi inteligente na resposta – deveria ter dito QUERO A PAZ NO MUNDO.

    Bom, encerro por aqui, não vou mais deixar comentários sobre este assunto!!!!.

    Brigado pelo domingo movimentado……..


  47. Em primeiro lugar, parabenizo-o pelo post. O assunto é atual e os argumentos são muito pertinentes, como a maioria dos seus textos, mesmo quando não concordo com o teor deles, o que não é caso.
    Realmente, percebo que em alguns casos a pessoa simplesmente expressar a sua opinião, como foi o caso da miss, legitima a opinião pública a “jogá-la na fogueira”. Eu, mesmo sendo gay, não vi nada demais na opinião dela, e acho até que ela foi extremamente educada e cuidadosa. O que é inaceitável é a homofobia, é a agressão (verbal ou física), o preconceito: contra isso é que devemos todos lutar. Só gostaria de ressalvar dois pontos do texto:
    1. A verdadeira luta dos gays não é pelo casamento em si (o que para mim é uma verdadeira bobagem) mas pelo direito de inclusão, cidadania, uma maneira de permitir que duas pessoas (de sexo diferente ou igual) possam viver juntas sem serem discriminadas e que possam ser exercer seus direitos e deveres de forma ampla, incluindo-se aí direitos previdenciários, benefícios fiscais se vivem em situação de união estável, direitos de herança etc.
    2. Quanto às dúvidas que a homossexualidade geraria para as crianças, há que se considerar que orientar um filho é uma tarefa inerente à partenidade/maternidade, ou seja, não dá para negar cidadania aos gays apenas para que as crianças tenham menos acesso à realidade. Até mesmo porque a bisseuxualidade banalizada a que o texto se refere não é um problema menor do que o “ficar” com dezenas de pessoas numa mesma noite, coisa tão comum hoje em dia. Para todos esses casos, cabe aos pais orientar. Não creio, também, que nenhuma criança se tornará homossexual só por presenciar relacionamentos gays ou tem contatos com familias chefiadas por gays. Uma provável curiosidade, se respondida adequadamente, só contribuiria para formar uma criança, e consequentemente, um adulto mais tolerante.
    Feitas essas considerações, achei o texto excelente, assim como os comentários, em sua maioria.
    Parabéns!


  48. É claro que cada um tem o direito de ter sua opnião sobre o homossexualismo, sendo contra ou a favor. A questão é que independente dos conceitos pessoais eles lutam pela consolidação de direitos LEGAIS. É fato que eles como todo mundo tem suas obrigações legais e exatamente por isso eles tem que ter seus direitos também.
    Um casal de homossexuais tem que se sentir seguro ao construir seu patrimônio. Eles querem a garantia de que se algo aconteça com um, o outro terá os direitos de cônjuge garantidos visto que eles viviam como tal. E, ao meu ver, é imoral negar esse direito a alguem. Simplesmente não é justo.
    Não é uma questão de opniões pessoais. Pessoalmente, você pode discordar do modo como eles vivem, como também pode não gostar de qualquer pessoa que não aja segundo os preceitos do que você considera correto, mas legalmente eles precisam ser iguais a você e ter os mesmos direitos também. Legalmente, casais homossexuais e casais heterossexuais deviam ter os mesmos direitos.


  49. Eu li tua resposta Claudio, rachei um pouco aqui.Mas acho que o importante é isso mesmo,discutir sobre varios assuntos,debater,ver opniões diferentes e fazer isto respeitando e defendendo o ponto de vista tanto que meu xingamento não foi aleatorio.Se a união homossexual for realmente a coisa certa com o passar do tempo isso irá acontecer.Debater,ter ideias que conflitam uma com a outra é o processo natural para tentar fazer o certo,só não gosto quando pessoas não aceitam a opnião contraria ou tentam debater sem argumentos ou seja a ignorância ( o que não é o seu caso pelo conteúdo dos posts ).Quanto ao preconceito,isto é algo que está dentro de todos.A unica diferença é que alguns debatem,leem e se informam procurando ter uma opnião concreta enquanto outros apenas tacam pedras.


  50. Lindo texto, parabéns.
    Queria escrever algo sobre o assunto, mas não conseguiria me expressar melhor.
    abraços.


  51. “Pois é, eles só esqueceram que foi contra isso que lutaram – A intolerância.”

    Quer saber? Só serão tão intolerantes quanto os que combatem no momento que se posicionarem contra o casamento heterossexual. De resto são lamúrias típicas de um Olavo de Carvalho e daquela história sem pé nem cabeça de ‘ditadura gayzista’ de “mídias sem máscara” e afins… Acho até meio perigoso, na real…


  52. Felipe, li seu texto e gostei muito do que li, mesmo sendo gay.

    Só queria deixar uma observação:

    – Lev 18:22 – “se um homem se deita com outro homem, é uma abominação”
    Abominação, naquela época, não significava pecado; significava anti-higiênico. Leviticos também diz que comer crustáceos é uma abominação.

    – Lev 20:13 – “se um homem se deita com outro homem, ambos devem ser executados.”
    Levíticos diz a mesma coisa sobre um adúltero ou uma criança que desobedece os pais.

    — —

    Parabéns pelo Blog, um dos melhores e unicos que eu sempre leio.


  53. Olha, eu entendi o texto, sabe. E é a essa idéia que me opus.

    Não pode-se ter preceitos de religião como relevantes, uma vez que a religião muda conforme a interpretação contemporânea do próprio povo.
    Um exemplo disso foi a época em que a escravidão dos negros era aceitavel, e defendida pela religião católica. Neste texto você toma a mesma posição de qualquer defensor da escravatura da época. Assim é certo, todos devem respeitar essa opinião porque ela é correta.

    Isso que eu quis dizer, entendeu?

    Sociedades passam por transformações a partir de tabus quebrados, de preceitos “morais e éticos” revistos. E tudo bem, eu também sei que essa polêmica dá sempre muito o que falar.


  54. Ah, e gostei do que o Jonas disse ali em cima!
    Acho que foi um dos comentários mais inteligentes sobre esse assunto.


  55. PS.: espero profundamente não estar ofendendo 🙂


  56. Holy Crap!! Cara, quando eu terminei de ler esse texto eu pensei:
    – Porque eu não escrevi desse jeito antes?
    Um dos melhores textos que eu já vi escritos por aqui e prepara-te, vem muito mais pedradas de alguns por aí. Concordo plenamente com o seu ponto de vista, eu penso que os gays que resolvem viver juntos devem ter mecanismos legais para constituir essa união, para que como unidos, casados ou whatever sejam vistos pela sociedade , agora eles não podem esperar que sejam aceitos entrando de mãos dadas dentro da igreja, por exemplo, pois assim eles estariam querendo fazer com outros o que a sociedade tem feito com eles ao longo dos anos – IMPOR padrões de comportamento – Aceito o relacionamento homossexual, acho que é uma coisa está presente na sociedade de um modo geral e penso sim, que eles devem, como cidadãos, serem respeitados, mas não concordo com isso, acredito que a união deva ser constituída entre um homem e uma mulher e ponto.
    Resumindo: Eles têm o direito de ser e eu de não achar correto, mas nem por isso uma das duas vertentes deve ser execrada, como a miss foi


  57. Bravo!

    Maravilhoso o seu texto!


  58. Felipe, só pra comentar sobre coisas que vem sendo comentadas aqui:

    A pessoa nasce homossexual SIM.
    Eu sou, e não me lembro de ter sido hetero, apesar de ja ter saido com meninas.

    Não tem nada haver com DNA, personalidade não tem haver com DNA, e você já nasce com uma, assim como alma, e opção sexual.

    Como já disseram aí, se fosse escolha, é muito mais facil escolher ser hetero!
    Não vou precisar sofrer discriminação, não vou precisar ficar séculos na justiça por uma união civil, e etc.

    E outra, não generalise!
    Não é nem questão de generalizar todos os gays, e sim religião.
    Eu sou Espírita, e sou Cristão, e em momento algum, se opuseram contra relacionamentos gays, lembro até de ter tido um prof. de evangelisação que era homo.
    Não tem nada no Evangélio Espirita falando sobre homo.
    A negação do homossexualismo é por parte da igreja católica, protestante, e evangélicos, e não de todas as religiões cristãs.

    E bem, comentaram lá em cima que os homossexuais não são normais, e ainda compararam com doenças.
    Não somos normais porque?
    Não há nada de errado em gostar de uma pessoa do mesmo sexo, intolerancia é questão de criação, aliás, má-criação, e falta de carater.
    Eu não acredito em aceitação, mas em RESPEITO.
    EU não fiz nada de errado, eu só quero amar, sem fantasia, sem me cobrir.
    Isso é falso moralismo, eu não sou doente, não posso ser curado disso SUHAOSUIASH;
    Estupido até.

    ———————————————————

    Desculpe, mas continuo na minha crença de que homossexualidade não é um fator com o qual você nasce, é um conjunto de influências vindas desde a infância que definem o caráter, a personalidade e os gostos de alguém.

    Seria a mesma coisa que você me dizer que não gosta de chuchu porque nasceu assim, quando na verdade foi um conjunto de fatores no ato de experimentar o chuchu, no ato de aceitar o chuchu e no ato de saboreá-lo ou engolí-lo com preconceito, que levaram a não gostar.

    Não acho que homossexualidade seja de nascença e não acho que seja uma questão puramente de ESCOLHA, acho que é um fator que se desenvolve e, uma vez lá, não adianta lutar contra.


  59. Ok, serei grosso, pois a coisa que mais me irrita é hipocrisia e intolerância.
    Sempre dou um olhada no blog, e quase sempre comento, mas quase sempre sou censurado.É impressionante como são burros esses homossexuais que vem comentar no blog,sério,ser homossexual agora é sinônimo de burrice?.Vou desenhar para vocês o que o texto explica e então irei expor minha opinião, o que ele quer dizer é que vocês após anos de luta para conseguirem o que querem ( e conseguiram pois garotos se beijando na frente do Shopping Mueller aqui em Curitiba já é normal) vocês estão jogando pela janela, pelo simples fato de adotarem a intolerância dos heterossexuais que hostilizavam vocês, vou exemplificar para você, você homossexual chega e fala “ Seu heterossexual burro atrasado, você só serve para atrasar a evolução seu babaca”, então o cara para se defender falar “ Eu aceito sua idéia, apenas não vou te apoiar”ou quando o cara é um pouco mais grosso fala “Bixa”, você então larga com toda a razão contida em seu coração arco-íris “Seu preconceituoso”, entendeu?
    Sério eu não estou nem aí se você gosta de homem ou de mulher, não é o meu cu que vai doer, o que me irrita profundamente é o fato de vocês acharem que todos devem apoiar a causa de vocês, as pessoas já respeitam você, mas pedir para que todas ergam a bandeira por vocês é meio ilógico.O texto do Felipe em nenhum momento contraria suas idéias, ele só pensa e aceita como todo ser normal, que não apoiar também é valido( por favor não confundam apoiar com aceitar), quase todos já aceitam a idéia do homossexualismo,só não vão apoiar a causa pelo simples fato de não gostarem de se relacionar com alguém do mesmo sexo.Até a mídia já aceitou vocês, pegando como exemplos novelas e BBB’s.Não quero generalizar juro, mas fica difícil pois pelos comentários que vi no site, todos os que se dizem homo se sentiram ofendidos por simplesmente nada.
    Ah sim minha opinião, ser homo agora é moda nada mais, a mídia deu um apoio por uma novela ( não lembro o nome) e logo já haviam menininhas querendo ser Bi, iria escrever mais, porem sei que já haverá muita discórdia com apenas isto, então encerro aqui.
    Apenas para constar, nada contra homossexualismo, mas não espere que eu erga sua bandeira e vá desfilar com você no dia da parada gay.


  60. Felipe,

    Escolheu um tema que vai ter uma repercursão muito ampla. Tanto a favor como contra.
    Preconceito é estúpido vindo de qualquer lado e ponto. Mas eras de humilhação, silêncio e mortes em algum momento criam respostas tão intolerântes. Devemos lembra que para cada mater luther king vai surgir também um malcom x. E isso não é errado é tão humano quanto ofender.
    A resposta saudável para seu filho seria: “escolha o que você achar melhor para sua vida e continuo te apoiando como sempre.” Esse é o momento de criar a diferença. Sejamos heteros ou homo somos apenas nossas próprias escolhas e isso jamais deveria ser sustentado por leis e Estado.
    Deixem o governo apoiar e que os cidadãos façam seu julgamento, como sempre fizemos.


  61. Ter preconceito sempre foi um sentimento presente nas eras da evolução do homem.

    Não estou me colocando contra ou à favor do movimento gay, mas na minha opinião, tem preconceitos que não tem explicação e representam uma ignorancia social que simplismente deveria ser banida, que não é o caso do sentimento anti-gay de muitas pessoas.

    Sou homem e étero, tenho uma amigo gay que é uma das pessoas mais legais para conversar, pois é inteligente. Quando passa uma garota atraente sai expontaneamente de mim: – Porra, que bundinha… Ele leva numa boa e ainda zoa dizendo: – Meu, eu não comento das bundinha que eu pego bem e você não precisa comentar das suas então! uahsuah
    Numa boa, sei a opção do cara e aceito a sua condição.

    Agora vem a bicharada tipo o claudio, que não aceita que alguem seja contra o que ele pensa e o que ele é, e por fim fica atacando verbalmente quem apenas prefere seguir as coisas do modo que aprendeu, que é o caso da miss citada no post.
    Na maldade, sei a opção do cara e não aceito, simplismente por achar que o seu direito é unânime.

    Preconceito contra negros, como foi citado também no post, é uma barbaridade inaceitável. A pessoa nasce como todas as outras do restante do mundo, sofre, tem dores, alegrias, fome, receios, assim como todas as outras no mundo. Nascer branco, negro, alto, baixo, pobre, rico, é tudo a mesma coisa, não economicamente ou estéticamente falando, mas humanamente falando.

    Ser gay é uma opção de cada um, logo então, cabe ao gay aceitar as opiniões contrárias as suas. Se eu quiser atravessar avenidas dando mortais, cabe a mim aceitar uns dizendo, “po, cara diferente, maneiro, alternativo”, e aceitar aqueles que dirão, ” cara otário, anda que nem gente”.

    Acho que uns dos aspectos que o F. Neto abordou seria da origem da homossexualidade do indívíduo. Você é gay porque tem sentimentos por outra pessoa do mesmo sexo ou pra desafiar uma sociedade que neste aspecto é moralista e tradicionalista?


  62. O pior é que é a mais pura verdade. Eu, particularmente, não tenho nada contra os homossexuais. Desde que eles não se metam na minha vida, obviamente.
    Mas o que me irrita MUITO são os tipinhos “bicha” e “mulher machona”. Explico.
    Conheço homens homossexuais que são super comportados, ficam na deles. Não ficam com veadagem. Sabe como é? Tipo, só porque ele gosta de pessoas do mesmo sexo, precisa querer ser mais fiasquento que as mulheres? Não suporto o tipo “bicha pitizenta”, que quer usar plumas e paetês e dar gritinhos escandalosos, tipo assim. O mesmo são as mulheres machonas. Quer namorar uma outra mulher, beleza? Mas precisa ficar arrotando em público e “coçando o saco”? Sinceramente, é ridículo.
    É a mesma situação com os negros. Muitos acham lindo usar uma camisa escrito “100% Preto” ou “100% Negro”. É como se fosse um orgulho. Mas se a gente usar uma camisa escrito “100% branco”, dá até cadeia. Que coisa, não?!
    Mais uma vez, parabéns pelo post. Analítico e sensato como sempre.


  63. O problema é que as pessoas lutam com tanta obsessão pelas coisas que vão CONTRA, que acabam indo À FAVOR para atingir seus ideais próprios, sem ligar para seus escrúpulos.

    Cláudio, você que se diz homossexual ou que “está do outro lado” está simplesmente querendo dizer que quer que todos viremos gays, pois quem é hetero hoje é “anormal”, a parte que está se sentindo OFENDIDA pelo PRECONCEITO de HOMOSSEXUAIS.

    Entendo que o Felipe Neto apenas quer dizer: “GLS, vocês já tem seu espaço, agora deixe-nos ter o nosso.”

    Agora esse PELA-SACO desse PEREZ é só um fanfarrão.


  64. Vou deixar clara minha opinião, enquanto amiga de homossexuais e leitora sobre o assunto.
    O Felipe está correto, e todos os comentários a favor do homossexualismo tem as mesmas características, senso comum!!!
    Eu conheço vários homossexuais que SÃO CONTRA O CASAMENTO GAY, que tem uma visão muito melhor que a de milhares de héteros que são a favor.
    É uma questão muito simples, e como o Felipe colocou, os adolescentes não sabem mais sobre sua sexualidade, não existe uma definição. Isso é destrutivo!! Não é o fato de serem homossexuais, bissexuais ou heterossexuais é porque simplesmente não sabem mais oque são!
    É errado ter preconceito contra gays? Sim! Dá mesma forma que é errado ter preconceito contra candidatas a Mises, negros, brancos, índios, gordos e tantos outros.
    Conheço homossexuais que são pessoas maravilhosas, odeio ouvir termos pejorativos a respeito deles mais considero a Parada Gay uma grande palhaçada!!
    Um monte de homem com roupas que em qualquer outra circunstancia seriam consideradas como atentado ao pudor, agindo de forma ridícula, participando de uma grande orgia sexual publica e vem falar que isso é uma grande manifestação? Por favor, é uma grande putaria, igual acontece em alguns bailes de carnaval.
    Não tenho preconceito contra gays, mas acredito que para tudo existam limites, se não vira essa coisa imbecil que é hoje em dia.


  65. A intolerância…. Muito já não sabem o que é isso.

    Felipe, parabéns pelas palavras….


  66. Não sou a favor da adoção de criança por casais homossexuais. Também não acredito que seja congênito. E Dr. Felipe, sou a favor da união civil, casamento não, casamento é coisa do homem lá de cima.

    E o Lobby em nome do homossexualismo é grande, é forte e vai tomar o mundo. Pelo andar da carruagem em no máximo 10 anos quem não for gay não arruma emprego, não financia nada e ainda será alvo de chacota na rua.


  67. Não sou homo, nem bi, nem pan ou qualquer outro prefixo diferente de hetero. Mesmo assim me senti, após a leitura do texto e dos comentários, mais uma vez, entristecido com a humanidade. Por que ela teima em se incomodar tanto com os outros e o que eles fazem? Por que não podemos todos nos aceitarmos e darmos as mãos uns aos outros?

    Seria eu idealista demais? Como dizia Lennon: “i hope some day you join us”.

    Quanto a questão em pauta, vejo aqui sim o mesmo discurso realizado contra outras tantas inúmeras minorias. “Respeito a mulher, mas não a aceito num cargo superior ao meu”; “Ai meu filhinho coitadinho, o que será dele num mundo em que gays se dêem as mãos em público?”; “Os negros, selvagens que são, vão perverter o mundo do nosso Senhor Jesus Cristo”… Blasfêmia! Esse mundo injusto e dividido não é o mundo Dele!

    Sou extremamente a favor do casamento, sobretudo pelos direitos civis advindos do mesmo. No mais, acredito que sexualidade não seja questão de escolha (“mamãe, quero ser gay quando crescer”?!), mas sim de força interior e enfrentamento contra uma sociedade onipresente e onipotente (para quem não leu, aí vai uma indicação: 1984, de George Orwell. Seus dogmas não saem impunes depois da leitura. – Para os preconceituosos de plantão, que não se recusam a pegar em livros “contaminados”: não tem nada a ver como homossexualidade).

    Homossexualismo existe desde as antiguidades, como seria modismo então se Alexander, o Grande já praticava de suas safadezas? Mais ainda, o homossexualismo (o termo, e não seu significado) é na verdade uma construção cultural da patológica necessidade humana de rotular e catalogar tudo: qualquer observador do reino animal atesta a existência de relações homossexuais neste meio. Atente-se bem: eu disse relações, e não orientação sexual. A busca pelo KAMA, pelos prazeres carnais – sem distinção – está presente em todo o cosmos. Tenho certeza que se as coisas fossem menos convencionadas, menos etiquetadas, haveria menos “demanda reprimida” e a vida e as relações humanas seriam muito mais saudáveis. Pois afinal, será que eu me tornaria diferente caso amanhã eu sentisse um desejo incontrolável de relacionar-me fisicamente com outro homem e cedesse a tentação? Será que isso afetaria alguém?

    Mas essa observação restringe-se apenas a parte sexual “da coisa”. Então eu quero dizer que os gays são nada além de tarados em busca de sexo, certo? Errado. Os gays também amam! Igualzinho aos héteros, tenho certeza. Mais fortemente até, talvez, pois tem-se que ter muita cara e coragem! Mas volto, então, a retórica da rotulação: vi dia desses – ou melhor, acho que foi ano passado ainda, sei lá – uma série (ótima, a propósito: Survivors. Não, não é aquela versão americana de No Limite!) em que uma personagem, “bissexual”, respondia a indagação de outra desta maneira: “Eu não amo mulheres ou homens – eu amo pessoas!”. Amemos então as pessoas! Sejamos mais humanos!

    Percebo que com a criação de rótulos, as pessoas tendem a sentir-se obrigadas a se enquadrarem em um. Elas deixam de seguir seus instintos, suas vontades e suas paixões mais autênticas e originais, radicalizando-as para se adequar a tal categoria. E isso muitas vezes representa uma auto-enganação e até impede o crescimento pessoal. É o caso daquele indivíduo que o é apenas para sê-lo!

    Não sei se me fiz ser entendido, mas o que quero dizer é: não “fiquem” com pessoas do mesmo sexo apenas por ser “a modinha”! Não “fiquem” com pessoas do sexo oposto apenas por ser “o certo”!

    Sejam quem vocês são! Sigam seus mais profundos desejos! Contanto, é óbvio, que não afetem – de maneira clara e objetiva – o outro. E esse é o verdadeiro Estado de Direito; e não um estado em que todos tem o direito de tudo falar e tudo fazer, que caracteriza uma degeneração bastante recorrente no entendimento popular.


  68. FODAM-SE AS BICHAS !!!


  69. O meu cachorro (macho) come o cu do cachorro do vizinho, e ai os dois não fazem nada de mais apenas trocando metidas, pergunta pra ele se o outro cachorro do outro quarteirão ta descriminando ele, cachorros que são cachorros são todos gays e dai o que os cachorros nos ensina com isso, se o ser humano paresse de pensar nesse instante niguem ligaria para isso nem um pouco, então parem de reclamar pq saber diferenciar o logico com o inlogico ja ta de bom tamanho socieade e uma merda tudo isso daqui se atrapalha a evolução humana para um proposito maior e sim eu sou contra a qualquer tipo de relacionamento homosexual


  70. Bicha boa é bicha morta.


  71. Rapaz… vc escreve bem pra caramba…


  72. Quero que todas a bixas presentes ou não, morram e experimentem morte bem dolorosa, e salientar que não os odeio, apenas repugno.


  73. Já leio teu blog faz um tempo, mas nunca comentei…
    infelizmente não tive tempo de ler os comentários, que pelo jeito, estão interessantíssimos!
    Mas depois de mais um excelente texto, vim deixar meus parabéns…

    Os extremos opostos no fim viram a mesma coisa…em qualquer situação.
    Afinal de contas, quando lutamos contra algo, geralmente nos apropriamos das mesmas armas do inimigo….

    uma bosta, né?

    beijo


  74. Bom, preconceito sempre vai existir, eu acho difícil conseguir acabar definitivamente com qualquer tipo, de raça, sexo, cor, origem, condição social, porte ou presença de deficiência.. Pessoas são diferentes e nos temos que a aceitar que algumas pessoas simplesmente não aceitam!

    Sobre o que o rapaz disse, que ele não pode ter o conjugue dele como dependente, o testamento e etc etc, eu não tinha conhecimento disso, acho que as pessoas devem lutar pelos seus direitos mas que um ato como o do tal Perez Hilton mancha a imagem dos que realmente lutam por seus direitos e isso que acaba trazendo mais preconceito.


  75. Melhor não poderia ser escrito.

    Pessoalmente sou hetero, mas tenho vários amigos que são gays, assumidos e tudo o mais. São pessoas que não revelam nada da sua condição (quer dizer, que não são do tipo “bichinhas loucas”), são educados, respeitam os outros e têm um grande sentido de discrição e privacidade. E o mais importante, eles estão POUCO SE LIXANDO pra movimentos gays, paradas, discriminação e essas coisas. E a razão é até simples: eles consideram sua opção sexual uma coisa de cunho tão pessoal, que não vêem razão de estar expondo ela aos quatro ventos pra aprovação ou reprovação dos outros. Eles gostam de pessoas do mesmo sexo e ponto final, não tem nada pra discutir. E alguns deles até tem uma certa aversão aos gays que saem por aí apregoando sua opção e que “não são compreendidos pela sociedade” (gays tendo preconceito de gays, incrível, né?). Para aqueles que conheço, sua opção não é motivo de ser aceito ou não, ou algo que está em discussão para posterior aprovação, não estão mínimamente interessados com o que a sociedade diz pelo simples fato de que se envolvem apenas com aqueles que partilham de suas idéias e continuam respeitando as ideologias alheias.

    E sobre as manifestações que fazem, eu fico até pensando se algum dia surgisse uma “Parada Heterossexual”. A maioria se perguntará: mas pra quê fazer uma Parada Heterossexual?. Deviam também se perguntar a razão de se fazerem Paradas Gays, se um grupo deseja apregoar suas opções sexuais públicamente, por quê outros grupos não? Se esse grupo de gays encarasse sua opção sexual como algo que não implica aceitação da sociedade pelo simples fato de estar dentro dos limites da sua privacidade, então as coisas melhorariam.


  76. Cara, teu blog é muito bom mesmo. Parabéns pelo trabalho.


  77. Muitas pessoas que se tornam muito partidárias acabam exagerando. Sou bissexual e não consigo engolir nem entender o porquê de os direitos dos homossexuais não serem iguais aos dos heteros, como casar. É algo que não afetará diretamente os heteros.
    Sendo bissexual, acabo tomanda patadas dos dois lados. Os gays me acham traidora quando me apaixono por um cara. Os heteros ficam chocados quando caio por uma garota. E ambos acham que o sou por moda.
    Sim. Existe a bissexuaLIDADE (homossexualismo e bissexualismo são termos defasados porque eram usados como conotação de doença) de modinha. Que aliás, não é mais chamada bissexualidade, já é chamada bi-curious. Já fui apaixonada por uma bi-curious, e, honestamente, foi a pior coisa que já me aconteceu. Mas não sei nem por que estou falando disso.
    Os gays lutam pra tentar fazer as pessoas aceitarem que os direitos homossexuais não vão afetar negativamente os heteros, não para fazer as pessoas mudarem seus valores.
    Se existem pessoas que exageram, são exceções, não regras.

    E Felipe, passo SEMPRE por aqui. Acho que é a segunda ou terceira vez que comento. Mas entro todo dia pra ver se tem mensagem nota =D
    Você escreve muito bem e embora eu não concorde sempre com a sua opinião, você me faz pensar.
    Cuide-se!


  78. E faço das palavras do Daniel um pouco acima as minhas também!


  79. Eu até tento mostrar que não tenho preconceito e tal e q sou a favor de casamento gay!

    Mas a verdade é que eu não gosto de gays e sou contra casamento entre pessoas de mesmo sexo!

    Sei q vão me chamar de preconceituoso, mas isso é o q eu penso, prefiro ser sincero!


  80. Rsrsrsrs…quando comecei a ler este post, logo lembrei de uma expressào que os americanos aqui dizem: “ah! this is gonna be fun”. E não é que está sendo! Já pensou que “cosmicamente” o fato te ajudou Felipe? Você escreveu uns textos onde relata uma certa frustração das pessoas te taxarem (afffeee..taxarem ou tacharem..sei lá) de gay. Bem, aí vem este episódio com a miss e você escreve um texto muito bom. E por fim, trava-se uma pequena briga (entre tapas e beijos) de palavras com o tal do Claudio (ou Claudia, sei lá) acima.

    Simplesmente F-A-N-T-Á-S-T-I-C-O.

    Concordo contigo em tudo. E infelizmente sempre vão ter uns caras malas como este Claudio que coloca palavras desnecessárias para defender seus direitos. Mas o que mais me intriga é que estes mesmos caras não usam os mesmos termos para explicarem seus deveres. A miss foi “estúpida, piranha”? O que acharia se eu dissesse, “seu idiota, respeita a miss seu viado”!

    É, isso me faz lembrar o que sempre falo sobre honestidade. As pessoas são honestas por falta de oportunidade e não por convicção. Ou seja, neste caso, as pessoas sabem falar “estupidamente’sobre os direitos delas e, o que é pior, colocando em vão que estes seja os mesmos de todos, mas, na hora de colocarem em prática seus deveres (por exemplo o de respeitar os outros), a conversa muda drasticamente e a cegueira vêm à tona.

    Abraço,


  81. Ah! Se o Claudio se ofender pelas minhas ironias, saiba que conheço e tenho muitos amigos gays e, os mais gays (com G maiúsculo…rsrsrs) deles, são honestos, respeitam os outros e muito politicamente corretos e educados. Sendo assim, não tenho preconceito de gays e sim a os vulgo “viados”.

    “Beijos” Claudio!


  82. Nossa, eu já estava ficando triste. Ainda bem que pelo menos você consegue enxergar essa reallidade desse falso moralismo. Parece que ninnguém discute preconceito. Ou a pessoa aceita de cabeça baixa ou é linchada. Eu sou a favor da opinião livre.


  83. Gostei muito do seu texto, e entendi todos os seus contra-argumentos nos comentários.. 😀 ( só uma observação em um momento vc escreveu esdrúxulo com ch, sendo o certo com x.. hehe )

    Então.. Só fiquei meio “assim” quando você escreveu que ngm nasce gay.. Mas depois vc disse que era sua total opinião pessoal e deu seus argumentos e eu respeito bastante !!

    Mas mesmo assim eu tô deixando um link q talvez te faça reavaliar, refletir sei lá.. Sem pretensões de que um simples estudo te faça mudar de opinião !! hehe

    http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL602802-5603,00.html

    E quanto ao Perez realmente um péssimo exemplo… Se só aceita uma linha de resposta pq faz a pergunta ?? Acho que só quis fazer o que ele faz de melhor: vender polêmica . E nesse caso acompanhada da intolerância.


  84. Tá preparando terreno, né Felipe??? Tá quase abrindo a porta prá sair, né?


  85. Quero só dizer que esse tal de Cláudio que defende a VIADAGEM é, evidentemente, um grande BOIOLA que só diz besteira.
    Meu caro, se seu pai tivesse tido o mesmo desvio de conduta que você tem, você não teria nascido. Se todo mundo virar VIADO, a sociedade perece, finisch.
    Os boiolas tem que parar de achar que o mundo todo conspira contra eles. Em verdade a BOIOLICE, assim como a CRIMINALIDADE e a PROSTITUIÇAO, existe há milhares de anos, mas nem por isso significa que a sociedade tenha de concordar e aceitar essa perniciosidade goela abaixo, esse cancro que corrói os bons costumes, a família e a sociedade como um todo.
    A sociedade sempre condenou e sempre condenará a VIADAGEM, ainda que se façam leis punitivas. Em verdade voces não se contentam apenas em levar uma vida promiscua homossexual, o que não é da nossa conta – isso é um fato – o que voces querem e que tanto buscam incutir nas mentes mais fracas é que nós aceitemos a homossexualidade como uma coisa normal, quando ela não é normal coisa nenhuma. Deus não fez ADÃO E IVO, fez Adão e Eva. Fez macho e fêmea para procriar, assim tem sido há milhares de anos. Não há no reino animal nenhum bicho homossexual. Se querem ter uma vida promiscua, desequilibrada, inconstante, doentia, em que um homem penetra outra homem, tudo bem, vai fundo, é problema de vocês, mas daí a nos forçar a aceitar isso como normal vai muita diferença. E saiba de uma vez por todas que não existe HOMOFOBIA, palavra tão em alta na mídia para discriminar os heteroxessuais. Tão pouco existe no dicionário essa palavra. O que existe na verdade é HETEROFOBIA por parte dos Gays que não gostam do NORMAL. Jesus nasceu de uma mulher, nós todos nascemos de uma mulher, não de uma penetração de dois homens.
    Voces tem de entender que o tão propalado PRECONCEITO, em verdade, se refere à discriminação de um GAY ao tratá-lo de forma diferenciada só porque é gay – e é nisso que sou contra. Acho que os gays devem ser respeitados por todos, seja no trabalho, na rua ou em qualquer outro lugar.
    Deve ser tratado como um ser humano que é. Assim como tratamos uma prostituta embora não concordemos com a prostituição, todos merecem respeito. Agora, querer nos convencer e nos enfiar goela abaixo de que a pederastia é normal, me desculpe, mas não é e nunca será. A homossexualidade sequer é uma doença, mas um desvio de conduta que deve ser tratado por um psicólogo como outra anomalia qualquer. Pare e observe a velhice de um Gay. É bem triste, ou você conhece algum velho Gay feliz? Estou para ver o primeiro. Normalmente, pela ausência de família, pela discriminação enrustida da sociedade, acaba mesmo depressivo e com baixo-estima. Procure um médico enquanto é tempo.


  86. Quanto a respeitar opiniões opostas tudo bem. Concordo que execrar a parcela que acha “que o certo é homem com mulher” é radical demais. Mas argumentar com “bissexualidade de modinha” [bissexualimos indica doença, não orientação] e falta de orientação às crianças tornou o texto vazio, tendencioso e sem sentido.


  87. Parabéns cara, mais um texto que desperta meu senso crítico e de revolta.

    Só uma coisa a declarar: Homossexual é hipócrita.

    Por quê?

    Bem, todos os homossexuais que eu conheço são extremamente radicais quando alguém se opõe contra seus direitos e sua tão suada liberdade de expressão.

    Eles lutam pela liberdade (não opressão, direitos iguais e etc), mas ao mesmo tempo, NÃO permitem que os heteros tenham uma opinião formada e contrária aos “ideais homo”.

    E aí?

    Não me venham com uma ideologia barata, quando nem “vocês” mesmo sabem o que defendem.

    (O que é mais revoltante, é ver uma menina que com certeza teria ganho o concurso de Miss Estados Unidos, e que provavelmente não tem nada contra homossexuais, simplesmente não é a favor de uma união reconhecida pelo estado. Além do que, só o fato dela ter sido contrária a atual tendência de achar que homossexualismo está na moda, já seria um motivo suficiente pra ela ter ganho o concurso, o que teria acontecido, se não fosse por pessoas egoístas e hipócritas, como essa bicha escrota que é esse Perez Hilton)


  88. Para incrementar as discussões (e favorecer o pensamento crítico) sugiro um episódio de South Park: “The Death Camp of Tolerance”. Com bastante sarcasmo, fica clara a diferença entre respeitar e aceitar.
    Quanto à teoria da origem genética do homossexualismo, há um argumento bem forte contra ela: grupos que tendem a produzir menos descendência do que os outros, por qualquer razão, tendem a desaparecer.


  89. Acho que ainda demora pra uma mudança de papel como você diz, meus amigos e amigas gays nunca me discriminaram…não sou a favor nem contra, acho muito dificil expressar uma opinião sem saber o que é sentir atração pelo mesmo sexo…acho que é só isso que deveriamos fazer…deixar ser, emitir opinião é pra quem se acha detentor da verdade, e isso é discutivel…acredito que o grande problema é confundir homossexualismo com promiscuidade, promiscuidade é caracteristica do ser humano(independe da escolha sexual)


  90. Que assinem um papel reconhecendo os direitos de casais eu concordo, mas não fica bem, não é bonito e é tosco ver dois sacudos de véu e grinalda jurando amor, dando beijinho até que a morte os separe. Pô! que se amem, sejem homossexuais felizes, mas partindo para essas frescuras aí já é muita viadagem.


  91. Simplesmente não posso aceitar um post de alguém que diz:

    “3- NINGUÉM NASCE GAY!”

    É preciso saber do que se está falando para que o que se fale tenha o mínimo de credibilidade.

    ————————————————————–

    É mesmo campeão?

    Então faz o seguinte, PROVE que todo homossexual nasceu homossexual. Estaremos aguardando sua constatação irrefutável.


  92. Por que os gays querem comparar a sua luta com a dos negros? Porque isso?

    Se vocês repararem:
    Vocês não foram e nem são vendidos, vocês não trabalham de graça, vocês não vivem e nem apanharam em senzalas, entre outras coisas…
    A milhares de anos, há o preconceito contra o negro, e até hoje tem! E não é por isso,
    que o povo negro ficam fazendo REVOLTAS o tempo todo!
    (E quando foi que a suas revoltas começaram, hein)
    Me diga qual a igualdade que tem entre a luta do negro com a luta do homossexual?
    Preconceito, igualdade? Nada, papo furado!
    NEGROS SÃO NEGROS, HOMESSEXUAIS SÃO HOMOSSEXUAIS! FATO!

    Me digam, vocês acham certo, você “perder sua vitória”, só porque opôs sua opnião?
    se disserem que sim, são HIPÓCRITAS!

    Nós somos obrigados a aceitar vocês? Beleza.
    Agora, por que vocês não aceitam a opnião de quem é contra? [Humm, Interessante!]

    Eu, posso está sendo ignorante, hipócrita(como quizerem me chamar), mas eu não
    consigo imaginar, meu filho beijando um homem, minha filha beijando uma mulher,
    meu filho dando o ânus a um homem, minha filha esfregando o orgão sexual na de outra mulher!
    Esses tipos de coisa não entra na minha cabeça, NÃO CONSIGO!

    Outro motivo que me faz ter despreso (porém respeitando-os) de homossexuais:
    http://colunistas.ig.com.br/obutecodanet/2008/10/02/conheca-o-barebacking-a-roleta-russa-do-sexo/
    será assim que vocês ganharam a sua vitória? Bem, eu acho que não!

    Finalizando, homossexuais que se opôem contra a sociedade querendo obrigá-las, a
    aceitar o homossexualismo de qualquer maneira, são mais um zé ninguém hipócrita,
    querendo chamar atenção!

    ———
    Eu sou contra, mas respeito-os, tanto que ele não venha mexer comigo,
    eu cá e ele lá!
    Essa é minha opnião, fui!


  93. Epa,Felipe.
    E eu achando q estava certa,tsc tsc.
    Sabe,geralmente eu já havia pensado sobre as coisas q vc escreve,e vejo nas suas palavras algo q qria dizer,mas não saiu.
    Mas esse post me fez parar pra pensar…
    Nunca tinha visto por esse ângulo!
    (Mas devo parar de discutir com a minha mãe pq ela acha q gays = escória da humanidade/desgosto dos pais?!Sacoé,uma amiga fugiu de casa e ela me disse q com certeza a menina havia fugido pra namorar outra menina,pode?!)
    Então tá , calei.
    =x
    (Mas eu gostaria de uma resposta,pq eu confundi agora.=/)


  94. Concordo com a maioria das coisas, a miss foi burra de ter falado isso em um concurso desses, certas pessoas ak igualaram homossexualismo como doença!, gente isso é natural ser gay ! ninguem vira gay por moda e sim pelo que sente, gay é como ser negro ou branco vc simplesmente é! e gays existem desde q a terra e terra! e é uma evolução do mundo naum é feio nem tão pouco promiscuo é só uma condição de vida normal!!! a intolerancia me desculpe mas certas vezes são necessarias pos somos tão agredidos chingados que só quem é sabe


  95. Não tenho nada conta os casamentos GAYs mas prefiro os casamentos homi e mulhe

    marcelo : April 30th, 2009 às 7:48 am
    Simplesmente não posso aceitar um post de alguém que diz:
    “3- NINGUÉM NASCE GAY!”
    É preciso saber do que se está falando para que o que se fale tenha o mínimo de credibilidade.
    ————————————————————–
    É mesmo campeão?
    Então faz o seguinte, PROVE que todo homossexual nasceu homossexual. Estaremos aguardando sua constatação irrefutável.

    asuhaushuasaususashsuaush. 😛
    Isso mesmo.. ninguem nasce gay, da mesma forma não nasce hetero :P(sei la, qm sou eu pra fala ne)
    É como na religao ninguem nasce cristão, ou protestante.. nasce igual a cristo 😛


  96. Muito bom os textos!!
    Parabens pelo site!


  97. Só digo uma coisa. Citar trechos bíblicos sem analisar o contexto em que foram escritos e sem citar outras partes da Bíblia é tendencioso. A Bíblia é um livro que, para se entendê-lo, deve-se lê-lo e estudá-lo a fundo. É muito mais do que ir no livro de Levítico e interpretar uma passagem do modo que se quiser. Além do mais, cristãos olham o Antigo Testamento a luz do Novo Testamento.

    No resto, esse é um assunto que deveria ser debatido mais abertamente, respeitando-se o direito de cada um deescolher e expressar suas opiniões, sem que suas idéias firam o direito alheio. Senão a intolerância mudará de lado (se não já mudou) nesse assunto, como diz o autor do tópico.


  98. O texto tá ótimo, mas achei meio paia a parte que disse que a Bíblia é ultrapassada e incoerente, esse livro é enorme, precisa-se de muita interpretação, de estudo aprofundado, não apenas dela em si, mas da história da época de cada livro, e saber que há coisas lá que foram ditas pra um determinado povo, como o livro de Corintios. Voltando ao assunto, no ramo profissional por exemplo, os gays estão se destacando cada vez mais, assim como as mulheres que estão conquistando seu espaço e ultrapassando homens em áreas que antes eram específicas dos mesmos. Eu sou contra essa parada que casamento gay, vou deixando claro que odeio religião, casamento hoje em dia não depende mais do papel, a união estável é fácil de ser comprovada. Eu acho que essa coisa de casamento gay é mais para chamar atenção, querem o direito só por querer sem fim algum! Gay adotar?? Isso chega a ser tosco, mas infelizmente isso logo será possível… Gays assistam ou leiam o livro Marley e Eu, um cachorrinho é muito mais legal, um poodle por exemplo, ele já nasce gay.. .eahuehaue… Parabéns pelo texto! E cu foi feito pra cagar, se não quer aprender por bem, aprenda por mal e tome uns 10 lactopurgas… Ser gay não é normal, ser negro é! Não se comparem ao que os negros passaram, a escravidão é uma mancha, a maior mancha, da história do Brasil… Dentes de negros eram arrancados pra se fazer próteses dentárias.. Os negros passaram e ainda passam por muita coisa… Não se comparem a eles, isso é uma ofença! Não se comparem aos israelenses e palestinos, ninguém quer matar vocês, matar é errado e é uma idiotice quando o faz em nome da religião, vocês, e nem eu, temos noção do que aquele povo passa… Ser gay não é normal… Felipe, animais não tem noção do que é homossexualismo… essa da zebra foi f*da… Não tenho preconceito, mas acho que vocês já aparecem o suficiente… Sejam discretos larguem de ser “gays”…

    PS: Quando falo dos gays de forma genérica, não estou me referindo à você.


  99. “…Ela diz que acha ótimo eles poderem escolher, mas que pessoalmente considera que o certo seja a união entre homens e mulheres…”

    Eu acho que o grande problema é o uso incorreto da palavra “CERTO”.

    Certo pra quem?

    Concordo e discordo com este texto, caro Felipe.
    Dizer que “os homossexuais” são assim ou que “os heterossexuais” são assado é generalizar. Somos todos seres humanos. Hetero e Homo hoje são “divisões” muito amplas na sociedade, cada uma das duas têm centenas de subdivisões, logo dizer que “os gays adoraram poder brincar com o microfone e, com isso, decidiram esbofetear todos aqueles que os chamaram de “faggots”, “bichas”, “aberrações”, etc.” é uma generalização “burra”.


  100. Cara… Sobre a parte de a Bíblia ser considerada como “atrasada”: Não sei se você sabe, mas, o povo hebreu era o povo escolhido de Deus naquela época. a Torá dos judeus [Leis- de Gênesis à Deuteronômio], foi escrita com o intuito de preservar o povo vivo e sem se desviar do propósito de Deus. Exemplo´: em Levítico 11, há uma lista de animais impuros[que eles não podem comer] para os hebreus. Vou pegar o porco como exemplo. Pense bem: se nem hoje em dia é lá muito seguro comer carne de qualquer jeito, ainda mais de porco, que dirá à 5 mil anos atrás??

    Sobre a questão dos gays: Tenho a mesma opinião da miss. Não é porque eu não levanto a bandeira dos gays que eu vou sair tacando pedra em todo homossexual que aparecer na minha frente. É como se eu, apaixonada por futebol como sou, chegasse pra alguém de um time diferente do meu para assistir um jogo entre as duas equipes. Tudo bem, torcemos para times diferentes, ela acha que o time melhor é o dela e eu acho que é o meu, mas não é por isso que eu tenha que começar a torcer para o time dela se o meu levar dois gols aos 40 do segundo tempo.


  101. Caro Felipe…

    parabéns pelo post…
    muito inteligente, me fez repensar em vários aspectos da minha VIDA e homossexualidade.

    a princípio, quando fiquei sabendo sobre o caso da miss… me revoltei…
    mas lendo seu post e os diversos comentário aqui postados, comentários estes muito inteligentes, mesmo quando denegrindo os gays…(exceto os comentários idiotas) mudei completamente minha opinião… ela não disse nada demais, apenas foi sincera ao ser questionada sobre algo. Infelicidade do destino esse algo ser perguntado por uma pessoa tão despreparada psicológicamente, moralmente… Agora, como infelizmente temos que ser espertos para sobrevivermos nesse mundo hipócrita, ela poderia ter omitido (ela não mentiria, seria diplomáica) essa opinião: “…Mas, sabe de uma coisa? No meu país e na minha família, eu acredito que casamento deveria ser entre um homem e uma mulher, sem ofensas a qualquer pessoa presente, mas foi assim que eu fui criada e é assim que eu acho que deva ser, entre um homem e uma mulher…”, pois assim como Perez, uma grande parte dos gays são “humildes” (se é que me entende…rs)
    quem sou para julga-la? eu não a conheço, nao sei sobre sua vida, não sei sobre sua educação, sobre sua religião… assim como ngm sabe sobre esses fatores da minha vida. Portanto cabe a nós, seres humanos, respeitar a liberdade de expressão de cada um…
    O certo e o errado é relativo aos olhos de quem vê…
    E uma coisa bem interessante que se pararmos para pensar, tem um pouco de fundamento. Foram tantas ferpas, tantas ofensas, tantas palavras mal ditas… e indo mais além, uma divisão da sociedade entre os heteros e os homos… que esquecemos que somos TODOS ABSOLUTAMENTE IGUAIS…
    …todos nós queremos que o outro aceite nossa opinião, todos queremos (com meias palavras) mostrar que não somos hipócritas, defendemos nossa religião, nossas crenças… TODOS simplesmente expondo sua opinião e como prova real de que todos nós somos iguais, podemos pegar o fato de que nem os HETEROS nem os HOMOS foram capazes de entender o significado de duas palavras… ACEITAR E RESPEITAR. Chega ser cómico um hetero se achar diferente de um homo, e vice versa, e no entanto termos os MESMOS tipos de atitude. A única diferença entre um homossexual e um heterossuxal é sua sexualidade… e não seus atos.
    É triste termos que aceitar homossexuais em paradas gays, boates gls em atos sexuais explicitamente (lembrando que ato sexual não siginifica necessáriamente penetração), se exibindo, obrigando uma aceitação da sociedade, se drogando, se contaminando voluntariamente (vide post do Guilherme Henrique); assim como é triste ver um heterossexual em festas noturnas se drogando, em atos sexuais tbm explicitamente, se exibindo, obrigando uma sociedade aceitar algo que vai contra seus preceitos ( “n” tipos de tribos), a um pai estuprando seus filhos, trancando sua filha por 20 anos num porão e fazendo 7 filhos nela, um terrorista.. entre diversas outras coisas…
    …nao é ser homossexual ou heterossexual que define o que uma pessoa é perante a sociedade e sim seu caráter, sua educação.
    Um fato bem discutido foi a RELIGIÃO, algo que julgo completamente indiscutível… conheço alguns PADRES que são gays e vão contra ALGUNS preceitos da bíblia… ai vc me pergunta se eu concordo (ACEITO) com isso? NÃO, nem um pouco, mas RESPEITO concerteza, pois CADA UM SABE A DOR E A DELÍCIA DE SER O QUE É… e não cabe a NGM julgar isso…
    …outro fato bem discutido aqui é vc ter DITO que ngm NASCE gay…
    ANTES DE VC ACHAR QUE VOU CONTRA SUA OPINIÃO.. deixo claro que entendi e vi os diversos comentario que vc deu explicando sua opinião..
    então quero apenas fazer uma ressalva:
    — Eu não escolhi CONCIENTEMENTE ser gay, pq se fosse assim eu seria (na minha concepção) tolo em escolher sofrer preconceito, humilhações, desigualdades, etc…
    …então pesquiso, leio, sempre tento me atualizar com os estudos e pesquisas feitas por cientistas, alunos de faculdades, etc…e cheguei a uma conclusão até então: um gay é gay por diversos fatores, entre eles o fator genético que (de acordo com estudos) podem contribuir 40% com isso, mas tbm outros fatores, como um abuso sexual na infância, uma repressão, um pai machista demais, a ausência de um pai ou de uma mãe, convívio só com mulheres, fatores estes que podem causar um trauma, um hábito. E tbm diversas outras coisas. Lembrando que um homem HETERO pode ser cabeleireiro e um jogador de futebol pode ser HOMO.

    Então vou passar 2 mensagens, uma à vc e outra a todos.
    Gostaria de pedir uma coisa, cuidado ao empregar suas palavras (sei que não sou ngm e cometi diversos erros). O seu post embora seja excelente, deu a impressão de preconceituoso por sua parte.

    ”A Homofobia me indigna e a Heterofobia me envergonha”
    ( Eu)

    Abração…
    fique com Deus \°/

    ——————————————————————–

    Ótimo comentário.


  102. Aos babaquinhas que acham que ser Gay é normal e o que que tem isso de mais? Ou ainda, que o CERTO ou o ERRADO são conceitos subjetivos. Na verdade no fundo no fundo nenhum deles quer ter um filho ou uma filha Gay. Tudo é muito normal enquanto estiver acontecendo na familia dos outros. Assim é moleza. Existe CERTO e ERRADO sim senhores. É ERRADO matar, roubar, enganar, estuprar. É certo servir, ser honesto, ser bom, etc… Porra somos fruto de uma sociedade e bons costumes fazem parte dela. O certo e o errado também. Daqui a pouco esses babaquinhas que defendem a VIADAGEM vão defender também a PEDOFILIA, afinal, qual é o problema, isso é subjetivo, questão de ponto de vista, de escolha da preferencia sexual, não é mesmo? Ou vão defender também a Zoofilia. Queria ver a cara desses merdinhas que acham normal homem metendo no rabo de outro homem quando seu filho disser: “Pai estou apaixonado pelo Pedrão” Aí a coisa vai pegar….
    Não, definitivamente, PORRA NENHUMA de que VIADAGEM é normal. Se querem dar o rabo, que deem, mas não me digam que isso é normal. Se posso ser contra um partido politico, contra um time de futebol, contra um sistema de governo, porque nao posso ser contra uma aberração, contra uma bestialidade?


  103. Pentelho,

    Você é burro naturalmente ou sofreu modificações genéticas?


  104. O certo e o errado é relativo aos olhos de quem vê… em [M][I][N][H][A] concepção de vida, é obvio!

    Darei um exemplo e sei que vai causar polêmica, mas vou usá-lo…

    O ser humano tem o direito de fazer o que ele bem entende, seja com sua vida ou não.
    Se ele quiser matar outro ser humano ele pode, ele tem meios para isso, mas ele SOFRERÁ A CONSEQUÊNCIA desse ato, consequência esta, imposta (criada) por uma sociedade¹ quanto ao certo e errado. Naturalmente, (mais uma vez) EM MINHA CONCEPÇÃO, em relação a esse aspecto o certo é NÃO MATAR.

    Infelizmente existem pessoas que acham que matar, estuprar, ofender, violentar, etc… é certo, é legal.
    [E][U] acho isso uma barbaridade, mas há quem não acha. Não compete a mim julgá-la e sim aos orgãos competentes. SALVO que se fosse com meu filho ou com minha mãe eu acho que seria completamente paradoxal. Por isso TENTO entender ambas as partes.

    Outro exemplo, em MINHA CONCEPÇÃO.
    Chamar outro ser humano de babaquinha,insultá-lo, tratar a homossexualidade como aberração é ERRADO, mas há pessoas que não acha, então cabe a mim RESPEITÁ-LA em sua opinião, independente da minha e PONTO!

    ¹[S][O][C][I][E][D][A][D][E] (humana) = conjunto de seres humanos, vivendo num mesmo sistema, seguindo regras².
    ²[R][E][G][R][A][S] = Determinações, diretrizes, leis criadas por SERES HUMANOS “RACIONAIS” que defende uma opinião quanto ao certo e errado.

    OBS: quando citei os trechos “compete a mim… / cabe a mim…” fiquei na dúvida quanto à maneira correta de formular a fala. Se o correto for “compete a eu… / cabe a eu…” DESCULPEM-ME.

    Abraços
    Fiquem com Deus…


  105. Como diz minha esposa, cada um dá o que tem .. hehhe .. Agora, essa luta pela liberdade é pura hipocrisia. Liberdade só da VIADADA?? Cade a liberdade da Moça lá pensar o que que quer??? O que essa turma quer é atenção de fazer bagunça. Se fosse uma luta séria não seria assim. Chamar gay de VIADADA é ofença ou sei lá o que, mas ofender a Miss, chamando-a de vadia e afins não?? Acho que tá mais para falta do que fazer, isso sim ……


  106. Essa é para o DANIEL.

    A única coisa que admiro em você é seu nome, mas só porque é igual do do meu filho.
    Agora, quanto eu ser burro ou ter sofrido modificações genéticas, esses argumentos chulos só cabem na mente torpe e atrofiada de um VIADO totalmente desprovido de argumentos como você. Se você quer dar o CÚ, e por isso não gosta quando dizem que é doente, continue, o cú é seu, mas que é doente lá isso é. Seu fim será triste e um dia lembrará do que eu lhe disse, mas será tarde demais.

    Aproveitando o ensejo, vamos acabar com essa merdade de SUBJETIVISMO como tentou explicar aí o nosso amigo JUNTA C e achar que depende do anglo de vista. Queria ver se estrupassem uma irmã dele ou uma filha se ele diria: “bem, eu tenho que o estupro é questão de ponto de vista”. Colirio nos olhos dos outros é refresco, quero ver quando o bonde do MAL te pegar, aí é que gostaria de ver sua reação. E por fim que fique claro que ninguém está julgado ninguém aqui porque isto não é um tribunal e muito menos uma inquisição. Aqui se expressam opiniões, eu respeito a dos outros e os outros respeitam a minha. Os viadinhos podem ficar tranquilos e continuar alargando seus rabos porque nao estou nem aí, mas que é ERRADO ah isso é que é. Viver em sociedade é obedecer a regras sim senhor, tanto é que todos se vestem identico, todos andam pra a frente, todos penteiam os cabelos, escovam os dentes, querem colocar a merda ridicula de tenis com molas que mais parace um trator, todos colocam aquelas calças sem bainha que vai se arrastando pelo chão e limpando as cagadas dos cães só para se estar na moda, colocam o maldito FUNK como toque de celular só para aparecer, enfiam um monte de arames na fuça e se pintam todos também para aparecer e , evidentemente, estar na moda. Então parece que temos regras sim, ou costumes, seja lá o que for. O que perdemos foi o padrão de referencia para diferenciar o CERTDO DO ERRADO o BELO DO RIDICULO.


  107. Parabéns pelo texto, de muito bom gosto,
    ninguem nasce homo, e sim todos nascem heteros (a não ser alguns animais que por causa da evolução, hojé eles tem 2 orgão reprodutivo), o objetivo de sermos heteros, não é sermos felizes com nosso parceiro e ter a liberdade de escolha, foi estabelecido durante o processo da evolução, para reproduzir e perpetuar uma espécie, existe casos na natureza de sexo entre animais de mesmo sexo, mas da mesma forma que existe evolução que agrega defesas e adptações para sobrevivermos em um meio (isso acontece no cruzamento), tambem existem evoluções negativas que farão com que a especie deixe de existir e sua linha familiar não de continuidade, o ser humano tem consciência, o que nos diferencia de tudo, mas tem coisas que foram estabelecidas em nosso organismo pela evolução, se todos no mundo fossem homosexuais, iriamos desaparecer da face da terra em 1 ou 2 gerações, bom apesar de não aceitar o casamento homosexual e não achar certo sua opção, respeito como ser humano, como a conciência nos diferencia dos animais irracionais, cada um pode fazer o que quiser, e acho que a sociedade em geral não deve aceitar o argumento de que é natural e que todos tem que achar assim, mas acho que quem agride um homosexual na rua tanto fisicamente como verbalmente deve ir pra cadeia, mas todos tem que ter a liberdade de expor sua opinião sem ser discriminado com isso, tenho amigos homosexuais, mas esse é um assunto que não discutimos, mas eu os respeito e eles tambem me respeitam e não ficamos discutindo nossos pontos de vista e tentando fazer que o outro mude de opinião, precisamos de uma sociedade mais civilizada


  108. Acho que cada lado tem que se “respeitar”.
    E respeito, no caso, é mais no sentido de aceitar e cada um ficar na sua.

    O problema dos “menos” favorecidos é que em muitos casos eles ganham poder e depois enchem o nosso saco e agente tem que engolir.


  109. – Lev 18:22 – “se um homem se deita com outro homem, é uma abominação”
    Abominação, naquela época, não significava pecado; significava anti-higiênico. Leviticos também diz que comer crustáceos é uma abominação.

    Felipe;.. acho você meio preso na bíblia. Parece um cristão assíduo.
    RESPEITO, E MUITO, mas digo que nao sigo. Quando você fala que pessoas não nascem com o homossexualismo, eu concordo plenamente. Mas acho legal sempre observar o ambiente a nossa volta, principalmente a natureza. Se voce procurar, vai ler casos de homossexualismo no reino animal, quando os bichos não estão em cativeiro. Alguns desenvolvem essa atração espontaneamente… o negócio de humanos, é que quando uma coisa vira moda, vai a massa seguir. aífode =(
    maaaaaaaaaaas…
    adorei todos os textos que li até agora *-*

    ————————————————————–

    Dee, eu não sou cristão… Leia mais textos e você perceberá isso. Minha crítica à Bíblia é clara e permanente.


  110. Bem… polêmico, sou gay e assumo isso com todo orgulho. Nunca tinha parado para pensar que ao tentarmos validar nossos direitos poderíamos estar sendo tão preconceituosos quanto àqueles que nos discriminam, mas por vezes é extremamente difícil fazer valer uma opnião sem tentar derrubar as outras.
    A visão não natural d homossexualismo tem raízes cristãs. O exemplo das crianças que experimentam o bissexualismo me parece que você colocou como se fosse errado (???)

    “os argumentos daqueles que se colocam contra são aceitaveis”

    Não enxergo deste jeito, pois o natural e o não natural – para este e outrs casos – não possuem fundamentos. Dizem: “o natural é um homem ficar com uma mulher”

    ?????????

    Onde está escrito isso? Acho que é a bíblia, em um trecho ambíguo!
    Meu amigo poosuía um cachorro que me parecia ser gay, existem outros casos de animais que escolhem parceiros do mesmo sexo para terem relações. Na idade antiga haviam exércitos de homens homossexuais, antes de ter relações com meninas, os meninos perdiam a virgindade com outros meninos, etc. O que não é natural?

    Não acho direito menosprezar, xingar ou desprezar alguém por ter opniões contrárias as minhas, mas acho válido TODO o tipo de discussão sobre os assuntos, te permite enteder melhor como outros pensam. O caso da miss acho que ela perdeu pois se supõem que alguém com este título deve ser livre de preconceitos, afinal, ela terá reprensentatividade em vários casos sociais. E venhamos e convenhamos, não concordar com o casamento gay é um preconceito.

    Em contrapartida quem não tem preconceitos? O que me deixa mais indignado é que entre as próprias “minorias” existe o preconceitos entre os grupos que o compõe.
    Dentro do próprio mundo gay existem “grupos” que cassoam de outros, chegando ao ponto de proferir palavras que magoam. Por exemplo os homens gays que não gostam – e não aceitam andar perto – das “bichinhas frufru” ou as “gazelas”. Travestis também sofrem com o preconceito entre os gays. Transformistas só são aplaudidas enquanto fazem shows, mas muitos não querem andar com uma ao lado. Preconceito com as “bichas pão-com-ovo” (pobre), as “egípcias” (velhas) etc. tudo isso acontece. Acho que antes de brigarmos contra as diferenças os gays (me incluo neste) devem aceitar a diversidade que existe no nosso próprio mundo.

    O mundo transgênero (não confundir com transgênico por favor) possui suas próprias divisões, os negros possuem suas próprias divisões, as mulheres possuem diferentes opniões sobre seu papel, enfim, este é o mundo. Apenas temos que aprender como conviver melhor com o “diferente”. Um dia chegaremos lá, afinal, é só olhar para trás e ver o quanto evoluímos!

    abraços!

    Gabi, adorei teu comentário e concordo: “Afinal de contas, quando lutamos contra algo, geralmente nos apropriamos das mesmas armas do inimigo…”

    Lorenzo, não esqueça que ninguém está livre de nada, você pode ter parentes gays ou até mesmo vir a ter um filho gay (nós não escolhemos isso, simplesmente somos), e aí vai ser “abaixo” então?


  111. Primeiramente, queria dizer que simpatizo muito com a opinião do Daniel!

    Vi que algumas pessoas confundem: o casamento em questão é apenas o civil, o qual todo cidadão tem direito. Pois, só a partir da efetivação do mesmo a relação passa a ser reconhecida pelo estado, com amparo aos cônjuges.

    Muitos abominam a figura do casamento gay, por não saber como conduzir a relação com seus filhos, a meu ver pura igenuidade. Apesar de não me lembrar de um dia ter sido hetero, não acho que uma pessoa já nasce gay. Assim como possuo a certeza que não uma escolha. Portanto não é de capacidade dos pais definir a sexualidade de seus filhos, por isso deveria ser dito a criança que sim é normal dois homens que se amam construirem um relacionamento; não acredito que essa resposta teria o poder de alterar a sexualidade da criança mas caso ela tenha atração por pessoas do mesmo sexo não a taxaria como anormal ou abominável.

    Tive muitos conflitos por vir de uma família que respeita, mas não aceita. Sempre tinha a duvida se gostavam de mim pelo que eu sou ou por como eu estava! Por esse motivo me aventurei em vários relacionamentos heterosexuais que não me foram benéficos, até ter a consciencia que não valeria a pena sacrificar a minha felicidade em troca do conforto alheio. Se quando tivesse perguntado a resposta tivesse sido sim, isto teria me polpado bastante ou em outros casos pode ser definitivo para que não tenhamos adultos frustrados.

    O conceito de “normal” sempre inicia como sendo o conceito da maioria, por que é natural do ser humano temer/condenar aquilo que desconhece. Apesar desse tipo de relação acompanhar a humanidade a muito tempo recentemente é que veio “sair do armário”, nesse âmbito não condeno você por sua opinião. De certa forma o compreendo.

    Quanto a promiscuidade, afirmo que nem todos o são. E complemento dizendo: se é heterosexual é garanhão, se é mulher é galinha, se é gay é promiscuo.

    Pra finalizar digo ao pentelho que mesmo sendo um “viado doente”, apesar de não concordar com o que você tem dito defenderei até a morte o seu direito de dizê-lo!


  112. […] das relações sociais. Alguns gays, por exemplo, foram de encontro ao texto que escrevi sobre a intolerância advinda da própria homossexualidade. Sinal claro de que, quando o desfavorecido é posto contra a parede com fatos e constatações, […]


  113. Muito bom o texto e interessante o exemplo do aluno com dois pais. Relacionamento gay não é uma coisa que sou contra mas também não sou a favor. As pessoas devem ser felizes, mas isso dentro de um limite sempre respeitando o próximo. Claro, isso em um mundo ideal, não é assim que funciona, eu sei. É aquele negócio, quer fazer isso aí, faz, não piscando pra mim é o que conta.


  114. Muito boa a discussão! Não sobre quem quer ser gay ou não, mas sobre a burrice de quem não sabe nem ler ou interpretar nada! Comédia! Descobri aqui que a revolta de “muitos” gays não é devido ao conflito de sua orientação sexual com a sociedade. Na verdade é devido a falta de inteligência pra discernimento das coisas. Muito esclarecedor tudo isso aqui! hehe. Engraçado mesmo! Seus “maletas sem alça”, parem de defender sua própria ignorância… ou melhor… continuem fazendo os outros se sentirem mais inteligentes que vocês.
    NADA contra a ninguém que esteja em QUALQUER posição de discriminação. Pelo motivo deste post ou por qualquer outro motivo. Sou CONTRA pessoas que usam o pouco que tem do que acham ser inteligência, para se descreverem como totais ignorantes.
    Tem umas figuras aqui que são especiais! Porque vocês não brigam contra quem tem preconceito a burrice ??? Seria um esforço mais focado em resultados! Teria muito mais união na causa. Pensem no movimento mundial de todo ser humano ignorante na forma estúpida de ser burro, bradando numa só voz !?! QUE MEDO !!! hehehehehehe


  115. Pois é, é quase aquela mesma coisa da camiseta escrita 100% branco.
    Se um negro sai com a camiseta escrito 100% negro, ele defende sua raça, se um branco o faz, ele é racista.
    ÓTIMO TEXTO!
    Moro na Zona Leste de São Paulo, toda segunda-feira, num shopping metrô perto de casa, há encontro homossexual.
    A plataforma do metrô é tomada por diversos homossexuais (jovens, de uns 13 à uns 20 anos) que em sua grande maioria se esfregam, se beijam, se lambem publicamente, gritando, fazendo escândalo para todos verem que “eles é quem mandam”. “Provocam” a todos que passam com atitudes premeditadas, esperando alguém que os olhe com censura para seu próprio deleite de linchá-los verbalmente.
    E dá-lhe opressão, mas agora, do outro lado da moeda.
    Estamos fritos se quisermos ter opinião própria huhauhashua! ^^


  116. todo mundo tem direito e ficar com quem quiser. mas todo mundo também tem o dever de tentar comprender as ideias das outras pessoas.


  117. Não sei exatamente se discordo do fato da Miss California ter sido preterida depois dessa resposta.

    Não que ela não possa ser contra o casamento homossexual (na verdade, ela SEQUER respondeu a pergunta proposta, mudou de assunto e tentou fazer RP), mas é muito a questão da posição em que ela se encontra.

    Ela é Miss *Califórnia*. Por mais que o estado da california tenha barrado por plebiscito o casamento entre homossexuais, ele ainda está muito associado a o estado com o movimento gay mais forte. É esperado uma postura mais liberal entre os californianos por conta de sua origem.

    Será que o crime dela foi falar contra o casamento homossexual porque é “socialmente requerido” que você seja a favor, ou será que a grande questão é que naquele momento ela deixou de ter representatividade perante o juri?

    ———————————————————–

    A verdade foi simples: eles não quiseram eleger uma Miss USA que não apóia o casamento gay, independentemente de sua origem como estado membro. Isso ficou nítido e estampado nos veículos de comunicação americanos.

    Lembrando que existe grande diferença entre APOIAR e RESPEITAR.


  118. Casamento gay não existe, pois casamento foi criado pela instituição que representa a religião catolica, que prega a união de 2 pessoas HETEROSSEXUAIS como sendo oque é natural e certo perante deus.

    Agora se vc se refere a união civil, para obter os direitos constitucionais perante a sociedade ai sim, isso é o “casamento” gay


  119. Ela ofendeu A FAMÍLIA dos gays.


  120. cara, voltei, e fiquei com isso na cabeça:

    “Desculpe, mas continuo na minha crença de que homossexualidade não é um fator com o qual você nasce, é um conjunto de influências vindas desde a infância que definem o caráter, a personalidade e os gostos de alguém.”

    quais influencias? agora eu fiquei curioso.

    ——————————————————————

    Nenhum ser humano é o que é por acaso. Se uma pessoa é agressiva, não significa necessariamente ela nasceu com a agressividade latente em seu código genético, mas que ela pode ter vindo a desenvolver tal característica através de milhões de influências diárias no seu cotidiano.

    Somos resultados de influências o tempo inteiro, não acredito que com a homossexualidade seja diferente.


  121. Eu sou a favor de direitos iguais e nao mairores para nenhum lado


  122. Felipe,
    Não se trata de código genético mesmo!
    Certa vez li num livro (Acho que homens fazem sexo, mulheres amor – acho que é esse o nome), que o corpo se forma na barriga da mãe, e já tem um sexualidade física.

    Há quatro fases em que o organismo da mãe injeta uma quantidade de hormônios (se o bebê é homem, hormônio masculino). E por algum motivo, mutação ou insuficiência do corpo da mãe, deixa de injetar em três outras fases o hormônio masculino, por exemplo.

    Daí uma pessoa com corpo masculino, mas com um “cérebro feminino”.
    Não duvido disso pois os homens gays sempre tem como melhor amigo as mulheres… e realmente, não gostam das mesmas coisas que eu gosto, ou que qualquer outro homem gosta! Por exemplo, futebol!

    Só pra constar…


  123. belo post felipe!
    assim como um gay não deve ser julgado por sua opção uma pessoa que não concorda não deveria ser julgada tambem!
    não tenho nada contra mesmo, mas tambem NADA a favor…
    esta acontecendo uma grande inversão de valores, onde o bandido é mocinho. o certo é errado e vice versa, ser gay é natural, ser hetero é aberração.


  124. Nossa, muito bom teu texto!
    Fiquei bem feliz de ter encontrado alguem que pensa como eu no sentido de “respeitar/aceitar/discriminação inversa”, pois eu sou, muitas vezes, discrminada por não axar homossexualismo algo normal e por não ser a favor de casamento entre pessoas do mesmo sexo; Mas eu RESPEITO! Só não concordo. Isso não significa que vou sair por aí atirando pedras ou ofendendo aos quatro ventos (como EU já fui ofendida por causa da minha opinião).
    Eu axo que as pessoas hoje em dia sofrem de um “arrependimento em massa” em relação ao passado humano..
    Exemplo muito bom desse “coitadismo retroativo” é a questão de raças. Negros foram escravizados, marginalizados, comeram o pão que o diabo amassou, etc… Todo mundo já sabe. É comum vermos negros com camisetas/adesivos/whatever com dizeres do tipo “Raça Negra” ou “Orgulho Negro”. Agora, se eu (cm minha pele branca, cabelo liso e traços germânicos) sair na rua cm uma camiseta escrita “Raça Branca” sabe-se lá o que vai acontecer comigo (começando pelo título de nazista que alguém vai me dar).
    Eu fazia parte de uma comunidade no orkut chamada “Orgulho Branco”, que não tinha NADA CONTRA NEGROS/PARDOS/ÍNDIOS/OUTROS; o único intuito era reunir pessoas que GOSTASSEM DE SER BRANCAS, assim como tem gente que gosta de ter cabelo cacheado, gente que tem orgulho de ser fortinho, gente que admira orientais.. Mas, ter orgulho de ser branco pode? Não, hoje em dia não pode.
    Ser branco é uma vergonha, temos que nos mostrar arrependidos de termos nascido assim e qualquer manifestação oposta é uma CLARA DEMONSTRAÇÃO DE DISCRIMINAÃO DE RAÇAS, APOIO À ESCRAVATURA, SENTIMENTO DE SUPERIORIDADE E NAZISMO.
    Enfim, fugiu um pouco o assunto principal, mas é que me dá nojinho essa hipocrisia de “Vamos-respeitar-as-diferenças-todo-mundo-seja-feliz-bláblábla-O-QUE?-TU-PENSA-DIFERENTE?-VAI-PRA-FOGUEIRA!!!!!”

    Quer respeito? Respeite.

    PS: Vai chover gente me dando discursos moralistas sobre igualdade; gente que NEM leu direito pra ver que eu quero JUSTAMENTE igualdade, pra cada um ser o que é, poder mostrar que gosta de ser como é e ser respeitado (Y)


  125. não vou dizer que ñ tenho nada contra a homossexuais pq eu to mentindo:se Deus fez o homem e a mulher é pq tinha q ser marido e mulher,
    não marido e marido ou mulher e mulher..
    antes eu falava que nao tinha nada contra, agora eu vjo
    o tamanho absurdo q eu falava pq se eu nao tenho
    nada contra então eu vou estar sendo contra a vontade de
    Deus e isso jamais!!!


  126. Parabéns, Felipe, muito bom mesmo o texto… eu ainda não havia lido. Bom, todos somos seres humanos, independente da opção sexual de cada um temos nossos direitos e também o direito de lutar por eles. Ao mesmo tempo que estão certos em lutar, se fazem de vítimas e abusam um pouco da posição, os gays… Para ter respeito, precisa-se respeitar também.

    Ah cada um faz o que quer da sua vida, desde que não prejudique ninguém.

    Abraços
    =]


  127. […] quero deixar uma pequena colaboração do meu amigo Rudah. Este link merece ser lido: Aplausos e vaias AKPC_IDS += "18,";Popularity: 100% :cristofobia, […]


  128. O seu texto é incrível! Relata muito a realidade de hoje.
    Nesses dias tenho notado que a moda bissexualismo tem sido usado para recriminar quem não a aceita, e a recriminação aumenta quando o alvo é um evangélico, somos taxados de homofóbicos mesmo que tratemos os homossexuais com igualdade.
    Gostei tanto do teu texto que o mensionei no eu blog: Templo do Paladyno: Preconceito nosso de cada dia.

    Abraços.


  129. e os héteros já nascem héteros?

    ———————————————

    Pela seleção natural, sim, pois há a necessidade de perpetuação da espécie.

    Psicologicamente, aí já abre pano pra manga.


  130. verdade, isso. mesma coisa com os negros
    no passado, era “aquele preto filho da puta!”
    hoje: “branquelo cuzão, vá se foder!”

    é essa a tendência dos preconceitos? ficarem virando e virando sem irem pra lugar nenhum?

    o único preconceito que não se virou foi o da mulher XD
    até hoje, nunca ouvi um “vai pra cozinha, seu machão de merda!”
    ahehe XD


  131. Sei bem o que você quis dizer. Eu por exemplo sou um homossexual numa família evangélica. Concordo em dar o direito de casamento aos que o desejam e tornar público e tolerável a questão dos homossexuais. O ápice aqui é que o tema é extremamente “polêmico”, o que, em MINHA opinião leva uma importância rídicula para a sociedade. Se uma pessoa deseja se casar com outra, sendo do mesmo sexo ou não, o que isso me afeta? Em nada, eu te digo.
    O problema de nossa sociedade é que tudo o que é diferente ou aparenta ser diferente é questão de debate e polêmica. Sinceramente, não acho que liberar o casamento gay irá influenciar crianças a se tornarem gays. Se fosse assim, não existiriam gays, pois, geralmente, estes estão convivendo em ambientes predominantemente héteros.
    Ignore os comentários do Claudio, a posição dele é equivocada e desnecessarimente arrogante. Espero que a sua opinião referente homossexuais não mude por isso.
    Encerrando, também achei errado a miss não ter vencido a competição. Infelizmente as pessoas não sabem discernir opinião de causas. A princípio ela não é contra os homossexuais, contudo, creio eu que por valores históricos e religiosos ela não apóia o casamento gay. Do ponto de vista religioso eu também discordo, por fazer parte de uma cultura primariamente hétero, mas discordo que no legislativo e jurídico devam ser feitas as mesmas discriminações.


  132. Felipe, você foi ousado ao abordar o tema. E corajoso até. Poderia perder uma série de leitores aqui (e arriscou!). Temos algo em nosso favor: somos jovens! Lá na frente você irá dar-se conta de que pecou aqui e ali. Pena que os blogs tenham a ferramenta tentadora “editar”, pois é maravilhoso perceber a evolução de um pensamento.

    Para encerrar, deixo o link do blog de meu amigo professor do Pedro II citado anteriormente. Nele, há um artigo discorrendo sobre que há de consenso na CIÊNCIA sobre homossexualidade. Sim, porque não se trata de “achar” ou “não achar”. Talvez isso você não tenha percebido. Mas sim, de apreender, compreender e depreender a partir disso. – Acho que um desses três verbos significam a mesma coisa. Enfim…

    http://is.gd/eJosJ.

    Bom proveito!


  133. Você é preconceituoso e nem se da conta disso…

    Troque “homofobia” por “racismo”… “Eu não aceitaria um negro na minha família, fui criada assim e acredito que seja o certo…” É a mesma coisa, você apenas não consegue enxergar isso, porque não liga, não quer ligar, não entende do assunto e fala como se entendesse….

    Não se trata de respeitar opinião. Se trata de uma pessoa ter direito de fazer o que bem entender com sua vida, e as opiniões contrárias estão apenas sendo contrarias a uma liberdade que pertence a outra pessoa, e não a ela.

    É só pesquisar um pouquinho, e verá que especialistas em psicologia afirmam que a homossexualidade não afeta em nada a mentalidade de crianças… Pessoas não se tornam Homossexuais…

    Tanto que o termo “opção” sexual foi abolido, e agora o correto a se dizer é “orientação” sexual.



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: