h1

O avião caiu. Agora chega.

3 de junho de 2009

voo-airfrance

Está de volta em cartaz a incrível saga da mídia voltada para a fome humana por desgraças: “Tragédia minuto a minuto: O Avião”, desde domingo (31/05) nas telinhas da sua casa. Imperdível! Uma explosão de notícias que prometem entreter, fascinar e levar às lágrimas em menos de 30 segundos.

Ok, o avião caiu. Centenas de pessoas morreram, famílias foram devastadas e a dor presente em todos que cercam o acontecimento com certeza é irreparável. Assistimos aos noticiários e lemos o que era interessante saber sobre o acidente, prestamos nossas homenagens introspectivas e ficamos parcialmente comovidos com a questão. Mas agora chega!

A exploração financeira da mídia em cima de tragédias chega ao nível do absurdo, só perdendo para a própria procura. Milhões de brasileiros desesperados por saber que, uau, hoje encontraram uma poltrona a dez quilômetros de, uau, outra poltrona. É um verdadeiro bombardeio de notícias absolutamente desnecessárias, utilizando da máxima, já exposta neste blog, de que o brasileiro é viciado em tragédias. É a melhor sensação possível para um povo sem lazer: acompanhar minuto a minuto a morte de outras pessoas em acidentes catastróficos e, com isso, criar material para ser discutido às mesas de jantar.

aviao-g1

Todo tipo de matéria surge nesse momento. São famosos dando declarações ridículas de pesar, achando que fazem algum tipo de diferença quando na realidade estão na busca desesperada de utilização da tragédia para benefício próprio: a capa. São notícias sobre missas realizadas para Fulano ou Cicrano presente no avião. Outras narrando a vida da pobre falecida que fazia sua primeira viagem à Europa.

E eu só consigo pensar: por que ninguém narra a história da vida de Jusicreide Fonseca, torturada e assassinada por traficantes porque o filho devia dinheiro aos “homi”? Ou então Aderbaldo Leonel, morto em acidente de trabalho, enquanto suava 12 horas por dia por um salário mínimo. Será que nossa vida (ou morte) só torna-se importante quando explodimos no meio do oceano? Que legado essas pessoas mortas deixaram na história do mundo, além do fato de terem afundado? Então, merecem que realmente prestemos TAMANHA comoção e homenagem, quando ignoramos por completo as outras milhões de mortes que ocorrem diariamente?

Não presto homenagens exacerbadas a vítimas de mortes sensacionalistas, pois não consigo enxergar justiça no fato. Será que a manipulação da mídia tornou-se tão latente que, agora, até mesmo as orações do povo são controladas? Acredito que, se fosse possível um levantamento, calcularíamos mais orações pelos mortos do avião que por todos os outros brasileiros no ano de 2009. Gosto de pensar que todos merecem o mesmo respeito. Por isso, não levanto a bandeira do luto simplesmente porque um avião caiu.

sofrimento

Pessoas morreram, pessoas morrem e pessoas morrerão. Não preocupe-se apenas com as que a mídia lhe impõe preocupação. O planeta inteiro é composto por milhões de aviões da AirFrance, caindo todos os dias em becos e vielas. Chore por todos, ou não chore por ninguém.

Anúncios

139 comentários

  1. Você ainda fica inconformado com a ignorância do povo? Vixe…vai ficar careca cedo. Vai um conselho, faça sua parte, dê dinheiro a alguma pessoa vendendo bala no ponto de onibus que vc tenha certeza que realmente precise, ou sei la, e ignore todo o resto, senão estamos fudidos. (mais)

    ——————————————

    O objetivo do blog não é ficar calado perante estes fatos.


  2. O Povo gosta de tragedia.


  3. Como alguém consegue expressar em um único texto o meu pensamento sobre toda essa baboseira que esse país, hipócritamente fala e diz todos os dias nos jornais?

    Obrigado Felipe Neto por ser tão sensato numa hora em que pessoas se mostram mais hipócritas do que sempre foram. E se preocupam com pessoas que nem nunca viram na vida, mas porque foi morto em um acidente de avião merecem respeito.

    E quem morre de acidente de carro, todo santo dia nas estradas esburacadas e mal-pavimentadas do Brasil, merece o que? Desprezo?

    Por favor, “chorem por todos, ou não chorem por ninguém”


  4. Meu caro Felipe, apenas um comentário para esse seu post:
    A a reprodução de um pensamento (quase uma agenda seting) se pauta pela “relevância” do tema, dessa forma aqui há um “Q” de anormalidade. Dessa forma, as demais mortes dos filhos da Rosicléide pelos traficantes, ou mesmo daqueles que morrem de fome, já tornou-se normal. Ou seja, pobre, miserável morrer é normal, se duvidar um serviço.

    PS: Lembre-se, quanto pais não matam seus pais (vice versa) no entanto, vemos apenas Nardonis e von Richtofen (em questões de mídia claro… porque as vezes basta olhar aos nosso vizinhos)


  5. Muito pertinente seu texto. Lembro que a redação do vestibular em que fui aprovado tinha esse tema e falei sobre o caso Elóa. Fico revoltado com essa tentativa de se dar bem em cima de grandes tragédias.


  6. Brasileiro gosta de tragédia?
    Americanos também, Italianos, Argentinos, Nigerianos, Japoneses, Chineses, todos gostam e ficam comovidos, nada mais normal. A vida é assim, as pessoas são assim e nada vai mudar. O lance é relaxar e gozar…


  7. Regaçou!

    Falou tudo 😉

    Sempre fui contra a mídia sensacionalista…
    quando li o texto lembrei na hora do Caso Isabella Nardoni!!!! eu não aguentava mais ouvir o caso isabella.. =P


  8. As pessoas precisam entender que a midia é necessaria para INFORMAR aqueles que não possuem formas pessoais de se informar.

    Quando um avião desses cai matando centenas de pessoas, outras centenas necessitam de informações sobre o acontecido, essas pessoas chamam-se familia e amigos, mesmo que é dado certo a morte de todos, mas quer sofrimento maior do que não saber o que realmente aconteceu e a impossibilidade de sepultar seu proprio ente querido?

    Neste exato momento centenas de pessoas fazem uso da midia para se informar sobre o acontecido por ser o unico meio para elas, então quanto maiores as informações divulgadas, mais informadas elas estarão e se caso outras milhares não dão a minima para o assunto, basta mudar de canal ou de pagina e desconsiderar o ocorrido. Simples assim.

    ————————————————-

    Entendi. Então, para que os familiares fiquem informados, a mídia deve utilizar 80% de todo espaço de divulgação para falar do acidente.

    Esclarecido, agora.


  9. “utilizar 80% de todo espaço de divulgação”

    Boa essa. Onde que alguém usa 80%? Um portal de notícias tem mais 30 canais, além de outros sub-canais. Um é criado para o caso. Isso é 80%?

    ————————————————-

    Abra o G1 e veja o Jornal Nacional, campeão.


  10. Apenas oferta e demanda,nada mais do q isso..
    Enquanto o publico quiser m***,a midia dará m***


  11. na verdade, não cai um avião por dia…acho que nem um por semana, tanto que ,qaundo cai, é notícia

    ——————————————

    Foi isso que você entendeu? Conheces metáfora?


  12. Você me respondeu, obrigado. (tem outro comentário aí).

    Estou no G1 agora. Não sei qual seu conhecimento em estrutura de site, imagino que deva ser grande, já que você tem dois ou três, mas apenas e tão somente o header está ocupado com as notícias. Comparando com o ocorrido hoje, o grau de importância dado é bem coerente. À medida que as notícias do avião vêm surgindo, eles vão atualizando. Mas o número é beeeeeem menor do que ontem, por exemplo.

    Não vejo o JN. Não posso opinar.

    Você citou dois veículos globais. Por que não o Terra e o UOL, que não corroboram sua tese? Numa crítica a toda a mídia, utilize exemplos de toda a mídia. Se você fosse fazer uma monografia sobre o caso abordando apenas as organizações Globo, mas generalizando como fez em seu texto, tomaria uma senhora chamada, caso a banca fosse responsável.

    Felipe, não quero posar de sabe-tudo não, mas como coloquei no outro comment que você não publicou (se quiser, ainda tenho), achei bastante exagerado seu post. Você está com alguma raiva ou querendo passar uma posição anti-mídia, quando esquece que você é exatamente a mídia! Independente, mas a mesma coisa no final.

    De novo, um avião caiu em águas brasileiras. Duzentas pessoas morreram ou estão desaparecidas. Enquanto não confirmarem suas mortes ou encontrarem-nas numa ilha perdida fugindo de ursos polares, isso é notícia sim. E no atual momento, das mais importantes. Pode perguntar para qualquer professor em sua faculdade de jornalismo.

    ————————————————–

    Você pode querer ir contra os argumentos o quanto quiser. Pode bater o pé e dizer que não há exagero. Pode falar, falar e falar. No fim, nada muda. O exagero continua e os argumentos do texto continuam válidos com a observação PRÁTICA da coisa.


  13. O crescimento gigantesco dos veículos de comunicação nos trouxe a oportunidade de estar informado sobre tudo, em pouco tempo, e de maneira acessível a todos(pelo menos à grande maioria). Eu fico chocado com acidentes assim, mas como você disse, pessoas morrem e morrerão. Mas eu também me choco quando um joão ninguém aqui no meu bairro é morto por algum motivo besta, e deixa esposa e filhos.
    Há de se destacar o lado importante da mídia, como por exemplo, no print da página do G1 onde diz os nomes dos passageiros confirmados, pois essa informação é útil para alguém. Mas o resto, o que sobra, é apenas maneiras de se chamar a atenção para um determinado portal ou uma emissora. É tentar faturar em cima da desgraça alheia, e em cima da ignorância massiva de nosso país, que pára pra ver uma bunda no carnaval, um grupo de desconhecidos numa casa, ou uma catástrofe, mas não perde um segundo de seu dia pra saber se o próximo está passando por alguma dificuldade. Chorar a morte de quem está na mídia é muito mais glamuroso do que se lastimar por coisas pequenas.
    O frio já chegou, e aqui no paraná já está beirando o nível do insuportável. No Rio Grande do Sul deve estar 3 vezes mais frio. Pessoas irão morrer de frio nas madrugadas das grandes cidades… mas isso ninguém ficará sabendo, porque mendigo morto não dá ibope.
    É como você diz: Chore por todos, ou não chore por ninguém.


  14. Concordo plenamente com o texto. É uma palhaçada essa cobertura da mídia.

    Um outro tipo de abordagem que me irrita é quando os repórteres se aglomeram em volta dos parentes de vitimas(como abutres), tentando sugar qualquer declaração passional ou espressão de dor dos mesmos, para ilustrar as capas de jornais.

    Essa semana, mais do que nunca, está impossível de se encontrar algum programa que preste nos canais abertos.

    Parabéns pela argumentação Felipe Neto, está ótima. Só achei o texto um pouco curto.


  15. Quem tá batendo o pé é você. Quem sempre bate o pé é você.

    Bota um print de AGORA do G1 e do UOL.

    Isso é uma observação prática.

    ———————————————

    O print já está no post. E foi de hoje.


  16. O que é noticia?Eh uma coisa que nao acontece todo dia, é uma novidade.Olha,sei que a midia é sensasionalista e explora ao maximo as tragedias, mas , verdade seja dita:uma tragedia aconteceu!Nao é porque todo dia morre um monte de gente por falta de comida que quando um aviao cai matando 200 pessoas a gente tem que pensar:”pois é, mas a fome mata mais”.Se isso acontecesse seria triste demais, a prova que nos tornamos insensiveis a tudo.
    Concordo plenamente que a sociedade é hipocrita, tem falsa moral e é manipulada facilemnte, mas nao acho hipocrisia se entristecer com mais de 200 pessoas mortas!”ou choramos todo mundo ou nao choramos ninguem” desculpem, mas ninguem vai chorar todo mundo, ninguem tem tempo pra isso!Entao se as pessoas “escolheram” chorar os mortos do aviao, qual o problema?Isso aconteceu por ser uma novidade…com certeza se acontecesse todo dia ninguem mais chorava!Nao porque as pessoas sao mais ou menos importantes,mas pelo fato que o ser humano se habitua a tudo, mesmo as tragedias!


  17. Bem verdade sim o seu texto… mas também já enchi o saco de ver que toda vez que um caso é mais divulgado na mídia que o normal (seja eloá, padre que excomungou sei-lá-quem, ou avião caindo na ilha de lost), você ou outro escreve um post pedindo um “basta, já chega!”, batendo sempre na mesma tecla e querendo aparecer tanto quanto… Portanto eu também falo para você e outros: “Agora chega.”

    ————————————————–

    Eu comento realidades. O objetivo do texto é atingir pessoas que se deixam influenciar por este tipo de coisa e fazê-las pensar. Isso incomoda? Achei que o resultado fosse positivo, como está sendo.


  18. Tem até um “História: relembre as tragedias de aviões”.
    Viva o povo brasileiro e sua ignorancia.


  19. Por isso que eu só choro pelos que são próximos à mim. Se for chorar por todos que morrem, não farei mais nada na vida. E chorar apenas pelos que aparecem na mídia beira o absurdo.


  20. “de que o brasileiro é viciado em tragédias. É a melhor sensação possível para um povo sem lazer: acompanhar minuto a minuto a morte de outras pessoas em acidentes catastróficos e, com isso, criar material para ser discutido às mesas de jantar.”

    Essa parte do texto é a maior verdade.
    Brasileiro é viciado, fissurado em tragédias. Minha vó, por exemplo, fica a tarde inteira em casa, por ser aposentada e já estar com uma certa idade e tal…e ela consequentemente, assiste todos jornais, programas de fofocas e programas parecidos com o Jornal Nacional que passa todas as tardes…

    E no dia seguinte, que eu almoço com ela, você precisaria ver qual é o assunto de 90% do tempo da hora do almoço: MORTE.
    Ela pergunta se nos vimos q o fulano lá matou a mulher, se eu vi q o ciclano se suicidou, se o cara q vende cachorro quente na esquina sofreu um acidente de carro e morreu….e hoje, ela veio falar q encontraram as partes do aviao no mar… O que você falou q o Brasileiro é viciado em tragédias está totalmente correto, mas também, é só disso que a midia fala hoje em dia.
    Ligue naquele programa que passa toda tarde na RedeTv!, não me recordo o nome agora…ontem, a tarde inteira falaram sobre esse acidente do avião…

    Muito bom o texto.


  21. O pior não é isso. O ais lamentavel é que depois de alguns meses isso passa e nos depois uma nova tragedia acontece. Então os familiares são lebrados da terrivel desgraça que aconteceu co aqueles que amavam, e a midia F*DA-SE eles. Daqui alguns anos mais uma criança inocente é morta e vem a comparação com o caso da menina Nardoni (seja la o que for) e a mãe só pode lebrar do desgraçado que a atou. A midia não liga para ninguem, só para ela mesma, é burrice dizer que eles passam essas noticia de minuto a minuto por respeito ou pesar com os parentes.

    E tem mais, o culpado disso é o povo, la no fundo não assistimos a esses noticiarios porque sentimentos pena, e sim porque é interessante e divertido, sim divertido ver a tragedia dos demais, caso não fosse isso seriua assunto para um dia e depois somente com os realente ligados ao ocorrido. Caso essas tragedias não ocorram o mundo seria um lugar chato de se viver, pois a vida real é bem mais interessante que um filme, livro ou peça de teatro, não basta mortes em um mundo de fantasias, elas tem que ocorrer aqui no mundo real para todos poderem assistir e ter o prazer de a cada instante comentar sobre essas M&erdas que acontecem.

    O mundo que se f*da, se o povo ter o que comentar isso é o suficiente.


  22. O texto é muito bom, mas como falaram aí em cima, textos assim não vão fazer as pessoas pararem de assistir ao noticiário ou não ficarem com pena das vítimas, ou o caramba a quatro… Isso ao meu ver pelo menos.

    Nem sei se sua intenção é essa também.

    Não sou nenhum fodalhão, especialista ou algo do tipo, mas acredito que se alguém é influenciado pela mídia, é difícil “abrir os olhos” desse alguém e mostrar que ele é uma espécie de fantoche da mídia.

    Enfim, acho legal pra caramba seus textos, te acho um tremendo fdp (no bom sentido hahahaha) pra discutir alguns assuntos e debater, mas essa é a mesma história da Eloá e blá blá blá.

    Você pode estar cagando e andando pra minha crítica, mas achei interessante deixá-la aqui. =P


  23. Felipe,seus textos são muito bons,está de parabéns.Concordo em partes com o seu texto e como muitos já falaram,essa informação é útil para alguém mas a hipocrisia do brasileiro é enorme,pessoas que você não tinha nem ideia qe existiam morreram no oceano.Tá,e aí?Passa-se alguns meses,ninguém mais lembra disso,a mídia adora ficar falando da mesma coisa quase a metade do ano.Eu NUNCA vou entrar em comunidade de orkut do tipo ‘Luto pelos passageiros do vôo AF447’,nunca,a menos que fossem parentes meus,graças à Deus que não tinha nenhum parente,eu não sou tão hipócrita quanto o povo brasileiro.
    Eles morreram,e aí?Mudou a vida de quem não tinha nenhum parente no avião?Não,então pra que isso tudo?Todo dia tem notícia sobre isso,CHEGA,CHEGA DE HIPOCRISIA.


  24. Assino onde? faço minhas suas palavras!


  25. Impecável. Penso exatamente o mesmo. É muita falação, muita inutilidade. O avião caiu, duas centenas morreram, ok. Quando alguém achar alguma coisa, falem de novo mas a cada pedaço de avião que acham sair uma manchete, os jornais e portais ficarem lucrando o tempo todo com perfis dos mortos, com isso ou aquilo ue aconteceu é um porre e ridículo.

    Faça-me o favor, vão fazer o perfil mesmo de quem foi morto pelo tráfico, ou o perfil da roubalheira dos nossos políticos.


  26. Porra, também já to de saco cheio.. Mas parece que cada mês a mídia precisa de algo pra gerar o ibope.. uma ‘bomba’ Entendo, foi um tragédia e deu. Preste alguns minutos e chega.

    A vida continua, porra.


  27. não se preocupe, quando acharem uma criança morta pelos pais ou outro escândalo politico eles param de falar do avião.


  28. Esse texto veio na hora certa, foi proposto um trabalho na escola em relação a, justamente, esse vício do brasileiro em acompanhar tragédias durante dias, todo ano, a mesma coisa. Peço autorização para utilizá-lo no trabalho 😉

    Abraço

    ———————————————

    Rafael, autorização você tem. Só não vá dizer que você escreveu.


  29. Nossa, falou tudo!


  30. Claro que não, esqueci de adicionar “… com os devidos créditos.”

    Valeu!


  31. Hahahaha… até de demorou vc soltar a “SUA PEROLA” sobre a midia deste caso, até estranhei. Tava dodói de novo, ou congelou por causa do “frio” :-).

    Não concordo quando vc diz “que o brasileiro é viciado em tragédias” não é bem verdade, mas SE TA PASSANDO EM TUDO O QUE É LUGAR então porque não assistir. E tente trocar de canal…. hahaha… ta fudido…vai gastar o dedo.

    Infelizmente poucos tem os 2 melhores recursos para se safar desta cilada – TV A CABO E COMPUTADOR COM INTERNET BANDA LARGA, ai poderiam ver outras coisas, apesar que, na internet em TODOS os sites e blogs falam sobre isso, de uma maneira ou de outra, o assunto é A QUEDA DO AVIÃO DA AIR FRANCE. Sites como o TERRA – UOL – GLOBO.COM – EPOCA.COM – VEJA.COM – TODOS OS JORNAIS DA MIDIA, e temos até os CASUAIS -CONTROLE REMOTO – JACARE BANGUELA – KIBELOCO a demais. Nem que seja uma pequena notinha ou um link sobre a queda do avião. TODOS TÃO FALANDO, então meu jovem não me venha falar desta MIDIA, pois TODOS estão falando.

    Não querem saber sobre a QUEDA DO AVIÃO, vá LER UM LIVRO, assista a FOX e veja os Simpsons, ou a HBO ou TELECINE, ou então ouça musica – porque nem blog ta deixando de falar – seja da maneira que for – sobre este ACIDENTE TRAGICO QUE COMOVE UM PAIS PELA QUANTIDADE DE PESSOAS MORTAS E/OU QUIÇA, APAREÇA ALGUM SOBREVIVENTE….. LOST TEVE VÁRIOS….

    Falei………. e to gripado 😦


  32. Aproveitando. OBRIGADOOOOOOOOOOOOOOOO 🙂

    Vc parou de colocar em seus textos aquelas “palavras em inglês” que me deixavam aturdido e sem noção do que se tratava. Pelo menos pra mim foi um grande alivio.

    Agora só falta, claro que se for possivel, colocar uma maneira de podermos excluir ou alterar nosso comentário antes do “Comentário aguardando moderação”.

    Bom, pelo menos eu, quando fico PUTO com algum texto seu escrevo rápido e mando, ai depois resolvo repassar e vejo um erro ou outro no portugues.

    Tá certo que vc vai dizer “Então FDP, antes de clicar em “enviar comentário” REVEJA A P*@%RA do comentário, mas pedir não custa né 🙂

    Ainda assim EU TI AMUUUU.


  33. belo texto. abs.


  34. Muito pertinente o texto.Em parte concordo.Não choro,muito menos vou parar minha vida porque mais de 200 pessoas morreram num desastre aéreo.Morrem MUITO mais pessoas a cada dia no mundo,das mais variadas causas.
    Porém,quase sempre busco informação sobre o acidente,quando tenho tempo livre.Quero saber como andam as buscas,como eram as pessoas que morreram,depoimentos de parentes,mais por curiosidade do que por qualquer outra coisa.Não que eu tenha algum prazer mórbido em ver que fulaninha morreu com a filhinha quando ia a primeira vez para a Europa,longe disso.Mas curiosidade,pra mim,em relação a qualquer coisa,é natural e acompanho diversos outros casos quase diariamente pela internet(não só de catástrofes).


  35. Bicho… Esse acidente nem me comoveu…
    Vai ver é porque eu não paro para assistir a globo!

    😀


  36. Assino em baixo Neto. Realmente é muito ridiculo a atitude da midia sobre o caso. Mas era de se esperar da mídia brasileira.


  37. Ainda bem, que não assisto televisão, e posso filtrar tudo que eu vejo..
    Senão tava fudido, com a globo, no serviço não da outra..
    Cada um inventando uma teoria para o Desaparecimento do avião, só fala disso..
    De manhã, no almoço, na hora de ir embora…

    Bom, Felipe, meu blog é novinho, queria convidar você a dar uma lida no meu último texto, só pra ver se você gosta, é só clicar no meu nick que vai direto pra lá… tem um do sexo também…
    Bom, ve de acordo com suas possibilidades.
    Abraço;


  38. É cara, até certo ponto concordo sim.
    A mídia esquece outros milhares de casos, talvez um pouco menores, mas não menos importantes. Assim como foi comprovado que durante a transmissão massante do caso “Isabella” os casos de violencia/assalto nas redondezas de Sto André cresceram, porqque não havia quem com isso se importasse, a não ser, claro, quem a sofrera.
    Mas por outro lado,já pensou que pode ter gente dependendo pura e exclusivamente desse tipo de noticia´para saber de paradeiro de familiares,amigos e queridos?Sim, porque claramente se sabe que os envolvidos no caso pouco recebem de atenção das autoridades igualmente envolvidas, fica muitoooo mais facill saber pela mídia que depende desse tipo de coisa para se sustentar. SEm conta´r é claro que se não fosse esse trabalho(chato – para quem está de fora)da mídia, muita gente(ligada as vitimas)nem saberia do ocorrido, acharia que estão em Paris em lua de mel ou a trabalho.

    Bom, é isso…
    Não tenho visto Tv, aliás, nãoi tenho tempo para tal, mas sei bem que isso ocorre, acho chato sim, mas entendo também o outro lado.

    E a propósito, já parou para pensar que tu com esse post, mesmo tendo um ponto de vista um pouco diferente(assim como alguns meios tentam), também da volume a essa mesma midia, mesma atividade, mesmo trabalho que acabaste de criticar?É, tu é mídia rapaz, assim como eu. Acho que voce está usando o seu lado “profissional” do cerebro para expor isso que pensas, se usasse o lado sinceridade poderia até fazer o post mas em um ambito geral, E NÃO COM O TITULO “AVIÃO CAIU, AGORA CHEGA”.


  39. Mandou mto bem cara.

    Pra isso serve a internet, pra mostrar o outro lado das coisas, parabéns pelo blog.


  40. Neste exato momento escuto notícias sobre a tragédia. Onde?
    No Jornal da Globo.
    Ontem ou ante-ontem quase todo o Jornal Hoje falou sobre o acidente.
    Se espremer a TV sai sangue!


  41. Fiquei sabendo desse acidente e não consegui não pensar em Lost. hahaha

    Mas nossa, anteontem o cobrador estava conversando com o motorista sobre o acidente, e buscando teorias ridículas do que poderia ter acontecido… ¬¬

    Um avião sumiu no mar. Logo, ele caiu no mar e provavelmente todos morreram. (fizeram tantas especulações inúteis sobre o que poderia ter acontecido…)

    Claro que deve ser triste pras famílias das vítimas, mas é horrível essa exploração do sofrimento humano…

    Só que é isso que dá ibope, não vai demorar muito para ter um “globo reporter”, “sbt reporter”, ou “pqp reporter” especial sobre esse acidente, sobre as vítimas e os familiares das vítimas. E eu te garanto: vai dar uma bela audiência.
    E quando saírem as fotos do acidente (isso me lembra o post que você fez sobre o acidete da gol), vai rodar que nem o vídeo da cicarelli.


  42. Bicho… Esse acidente nem me comoveu…
    Vai ver é porque eu não paro para assistir a globo!

    😀 [2]

    – Não assisto TV regularmente porque já sei o que irei encontrar: sensacionalismo.


  43. caara vc e um maximoo rsrsrs
    a uma semana acompanho os posts desse blog, vc tem uma mente brilhante e ao mesmo tempo maquiavéLica (sem ofensas)
    continuue assim, vc vai longe
    ‘hsuahsuahs
    SUCESSO!


  44. Tá sendo o mesmo sensacionalismo idiota que ocorreu com a gripe suína!
    Engraçado que toda semana morrem pessoas só nos morros cariocas por causa do tráfico e de policiais incompetentes e ninguém liga neh!


  45. Se você acha que no brasil há uma grande exploração…ligue a TV nos EUA!Lá, país desenvolvido, os canais fecham toda a sua programação e ficam falando 24 HORAS sobre o assunto…a FOX NEWS mesmo não para!


  46. […] Há limites para tudo. Ou ao menos deveria haver (Texto) var addthis_pub = ‘robertocamarajr’; var addthis_language = ‘pt’;var addthis_options = ‘twitter, email, favorites, digg, delicious, myspace, google, facebook, reddit, live, more’; Compartilhe este post: […]


  47. Minha mãe ficou surpresa com a minha indiferença com relação a o pessoal do acidente. Se eu tivesse dado risada como fiz com algumas piadas sobre, ela me mataria.

    Concordo com você. Ou choremos por todos, ou por ninguém. Prefiro não chorar por ninguém, afinal, eu nem conhecia mesmo. Pensando de uma forma egoísta como essa (eu sou egoísta), acho que o caso da “Jusicreide Fonseca” (ahsuahsuhaushauhs que nome feio da porra) é ignorado por que não tem graça. Algum traficante matou uma mulher, uma dona-de-casa, por dinheiro. E dai? Agora, o caso do avião é diferente: Ele sumiu do nada, misteriosamente, e ninguém sabe ao certo o que ocorreu. Ele pode ter explodido, o que seria uma imagem muito legal de se ver. Morreu gente pra caralho de uma vez só. Olha só que notícia da hora! O que poderia ser mais legal do que um acidente aéreo? Um atentado terrorista que matasse 5.000 pessoas? Talvez…

    Enfim, acho que o povo brasileiro, por ser controlado pela moral cristã, [b]gosta de se comover[/b], para dar algum grau, por menor que seja, de dramaticidade a suas vidas vexatórias. Ou não.

    Espero que achem essa merda desta caixa preta e a mídia pare de falar do “vôo 447” e de “uma porrada de gente que foi dessa pra melhor”.


  48. Cara, eu sempre digo isso.
    Lembro ano passado quando aconteceu a enchente em SC, também eram muitas matérias falando sobre o assunto. Tá, eu sei que a mídia precisa anunciar, informar e tudo mais, porém chega um momemto em que passa dos limites, aí percebemos que na verdade a mídia só quer vender, ter audiência. Não culpo de todo a TV Globo, por exemplo, afinal a emissora deles trabalha com pesquisas constantes e eles sabem exatamente o que o povo quer ver, por isso que ficam tanto tempo falando sobre isso, sabem que é isso que o povo quer ver, que é isso que dará maior audiência para eles.
    O povo brasileiro (acho que até toda a humanidade) tem um prazer enorme em ver tragédias, ver pessoas sofrendo, no seu incociênte isso trabalha com prazer pois é melhor ver os outros chorando, do que você mesmo estar chorando.
    No mundo todo dia morrem tantas pessoas quanto se caisse um avião por dia, e nem por isso acontece toda essa comoção diariamente, assim como nas enchentes muitas pessoas ficaram sem casa, sem alimento, mas isso é uma rotina para muitos seres humanos na áfrica, ou até mesmo no Brasil, nem por isso as pessoas se mobilizam tanto para doarem toneladas de alimentos. Acho isso muita incoerência por parte das pessoas. Eu não me comovo por essas coisas, acho isso normal, afinal é vontade de Deus (isso foi irônico).
    Agora a parte realmente triste da história do avião, tinha apenas 1 argentino dentro dele 😦

    Valeu Felipe, ótimo texto


  49. Estava discutindo hoje mesmo isso aqui no trabalho. E nós comentamos justamente isso: que diferença faz eu saber qual peça do avião pode possivelmente, hipoteticalmente, ou provavelmente, ter dado defeito, e em que momento? É só para causar comoção generalizada. E, pior, para gerar pânico. Quem é que vai viajar de avião hoje e, ao sentar na poltrona, não vai pensar nesse acidente?
    Foi a mesma encheção de saco com a menina Isabela, a Suzane Von Richtofen, e muitos outros casos que a mídia escolheu para emocionar a opinião pública.


  50. isso me fez lembrar do caso ELOAH..
    Muito choravam, falavam, hj mal se lembram..

    Muitos tb me condenaram por soltar a frase, Lindenberg deu um Head-Shot


  51. Uau, muito bom o que escreveu… eu estava até estranhando não ver nada relacionado a este acidente aqui no CR. Bom, o que mais posso acrescentar? Acho que você já disse tudo, cara. As pessoas gostam mesmo de acompanhar tragédias, eu mesmo acompanho, afinal não fala-se de outra coisa não é mesmo? Infelizmente foi uma fatalidade, mas que se pode fazer?
    Adorei quando escreveu: “Pessoas morreram, pessoas morrem e pessoas morrerão.” faz parte da vida, faz parte do nosso show! Uma hora ou outra, de um modo ou de outro enfrentaremos a morte, é inevitável! Realmente é comovente, mas não podemos chorar pela morte de quem nem conhecemos o resto da vida.

    Ih, mas relaxa, logo isso tudo passa e vira mais um arquivo…

    Abraços
    =]


  52. A história se repete. Tragédia em Santa Catarina move o Brasil todo, mas a seca no Nordeste continua lá, esquecida.
    Povo que vive de momentos, influenciado pela mídia.


  53. Imaginem só se a menina Eloah não tivesse morrido, mas assumido uma identidade secreta e ido morar na França, para evitar o assédio da mídia e dos parentes do ex, sedentos por vingança. Dái ela vem visitar a família e ao retornar, o avião da Air France cai. Os familiares, chocados, procuram todos os meios de comunicação. O circo que já se armaria de qualquer forma, é elvado à 3ª potência! Ou se caso o vôo transportasse algum “global”, então, nem se fala…o circo se arma, e não há nada que possamos fazer, a não ser desligar a TV, sair da net e ir ler um livro, namorar, caminhar, qualquer coisa. É uma pena que isso tenha acontecido, mas como já foi dito, pessoas morrem a todo instante, em todo lugar. A gente não fica sabendo delas, da dor de seus parentes e amigos. São mortos anônimos, porque os pobres que morrem, às vezes na mais miséria, não tem condições de pegar um avião e ir para a França. Qual túmulo é pior: uma vala comum, ou o oceano?


  54. Não é só o avião não! Pode reparar sempre tem uma noticia “bombástica” na midia como o da menina Isabela, Eloá, do menino Sean e agora o do avião … Amanhã será outro … Disso que vive a midia brasileira, brasileiro adora um reality show sempre quer ver os próximos capitulos .


  55. O texto está bom.
    Sempre comento no site, comentários que na maioria das vezes discordam de alguns pontos, mas acho que pela primeira vez em tantos posts tenho que dizer que esse expressa exatamente não só o meu pensamento, mas de todos que tem uma visão critica da mídia.
    Só respondendo a um comentário do Zé Artur, ultima parte do comentários dele
    “De novo, um avião caiu em águas brasileiras. Duzentas pessoas morreram ou estão desaparecidas. Enquanto não confirmarem suas mortes ou encontrarem-nas numa ilha perdida fugindo de ursos polares, isso é notícia sim. E no atual momento, das mais importantes. Pode perguntar para qualquer professor em sua faculdade de jornalismo.”
    Com certeza é uma noticia importante, porem na minha concepção, General Motors entrando em concordata é uma noticia muito mais útil e preocupante, do que as pessoas que morreram/desapareceram no vôo, infelizmente a inteligência do povo brasileiro não permite que isso de audiência, então eles apelam para essas tragédias, infelizmente se você sair na rua e perguntar para alguém o que é a crise ou como ela começou, se você encontrar 2 em 10 que te respondam é muito, simplesmente porque este tipo de esclarecimento a mídia não dá, resumindo, seria muito mais útil para o povo, ter “80%” de todo espaço de divulgação, para falar sobre o que esta ocorrendo no mundo, do que um avião que caiu e faturar ibope em cima da desgraça dos outros.


  56. Concordo em partes com o seu texto e como muitos já falaram,essa informação é útil para alguém mas a hipocrisia do brasileiro é enorme,pessoas que você não tinha nem ideia qe existiam morreram no oceano.Tá,e aí?Passa-se alguns meses,ninguém mais lembra disso,a mídia adora ficar falando da mesma coisa quase a metade do ano.Eu NUNCA vou entrar em comunidade de orkut do tipo ‘Luto pelos passageiros do vôo AF447′,nunca,a menos que fossem parentes meus,graças à Deus que não tinha nenhum parente,eu não sou tão hipócrita quanto o povo brasileiro.


  57. Muito bom o texto. Toda vez que há um caso como esse, a mídia fica martelando sobre o mesmo assunto, “dias à fio”. Até antes desse acidente, o assunto diário era “os mísseis coreanos”. Com o acidente do Air France, não se houve mais falar de tais mísseis. Além da fome sedenta do povo por tragédias, há também aqueles que não têm nada a ver com as vítimas, e, não perdem a oportunidade de ficarem nos aeroportos, na expectativa de aparecerem em alguma manchete. Tem também aqueles que quando há algum “famoso” hospitalizado, ficam defronte ao hospital, orando, rezando ou mexendo os pauzinhos, simplesmente com o intuito de aparecerem. Mais impressionante ainda, é ver como a religião cega as pessoas. Em casos como esse ou das enchentes no norte e nordeste, pessoas ficam implorando por ajuda ou perdão divino. Será que não entra na cabeça dessas pessoas que se existisse um deus bondoso e todo poderoso, o mais coerente era não deixar que tais tragédias acontecessem?


  58. Eu acredito que o ser humano,de uma certa forma gosta de uma tragédio alheia pra dar mais sentido a sua propria vida.

    Sei é o que penso.


  59. A mídia exagerada só aumenta a dor da vítimas que voltam a recordar, se é que há como esquecer, a tragédia de minuto a minuto.
    Eles querem comoção mundial sendo que os mesmos promovem a dor…

    Mas ainda sobre uma teoria: Viral da próxima temporada de Lost ? ;}

    Abraços


  60. AUHHUAHUHA! Não sei porque, mas sempre que vejo noticias disso lembro de LOST! 😀
    As pessoas gostam de três coisas: barraco (briga), novela mexicana e tragédias.
    Com as tragédias e as novelas elas fazem fofocas e daí surgem outras opiniões adversas e tá formado o barraco! :p


  61. Parabéns, Felipe. Você conseguiu ser ouvido pela Globo.com, ou a mídia inteira, como você considera. Já diminuíram o espaço do avião. Quem sabe amanhã não comecem a falar das Jusicreides?

    Que tal você falar da Jusicreide?

    ——————————————————

    Eu não sou jornalismo.


  62. ontem fui no buteco e tinha um pinguço dizendo que na verdade os pedaços eram do “avião” do Ulysses…viva a fantasia


  63. Falou tudo 😀

    O povo gosta de tragédia. Essa maioria da população, “precisa” de notícias assim, precisam ficar sabendo minuto a minuto o que está acontecendo no sequestro de sei lá quem. Essas pessoas, na maioria das vezes, preferem ficar sabendo das tragédias, ou da vida de um ex-BBB, do que estar lendo as notícias (as importantes), vendo as besteiras que acontecem na nossa política.


  64. Pão e Circo.


  65. Brasileiro é assim,não tem o que fazer,com vidas vazias e fúteis e ficam super interessados na quede de um avião!Pqp,vão ler um livro!


  66. De tudo isso que você disse, o que eu acho mais ridículo são essas celebridadezinhas de merda que aparecem dando suas condolências.

    Pior que canal que fica o dia inteiro explorando essa tragédia, são as amebas que assistem isto, dando respaldo para que isso continue com futuras tragédias.

    Fuck brazilian people!!!


  67. Vivemos em um mundo hipócrita e em um país sensacionalista


  68. FAÇO TUAS PALAVRAS, MINHAS!
    POST FUDIDO!!!


  69. Bom texto, mas não podemos nos esquecer de uma coisa: se pararmos de noticiar, ou virarmos as costas para isso, as autoridades irão arquivar o caso, a culpa será do piloto (como sempre, morto não pode se defender), amanhã cai outro, morrem mais 200, e outro e outra Eloah, e outra Isabella. Talvez nosso modelo de mídia não seja dos melhores e mais honestos, mais publicar e noticiar é sim necessário. E também é muita sacanagem falar que Brasileiro só gosta de tragédia e que não olha para o próximo que está a seu lado. Basta ver quantas toneladas de alimentos e roupas foram arrecadados para a tragédia de Santa Catarina e do Nordeste. Além do que algumas responsabilidades no caso do vôo da Gol foram atribuidas graças a intervenção da imprensa. Não podemos generalizar pois, no Brasil, existem repórteres e meios de comunicação sérios.

    ————————————————————–

    Eu adoro quando as pessoas pegam o que falei e transformam em outra coisa.

    Cláudio, eu não disse que NÃO SE DEVE NOTICIAR. Nem tampouco disse que brasileiro SÓ GOSTA de tragédia. Muito menos que NÃO EXISTEM profissionais sérios no meio de comunicação.


  70. Eu nem ligo mais a TV, to de saco cheio disso e de noticias sobre o ex Deputado Carli filho!


  71. Todo mundo cai em cima de mídia e de ignorância do brasileiro que nao sabe se portar diante de uma situação dessas. São notícias dispensáveis ou que ocorrem toda vez que acontece algo desse tipo. Nem preciso falar quais são.
    Mas o que ocorre é que o “mundo anda sem pauta” .. quem se interessa por assuntos de política ou segregação social?
    Agora pode ver quantas pessoas entram no Ego, Diversão do Terra, Fuxico, no lonk Celebridades do UOL. O importante mesmo é ver como o outro se porta pra tentar imitar. Se a celebridade der os pêsames todo mundo começa a fazer o mesmo. Se fizer atos de solidariedade todo mundo vai querer imitar.
    Claro que as notícias devem vir, afinal informação não é demais. Mas devem ser notícias coerentes com a importância do avião e não quem sonhou ou deixou de sonhar com a porra da queda.


  72. A questão aqui é que um acidente desses não deveria acontecer. Aviões fazeem esse voo (Rio – Paris) há pelo menos uns 40 anos. E nunca nenhum avião caiu. Quando a tecnologia aumenta nos aeroportos, nos aviões e nas torres.. Um avião cai no mar. Não é de se estranhar?

    Mas de fato a imprensa exagera na cobertura.. Pq vai ter audiência. É a lei da oferta e procura. Nunca vão botar na tv algo que não será visto. No fim, a culpa é nossa mesmo.

    ——————————————

    Amigo, é simples.

    Hoje em dia caem tantos aviões quanto há 20 anos. A diferença? QUANTIDADE DE VÔOS.

    O número de vôos é tão assustadoramente gritante, que não adianta, um vai ter que cair. As probabilidades trabalham assim.


  73. Você fala isso, porque você não tem nenhum parente envolvido neste acidente.

    Eu tenho um parente muito próximo que estava neste voo da Air France e por isso todos nos, familiares estamos atendo as notícias que são veiculadas na internet, jornal, rádio e tv. Pois a FAB praticamente não passa informações para nós, por isso estamos vivendo esses ultimos sofridos dias apenas de especulações que os meios de comunicação estão nos passando.

    Muito insensivel de sua parte criar este POST, Se fosse alguem de nível e classe (Como você se diz ser, sempre tentando ser superior aos outros nos seus posts) você não postaria isso, mas sim postaria uma simples e singela homenagem a todos que estavam neste voo e faleceram de forma trágica.

    Sei que você não vai ser capaz de aceitar este comentário em seu blog, mas espero que você pare e pense bem no que postou.

    Passar bem!
    Jonas Carraro

    ——————————————

    Eu não posto homenagem a pessoas que morrem em tragédias pois não vejo mais mérito na morte destas que de outras. Você jamais me verá homenageando mortos desconhecidos simplesmente porque morreram em um acidente famoso.

    Se a FAB não lhes passa informações, isso é OUTRO problema. Mas não justifica ATOLAREM a população brasileira com 1 BILHÃO de notícias sobre o caso, quase todas agora inteiramente irrelevantes para pessoas comuns não ligadas ao acidente. A mídia só o faz para enriquecer às custas do seu parente que morreu e você, inocente, ainda agradece.

    E além do mais, me pergunto em QUÊ ajuda saber que, UAU, encontraram um pedaço de poltrona no meio da água. Sinto muito amigo, mas não cola.


  74. eu acho q falam muito sobre mesmo…o avião caiu, agora chega!!! bola pra frente e vamos cuidar de quem ta vivo!!!


  75. Parabéns pelo texto, você expressou exatamente o meu sentimento neste ultimos dias. A queda do avião eu lamento, quando for achado quero saber, mas só isto. Não estou interessado em saber da historia de quem morreu, quem quase morreu, quem pensou que ia morrer, se fizeram missa ou homenagem. Antes que falem não sou insensível.


  76. Perto do Caso Isabella, o do avião não é nada!

    “A fralda de Isabella tinha gotas de sangue. A agenda do avô de Isabella mostra que era o pai que pagava a escolinha.” uahauhaauhauha
    Informações super relevantes.

    O brasileiro gosta, sofre junto e vai ser sempre assim, infelizmente.


  77. O pior disso tudo é perceber que geralmente estas notícias sensacionalistas são veiculadas pelo simples fato das pessoas que estão envolvidas nelas serem de classe média alta ou riquinhos mesmo.Porque não há esse sensacionalismo quanto às enchetes no norte e nordeste e as milhares de pessoas que morrem de bala perdida no Rio? Porque são pobres. Fato.

    ——————————————

    Ok, mas não vamos exagerar.

    As pessoas de fora do Rio acham que isso aqui é uma nuvem de balas perdidas pra lá e pra cá.


  78. Concordo com você.
    Essa semana ainda fui visto como um insensível, não por causa desse avião.
    Mas alguns meses mataram uma garota na cidade onde nasci.

    Numa dessas conversas por aí, o cara perguntou de que cidade eu era, falei. Aí o cara, puxa, de XXX, onde aquela menina foi morta.

    Eu: Ah! é!

    O cara: Então você não liga para o caso?
    eu: sou meio indiferente ( quase dizendo, não conheci a menina, como vou sentir saudades ) e acho que a mídia foi sensacionalista.

    O cara: ( meio que querendo me matar ) Sensacionalista?

    Eu: É. O cara tava com uma arma na mão, disparou, fez besteira. Mas ficar em cima do caso, com depoimento, foi demais.

    Nisso o cara se retirou da sala.
    Como tinha outra pessoa comentei casos bem mais graves e que nunca tiveram a “importancia” desse caso.

    Há alguns anos umas 10 crianças foram abusadas e mortas, e não saiu em rede nacional.
    No máximo disseram: “Crianças desapareceram no interior”

    E o que é pior? uma menina morrer ou 10 crianças morrerem e serem abusadas?

    É como você disse, o cara que morreu trabalhando não tem importancia.
    Mas um avião explodir no meio do nada, tem


  79. Ta certo champs, valeu a tentativa, mas tenho que dizer algo que não será legal, realmente muitos se aproveitam de noticias bombásticas como essa, inclusive VC (como ja foi dito nos comentários). Só faltou no final do post, vc falar para nos preocuparmos com mortes na África tb… huahuahuahuhauahuha. Ai eu ia te chingar, briks lol.
    Então, a verdade é que se saisse a notícia: Um avião desapareceu no mar e nele estavam 228 pessoas e só. No outro dia teriam posts, como o seu, indignados: “Como assim, um acidente dessas proporções, nessas circuntâncias e eles não nos mantem informados?”. Sabe o que mais é vício nos brasileiros? Um vício maior do que o de grandes tragédias? A sua capacidade de “mimimizar” tudo. É, tornar tudo um “mi mi mi” só.

    “Mas se é que se agora
    Pra fazer sucesso, pra vender disco de protesto
    Todo mundo tem que reclamar
    Eu vou tirar meu pé da estrada
    E vou entrar também nessa jogada”

    Eu não acho que vc esteja errado, vc está certíssimo, todas as pessoas que concordaram com vc tambem estão e as pessoas que discordam também. O que não é certo é vc tentar aplicar uma opnião pessoal como verdade absoluta, ainda mais analizando as coisas tão superficialmente, pare pra pensar nas pessoas que realmente estão preocupadas, chocadas e entram no portal do G1 constantemente para procurar por noticias, seja de familiares, de parentes, ou simplesmente de um semelhante que ela estaja torcendo para estar tudo bem. Você acha mesmo certo privar essas pessoas dessas informações?

    Eles não estão deixando de noticiar outras coisas por causa desse evento, é só ignorar a página inicial meu caro ^^. E eu assisto o Jornal da Globo (não o JN) e pelomenos ´por lá as coisas estão normais.

    Ps.: E aproveitando a onda de reclamações e protestos, eu tambem vou protestar: VAMOS PARAR DE CHORAR! DIGA NÃO AO MI MI MI!

    hauhauhauhauhauhauhuahua

    E antes que me esqueça, belo texto.

    ——————————————————

    Repetindo:

    – Eu não disse que o acidente não deveria ser acompanhado, apenas combati o EXAGERO da informação. Basta ver meu print do G1 e você vai reparar o absurdo;

    – Sim, esse blog é de opinião pessoal tratada como verdade absoluta. Os leitores já estão cansados de saber disso. Minhas verdade é sempre absoluta, embora mutável.


  80. Acho que você deve pegar umas aulas com PHILIP KOTLER, pois você fez apenas aumentar a divulgação do acidente em seu blog pegando uma carona na desgraça alheiaaa, ou vai dizer que não??? Poderia não ter tocado no assunto já que não gosta do que esta acontecendo com a mídia em relação ao acidente! Acorda vai!!!

    Para mim você fez a mesma coisa que os demais meios de comunicação estão fazendo. (se aproveitando do acidente pra vender seu peixe).

    ——————————————————

    Ok. Eu sou o câncer.

    Próximo.


  81. Concordo com o texto, chega a ser ridiculo esse fanatismo por tragédias.
    concordo tambem qdo desmerecem o trabalhador q rala mais de 8 horas por dia pra tentar levar o sustento pra sua familia, e ainda ser chamado de pobre e miserável, é incrivel, q todo mundo sabe q todos os dias crianças entram pro mundo das drogas, e simplesmente num tem ação, é mais importante gastar bilhões em estrutura pra copa do mundo, olimpiadas, ou gastar muito pra recuperar corpo de gente morta no mar, doq investir em coisas q relamente importa.


  82. Como muitas vezes vemos, esse caso do avião se tornou “pop”. Então, como na cultura brasileira de massa, falar de assuntos “pop” é sinal de cultura(hahaha), então muita gente procura informações sobre o que é “pop”. Daí, como já dito por muitos acima, vem a mídia publicando mais e mais. Até achar outro assunto que consiga vender mais que o anterior.
    Felizmente meus amigos mais próximos não seguem a regra geral que citei, então não sou tão “bombardeado” assim. E nesses períodos sigo BBC, CNN e os cadernos específicos da Folha(Informática, Esportes etc) além de outros(como esse blog).
    Isso ajuda a fugir dessa cultura de massa.
    muito bom post.
    flow
    Nakajima


  83. MUITO BEM DITO!!

    PARABENS!!

    VIVA SANDY CAPETINHA


  84. Texto muito bom. Parabéns… diz tudo e mais um pouco do que eu penso, porém em forma organizada!

    E o melhor é que, finalizando, eu ri demais olhando esse comentário:
    “na verdade, não cai um avião por dia…acho que nem um por semana, tanto que ,qaundo cai, é notícia”

    Huahuahauahuahauhaua


  85. O exagero da informação é ridículo. Mas eu ainda acrescentaria a manipulação do povo pela mídia. Seja por qualquer meio. Quando tudo estiver esclarecido (evidências e causas do acidente), o próximo passo será culpar alguém. Crrrraro que a mídia vai induzir o povo, mais uma vez!

    Lembro dos Nardoni quase sendo linchados na rua antes mesmo de descobrirem que foram eles mesmos quem mataram a pequena (que daqui a pouco nem lembrarão mais do nome dela).

    Obs: gostei do seu modo de dizer “o blog é meu e eu faço dele o que eu quiser!”


  86. “Como resumiria Guy Debord, “toda a vida das sociedades nas quais reinam as
    condições modernas de produção se anuncia como uma imensa acumulação de espetáculos”.(Debord, 1997: 13).
    A partir do acidente, seguiu-se o episódio de espetacularização da morte conceituada por Debord como sendo parte fundamental da sociedade atual. Diz ele que o espetáculo é a imagem da economia reinante, a sociedade capitalista, cuja mídia tem o poder para elevar ou descair personagens. Ainda, “o espetáculo não deseja chegar a nada que não seja ele mesmo”. (Debordd, 1997: 17). Em apoio à teoria, Coelho faz a seguinte colocação: “Essa é a questão: Se o sucesso é em pequena escala ou em larga escala. Em uma escala de massa, não tem como esse sucesso acontecer separadamente da mídia”. “- Trecho do meu TCC

    Pois é amigo, tragédia é consumível. As pessoas se vêem refletidas no acontecimento pensando que poderiam ser elas no lugar, ou algum parente. Chegam a realmente sentir a dor dos familiares. Quanto mais essa história é explorada, mais as pessoas se sentem refletidas nela e querem fazer parte.
    Viva a sociedade do espetáculo.


  87. Realmente a mídia exagera. Têm notícias que não precisam ser veiculadas, tal como a de que acharam uma parte ou outra do avião.

    Mas se você quer ver sensacionalismo mesmo, é só colocar na Record (pelo menos no estado de SP) no horário de almoço. Chega a ser ridículo!!


  88. E lembrando que morrem mais gente em UM feriado da semana santa do que todos os acidentes aereos brasileiros juntos.Fato


  89. Fantástico!

    Traduz eloquentemente o que qualquer brasileiro (sem o cabresto da mídia) sensato pensa a respeito.

    E tome-se Isabelas, Eloás, Suzannes e TAMs goela abaixo. Você que aguente, queridão. Não existe nada mais importante do que “o que a mídia quer que seja importante”.

    Tomei a liberdade de Kibar para o meu blog, com os devidos créditos e recomendações. Se não autorizar, retiro na hora.

    Grande abraço e parabéns, mais uma vez.


  90. Mas é isso mesmo. Infelizmente sempre foi assim e para sempre será. O gosto da humanidade por desgraças, colocadas da forma mais sensacionalista o possível, é indecritível. Este fato não é exclusividade dos brasileiros não. A mídia ganha grana desse jeito, defendendo-se, é claro, de que as notícias devem ser propagadas o mais rápido possível. Estamos falando, claro, sobre o que está em evidência, e não dos acontecimentos “considerados menores”. Isso me faz me lembrar de um paralelo interessante quanto à arte e artistas. Muitos foram reconhecidos depois de passarem dessa para uma melhor. Nunca foram sequer observados ou discutidos enquanto estavam por aqui em carne e osso. No caso do avião da Air France, o que de fato me deixa possesso de verdade são as constatações e palavras do nosso célebre ministro da defesa – que não passa de um dos maiores imbecis de toda a existência terrena – bem como a de que qualquer meleca que apareça agora na água seja indício de destroços do tal avião. Até entendo a esperança dos familiares. As pessoas com pouco esclarecimento sobre questões de como se dá uma tragédia dessas proporções ainda mantêm esperanças de que amigos e entes queridos ainda estejam vivos em algum lugar esperando resgate. Infelizmente, para essas pessoas, por mais bizarro que pareça, qualquer notícia – por mais indelével que seja – é motivo de total interesse. Evidentemente a mídia não está “fazendo seu papel” em consideração a estas pessoas. Faz o que faz porque dá dinheiro. Desgraça chama dinheiro. Alguém no lugar certo (ou no lugar errado) na hora certa (ou na hora errada) que consegue registrar algumas imagens, não hesita em vendê-las para uma emissora de TV caso ninguém mais tenha conseguido o mesmo ou semelhante conteúdo. Fazer o que? É nessas bases que as coisas ocorrem. E infelizmente, muito infelizmente mesmo, nada disso irá mudar.
    Pena.


  91. Intrigante como no continente europeu, as pessoas não estão sendo bombardeadas diuturnamente com noticias imprecisas e de pouca relevância a respeito do “avião que caiu”.
    Comprovadamente a mídia e o povo europeu estão mais preocupados com as eleições que irão acontecer no próximo domingo, do que com este sensacionalismo barato sobre destroços não confirmados, especulações proveniente de ditos especialistas e informações que só servem para alimentar a curiosidade de carniceiros sedentos pela desgraça alheia.
    Acredito que o país tem a mídia (bem como os políticos) que merece. Se o povo brasileiro só consegue se sensibilizar quando acontece alguma catástrofe, acidente aéreo, copa do mundo e big brother, nada mais natural do que a mídia explorar tais assuntos.
    É uma pena que neste balaio de gato, pessoas interessadas em noticias de qualidade sejam prejudicadas por esta mídia podre e mercenária.

    Obs.: Para alguns políticos este acidente não poderia ter vindo em hora melhor, ninguém mais fala da farra com passagens aéreas, CPI da Petrobras, auxilio moradia para senadores e na surdina da câmara, o deputado Jackson Barreto tenta aprovar a PEC que permite o terceiro mandato do presidente Lula. Mas como isso, nem as 190 mil pessoas que perderam a casa nas chuvas do nordeste são importantes, noticiemos os aviões com radares de controle aéreo que também irão ajudar nas buscas dos destroços…

    Thiago C. Braga


  92. A pior de todas é a rede record, um jornalismo fraco e altamente sensacionalista, outra que não fica muito atras é a falida rede tv e seus programas lixo…E a busca incasanvel pelo ibope continua até a proxima tragedia!!!


  93. Enquanto esse tipo de sensacionalismo der audiência a mídia continuará explorando dessa forma esgotante (e irritante).
    Eu estou fazendo minha parte mudando de canal toda vez que tocam no assunto com uma super novidade do tipo “encontraram uma bóia no mar Mediterrâneo, será do avião??”
    Infelizmente não podemos mudar a postura da mídia sozinhos, mas podemos ao menos mudar a nossa postura…
    Não quero me sentir incluída quando disserem que o povo brasileiro tem fome de tragédia..


  94. aplausos…


  95. É fácil: tem que dar dinheiro. É assim que funciona. E pra mídia, o que dá dinheiro é o que chama atenção. Se não gosta, sinto muito. Desligue sua TV e vá ler um livro. Te garanto que lá você vai encontrar o assunto que quer.


  96. Esta semana, após já ter ouvido da noticia, ouço meu pai dizer:”Triste né? Tantas pessoas morreram…”, e eu falei:”Não acho triste, morreram porque chegou o dia delas…”

    Ou seja, se chegou o dia delas partirem, do mesmo jeito vai acontecer comigo, então não vejo tristeza na morte, então, porque ficar triste ou tomar as dores dos outros? A familia e amigos que reajam como quiserem…

    —————————————————-

    Tiago, não acredito nessa idéia de que “chegou a hora delas”. Sou terminantemente contra este tipo de pensamento.


  97. Felipe, se você ler meu comentário verificará que em nenhum momento escrevi que foi você quem disse que não se deve noticiar ou que brasileiro só gosta de tragédia ou que não existem canais sérios da comunicação. Apenas peguei um apanhado geral dos comentários e mesmo assim sem levar em tom de crítica pois acho que todos os comentários devem ser respeitados. De certa forma, como disse no início do comentário, o texto foi muito bem elaborado e muito bom. Também não gosto quando pegam o que falei e transformam em outra coisa.


  98. Pois é, é do ser humano o fato do sensacionalismo e desgraça, a prova é, quando há um acidente, perguntam logo “morreu alguém”………….


  99. O que você quer que noticiem? Um avião com mais de 200 pessoas cai e você acha que isso é pouca merda? Que merecia só uma notinha e pronto? Faça-me o favor… Se a busca pelos destroços e corpos de um acidente desta magnitude não é relevante, o que você acha que deveriam passar nos jornais? Não seja hipócrita em sua resposta, você realmente acha que a vida da Jusicreide Fonseca é mais importante de ser noticiada? Se você assistisse mais noticiários perceberia que quase todo dia há o que você cobrou: miséria e crime. E isso por acaso não é também sensionalismo?

    ———————————————-

    Em algum momento falei que só deveria ser dada uma notinha?

    Desculpe, não encontrei isso no texto.

    Critico o EXAGERO. Se você não conseguiu e não consegue enxergar exagero na cobertura do acidente da Air France, desculpe, não consigo argumentar com você.


  100. Não está aqui se discutindo a importância da mídia, até porque, imagino ser um consenso geral a relevância de seus serviços à sociedade, graças ao seu poder de alcance a nível regional, nacional e global. A crítica é justamente o mau uso da prerrogativa que a mídia tem de adentrar nossos lares e esquecer completamente que ela não tem por função apenas a retroalimentação da necessidade que o ser humano tem por tragédias, fofocas e compromissos políticos com a manutenção do “ status quo ”; mais do que isto a mídia tem forte papel social, unificador e fiscalizador.
    A mídia se torna muito pouco confiável quando mascara e fabrica informações, e sinceramente, sabemos pelo seu modus operandis, que esta “insistência” em tratar de assuntos de forma tão “ostensiva” pouco tem a ver com respeito e dever de informar sobre as vítimas a seus parentes, trata-se apenas de causar comoção e desespero, desviando a atenção de uma nação inteira de problemas emergenciais que são discutidos nos bastidores do poder. Típico!


  101. Pela primeira vez comentarei aqui, talvez pelo fato de ser o primeiro texto que realmente eu tenha opinião contrária que “valha a pena” compartilhar.
    Felizmente e infelizmente (sim, ambos), vivemos em um sistema capitalista e neste não queremos saber da Jusicreide Fonseca, pelo menos eu não tenho vontade. Essa vida só se tornará importante quando sua morte ou vida se aproximar da minha. Essas pessoas, que morreram no voo, são mais importantes que a famigerada “Ju” Fonseca, a morte, assim como o impacto social causado, são com certeza maiores.
    As pessoas são apenas iguais nas oportunidades que deveriam receber na vida, porém, o talento e capacidade individual (ajustada aos interesses sociais da época) as tornam diferentes. Desculpe, as pessoas do voo não eram meras pessoas que estão famosas por afundar. Concordo que o maestro, depois de afundar, teve seus dotes com a batuta exaltados, se tornou um melhor regente, mas mesmo assim, o impacto da sua morte atinge mais pessoas do que a família fonseca, lima, silva e silva e isso não é devido a mídia.
    A importância da morte do outro tb está relacionada a proximidade com a sua vida, na possibilidade de eu morrer ou vivenciar a mesma causa. Nardoni, Von Richthofen e air france não estão ligados a problemas sociais e diferenças de classes, ou seja, pode acontecer com qualquer pessoa.
    Lógico que o voo é assunto todos os dias no jantar aqui de casa, talvez pelo motivo da minha irmã viajar toda semana e trabalhar em uma cia. aérea e eu ser um eng. mecânico.
    Talvez vc não demonstrou o valor correto da poltrona encontrada, talvez por vc não ter contato direto com causas aeronáuticas e/ou mecânicas, mas qualquer peça encontrada é importante, pois poderá mostrar causas e assim prevenir novos acidentes. Existe uma diferença clara entre informação e conhecimento, a informação é achar uma poltrona, o conhecimento é saber o que fazer com essa informação. Se pra vc essa informação não passa de postar uma notícia a cada hora pra manter audiência do site, uma pena.
    A mídia está certa, é um papel de presa achar q a mídia manipula o povo, acredito que vc e o público do seu site tem a mesma opinião, pois vc escreve bem, e (alguns) leitores são bons, sendo assim tem a capacidade de filtrar informações uteis da midia e achar o que é bom pra vc.
    Sim, o caso nardoni seguiu na mídia até a doriana patrocinar o jornal nacional, pq uma mostra uma familia destruida e a outra unida, ou seja, ver a familia nardoni da vontade de comer doriana (viagem de uma mente conspiradora, hehehe.
    Se o jornal nacional repete noticias, se o g1 parece a página de pesquisa do google quando se digita “acidentes aéreos”, fotos, videos, novos, antigos, que necessitem de uma boa filtragem; se qualquer meio da mídia parece uma gaveta aberta, com itens jogados,só pra não ficar vazia, cabe a vc leitor procurar outros meios de informações.
    Se quiser ler sobre a Fonseca, mude de veiculo de midia, garanto que acha na internet ótimos veiculos com toda a informação disponivel, agora, cabe a vc saber qual informação irá gerar conhecimento pra vc.
    Desculpe o texto longo, mal escrito e desconexo, infelimente minha mente não acompanha meu corpo.
    O pior do caso não é a mídia, é a FAB (ações e notas divulgadas).


  102. […] O Avião caiu, agora chega! […]


  103. mais um texto sobre a tragédia…


  104. Belo texto, cara. Apesar de não ser novidade, é legal ver pessoas ressaltando…
    dando uma luzinha pra mente pequena do ser humano (não é só brasileiro).

    Mas, que seja… você pode morrer escorregando na calçada e batendo a cabeça na parede, ou no meio do oceano num avião de grande porte indo pra Europa. Isso é destino, sorte, fado, o que quiser… vocês estão no TIMER!! MUAHAHHA
    Eu também. .__.”


  105. Fico inconformada em como esse povo ganha dinheiro com a dor dos outros!
    é lamentável…


  106. texto maravilhoso, principalmente o final


  107. isso dá audiência (!)


  108. A crise mundial, a gripe suína e agora o avião da Air France. É incrível como a mídia brasileira explora alguns assuntos, subestimando assim a inteligência da população (com ou sem razão?). Em cada programa, há alguém mais ‘especializado’ pra falar do assunto… ‘O que poderíamos ter feito para que o avião não caísse?’, ‘poderiam seus passageiros estarem numa ilha, sãos e salvos?’, ‘será que não foi um raio?’… Essa última pergunta, eu vi uma repórter fazer 3 vezes ao mesmo entrevistado, num prazo de, no máximo, 8 minutos… a mesma repórter, sempre que entrevista a ‘vítima’ de alguma fatalidade, faz uso de tudo o que está ao seu alcance, para arrancar uma lágrima de quem entrevista… e ao fundo, mesmo a entrevista sendo ao vivo, colocam aqueeeela música triste. E quando não é esse tipo de ‘distração’, na tv, é algum reality show, onde todos tem o sonho de ganhar 1 milhão. Eu não sei o que é pior.


  109. Pessoas não me comovem.


  110. Pessoas não me emocionam.*

    Corrigindo o comentário anterior.


  111. O assunto é pertinente, não posso, porém, deixar de fazer uma observação: – Se por um lado a mídia nos bombardeia com sucessivas noticias da mesmice, o que acaba culminando para o pedido de “basta” das pessoas, por outro lado, convenhamos, é muito boa essa total liberdade de imprensa(será?) e espero que continue assim, desde que as noticias veiculadas representem a verdade.
    Agora, cá para nós, realmente o Felipe tem razão no tocante à veiculação exacerbada de determinada notícia quando a mesma envolve “colarinhos brancos”. Porquê, não dão a mesma importância que deram ao caso NARDONI quando a vitima é POBRE? A mídia deveria saber que todos os dias morrem várias “Isabellas Nardoni”, e outras tantas são estupradas.


  112. Tudo bem, agora vamos parar com isso, Okay? Cheeeeega.

    A vida continua.
    E ‘ilustres desconhecidos’ tornam-se íntimos depois de desaparecerem…


  113. Concordo…
    Pois todo mundo ja sabe oq aconteceu e nao precisa fica passando em todo jornal como vai as buscas…a nao ser q aconteça algo interessante
    Eles tao aproveitando pra ganhar DINHEIRO !!!


  114. Falou tudo em apenas um texto! É sempre assim quando falta algo pro pessoal ver na mídia, ela vai lá e faz todo um sensacionalismo em cima de algo trágico.


  115. lá em cima falaram que apenas a mídia ‘Global’ estava fazendo isso e pediram para colocar um print ATUAL do G1, Terra e UOL.

    Seguem aí:

    UOL (22:42 de 06/06)

    Terra (22:43 de 06/06)

    G1 (22:44 de 06/06)

    depois fala que é só a Globo…
    na boa, isso é uma palhaçada… falaram pra “simplesmente mudar de canal”, MAIS TA TUDO PASSANDO ESSA M****!!

    uso das palavras ditas no texto (que, a meu ver, é ÓTIMO): “Chore por todos, ou não chore por ninguém.”


  116. Eu praticamente n assisto televisão e demoro a saber das notícias, enqto nego perguntava se já acharam o avião eu nem sabia q tinha algum avião sumido.

    Mas, percebi rapidamente que se tratava de uma tragédia, principalmente pq vi pessoas falando td hora sobre isso, e td hora clicando nos sites de noticias e dizendo: “meu deus, qta tristeza”.

    É Felipe…concordo plenamente com vc…e aliás eu ia até fazer outro comentário..mas deixa p lá…rs

    Acho q o importante é saber da notícia…o q aconteceu com o avião..e só. É mta exploração msm, mas sempre foi assim né?!


  117. “Pessoas morreram, pessoas morrem e pessoas morrerão. Não preocupe-se apenas com as que a mídia lhe impõe preocupação. O planeta inteiro é composto por milhões de aviões da AirFrance, caindo todos os dias em becos e vielas. Chore por todos, ou não chore por ninguém.”

    Essas suas últimas plavras resumem td q o povo precisa entender. Já faz parte do meu perfil no Orkut (com os devidos créditos)

    ———————————————————

    Fico feliz, Leandro.


  118. exatamente .


  119. Concordo com tudo que diz e pensa em seu post. No entanto , se tomarmos uma atitude de combater o exagero de relatar a imprensa, isso contrubui na banalização e no aumento da insensibilidade humana diante das tragédias ( algo que naturalmente está acontecendo no Brasil, o país do sencionalismo barato.). Deveriam realmente se preocupar com coisas muito mais graves do que a morte de 200 pessoas no meio de oceano , como você diz. Mas é o caminho mais longo… A imprensa brasileira não é original… Eu desconheço uma que seja. É tudo farinha do mesmo saco. Exagero não é nada bom , mas não podemos também deixar de destacar que não é algo que se acontece todo dia. Acidentes aéreos é algo que dificilmente deixará de ser algo ” chocante ” ,mesmo se tornar muito frequente. Enquanto isso na …África há um número infinitamente maior de pessoas morrendo por Malária.

    Para inverter a cultura que é a imprensa / mídia brasileira, temos um longo caminho a percorrer. Enquanto isso não mudar , o melhor é não dar atenção e ignorar. Ainda somos em pequeno número para podermos reinvidicar nossas mudanças em relação ao tratamento da notícia. E eu espero que um dia mude.

    Parabéns pelo seu post, adoro seu blog. Suas palavras são muito coerentes.


  120. E, por suposto, sua mãe ou irmã estivessem no vôo? Seus comentários seriam os mesmos? Vc é inteligente demaaaaais da conta, porem vacila muito.Tolerancia, compaixão, com certeza sabe o significado. Exerça então…

    ————————————————-

    O que compaixão tem a ver com “ser contra o exagero”?


  121. O problema de muitos é que exercem compaixão só quando aparece algo na mídia. Fato.
    Isso só demonstra o quão hipócrita o povo é.
    E logicamente se tivesse algum parente eu ficaria triste sim, mas o ponto não é esse.


  122. Achei muito bacana o seu texto, não consigo entender apenas como algumas pessoas comentaram absurdos tais como: “vc acha que sua opinião é verdade absoluta!” ou “como assim, a mídia está cometendo um exagero?” ou “como você escreve tal coisa?”.. Hei, este é o seu blog, e como tal, merece ser digno de receber suas opiniões a respeito de assuntos nas quais você considera importante 🙂
    Concordo quando diz que tamanha repercussão na mídia em torno de um determinado assunto chega a nos enfastiar, me fazendo pensar que determinadas notícias em torno do acidente poderiam ser privados apenas aos parentes das vítimas, e não a toda população.. bom, enfim, esta é a minha opinião. Acredito que é de cunho importante sabermos as causas do acidente, quais serão as providências a serem tomadas e assim por diante, pois a partir destas informações, poderão ser gerados frutos importantes que evitarão futuros acidentes.
    E mais uma vez, belo texto Felipe!

    —————————————————-

    Eu me pergunto a mesma coisa, Cláudia.

    Obrigado 😉


  123. Acho q a mídia tem q nós informar sim afinal esse é o trabalho deles
    mais acho q muitas vezes há um enorme exagero pois uma coisa é falar sobre o que está acontecendo e informar a população sobre cada objeto encontrado e etc…
    MIAs eu vi em muitos jornais coisas idiotas como ” O fulano q é numerologo diz q os numeros do avião eram malditos” são essas coisas q mais me inrritam
    eu passei na banca de jornal q tem aqui perto de ksa e vejo a manchete de 1º pagina “Homem é salvo pela voz de Deus ele ia embarcar no avião mas ouviu a voz de Deus e não embarcou pq a voz disse q era para ele não embarcar”
    putz acho isso o cumulo po se Deus ou o Diabo falou com ele eu num tou nem ai
    a midia tem q deixar de ser tão idiota e falar do que interessa e não de imbecilidades


  124. Não ao exagero, mas sim ao respeito aos familiares que perderam entes queridos. Isso não é brincadeira, só que passa por isso pode entender. Por isso pra você que não perdeu ninguém em acidente de avião é difícil compreender.


  125. Hoje a bebida e as drogas sao praticamente liberadas e incentivadas,claro as mentes começam a pensar em funçao do maior ou menor consumo destas substancias,só uma mente bastante afetada por estas substancias nao consegue ver a diferença entre a morte ocorrida pela divida aos “omi” e a morte de mais de 200 pessoas a bordo de um air bus no meio do atlantico,nao precisa ser muito esperto para saber que um aviao que sai do rio para paris nao foi feito para cair,e dever dinheiro para os “omi” é a mesma coisa que estar pedindo para morrer ou para ter seus parentes mortos,um é tragedia o outro é suicidio;esta estoria de dizer que a vida tem o mesmo valor é balela,como pode a vida de alguem que vive metido no crack,cocaina,maconha,alcool ter o mesmo valor de alguem que aproveitando sua aposentadoria de 35 anos de trabalho,comemorando seus 50 anos de casado,etc…,etc.. ter o mesmo valor de quem nao valoriza a propria vida e vive enfiado nas drogas,é por isso que o interesse por uma tragedia desse tipo é maior que o suicidio diario de milhares de pessoas que por motivo de estar enfiado nas drogas vao deixando este mundo em pencas.Ao invez de dar o mesmo valor para estas mortes aos seus leitores e ser fartamente aplaudido,aproveite sua fama,sua popularidade e exorte seus leitores a parar com as drogas.


  126. Realmente… Meu comentário será um entre muitos, mas eu comentarei. Acho um exagero essas informações repetidas. Concordo plenamente com o que você disse. Mas as pessoas tem que se manter informadas, como familiares das vítimas… Você não acha? Essa é a sua opinião.


  127. é.. pois é.. isso me irrita d+.. hj mesmo explodi qdo percebi q algum mongo renomeo alguma comundidade q eu tava pra uma de luto ao voo.. a nao.. entrei num topico la o cara fez uma piadinha do acidente.. e um monte d babaca crucificano o cara.. estorei.. xinguei todo mundo.. bando de mongo do caralio…

    http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs.aspx?cmm=21265169&tid=5343172021982573693&na=2&nst=35

    qem kiser xinga vai la
    cya


  128. Olha a verdade é que já encheu o saco, exatamente esse exageiro que vc tá falando.
    Antes era a Gripe Suína.
    Agora a Notícia do Avião tomou conta.
    É avião pra lá, avião pra cá.
    Eu já nem leio mais nada da história do avião.
    Se é que os corpos são das pessoas mesmo, e se é que os destroços são do avião mesmo.
    Vai saber se é tudo uma farsa criada pelo governo para encobrir a real localização das pessoas?


  129. Notícia tem que ser dada! Informações devem ser passadas!
    Mas o exagero é que enche o saco!
    Como o caso dos Nardoni, Gripe Suína, gripe aviária …
    O fato é que inventam tanta coisa para grudar o povo na tv, que acaba enchendo o saco! Daí ninguém aguenta mais falar, pensar e ouvir isto…

    Aliás, ninguém não, pelo menos eu não aguento.

    Concordo com isto – “Chore por todos, ou não chore por ninguém.”


  130. é isso que sempre acontece. e quando vamos comentar isso, somos criticados pela maioria. não aguento mais “caso isabella”, “caso avião”, “caso menino joão”. que saco!


  131. Concordo com o texto, quando soube do acidente senti um pesar pela familia do msm jeito q sinto por qm perde alguem, porem, a primeira coisa q disse sobre isso foi, agora começam as fotos dos mortos quando vivos, as historias comoventes…todos q morrem dxam historias e coisas imcomplestas pq eles são mais especiais q outros ? O problema nisso tudo realmente é o sensacionalismo.


  132. Concordo com tudo que você disse, felizmente não é só você que pensa assim camarada, e INFELISMENTE são instituições financeiras que só visam lucro indepentente da forma que é tratada a informação. Quando esse avião caiu tenho a certeza que milhões de pessoas pensaram: “Aff, lá se vai 2 mês de noticias até acharem(a capsulona do pneu desse avião) e descobrirem tudo sobre essa tragédia.” O fato de você expor sua idéia é normal, só acho que você não deveria se incomodar tanto pelo simples fato de nós sermos quase nada em relação a qualquer veiculo de midia global. Jornal eu assisto as vezes quando sei que vai ter algo que me interessa, é por isso que eu prefiro os blogs, dependendo de onde você procura é um prato cheio de informações de todos os sabores. Fazer o que né? Essa não foi a primeira e nem vai ser a ultima.

    Ah, gostei do “Chore por todos, ou não chore por ninguém.!
    Abraço.


  133. Pior ainda são as retrospectivas de todos os acidentes aéreos da história da humanidade. Ou seriam pior as fotos das vítimas e a pequena biografia que eles lançam durante o jornal nacional para a comoção geral da galera?
    Argh!


  134. Concordo com muito do que você disse, porém discordo de alguns pontos!
    Fico totalmente indignado com pessoas que adoram rotular os brasileiros como “povinho”! A questão de sabor por tragédias não é exclusividade tupiniquim, é algo presente em qualquer parte do mundo! Um exemplo é o sensacionalismo que está sendo veiculado pelos jornais franceses sobre o mesmo acidente!
    Outra questão é que você está se referindo exclusivamente à globo! Costumo ler e assistir vários jornais não relacionadas ao grupo Globo e a maioria tem tratado o bendito acidente como uma notícia como qualquer outra, o que de fato é!
    Um grande abraço!


  135. tragedias com repercussão assim, me dão nojo.
    nao consigo chorar por isso, morreu? morreu. pessoas morrem todos os dias, muitas vezes, pior do que se tivesse caido de um avião, o povo só “chora” e se revoltam quando a midia vai em cima –‘


  136. Cara, seus textos são bons… Mas, melhor ainda são seus comentários refutando as contra-argumentações. Às vezes até cômico, vezes pelos contra-argumentares, vezes por sua parte mesmo.

    Ligo o meu filtro automático pessoal, e só leio o texto e os comentários “dignos” de sua réplica em negrito. E o melhor de tudo e ver que há leitores com retórica tão forte (se não mais) quanto a sua. Isso dá prazer à leitura…

    E cara, sabe aqueles comentários muito fodas que você vezes por ego não aceita? Então aceite eles… Não é só um exercício de humildade ser batido na retórica, é também um exercício de vida (sem filosofias) seja pra você, seja para quem lê o seu blog.


  137. Pura exploração da dôr alheia os noticiários das tvs e jornais. Tanta gente morre em acidentes, bala perdida, SÃO SERES HUMANOS tambem. A VARA QUE BATIA NO CHICO, NÃO BATE MAIS NO FRANCISCO PORQUE ?


  138. ”Chore por todos, ou não chore por ninguém.” / faço de tuas palavras as minhas, õ/


  139. Concordo plenamente. Como diz em uma de suas músicas, o sábio Humberto Gessinger: “No ar da nossa aldeia há infelizes enfartados de informação”.
    Esse sensacionalismo acaba sendo um desrespeito com a família das vítimas de tragédias. Não deixam com que a ferida de perder seus entes cure e, no caso do acidente aéreo recente, muitas famílias reclamaram sobre as buscas, argumentando as buscas traziam mais dor.
    Tanta hipocrisia pra uma população. Reclamam dos políticos corruptos, mas ao invés de lerem uma notícia sobre os problemas da câmara, estão lendo mais uma tragédia corriqueira; ao invés de preferirem um livro, um filme ou uma música que critica a realidade, estão escutando funk, lendo crepúsculo e vendo Juno. Não que eu ache que tais formas de entretenimento sejam totalmente banais, mas já que têm tempo pra essas porcarias (nota: porcarias ao meu ver), poderiam ao menos ser um pouco mais críticos à realidade e, assim, menos hipócritas.
    Sinceramente, acho que nós brasileiros merecem viver no país que vivemos. Somos comodistas, deixamos nos manipularem e vivemos grandes ilusões.
    Mas sem problemas, 2012 chegará rsrs.



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: