h1

A culpa é nossa, não de Portugal

19 de junho de 2009

É muito comum, no Brasil, lidarmos com pessoas que utilizam o argumento da colonização portuguesa como motivo principal para o total insucesso brasileiro. Na cabeça destas pessoas, cujas idéias em geral são incutidas pelos despreparados professores de História nas escolinhas, a exploração portuguesa no país acarretou os problemas que vemos hoje em dia. Mas quais exatamente são estes problemas?

O Brasil sofre de um grande mal principal. Um mal que é a origem de todos os outros males do país. Um mal tão forte e violento, que acaba com o interesse de investimento na educação e saúde. Um mal que no Brasil é tão grande, que nos torna referência. Este mal é a corrupção.

A corrupção brasileira, aliada aos interesses políticos de enriquecimento através do lícito (vide salários, cargos e benefícios em todo setor legislativo e executivo), gera uma cadeia de ações (ou falta destas) nocivas a toda sociedade brasileira. É a vontade de estar sempre sugando o dinheiro do povo e concentrando a renda que faz com que não haja o mínimo interesse de investimento na instrução da plebe. Por conta disso, temos uma população extremamente ignorante, que sequer sabe o que é uma Constituição, que dirá o que faz um Vereador.

Com um dos piores salários mínimos do mundo (descartando países miseráveis, já que o Brasil tem um Tesouro gigantesco), nosso país possui o segundo maior nível de impostos do planeta. Perdendo apenas para a Dinamarca, que em contrapartida coleta os impostos na fonte mas devolve em forma de escolas, hospitais e lazer gratuitos. O que o Brasil oferece em troca do segundo maior índice de impostos do mundo? Para onde está indo o seu dinheiro? Como se não fosse suficiente, o país também registra a segunda pior distribuição de renda do planeta, perdendo apenas para a Índia.

Onde está o dedo português na falta de índole do brasileiro? Onde a exploração portuguesa afetou nosso caráter? Como podemos ter a cara de pau, a insolência de culpar a Monarquia portuguesa por nossa própria preguiça, por nossa própria inoperência?

Revolta-me ver um cidadão que sequer levanta as nádegas sórdidas da cadeira para aprender um pouco sobre sociedade e política, profanar as estapafúrdias idéias de que o Brasil assim o é pela exploração da colônia. Será que não passa na cabeça deste ignorante exemplar que a culpa mora nele próprio?

Soa fácil dizer: “o país assim o é porque foi explorado”. Mas e você? O que tem feito? Qual sua conciência política? Quais suas ações para melhorar este país? Onde está, pelo menos, a sua parte feita?

Ou será, que no meio de tamanha estupidez, soa mais fácil confortar-se com sua própria charlatanice e afirmar, de uma vez por todas: “foda-se, eu sou fruto do que me fizeram”. Afinal, há muitos que argumentem de que para cá eram enviados presidiários e prostitutas, por isso formamos uma sociedade corrupta. E eu penso: como pode a Austrália, país que servia somente para receber presidiários ingleses, ter se tornado referência de índole? Vai ver os presos ingleses eram cultos e íntegros, enquanto os portugueses eram sórdidos e safados, como nossos políticos atuais.

Não foram nossos colonizadores e sua índole que formaram o caráter brasileiro. Eles foram apenas uma influência, algo que já superamos. O que ficou foi nossa própria cultura, a dos safados no poder e dos acomodados na ralé. Hoje, não temos mais portugueses ditando as regras, muito menos putas e bandidos sendo enviados para o país. Por isso, pense por um segundo: você se sente influenciado por ladrões?

Criem vergonha e mudem. O país é o que é por causa de nós, não pelo que nos fizeram. E enquanto depositarmos a culpa em terceiros, ao invés de encararmos o próprio umbigo, continuaremos onde estamos.

Anúncios

82 comentários

  1. eu estava esperando um post como esse desde quando você começou a falar nas maravilhas de Portugal e o pessoal nos comentários só colocavam a culpa na colonização portuguesa! como sempre, muito bem escrito ;D


  2. Veja o coeficiente de Gini e tire suas conclusões sobre a distribuição de renda do mundo https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/fields/2172.html


  3. Muito bom! Realmente é algo que devemos parar pra pensar e tomar um pouco de vergonha na cara!!


  4. A acomodação é um mal terrível do brasileiro, inegável, mas quanto a índole tem uma grande influência sim.
    Um país que fez rios de dinheiro, não só com a “exploração” do Brasil, como também com o comércio com Oriente, gastou todo esse dinheiro sustentando uma nobreza sugadora.
    A família real veio para cá amedrontada, trouxe benefícios sim, mas quando voltou a Portugal levou todo o “nosso” dinheiro para sustentar uma nobreza falida.
    Em termos de mentalidade fomos muito influenciados.

    Fora isso, concordo contigo.

    ———————————————

    E você aceita a influência como desculpa para os ladrões safados de Brasília?


  5. Seu ponto de vista é interessante, mas a merda começou quando Portugal resolveu mandar só os sangue-bom pra virem colonizar aqui. Não dá pra dizer também que isso explica tudo.

    —————————————–

    Esse argumento está no texto, com explicações.


  6. Muito interessante o seu texto, como muitos outros escrito por você. Eu gosto de ver quando alguém tem a mesma opinião minha, mas agora lendo tudo isso me surgiu uma dúvida. Você, pessoa “estudada”, como diria minha mãe, com um bom pensamento de mundo, o que você tem feito pra mudar e tentar ao menos amenizar a corrupção brasileira? Não que eu durante esse meu primeiro ano de maioridade tenha feito algo além de votar no prefeito e vereador de minha cidade ano passado, mas você, que reconhece o problema, já usou seu direito de cidadão pra acabar com o que acha errado?
    Espero que responda a esse comentário com uma resposta sincera, mesmo sendo contrária ao que você tenta passar pra nós.

    ———————————————-

    A formação de opinião é uma poderosa arma para a mudança. Não sou um revolucionário, mas faço a minha parte e tento ajudar os outros nas suas.


  7. Muito bom.
    Também estava esperando um post assim desde que você foi para Portugal.

    Sinceramente, se não tivesse sido através do CR, eu nunca teria ouvido falar nessa opinião de certas pessoas de botar a culpa do Brasil ser a merda que é hoje, em Portugal.

    “Ah, mas fomos roubados, Portugal roubou toda nossa riquesa…” Ah, mas vai ter vergonha na cara, e admita que o Brasil é uma merda e é assim porque o povo brasileiro o fez assim!

    Ou vai me dizer que botar um analfabeto, corrupto e que dá bolsa-familia pra metade da população pra ninguem trabalhar, no poder do teu país, tu tá ajudando a faze-lo crescer? Ah, para.


  8. muito bom mesmo!

    cara, eu acompanho seu blog já faz uns três ou quatro meses e confesso q essa é a primeira vez q comento… vou fazer isso mais vezes, mas de primeira gostaria de te parabenizar por todo o conteúdo q eu li até agora…

    valeu mesmo!


  9. RÁAA eu já sabia.

    Qualidade e clareza, apenas dois motivos para o Controle ser um dos blogs que mais gosto.


  10. Realmente não se trata da colonização em si, que afinal não passa de uma “parte” no processo de formação do nosso país, ela é uma “possível” justificativa ao subdesenvolvimento, já que de todos os países do chamado novo mundo o único que se tornou independente(economicamente) e desenvolvido foi os EUA, seja graças a negligência salutar e posteriormente a vitória dos colonos do norte na guerra de secessão, que possuíam uma melhor distribuição de renda, logo uma mentalidade mais igualitária que tendia a priorizar o mercado interno enquanto no sul agroexportador, escravista, extremamente desigual controlada por uma camada de latifundiários se sustentava pela exploração escravista e priorizava o mercado externo em contradição as atitudes protecionistas dos colonos do norte.
    No resto da América latina,após os processos de independência, seja no Brasil com o “Coronelismo” ou nas ex-colônias espanholas com o “Caudilhismo” o modelo colonial foi continuado, a desigualdade a exploração e os privilégios das elites latifundiárias permaneceram e o povo pobre, desprovido de educação e infra-estrutura necessárias ao seu desenvolvimento perpetuou tais condições degradantes que tornam nosso pais tão desigual.
    Podemos culpar a colonização portuguesa, a Inglaterra(da qual nos tornamos ainda mais dependentes após nossa “independência”), a elite latifundiária,a Ditadura militar a corrupção, o protecionismo dos países desenvolvidos(vide rodada de Doha), a mãe dos nosso políticos e suas promiscuidades sexuais…
    Vamos culpar todo mundo e continuar vendo a violência, a desigualdade, a corrupção. Mesmo porque eu prefiro assistir meu jogo de futebol, tomar minha cerveja gelada, fazer apologia a anarquia de valores, e o Brasil é que se foda!
    Acorda Brasil…


  11. Felipe e demais…

    leiam o texto: http://www.correiocidadania.com.br/content/view/3190/

    A argumentação do pq o PSOL não deve focar tanto na corrupção é uma boa reflexão sobre o que vc escreveu.

    Abração,


  12. Excelente comentário Juciê. A Índia não possue uma distribuição ruim da renda, pelo contrário!
    Evidentemente isso não garante boas condições para a população, uma vez que a renda é pouca e bem destribuida ( logo, ngm tem nada…)
    Mas bom o post…


  13. Não perdi tempo de ler o seu texto. Não foi desfeita. Sei que, com certeza, está bem escrito. O motivo de ter gostado sem mesmo ler o texto se resume no fato de ser brasileiro falando do câncer que é a corrupção no Brasil. Agora convenhamos, nenhuma novidade. Acredito que, pela lida bem por cima que dei, que faltou falar da corrupção do cidadão comum. Se falou, me desculpa. Mas corrupção é também os pequenos delitos, as pequenas trapaças…o troco que vem errado e a pessoa fica quieta. Dali é que começa o “ranso”, o “nojo” que é a corrupção e todo o mal que se mistura de desonestidade. E isso é geral, da traição da namorada até os segredos do Congresso.

    Como eu costumava dizer na época de faculdade: “seja honesto por convicção, não por falta de oportunidade”. Isso eu dizia muito porque, principalmente quando o cidadão entra na faculdade, ele pensa que é formador de opinião. O que pra mim é, na verdade, um “deformador” de opinião.

    As pessoas falam de honestidade com boca cheia até terem a oportunidade de receber uns trocos sem que ninguém saiba. Aquela velha história, : ah! o governo não faz, eu sonego mesmo”, “ah! ninguém ficou sabendo”, “ah! a empresa é multi-nacional, eles nem vão perceber esses trocos” e assim por diante.

    O fator é cultural…e é nativo do Brasil, não de herança dos Portuga. Quantos países foram colonizados por foragidos, inescrupulosos e eles não se tornaram tão corruptos quanto o Brasil? Muitos. Sendo assim, vou repitir o que é muito falado, “o Brasil é o melhor país do mundo, pena que tem brasileiro pra estragar”. Claro, não posso generalizar mas, hoje to por aqui com esse povo que não ve que se quiséssemos, seríamos o melhor país do mundo. Por tudo que temos naturalmente e todo o potencial que temos. Falta educação e cultura para mudar essa porra!


  14. Isso é uma indireta pelo meu comentário no twitter? hahaha

    Pois bem, creio que Portugal e outros países foram más influências sim para o Brasil, mas em nenhum momento disse que a culpa do Brasil ser assim seja de Portugal. Muito pelo contrário, Brasil é assim por causa do que é e pela corrupção e o blá blá blá de sempre…
    E fico imaginando como poderia mudar isso… pois cada vez que ocorrem eleições, mais candidatos corruptos e canalhas se elegem (e são eleitos!), então, como mudar?

    Você elogiar tanto Portugal deu a deixa para questionar o fato da colonização (exploração), mas se você elogiasse outros países mais desenvolvidos, quais seriam os argumentos?

    Enfim, o Brasil sempre foi o país das maravilhas, é impossível saber como seria se ele não fosse colonizado, o jeito é as pessoas deixarem de se acomodar através da ideia de que ele nunca mudará. (apesar de que dá desânimo e vontade de sumir daqui em 99,9% das vezes)


  15. Cara,

    concordo contigo, somos responsáveis!
    Mas antes de fazer um texto como esse vc deveria ler Roberto Da Matta, Sergio Buarque de Holanda, Darcy Ribeiro, Gilberto Freyre…

    É muito simplista reduzir toda uma lógica ideológica para “influência”, fica apenas uma análise pueril da realidade!

    ——————————————–

    Eles é que deveriam ter passado algum tempo lendo sobre a colonização australiana, para inventarem uma desculpa para justificar o fato de que uma nação entupida de putas e bandidos tornou-se referência.

    Não nego a influência que sofremos, mas é absolutamente ridículo justificar nossos problemas por conta disso. Bast pensar, novamente: “você se sente, HOJE, influenciado por preceitos de putas e ladrões?”


  16. Por quê essa revolta toda? 😀


  17. clap clap clap
    Você sempre escrevendo artigos que eu gostaria de ter escrito!
    O Brasil é um caso perdido no que se refere a mania de querer levar vantagem em tudo. Aquela máxima… consigo verba pra reformar a escola mas você precisa me apoiar na próxima campanha… bléh
    O que falta é um governante de “cojones” sem rabo preso com ninguém pra cortar as asinhas dessa corja e exigir a reformulação do sistema como um todo.

    Ass: “Quem diabos é a Ester (Omedicast)” rsrsrsrsrs


  18. Não eu prefiro continuar depositando a culpa em terceiros e tentando montar uma pequena fortuna pra viver melhor, é bem mais cômodo.

    Além do mais, nós somos os melhores no Futebol.


  19. Eu acho que vc ta encantado demais com Portugal no momento, por isso ta achando o Brasil uma merda, aposto que se vc ficar mais de 3 meses na Europa, vai sentir falta dos botecos e da feijoada brasileira, te garanto pq aconteceu o mesmo comigo.

    ——————————————-

    O que isso tem a ver com o texto?


  20. Muito bem colocado Felipe!
    Leio seu blog sempre
    Seus textos são ótimos!
    E muito fácil outros leitores falando que a “culpa” de como o Brasil está hoje
    é por causa da colonização portuguesa…
    Se parássemos para pensar que a grande culpa e NOSSA, por colocar no “comando” de nosso pais, de nossas cidades, pessoas interesseiras que só querem nos roubar! Pessoas essas que nos enganam fazendo promessas e mais promessas, mas depois quando chegar a onde querem, se esquecem das promessas que fizeram e só pensam em se “dar bem”

    Felipe continue nos dando noticias suas!
    E nos prestigiando com seus textos incríveis!

    Bjus

    Tudo de bom pra vc!


  21. Post muito bom, Felipe. O problema está na falta de educação do brasileiro mesmo. É quase biológico isso, a “esperteza” do brasileiro. Quando o Rio de Janeiro estava começando a formar favelas, a prefeitura incentivava uma caça aos ratos, que assolavam a população com doenças, e pagava por cabeça de rato. Era a diversão da criançada na época, matar rato e depois ir no posto da prefeitura com os ratos pendurados pelo rabo e pegar uma pequena recompensa. Eu aposto que você já está pensando no que os “espertos” começaram a fazer quando souberam disso. Já sabe, né? É isso mesmo. Muita gente começou a criar rato no quintal.

    Portugal tem uma participação pequena no insussesso brasileiro. Foi uma mistura de fatores, desde a colonização até o governo JK, que firmou o país como emergente, abrindo o país para as transnacionais, em vez de criar condições para a nossa burguesia industrializar o país. Assim, teríamos uma industrialização lenta (isso é bom, mas JK não concordava), gradativa, e permitiria uma melhor organização do espaço urbano. Assim, teríamos cidades bonitas, limpas, com menos congestionamento, como Portugal tem. Porém com uma industrialização acelerada, tivemos várias pessoas saindo do campo para a cidade. Resultado: Favelas, miséria e todo o contraste social que vemos hoje nas grandes cidades. Para consertar isso tudo, só se demolirmos as principais cidades e construir de novo. Por isso vivemos de “improvisos” nas cidades, obras quebra-galho, bolsa família, e por aí vai, porque consertar daria muito trabalho. Ninguém tem vontade. Já estamos “conformados” com isso. Reclamamos (o povo brasileiro) mas não fazemos nada.


  22. É interessante ver um estudante de Direito chamando os historiadores de despreparados, e, além disso, falar apenas dos salários e dos benefícios dos poderes legislativo e executivo… e os do judiciário? Onde estão os advogados canalhas que fazem parte das quadrilhas? E os juízes corruptos, como Lalau e outros? O Brasil não está passos atrás em relação à desenvolvimento, não só por causa da colonização exploradora de Portugal, mas também porque ainda é um dos países mais corruptos do mundo, não esquecendo de incluir nessa corrupção o poder judiciário.

    ————————————————

    Se você ler atentamente, verá que falo do enriquecimento LÍCITO quando cito o legislativo e executivo. Isso por conta de seus benefícios ilimitados, que chegam a ser cômicos. Esse tipo de coisa não acontece tanto no judiciário. A falta de interpretação gera opiniões erradas.


  23. Não, jamais aceitei e nunca aceitarei.
    Não são só eles que são ladrões e safados, a maioria do povo brasileiro só não rouba tanto quanto eles por não tem capacidade, o que gera poder para tal feito.
    Compare os nossos políticos com o povo brasileiro. Diga-me uma pessoa contente com seu salário e que não o aumentaria se pudesse?


  24. Não li o texto todo (desculpas)
    Depois eu leio to comentando so para te indicar o livro 1808 talvez assim vc descubra como português é um povo burro e preconceituoso com ideias extremamentes religiosas etc… etc…

    ————————————-

    Já li, Victor, mas o livro retrata a sociedade portuguesa de 200 anos atrás.


  25. Kra, de boa…
    Esse assunto já deu

    ————————————-

    Que feio Thiago. Antes eu era um incapacitado por não mostrar que o argumento da colonização era inválido. Agora, “já deu”, tá ficando feio.


  26. Aplausos para o Felipe. O cara está em Portugal, mas nem por isso deixou de escrever textos que nos fazem refletir.


  27. Felipe! Vai procurar umas portuguesas para fazer sexo e pára de escrever, adoro seus textos, e concordo com esse inclusive, mas você ta de férias, cara.
    Abraço

    ——————————————

    O CR é meu trabalho e ele não me permite tirar férias.


  28. Antigamente eu ainda acreditava nessa teoria de que Portugal explorou o Brasil até não sobrar nada, mas essa é uma ideia idiota.

    E pro Rogério, blogar não tem férias, porque acima de tudo é gratificante e divertido.


  29. “O mais importante de tudo não é o que fizeram de você, mas o que você vai fazer, com o que fizeram de você!” (Jean Paul Sartre)


  30. Leia um pouco mais sobre a questão indígena, o MST, quilombolas e tantos outros movimentos sociais.
    Só assim você vai ter noção do mal feito pela INVASÃO dos Portugueses.
    Leia cara, de verdade! Você é uma pessoa inteligente, tenho certeza que vai mudar muito do que você acredita.
    Também acredito que está em nossas mãos a mudança, não podemos usar o passado para justificar o presente, mas as pessoas que sofreram não podem ser esquecidas!
    Não podemos negar as desgraças do passado, até mesmo pelo fato de chamarem de “descoberta” a invasão sofrida a um país povoado.
    As influencias ainda existem sim, principalmente na questão agrária.
    Leia um pouco sobre o conflito de terra, que só existe porque alguém chegou aqui e se disse dono de um solo que pertencia a outros povos, de cultura muito rica e que caiu no esquecimento.
    Um cara ali em cima recomendou algumas leituras, eu também recomendo.
    Não me interessa a colonização australiana, porque meu país é o Brasil, que é referencia no tratamento da AIDS, tem as Urnas eletrônicas, tem hábitos de higiene inigualáveis – sabe qual a cidade mais solidária do mundo? O Rio de Janeiro!!! A Austrália que use isso como exemplo!
    O maior problema do Brasil são os brasileiros, que negam tudo de bom que existe aqui e sempre agem como se outro país fosse melhor. Todos os lugares têm seus problemas, suas histórias, com a gente não é diferente!

    ——————————————

    Por favor, não me venha citar MST. Tenho asco dessa raça de interesseiros.


  31. Uhul, estava esperando ess texto. \o/
    Ainda acho que a colonização influênciou sim, porque tu comparou a nossa colonização com a Austrália? que foi em épocas bastantes distintas.
    Como tu mesmo disse, a Índia, que teve uma colonização muito parecida tem a desigualdade do mesmo tamanho do Brasil, portanto, a influência ainda existe, eu posso não me sentir influenciado, mas isso não significa que eu possa desconsiderar isso pra explicar porque meu país está desse jeito.
    E mais, o homem é influenciado pelo meio, podemos tentar muda-lo, mas isso requer tempo, e nós ainda não tivemos.
    Mas curto sua indole de “revolucionário”, ou quase isso. Pelo menos tu tem uma página que forma opiniões, que gosto muito de comentar pois treino um pouco de argumentação =D, candidate-se, cara.
    Aliás, acho que agora o assunto está encerrado mesmo, já entendi seu ponto de vista. Até mais.


  32. Colocar a culpa unicamente no povo brasileiro é tão ruim quanto dizer que a culpa foi dos portugueses. Eu já escrevi um comentário enorme sobre isso antes, que você decidiu não publicar, mas que seja:

    O país não tinha uma constituição democrática até 1891, e o primeiro presidente eleito democraticamente foi em 1894, Prudente de Morais. Ainda assim, o voto não era totalmente justo, permitindo somente uma elite de votar. SOMENTE EM 1946 o voto se tornou “justo”.

    De 1946 até 1964, tivemos votações justas, economia relativamente boa, educação adequada, etc. E então veio a ditadura. Financiada pelos americanos (Assim como várias outras ditaduras da américa latina da mesma época), a ditadura nos transformou em capitalistas eternos, o que era do agrado dos americanos pra não existir outra Cuba. Se não tivesse acontecido a ditadura, sem dúvida, a culpa de não sermos como o japão atual seria totalmente nossa.

    E o que fez a ditadura? Eliminou educação das escolas. Filosofia, matéria que eu acho essencial pra “liberar as cabeças” das pessoas, foi aniquilada por 24 anos. A escola também evitava evoluir raciocínio. Universidades técnicas, uma das coisas mais básicas para fazer o país ir pra frente, foram aniquiladas. Universidades em geral também pararam de obter financiamento. A cultura em livros, propaganda e filme também era destruidor.

    Tem também o exôdo rural, a explosão populacional (Aumentamos em 100milhões num período de 40 anos), as diversas crises com nossa moeda… Some isso tudo, você obtém pelo menos uma geração formada por pessoas burras, e uma educação reduzida de forma absurda.

    Na ditadura, o que obtemos? População carente, sem conhecimentos ou discernimento, com baixa qualidade de vida. O governo? Envenenado de idéias militares, alguns mais bitolados que outros, e com dividas e inflação absurdos. Ou seja, além de problemas sociais e econômicos claros, tanto do governo quanto da população, já tínhamos o “jeitinho”. Militares não eram eleitos, certo? Eles simplesmente governavam pela patente. E não dependiam de seus feitos para continuar no poder, então porque não dar seus “jeitinhos”. Uma ética que talvez uma boa parte dos brasileiros compartilha, mas sabe-se lá se é uma “tradição” de antes da ditadura ou é assim que a população passou a ter visão dos governos.

    De certa forma, o Brasil fez isso com ele mesmo. Mas, se existe um bom motivo pro Brasil ser o que é hoje, é por causa da ditadura, e esta não foi causada por nós mesmos.

    —————————————–

    A Ditadura foi, de fato, uma das maiores influências para a mentalidade atual do povo brasileiro. O comodismo e o completo desinteresse criou grande força ali. Mas o que eu quero que você entenda, é que já somos uma nova geração. Um geração que precisa se desvencilhar de preceitos do passado e criar forças para contestar, para agir inteligentemente. O que nos impede é nossa preguiça, e seja ela do fruto que for, é a principal culpada. A NOSSA preguiça.


  33. Interessantíssimo texto, Felipe.
    Parabéns.


  34. Poxa, odeio quando sou obrigado a concordar com o blog, ainda que com alguma ressalvas. Mas só pra lembrar, não vi ser dito isso, que Portugal mantinha grandes colônias, com toda a exploração que têm direito, até 1975…


  35. Bom texto.

    Eu acho que realmente a colonização que o Brasil sofreu é um fator importante, mas o que conta mesmo é a desonestidade que impera aqui e o ‘jeitinho brasileiro’ de resolver as coisas, subornando o guarda de trânsito ou o fiscal, tentar subir na vida através de amizades (a famosa ‘peixada’, que inclusive ocorre muito no meio militar) ou de ‘big brothers’ ao invés de estudar e contribuir alguma coisa para a sociedade.

    Muitas pessoas fariam o mesmo que os políticos que tanto criticam se estivessem no lugar destes.


  36. a resposta não está diretamente na exploração, mas sim em seus reflexos, depois da independência, os Brasileiros de verdade que restaram por aqui (não sendo decendentes unicamente de portugueses) mal sabiam ler, o que gerou um nivel mental abaixo do normal (povo ignorante, filho da puta, que tem um golf rebaixado que parece um trio elétrico, anda sem camisa pra mostrar os bíceps, etc)


  37. É, a culpa é de todos nós mesmo. Acho muito difícil arrumar o país, mas beleza.

    Não me lembro de conhecer ninguém que faça algo pra mudar. Acho que a maioria, assim como eu, vive sua vida. Faço minha graduação, meu estágio, levo meu minúsculo blog, tenho namorada, amigos, saiu pra me divetir quando tenho grana e tempo… Só…

    E você faz o que pra ajudar a melhorar a situação do país?
    Não interprete a pergunta como um “ataque”. =P

    Gostei do texto, colocar a culpa na colonização não é explicação pra situação do país, apesar de acreditar que os lusitanos têm certa contribuição para a situação atual.

    ——————————————–

    já respondi ali em cima.

    E saiba, você não precisa fazer nada para MUDAR o país, somente fazer a sua parte já mudará muita coisa. Vote com inteligência, crie consciência política, leia, estude e não descarte seu poder na democracia.

    Abraço


  38. E o que você faz para mudar a situação?

    ————————————-

    já respondi ali em cima.


  39. Felipe, na boa, gosto dos seus textos, mas eles sempre me dão muita vontade de contrariá-los. Você vive dizendo que o Brasil é uma merda por causa da mentalidade dele, de corrupção, de ignorância, etc etc. Mas eu acredito que existem sim, muitas pessoas honestas no país, e que é fácil dizer que é essa corrupção toda que fode o país. Acho que o “subdesenvolvimento” daqui é uma questão mais complexa do que culpar só a colonização ou só uma questão imutável que está enraizada na cabeça do brasileiro. Não me parece certo adotar posição de “coitadinho”, mas também não adianta se açoitar continuamente. Acho que os países europeus também são muito corruptos e que é equivocado endeusá-los tanto. A qualidade de vida de muitas pessoas melhorou no país, e existem instituições públicas que funcionam muito bem, até. Existe uma dificuldade geral de aceitar que o Brasil possa ter melhorado sua situação, mesmo que sobre alguns aspectos.
    Difícil seria explicar a origem dessa mentalidade de corrupção de que se fala tanto. Estava aqui desde os índios? Ou veio com…peraí… os estrangeiros? O Brasil não “nasceu para o mal” do nada.
    Não me leve a mal :~


  40. Bravo! Adorei…
    Esse foi o melhor Post de todo o Blog.
    Só quero acrescentar algumas “cossitas mas”
    Antes que alguém pense o contrário, sou brasileiro. Muitas coisas contribuem para esta baderna de país. Entre elas, evidentemente, a própria sociedade, mais precisamente a juventude. Não se faz mais jóvens com garra como antigamente. Não se vê mais passeatas de estudantes como nós fazimaos nos anos 70 quando a UNE era realmente uma UNE. Se alguém tenta manipular a massa e marca uma passeata pela paz, como aconteceu no ano passado no Rio, comparecem míseras 200 pessoas. Mas para uma passeata GAY comparecem 3 milhões de babacas, cujos objetivos é o fim da família, o fim da humanidade. A essa merda vai até quem não é Gay. Pior que isso, ainda levam seus filhos pequenos para os incentivar. Esquecen-se que estão sendo referencia de um cancer anacrônico com objetivos subliminares cujo fim da sociedade será trágico como Sodoma e Gomorra.
    Uma juventude que engole tudo que a TV GLOBO lhes enfia goela abaixo em que sua fonte de culta são as novelas. Veja o que fizeram nossos jovens em 1995 ao irem às ruas – enganadaos pela GLOBO – com as caras pintadas para tirarem, nem mais nem menos, que o MELHOR PRESIDENTE QUE ESTE PAÍS JÁ TEVE, Collor de Melo. O que é pior, ainda não se aperceberam disso e ratificam com a fraze “ele era ladrão”. Esquecen-se que ele foi absolvido de de todos os processos contra si e só colocado para fora porque quis fazer algo pelo nosso país, acabar com a corrupção.
    Outra gafe de nossa sociedade medíocre. Quando tivemos a chance de mudar o sistema politico para Parlamentarismo – o mesmo dos países civilizados – excluindo-se os EUA (aí é outra história), através de plebiscito eles votaram pelo Presidencialismo. Sequer sabem que o presidencialismo significa dar poder a UM SÓ HOMEM para decidir sobre o destino de 180 milhões de brasileiros.
    Então, cambada de ignorantes e imbecis, assumam a merda mas não coloquem a culpa nos Portugueses porque o ouro do Brasil hoje continua, e continuará, saindO daqui para os EUA, assim como nossas pedras preciosas que saem para a Alemanha e nosso QUARTZ para o Japão, nosso minério para os EUA, e por aí vai. Um país que só faz Leis para FODER o povo, enquanto em toda parte do mundo elas são para beneficiá-los, o que poderiamos esperar disso? Exatamente o que temos aí. Um país em que o Prsidente é chefe de uma quadrilha (PT), em que todos foram depostos por corrupção mas o CHEFE continua lá, imune, você quer o quê? Um país que se gaba de ter uma Petrobrás e ser quase autosifuciente em petróleo mas cobra a gasolina a preço de ouro e quanto mais poços descobre mais cara fica, o que se poderia esperar? Um país que se gaba do lucro da Petrobrás mas foi agora pedir um empréstimo à INDIA de 12 BILHÕES de dólares para explorar a camada pré sal, em troca, dará durante 10 anos à índia combustivel quase de graça. Um país que nos últimos 50 anos não fez sequer uma auto estrada, nem consetou os buracos das merdas que temos, não construiu nem reformou um Porto marítimo, não fez um Aeroporto, nem um Estádio olimpico decente, também não fez uma só Ferrovia mas conseguiu acabar com a única que existia entre o exio Rio-São Paulo. Um país que tem uma inflaçao de 5% ao ano, mas que autoriza os bancos a cobrarem juros de 360 anuais e ainda concede status de banco às empresas de cartões de crédito para que também posso ser enquadradas na mesma lei permissiva e daninha. Um país que diz que não temos crise, apenas uma marolinha, enquanto a crise está comendo solta no resto do mundo – aguardem até ela chegar -. Pois é amigos de um povo dessa estirpe, corrupto por natureza, só se podia ter um resultado desses. Ainda tem economistas que dizem ver uma luz no fim do tunel. Só se for um cargueiro que vem de frente porque desde criança que ouço meus avós dizerem que isto é o pais do futuro, só se for o futuro da CHINA.


  41. “Já li, Victor, mas o livro retrata a sociedade portuguesa de 200 anos atrás.”

    Ah bom, havia me esquecido que a colonização era um fato recente… [ironicmodeon]

    Já tive a oportunidade de visitar Portugal, e realmente, o povo de lá é muito educado e receptivo, a impressão que tive é que tudo funcionava como deveria.
    Mas quanto a colonização, a sociedade européia da época tinha como base moral o cristianismo extremista, sendo pra mim, a maior e pior influência que recebemos deles.


  42. Culpar somente a colonização do Brasil é tão idiota quanto a teoria determinista. Ter sido colônia de exploração com certeza foi um dos grandes problemas, mas não foi o único. Talvez tenha sido o primeiro deles.

    A corrupção, que segundo você, é o grande mal principal do país, tem, para mim, uma origem muito mais profunda e intrincada de fatos e condições do que realmente parece. Não são simples gastos e roubos excessivos

    O grande mal do Brasil é a educação.

    A concentração de terras desde 1930. As capitanias, as sesmarias, os latifúndios. A concentração de renda que há tempos assola este país e que não deixou nosso povo ser educado.

    Um cidadão educado escolhe bem seus governantes, reconhece problemas e possíveis soluções, faz valer seus direitos e deveres. Um cidadão educado vai para a universidade, se forma, ganha um trabalho e se alimenta bem. E consome. É político. Um cidadão educado faz muito. É por isso que digo: educação é nosso problema e nossa solução.

    Contudo, dizer que o povo brasileiro é preguiçoso me parece ao menos desrespeitoso. O brasileiro é um dos povos que mais trabalha no mundo, ao passo que é um dos menos recompensados.

    “Onde está o dedo português na falta de índole do brasileiro? Onde a exploração portuguesa afetou nosso caráter? Como podemos ter a cara de pau, a insolência de culpar a Monarquia portuguesa por nossa própria preguiça, por nossa própria inoperência?”

    Uma das mais reconhecidas características do povo português quando se estuda história é o seu sedentarismo, para não dizer preguiça. Portugal nunca foi um país apegado ao trabalho, daí a enorme quantidade de colônias de exploração que o país possuía.

    Pessoalmente, se o povo brasileiro tem alguma preguiça ou inoperância, esta foi herdada dos europeus que aqui aportaram, já que nem os índios tampouco os escravos eram sedentários.

    A verdade é que o povo brasileiro é acomodado, conformado. Não tenta mudar porque está satisfeito. Porque não sabe o quão melhor as coisas podem ser. Porque não é educado.

    http://veja.abril.com.br/111006/ponto_de_vista.html

    Ainda: Já passa da hora de termos um presidente disposto a investir nesta merda que chamam de educação básica e aniquilar as cotas universitárias.

    boa viagem 😀

    ———————————————

    E o que causa a falta de investimento em educação? A falta de interesse político, pois nossos governantes necessitam de um povo ignorante para continuar executando suas canalhices. Tudo se resume à corrupção.


  43. Cara… leio seus textos há um tempinho e sempre vinha concordando com as suas idéias, mas desta vez a sincronia não foi inteira.

    Entendi a análise no ‘presente’ do pensamento das pessoas que fazem parte deste país, como também entendi o pensamento de que devemos deixar para trás essa camisa de força de nome inércia. Mas o que você não deve ter pensado é que, fazendo uma comparação simples, é muito difícil um adolescente praticar o islamismo, se, como em muitos lugares deste país, a única religião que se tem conhecimento é o catolicismo. É óbvio (e não há nenhuma novidade nisto) que os portugueses não ditam mais NADA por aqui, não mandam mais os tipinhos renegados de lá para viver em castigo nestas terras. Porem seus descendentes continuam aqui. E não falo somente em sangue, mas sim em pensamento. Os ideais de conformismo, inércia e busca única, usando uma expressão conhecida, do ‘pão e circo’, são passados de pai para filho desde o tempo em que morar no Brasil era um castigo. E, não sei você, mas eu não gosto muito de ajudar algo que não tenho carinho.

    Berrar para todos que dogmas devem ser destruídos em dois segundos e que todos devem tirar as bundas gordas da cadeira é a mesma coisa de querer abrir o mar com um cajado. O ‘mal principal’ deste país não é a corrupção, ela é apenas um reflexo do verdadeiro mal: A falta de amor a este país. Quando não se importa com uma coisa, não se tem cuidado algum. Como o brasileiro poderia, do nada, começar a amar seu país se não sabe como é isto? Se nunca viu tal coisa? Eu jamais conseguiria começar a falar japonês se nunca tive ninguém para me ensinar.

    No presente a culpa não é nem dos portugueses, nem nossa. Nós não conhecemos a melhora, não conhecemos algo diferente do feijão com farinha para ‘alimentar’ o corpo e ‘Caminho da Índias’ para ‘alimentar’ a mente. Ou você acha que são todas as pessoas que vão a Portugal tirar conclusões para desafiar o pensamento dos professores de história de escolinhas?

    Eu pensaria duas vezes antes de criticar algo que as pessoas que o praticam nem tem conhecimento, pois, para maioria alienada e inerte, a vida parece maravilhosa. Vender a arma que é um voto por um saco de cimento parece uma troca justa, pois, afinal ‘foi sempre assim que foi feito’, até pq, de armas, o povo desta terra entende tanto quanto um índio entendia a arma do branco, ou, até, um espelho, trocado por metais.

    Até aqui, e me perdoe por me estender tanto (o assunto necessita), apenas critiquei, e, crítica por crítica, é apenas uma crítica. Sendo assim, como mudar essa situação em que eu, você e todo o resto vive? Passo a passo, lentamente, muuuuuuito lentamente. Este país ainda não teve tempo suficiente para mudar, não teve idéias que tocassem a mente de todas as pessoas e, principalmente, das que ditam as regras por aqui, como também não teve tempo para sequer perceber as doença que carrega. Iniciativas como a sua são de grande ajuda, mas só influenciam por alguns minutos, entende? As pessoas que realmente precisam começar a por algo dentro da cabeça quando, raramente, lêem um texto como esse, não perdem nem 20 minutos pensando sobre, não deixam de conversar com o amigo no msn sobre a gostosa que pegou no dia anterior para discutir o assunto. É uma pena ver um país doente de falta de amor por sua bandeira e, pior, que nem percebe a enfermidade.

    Continue escrevendo, continue atingido algumas pessoas. Dê mais idéias e menos críticas. Como disse no início, entendi seu pensamento, entendi sua revolta, só não concordo com o que você colocou como uma conclusão. Os portugueses podem não estar mais aqui, mas a falta de amor que trouxeram para esta terra ainda predomina nas mentes e casas onde o programa ‘cultural’ top de linha é assistir novelas.

    Abraço.

    ——————————————

    Falta de amor à terra passa muito longe de ser nosso principal problema. Mas muito longe mesmo.

    Todo nacionalismo exacerbado torna-se uma problemática. Inclusive, foi o argumento principal para todas as grandes guerras. Não é amor à nação que o Brasil precisa, até porque, diferentemente do que você disse, temos sim, muito.

    Seu ideal soa como um filme de Hollywood, onde todos devemos dar as mãos e amar o país, torcendo para que a mudança ocorra lenta e gradativamente. Bem, se sua aposta é essa, sinto dizer-lhe que, se esta for a verdade, morreremos todos na mesma situação, bem como nossos filhos, netos, bisnetos e o que os seguirem.

    O que falta a este país é uma mão forte, é instrução para a mudança através da revolta do povo. E eu creio que um dia isso acontecerá, mas não enquanto continuarmos pensando que nada está errado, ou simplesmente não fizermos nada, ou então acreditarmos que o problema é a falta de amor e que um dia tudo se resolverá, ou enquanto ainda acreditarmos de Bolsa Família é um bom projeto. Acredito num futuro sem corrupção no Brasil, onde o interesse seja o que é melhor para o nosso povo, não para o grupo seleto dos políticos. E, principalmente, sem este lixo de presidencialismo e sim com o parlamentarismo.

    E sobre a falta de ação, sinto corrigir-lhe novamente, mas passa longe de ser herança dos portugueses, até porque essa sua idéia de que português é um povo preguiçoso está absolutamente errada. Assim o era somente em relação à Coroa, como em tantos outros países monárquicos. Nós herdamos isso da Ditadura. Nossa inoperância é fruto dos anos de militarismo no poder, calando a boca de nossos jovens com sangue de mudança.

    Ou será que esses milhares de jovens torturados, que lutaram por um Brasil melhor, eram um fruto podre na árvore de herança portuguesa? Não! Eles eram o que precisamos hoje, eram verdadeiros brasileiros, que foram calados pela mão forte dos militares. Hoje, estão aí os frutos da repressão.


  44. […] Controle Remoto – A Culpa é nossa, não de Portugal […]


  45. Gosto muito de seus textos e leio o blog sempre que posso, mas discordo de algumas coisas. Realmente não podemos comparar a nossa colonização com a australiana ou a norte americana, são histórias totalmente diferentes e em condições totalmente diferentes. Nunca estive em portugal, mas não duvido de nada que vc colocou aqui, deve ser um país lindo, com uma qualidade de vida muito superior, um povo educado, uma cultura completamente diferente da nossa. Mas usar a preguiça como justificativa para a falta de desenvolvimento do nosso país, para mim é um argumento tão ruim quanto justificar o nosso subdesenvolvimento culpando o tipo de colonização.
    Acredito sim, que o brasil não pode ser comparado com portugal, pq nosso país tem 500 anos de existência, é uma criança se compararmos aos colegas portugueses, que já passaram por momentos de extrema miséria, e hoje são como são. A história do país reflete nas pessoas, e infelizmente o brasil com seu histórico de miséria e exploração (não digo somente portuguesa, que existiu sim em um certo momento, mas a que está no nosso dia a dia com os políticos e grandes empresas, o histórico de questões como governos ditatoriais, muita riqueza na mão de poucos, coisa que podemos ver nos nossos países vizinhos da america latina – que não foram colonozados por portugal).
    Espero que reflita antes de reponder, precisamos sempre ser flexiveis, vc pode não concordar com a minha opinião, mas acho q devemos analisar todos os angulos antes de nos mostramos irredutiveis.

    Um abraço

    ——————————————-

    Desculpe, mas você não formou argumento algum. Onde exatamente está o problema na sua opinião? Não adianta arrematar coisas vagas e imaginar que o problema e a solução estão “por aí”.


  46. Continuando o comentário depois de sua resposta…
    Votar com consciência talvez seja a parte mais difícil, não sei qual sua opinião sobre isso, mas em minha mente TODO bom político que vai parar no poder, acaba morrendo, acaba sendo fraco e junta-se aos outros, ou não tem força suficiente lá dentro, afinal a maioria exagerada é tudo farinha do mesmo saco, então nada muda.

    Acredito SIM que há bons políticos espalhados por aí, que querem fazer coisas boas e tudo mais, mas estes sempre são vencidos.

    Com essa minha visão é que desanimo totalmente, tento fazer o meu voto o melhor possível, mas no fundo, é mais forte que eu, não consigo acreditar que algo vai mudar.

    Quem colocaria Frank Aguiar no poder? Clodovil? Paulo Maluf novamente? Fernando Collor? Entre tantos outros…?

    É extremamente desanimador, não consigo imaginar uma solução, até porque meu conhecimento sobre política se resume a pouco mais do que nada.

    Enfim, a minha solução acaba sendo viver como posso mesmo, tentar arranjar um bom emprego, ganhar um bom dinheiro, montar minha família e quem sabe um dia fazer algo notável pra população.

    Abraço


  47. Não acho q os problemas ou soluções estão “por ai”.
    Aceito sua critica, mas acho que me interpretou errado.
    Discordo da forma que rebate os que tem opinião contrária, é preciso analisar todos os fatos antes de se mostrar irredutivel. No momento em que vc responde a aquele que culpa todo e qualquer atraso no país a uma colonização que aconteceu séculos atras, com o argumento da preguiça ou falta de carater do brasileiro, vc perde.
    O brasil de hoje é resultado de diversos fatores. A preguiça e a falta de carater de alguns podem até estar incluidos, mas usar isso como resposta chega a ser engraçado.
    Acredito que com o espaço que vc tem e com o numero de pessoas que acessam o blog, vc é uma pessoa formadora de opinião. Esperava mais, só isso.

    ——————————————-

    Ok, eu perco e sou engraçado então. Não precisa se preocupar com um perdedor cômico.


  48. Esqueceu do sensível.


  49. Concordo totalmente,as pessoas da europa são absurdamente mais educadas que os brasileiros.


  50. podemos sim mudar pois 1 pessoa convence outra e são duas e em dez ciclos desse são 1024 em 20 são 1048576 e nesse ritmo mudariamos o brasil.
    quer mudar o brasil vote na proxima eleição.


  51. “Não nego a influência que sofremos, mas é absolutamente ridículo justificar nossos problemas por conta disso. Bast pensar, novamente: “você se sente, HOJE, influenciado por preceitos de putas e ladrões?” ”

    sim, seu pai e sua mãe davam aula no colégio que eu estudava

    ——————————————

    Impossível, o ponto da minha mãe é na Paulista e meu pai é traveco de luxo, somente aos sábados e domingos, sob encomenda especial.


  52. Os paises da Europa estão bem a nossa frente mesmo, fato. Eles têm mais tempo de independência, e conseguiram dominar, e ainda roubar vários paises que ficaram sob seu poder. E isso fez com que eles conseguissem evoluir muito mais rápido que o Brasil.
    Minha opinião é que a colonização do Brasil não é desculpa pela nossa incompetência, mas sim pelo ganho deles. E eu acredito que quando nós tivermos o mesmo tempo de independência que eles (independência no sentido de tempo pra evoluir, crescer, como agora, nós estamos evoluindo, devagar, mas estamos, quando estávamos sob domínio deles nós regredíamos) quando agente tiver o mesmo tempo que eles, nós vamos estar bem melhor que eles, aposto.
    Eles (Portugal) devem ter passado por dificuldades no tempo da monarquia, e o Rei não deve ter deixado seus privilégios de lado igual nossos políticos, mas o que aconteceu, eles deram a volta por cima, conseguiram ser um pais rico, bem rico, e ai sim começaram a pensar melhor no povo, igual o que vai acontecer aqui.
    se o Brasil investisse todo o dinheiro com agente, dividisse bem certo pra não ter reclamação de alguns grupos, o pais ia quebrar e agente não ia sentir merda nenhum de diferença. Não to falando que tem que ser assim, mas é. A culpa é sim dos políticos, tem muita corrupção? Tem. Temos que mudar, tentar fazer alguma coisa, mesmo pequena como ajudar as pessoas na rua como o Felipe disse, isso já basta.
    Mas por favor, amigos, vamos parar de falar que nosso pais é uma merda e vamos fazer algo, só depende de vocês. E não nos humilhem lá fora falando mal do Brasil.
    Se saírem daqui, que seja pra crescer na vida, alem, do que o país te oferece, e nao pq voce acha isso aqui uma merda.

    Desculpa o texto longo, mas gostaria que vocês lessem.
    Obrigado

    Arthur Ferreira
    Brasileiro
    Morando na Inglaterra
    Passando as ferias no BRASIL


  53. Acho que esse tal de Maggiotto é boiola.
    Esse cara é exatamente o retrato cômico do povo brasileiro.
    São mentes doentias e estúpidas como a sua Sr. Maggiotto que faz do Brasil uma Republica das Bananas aos olhos dos estrangeiros. Você não precisa escrever neste Blog se dela não gosta. Simplesmente não entre no Site. Se entrar, seja homem como os demais e tenha o mínimo de inteligência para aceitar criticas.
    Os palavrões proferidos a alguém por trás de um computador, além de refletiram a ausência de argumentos, são o reflexo de uma personalidade vazia, covarde e doentia.


  54. O governo é um reflexo do povo, assim como “Ídolos de Esgoto”


  55. O povo que pensa “foda-se, eu sou fruto do que me fizeram” é o mesmo povo que joga lixo no chão achando que sua sujeira não fará a diferença!
    Concodo em gênero, número e grau!
    E caraca…como vc é culto hein!


  56. Mais midiática essa acomodação e corrupção do que colonialismo.
    Para Portugal o Brasil era só mais uma terra, mais um local conquistado em que se poderia fazer o que quisesse, como bem entendesse. Dá para culpá-los? Claro que não. Dá para culpar a população brasileira de per si hoje? Claro que não.
    A história sempre nos fornece idéias de reprodução do status quo e era isso que Portugal queria antes e é isso que a elite (intelectual, política etc) quer hoje e usa dos meios de manipulação de massa para conseguir.
    O brasileiro é mal educado sim, mas falta Educação com E maiúsculo e não essa de bom dia ou de devolver o troco errado. A discussão aqui tá seguindo um rumo diverso do que é necessário se apontar para resolver o problema da nossa sociedade.
    Todo mundo discutindo colonização que já ocorreu há mais de 500 anos e ficamos aqui sem saber o que realmente ocorre na nossa frente e a gente fecha os olhos e busca a culpa em outras pessoas, países e na história (que funciona apenas como arquivo delimitador de circunstâncias).
    O que leva a gente a discutir todo esse problema de corrupção?
    Não a educação do “bom dia-boa tarde-boa noite”, é Educação de ir à escola, de ter ensino de qualidade, não esse ensino decoreba que as escolas passam a todos nós. Não só as escolas, as faculdades idem.
    Quando a própria Constituição de um país só garante a universalidade do ensino fundamental, algo não está certo. O brasileiro se vê acuado, já que não tem condição de chegar em escolas ou faculdades particulares. E quando se consegue é difícil se manter. Nas faculdades as mensalidades aumentam de forma tal, que o estudante ou trabalha para pagar ou estuda para conseguir êxito nas disciplinas.
    A culpa de verdade é NOSSA que temos acesso a várias fontes de informação e acesso a livros de qualidade e nos importamos apenas em falar e pouco agir.

    http://viagemaleatoria.wordpress.com/2009/05/04/o-brasileiro-e-mal-educado/


  57. Rsrsrs


  58. foda-se, eu sou fruto do que me fizeram


  59. tava esperando vc escrever sobre isso, num outro topico vi vc comentando algo assim =]


  60. O Rapaz diz:
    “Impossível, o ponto da minha mãe é na Paulista e meu pai é traveco de luxo, somente aos sábados e domingos, sob encomenda especial.”

    Levar em consideração tais comentários é o mesmo qua aceitar tais citações ridículas ao nosso país…

    Não pude deixar de notar que vc é estudante de direito e isso me impressiona ao saber que vc não sabe a história da colonização australiana.

    Um pedaço de terra que foi feito para ser uma prisão de pessoas “perigosas” tinha que ter os maiores e melhores profissionais da época… e por aí vai…

    Continuo afirmando que isso é romantismo por uma cultura desconhecida.

    E não, pra se chegar na petrobras não tem que ser um brasileiro foraz, basta saber a diferença entre o certo e o erredo, usar do VOTO uma arma para acabar com o que vemos.

    Não adianta venerar outra imagem.

    Cresce e aparece para mundo. Seus comentários errônios a respeito do nosso país só agrada as pessoas que nasceram nos anos 90. Uma geração tomada pelo tio sam e avassalada por pokemon.

    Percebo que você faz parte dessa “turminha” pela sua foto, vc parece ser novo mesmo, mas tem tudo pra pensar como uma pessoa disposta a mudar a sua juventude.

    Basta só vc querer.

    Deixo afirmado que não sou nenhum revolucionário, antissistema e coisas assim, sou apenas um brasileiro que trabalha para o governo e busco novas tecnologias da informação (T.I.). Isso seria um passatempo muito divertido, mas está virando incômodo ver um garoto falar mau do seu país sem ao menos conhecer sua história e pior, comparar a história de um país que ele menos ainda sabe de como foi baseada a sua cultura.

    Mais uma vez exponho a minha indignação para com as suas errônias palavras.

    Te deixo uma dica:
    Educação é a fonte de mudança. Se vc tem, use-a.

    ———————————————-

    Sim eu sei sobre a colonizacao australiana e o que voce falou nao interfere no que eu disse. Para lá foi enviada a escória da populacao inglesa e o país se tornou referência de primeiro mundo e índole, mesmo assim.

    Para uma pessoa que se diz tao genial, deveria saber que o conceito do certo ou errado nao é uma regra universal. O fato de você dizer ‘basta saber a diferença entre o certo e o erredo’ mostra que de genial você nada tem. De papai do conhecimento, menos.

    Querer desmerecer a opiniao pela idade é mais uma prova da falta completa de argumentos e embasamento para sua crítica, tao vazia quanto todo comentário. Aliás, se você tivesse o mínimo de inteligência e conhecimento da sociedade brasileira, saberia que a frase ‘votando certo mudaremos esse país’ é uma utopia. Nao será pelo voto que este país irá mudar, pois numa democracia como a do Brasil, a maioria sempre decidirá. Essa maioria pertence às classes menos favorecidas, inteiramente manipuladas pela mídia e comprada por sacas de feijao. Eu continuo votando com conciência, mas sabendo que nao será isso que mudará o meu país. Somente uma mudanca de fora pra dentro resolverá nossa situacao, nao de dentro pra fora.

    No fim, repito exatamente as palavras que você próprio usou:

    Mais uma vez exponho a minha indignação para com as suas errônias palavras.

    Te deixo uma dica:
    Educação é a fonte de mudança. Se vc tem, use-a.


  61. óóóóó a culpa é dos brasileiros noooooooossa, ta bom então nós somos o mal do mundo não os europeus tanto portugueses, espanhois, ingleses, não não foram eles que roubaram tudo qto é ouro possivel das nossas trras, não não foram eles que dizimaram civilizacoes indigenas, não, não foram eles que fizeram tanto indios qto africanos de escravos, ahh na verdade eu acho que foram os indios e os escravos esses sim eram corruptos, esses sim nos ensinaram tudo isso né!!! BALELA!!! VC É MAIS UM VIADINHO DE CIDADE GRANDE QUE NÃO CONHECE O BRASIL E NEM SABE VALORIZAR A SUA TERRA!!! É POR ISSO QUE NESSE PAIS TUDO DEMORA PRA DAR CERTO, PORQUE PESSOAS COMO VOCE PREFEREM VER AS MARAVILHAS DA EUROPA, DO EUA, ~DO QUE VER DO QUE FOI FEITA A RIQUEZA DESSES PAISES FILHAS DA PUTA QUE NOS EXPLORARAM ATÉ SE CANSAREM!!! VIVA O BRASIL E O POVO BRASILEIRO!!!!!! O RESTO É MERDA.

    ———————————————-

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHA


  62. Por que Parlamentarismo?


  63. Gostei do texto Felipe.
    Segue um link de um slide que recebi tempos atrás por e-mail.
    Vai ajudar a reforçar sua idéia principal.

    http://www.slideshare.net/atitudemogi/atitude-segredos-das-naes


  64. Rapaz,
    esse passatempo está até ficando legal.
    Vejo que vc vai defender sua opinião com “unhas e dentes”. Gosto de pessoas assim, com garra e determinação naquilo que faz.

    Enfim, não sou um gênio como vc diz ou fiz parecer, mas ao menos sei a diferença entre ter uma paixão de verão e um amor pra vida.

    Nunca quis te passar uma imagem de que vc é um adolecente, já vi que vc sabe se impor.

    Mas falta uma coisa que vc não tem: Experiência.

    Mas uma vez eu te digo: não fale sobre coisas que vc não sabe.

    O rapaz de nome “Alessandro” conseguiu passar a mensagem que eu quero te passar, mas ele usou o seu vocabulário, ofendendo e xingando seus próximos.

    Não tenho esse hábito de falar com as pessoas usando palavras dess nível, mas se for pra vc entender que o que está fazendo é errado, aprender eu vou.

    Vc deve fazer parte de uma minoria burguesa que só olha para si, e não faz q mínima questão de mudar. “F*#a-s&, tá bom pra mim”, deve ser o seu pensamento.

    Acorda rapaz, vc tá perdendo muita coisa com essa sua idéia ridícula de menospresar seu país.

    Não se esqueça de uma coisa: Seu site está todo em português! Se vc quiser continuar com essa sua ideologia, mude o idioma dele! Coloque, então, em português de Portugal!

    E a respeito da mídia, vc diz que ela manipula as pessoas, certo?

    E vc, não faz o mesmo? Não se esqueça que vc faz parte da mídia.

    Não fique se contradizendo, pois suas palavras serão usadas contra vc!

    Mais uma vez deixo um recado especial:
    Educação é a fonte do saber, da mudança. Se vc tem, ou diz que tem, use-a em prol do seu estado.

    ———————————————

    Suas palavras sao absolutamente vazias, voce se perde inteiramente quando passa a atacar de forma pessoal, esquecendo com quem esta lidando e falando como se fosse um brutamontes numa briga tentando intimidar outra pessoa. Usa somente a forca, nao a inteligencia.

    Eu nao fico simplesmente falando mal do meu pais. Se voce observar, ha inumeros textos no blog mostrando para diversos brasileiros algumas verdades sobre eles proprios, passando informacao, dando outra visao sobre o mundo em que vivem. Ate o final do ano, meu primeiro livro sera publicado e o objetivo da minha vida e justamente mostrar ao povo brasileiro que eles podem mudar o pais de fora pra dentro. Entretanto, numa das unicas coisas que voce conseguiu estar certo, eu ainda nao tenho experiencia necessaria para mudar o pais, e exatamente isso que eu estou conquistando a cada dia. Ao contrario dos que ja se acham experientes e nunca levantaram a bunda gorda da cadeira para fazer qualquer coisa, nem mesmo escrever para tentar mudar.

    Por favor, dizer que eu faco parte da burguesia e digo que “ta bom pra mim, entao foda-se”? Voce sempre teve problemas mentais ou comecaram agora? Voce ao menos LE o blog? Para falar tamanha idiotice, nao pode ter conhecimento de causa. E, alem disso, vale lembrar que quem trabalha para o governo aqui eh voce, nao eu. Logo, sobre dizer “ta bom pra mim, entao foda-se”, voce realmente deveria ficar calado, pois e o primeiro.

    Espero que agora voce deixe de mesmices e comentarios sem razao alguma.


  65. Melhor que o post só o comentário de resposta ao CESAR SÁ 943). Realmente inteligente.

    E o comentário mais engraçado da vez é o do Alessandro (61). Hiário mesmo.
    Porra bicho, os negros foram escravizados sim, mas os indios não filhão, indios não se adaptavam a outros tipos de atividadess diferentes aos quais estavam acostumados (caça, dancinha na fogueira, fazer mandioca, entre outras). Por isso foram dizimados. Não tinham utilidade aos colonizadores.


  66. Olá e a primeira vez que escrevo no seu blog, concordo em partes com você, nós somos preguiçosos e deixamos o pessoal roubar a vontade, não brigar pelos nossos direitos e etc…
    Mas como muitos dizem, tudo começou com portugal, ele vieram apenas para pilhar, diferente da colonização americana, não estou botando a culpa inteiramente nos portugueses, mas com certeza isso foi um péssimo começo….
    hoje em dia faço a minha parte, voto em cadidatos com sólidos projetos, e se nenhum me agradar, voto nulo…
    abraços e vou continuar a ler!


  67. Concordo contigo, Felipe. E deixo aí um texto excelente e verdadeiro de Fernanda Young… é longo, mas vale a pena ler!!!
    “À Pátria amada
    Salve, salve. Como está? Melhorou?As notícias que recebo de seus filhos não são boas, mas sei que você é forte e há de vencer mais essa. Tantas crises e traições seguidas devem estar abalando você, mas saiba que é amada, idolatrada e jamais será abandonada.Pátria minha, posso ser sincera com você?Você é rica, gentil e generosa, mas dá muita bandeira, por isso abusam da sua boa vontade. Aproveitadores prometem servi-la e roubam de seus cofres. Covardes juram protegê-la e atiram em sua gente pelas costas. Falam besteiras em seu nome, debocham de seus defeitos, sonegam o que lhe devem.Por outro lado, você nunca esteve tão livre. Tão respeitada pelas colegas. Sua beleza e sua simpatia sempre foram reconhecidas, mas agora elogiam também sua inteligência e seu bom gosto. Copiam o que você veste, querem saber a fonte da sua energia, até depilam-se à sua maneira.Portanto, querida, talvez seu problema seja mesmo de auto-estima. Você é virginiana, de 7 de setembro, certo? Então está sempre desconfiada e insegura. Não consegue tomar decisões e, muitas vezes, foge às responsabilidades.Assuma, Pátria, que você é legal, mas vacila. Aprenda a punir quem abusa de seus favores e a tratar bem quem procura seus serviços. Afaste-se dos puxa-sacos e abrace seus desvalidos. Seus verdadeiros amigos não estão nos banquetes em sua honra, mas nos bobocas que calçam chuteira com você. A hipocrisia, maldita praga que seu ardor atrai, é a raiz dos seus problemas.Mas, calma, tudo tem jeito, você já resistiu bravamente a dias piores. Quando nem se sabia quanto roubavam de você. Quando sujavam seu nome em porões de tortura. Quando seu dinheiro valia tão pouco que era motivo de piada.E hoje, Pátria, você não carece de grandes atos de heroísmo, mas de pequenos gestos de respeito. Não precisa de novos salvadores, mas dos velhos sobreviventes. Inspire-nos a ver que não somos coitadinhos, somos até sortudos. Vemos tornados, terremotos e bombas terroristas pela televisão. Moramos de frente para a praia, com o mais verde quintal do mundo. Se temos a corrupção como mal encruado, que seja essa a nossa luta. A grande batalha que venceremos em seu nome.Freud disse: “Primeiro, olhe bem as profundezas da sua alma e aprenda a saber quem você é; depois, entenda o que há de errado com você”. Cazuza fez uma música dizendo a mesma coisa, lembra?Por mim, você abandonava de vez esse positivismo cafona, que um dia lhe impuseram como lema. Não é pela ordem que seus filhos se destacam pelo mundo, é pela bagunça e festa. O progresso? Vem naturalmente quando se vive em paz, num ambiente fértil. Se é necessário um mote para completar a lacuna, que o escolham de onde sua alma se manifesta: nos pára-choques de caminhão.Já imaginou? Você de verde e amarelo e, na faixa, em sua testa estrelada, escrito assim: “Não tenho tudo que amo, mas amo tudo que tenho”. Ou simplesmente: “Existo porque insisto”. É atrás da pompa dos palanques que se escondem seus inimigos.”


  68. Rapaz,
    Vejo no teu silêncio a incompetência de um burgues.

    Aguardo a resposta em relação a mídia e o seu papel nela.

    —————————————

    Eu estou de férias. Ter de ficar respondendo seus comentários é um saco. Quando eu chegar no Brasil, respondo.


  69. “>conciência< política?"


  70. […] Você sempre quis ter Poderes? Teste de sutiãs Ocioso Sergio Malandro faz stand up comedy? Sim! A culpa é nossa, não de Portugal O SUCESSO DA XANA Bricadeira entre amigas Liberkey: 200 programas portable onde você estiver […]


  71. AIAIAIAI

    TÁ TÁ TÁ, MTO ENGRACADO HÓHÓHÓHÓHÓ O SR “Dameware” OK ERREI NA QUESTÃO DOS INDIOS, MAIS CARA NÃO É ESTRANHO PRA VOCES (SEI LÁ, EU SOU ASSIM) FALAR DE VIDAS COMO SE NÃO FOSSEM NADA, TIPO NÃO É PORQUE ELES NÃO LEEM BLOG, NÃO SABEM USAR O PC, NÃO É PORQUE ELES NÃO COMEM NO MC DONALDS E NEM USAM A ROUPA DO MOMENTO DA MARCA “XY PLIC PLOC ZUM” QUE ELES NÃO MERECEM RESPEITO “caça, dancinha na fogueira, fazer mandioca, entre outras). Por isso foram dizimados. Não tinham utilidade aos colonizadores” SEI LÁ CARA, MINHA TATARAVÓ ERA INDIA, TENHO ANTEPASSADOS ESCRAVOS, E SE TEM UMA COISA QUE EU APRENDI NESSA VIDA É A VALORIZAR OS MEUS ANTEPASSADOS, POR TUDO O QTO ELES TRABALHARAM NA ROÇA ( SOU DO INTERIOR DE SP) POW CARA O BRASIL É QUASE DO TAMANHO DE UM CONTINENTE E SE VOCE VIAJAR E CONHECER VAI VER LUGARES LINDOS, PESSOAS LEGAIS, MAIS SEI LÁ NÉ ESSA MANIA DE SEMPRE ACHAR QUE O QUE É DOS OUTROS É MAIS LEGAL DEVE TÁ ENRAIZADO NA GENETICA MESMO.
    AGORA VOU USAR MEU VOCABULARIO COMO DISSE O SR MARCUS (63):
    EU JA TO CANSADO DE VER ESSE MONTE DE PAGA PAU DE GRINGO FALAR UM MONTE DE MERDA SEM SABER NADA SE EU FALO COM U VOCABULARIO CHULO É PORQUE EU JA CANSEI DE GASTAR PALAVRAS COM GENTE QUE SÓ SABE METER O PAU NOS BRASILEIROS E NÃO FAZER NADA, OU NUNCA TER PASSADO PELA EXPERIENCIA DE TER TENTADO MUDAR AS COISAS, DAI FICA UM MONTE DE ABOBADO FALANDO ÓÓÓÓÓ´OS PORTUGUESES SÃO LEGAIS NÉÉÉ DERRRRRRRRRR!!! ÓÓÓÓÓ OS AMERICANOS SÃO MTO MASSA 0,50 CENT É MASSA MEU, JONAS BROTHERS NOOOOOOSSA QUE LOUCO!!!

    CARAI ELES NÃO TÃO NEM AI COM A GENTE ACHA QUE AQUI TUDO É FLORESTA QUE TEM MACACO E JACARÉ NAS RUAS, TIRAM SARRO SE ACHANDO SUPERIORES, E ESSES PAGA PAU DUKARAI FICA FALANDO BEM DELES.

    OOOOOOOOOOOOOO GERAÇÃOZINHA POKEMOM, GERAÇÃO EMUUUUUUU DUKARAI, VAI METER UM POUCO E PARAR DE BATER PUNHETA, VAI ENCHER A CARA, VÃO VIAJAR E CONHECER GENTE LEGAL, VÃO VIVER UM POUCO, RECONHECER O QTOS SEUS PAIS TRABALHARAM PARA QUE VCS TIVESSEM ESSA VIDA BOA QUE É HOJE EM DIA.

    DESCULPA AE O VOCABULARIO, VALEU AE SR MARCUS GOSTEI DO QUE VC FALOU!!!

    —————————————-

    Se escrever mais um comentário em letras maiúsculas, será apagado.


  72. “Essa maioria pertence às classes menos favorecidas, inteiramente manipuladas pela mídia e comprada por sacas de feijao”

    Se nao dessem esses beneficios agente ia tava falando mal do mesmo jeito.

    citaram sobre o ensino mais acima
    Então se levassemos em comparação as faculdades americanas onde pra voce entra voce tem que estudar bastante e ainda tem quer pagar do mesmo jeito, ou estudar muito pra tentar bolsa, igual nas melhores faculdades privadas do Brasil

    entao ou o Brasil investe em educação ou em “beneficios”
    pra melhorar algum dos 2 vai ter que acabar com o outro

    porque tem oportunidades, fui de familia humilde, começei a trabalhar em mercado aos 16 anos, e estudando em escola publica.
    fiz faculdade estadual, sem cursinho ou coisa parecida, só o ensino media me deu chance de passar na UEL.

    entao eu posso dizer, o Brasil nao é perfeito, os politicos sao corruptos, mas o povo tem que fazer alguma coisa, alem de ficar ganhando bolsa familia, escola. Vai estudar pra tentar ser alguem na vida.


  73. Meu…

    o problema do Brasil é o brasileiro, que, descendente de vários lugares do mundo, principalmente os europeus, sempre tratou esse país como terra de ninguém.
    Desde o descobrimento chegaram aqui, pegavam o q tinha, enriqueciam e iam embora, o compromisso com a nossa terra nunca existiu. O grande problema é q os governantes de hj daqui mantém a mesma metalidade, mto conveniente para quem manada. Esse tipo de abuso por tanto tempo acabou criando nagente um carater de ser mto mais permissivo do que deviamos.`
    na minha opinião, portugal teve a sua parcela de culpa em sermos assim, sim.
    Mas não podemos culpá-los por não termos mudado isso ainda.


  74. Sugestão de leitura: Raizes do Brasil – Sergio Buarque de Hollanda.
    Vai ajudar você a entender um pouco sobre o processo de formação da cultura e do povo brasileiro.


  75. Em primeiro lugar, parabéns Felipe pelo seu blog. Cada vez q leio mais posts mais eu concordo com sua opinião em vários assuntos q já foram discutidos.

    Em segundo lugar queria dizer que esse seu post, associado ao post “Considerações sobre Portugal” relata muita coisa que mostra para essa raça de ignorantes, da qual infelizmente fazemos parte o problema do nosso país.

    É incrível como muitas pessoas q comentam seu blog conseguem realmente culpar os portugueses pela nossa situação ridícula como país. Essa situação é nossa culpa. Todavia é meio que, não digo impossível, mas por quê não dizer injusto combater algo que já está praticamente enraizado como um câncer em nossa cultura. Livrar o país desses safados que pintam e bordam no CARANDIRU (leia-se GOVERNO) é tarefa árdua pois eles possuem a maior arma que existe: IGNORÂNCIA!!!

    Logo, vc acha que eles vão abrir mão da mesma? (…)

    Nunca digo que jamais veremos mudanças reais acontecer em nosso país. É possível ver que nosso país possui valguns pontos positivos, porém ainda estamos engatinhando a passos lentos demais para que esse país seja “alguma referência”.

    O que esperar de um Governo q prefere gastar dinheiro na política do Pão e Circo (leia-se Copa do Mundo de 2014) e não na educação para fazer esse povo pensar e analisar o lixo que senta em uma cadeira confortável de uma câmara e no senado? Que sirva de exemplo o Japão. Arrasado pela 2 Guerra Mundial, investiu pesado em educação e olha hoje.

    Realmente, Felipe, enquanto houver tanto dinheiro sem retorno (construção de escolas, hospitais, investimento em saúde, habitação, educação e um salário DIGNO), com uma massa ignorante que não trabalha em conjunto, mas só olhando pro seu umbigo (como vc citou) e colocando mensaleiros, entre outros, de volta no governo, acho difícil culparmos nós mesmos pela situação na qual nós encontramos.

    Parabéns e não pare de escrever e mostrar sua indgnação com as palhaçadas em nosso país. Muitos pensam dessa maneira.


  76. Felipe Neto
    você critica tanto a populaçao brasileira por nada fazer, e você oque faz para reverter isso?
    Acho que nada, só entucha de críticas, apesar de você ser um cara bem estudado e inteligente, nao usa a cabeça pra mudar, só deixa as pessoas mais confusas e desorientadas por comparações ridículas…
    Me desculpe, mas é minha opnião.

    ——————————-

    Não seja imediatista, ainda tenho muito a aprender para o dia em que realmente agir, estar preparado.

    E não pense que as palavras deste blog não mudam nada.


  77. Este post acaba de mudar minha opinião.De fato eu era um dos que adorava colocar a culpa nos portugueses, citando sempre o velho exemplo da colônia de povoamento Americana.
    Mas agora vejo que esta teima de colocar a culpa em Portugal vem em razão daquela mania brasileira de não encarar a realidade e achar que tudo “são flores”.


  78. antes de mais peço desculpa por meter-me onde não sou chamado.
    mas quando estive em s. Paulo também eu estranhei esse ódio visceral e a imagem negativa que a maioria dos brasileiros tem em relação a Portugal do tipo:
    Que somos feios, porcos, burros e maus.
    Que fomos o pior povo colonizador do mundo.
    Que a nossa pronúncia é ridícula.
    Que a vossa língua se devia chamar brasiliano.
    Que a vossa a emigração italiana e alemã é que vos salvou e que o Brasil só será grande quando todo o sangue português desaparecer do Brasil…
    Etc., etc., etc…

    por essa razão para além de uma investigação sobre a histórias dos dois países comprei um manual escolar para perceber como a história vos é contada
    e o primeiro parágrafo do livro começa assim:
    “Portugal continua a ser um dos pedaços mais atrasados de uma
    Europa capitalista e altamente desenvolvida. Sua localização na
    periferia (…) parece sinalizar de há muito um insuperável
    distanciamento dos centros de prosperidade”
    Ora se pensarmos que, apesar de falsa, esta é primeira afirmação que
    ouvem os 180 milhões de brasileiros quando vão à escola fica tudo
    dito… não há hipótese…
    A não ser que pagássemos passagens aéreas a todos eles para poderem
    comprovar que não é bem assim e já agora a todos os portugueses que,
    na sua maioria, também têm uma ideia completamente errado do que é o
    Brasil.
    Portanto na prática os brasileiros são ensinados desde a escola a desprezar Portugal. Como diz o realizador F. Meireles sobre esta temática é a necessidade do filho matar o pai. Mas quem vê do lado de cá dá pena. Porque o sentimento não é recíproco.


  79. Estou morando na Austrália há alguns poucos meses.
    Quando estava conversando com a minha “host family” sobre os problemas do Brasil e talz. Citei como um dos motivos a colonização de Portugal e o envio de bandidos e da escória portuguesa. Quando eles me falaram que com eles tinha sido igual fiquei com a cara no chão. Pelo o que eu posso ver daqui eles são realmente um país excelente. Com seus defeitos é claro. Mas aqui a desigualdade social é tãaaaao menor que no Brasil. Eu falo para eles que aqui não existe gente “pobre” de verdade. São quase todos mais ou menos na mesma faixa. Eu estudo em uma escola pública daqui e é onde todos estudam.


  80. Nas mãos dos holandeses o Brasil seria colônia de desenvolvimento e não de exploração como foi sob o domínio de Portugal. Aliás, todas as colônias portuguesas foram simplesmente de exploração, sendo abominado o desenvolvimento. Somando-se o montante das riquezas extraídas das suas colônias, Portugal era pra ser a maior economia do mundo, mas no entanto não é assim, e por esse motivo é que os portugueses são tidos como burros. E burrice pega, porque os brasileiros burramente ajudaram a expulsar os holandeses desta terra, sabe para onde os holandeses foram depois de expulsos? Fundaram Manhatan, onde hoje é Nova Iorque! Impelida pela fúria de Napoleão Bonaparte, a família Real veio para o Brasil, a 5ª colônia, a mais distante, denominada de “O quinto dos Infernos” por D. Maria, a Louca e, aqui chegando, mal colocaram os pés no chão e já foram roubando as as melhores casas, sem que , o dono pudesse tirar sequer um palito de fósforo, basta ver o “Ponha-se Na Rua” (PR). Roubaram, pilharam, mataram, fizeram e aconteceram e o problema veio e agravou-se depois. Os ladrões lusitanos que morreram lógicamente foram enterrados em terras brasileiras, e como aqui tudo o que se planta dá…, eles brotaram e se alastraram por todo o país, e hoje nós vemos esse quadro tétrico em que o estado brasileiro está mergulhado. A Polícia Federal vai morrer de exaustão e não conseguirá deter essa malta. Resumindo, Portugal foi a desgraça das suas colônias, expulsaram os Judeus em 1506, que foram pra Holanda, e por ironia do destino, anos depois os Portugueses acabaram pedindo ajuda desses mesmos judeus (holandeses) no comércio de açúcar, a história está aí para provar. E o pior é que depois disso tudo e mais alguma coisa eles dizem que são nossos irmãos. Já pensou se não fossem?

    Carlos,

    desculpe mas sua suposição começou errada quando afirmou que “Nas mãos dos holandeses o Brasil seria colônia de desenvolvimento e não de exploração”… As colônias de desenvolvimento e exploração não eram definidas pela “benevolência” e “grau de intelectualismo” das potências, mas sim por fatores como localização, clima, terra fértil, pedras preciosas, entre outras coisas. Desse modo, QUALQUER país teria transformado o Brasil em colônia de exploração, pois afinal tínhamos um clima perfeito para o plantio, uma terra extremamente fértil e abundância em metais preciosos. Não se deixe enganar, de uma forma ou de outra, seríamos explorados até a última gota, pois assim era o pensamento da época. Os Estados Unidos, por exemplo, viraram colônia de povoamento por causa do clima frio, a terra infértil e a falta de recursos minerais.

    Você esqueceu de citar também que, quando a família real portuguesa regressou ao Brasil, trouxe consigo todas as riquezas e investiu muito, mas MUITO dinheiro no país. Foram construídas escolas, universidades, hospitais, entre tantas outras coisas. Aliás, outro fator que vale a pena ressaltar, o “PR” (que na verdade é “Príncipe Real”) era aceito de muito bom grado pelas famílias, que sentiam-se felizes em dar suas casas para a Coroa.

    Lógico que eu não vou negar, a Coroa era infestada por corruptos, safados e aproveitadores. Mas, como eu disse, não adianta dizermos que “o Brasil é o que é hoje por culpa de Portugal”, é absolutamente inocente fazer tal informação. Somos o que somos por conjuntos de infinitas influências, sendo Portugal apenas uma delas.

    Você pode ler sobre isso e muito mais no livro 1808.


  81. Post perfeito!!!


  82. Felipe, por que acredito que você não leu 1808?



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: