h1

Arquivo Felipe Neto

Felipe Neto

Talvez você não me conheça, talvez sim. O fato de estar aqui, nesse exato instante, significa que, de alguma forma, um interesse foi criado para que você soubesse quem está por trás das palavras escritas neste blog. Ou, quem sabe, pelo acúmulo de acasos que é a nossa existência, talvez você sequer faça idéia do que ou sobre quem está lendo.

De uma forma de outra, há somente uma única verdade: sou a pessoa por trás deste blog. Bem, na verdade uma das pessoas, uma vez que o Marcel também é autor. Mas por falar em blog, acredito que o “eu” a ser apresentado aqui seja mais um conjunto que apenas o indivíduo.

Sou uma mescla de pensamentos, que invariavelmente acabam se transformando em palavras escritas, alinhadas em formatos de textos que são publicados por aqui. Se sou são, louco, idiota, inteligente ou qualquer adjetivo, isso dependerá de cada um que passar pelas minhas publicações, pois afinal, não sou o resultado do que penso sobre mim, mas o reflexo do que cada um interpreta sobre meus pensamentos. Portanto, seguindo a lógica clichê: eu sou o que você concluir, mas peço que jamais sujeite-se a uma única interpretação, pois assim como eu mudo a cada instante, você pode descobrir uma nova verdade.

Felipe Neto

Não gosto quando me julgam como intelectual. Minha pouca idade (01/1988) e infinitas transformações fazem de mim apenas um pseudo, por ora. Posso achar que estou certo quando estou errado, assim como posso ter a certeza de que você está errado quando está certo. A graça deste blog é que ele não lida com imparcialidades da vida, mas sim com opiniões. Dificilmente você me verá em cima do muro em qualquer assunto e, obviamente, tender à escolha de uma posição implicará sempre no risco de estar equivocado. Você pode concordar comigo, pode discordar, mas façamos valer sempre a premissa de que, não importa o assunto, sempre teremos à disposição uma infinidade de respostas.

Ah sim, por que diabos eu estou fazendo caretas? Acredito que seja uma tentativa estabanada de mostrar que tenho diversas faces para diversos assuntos. Exceto aquela em que estou vesgo, ali é só pra mostrar que sou meio retardado, mesmo.

Felipe Neto

Para o lado mais pessoal, sou de família portuguesa, lá de trás dos montes, onde descobri o verdadeiro sabor do vinho e do bacalhau. Viajar é provavelmente a atividade que mais me desperta felicidade, principalmente quando posso ir para algum paraíso apenas com uma dose certa de leitura e bate-papo. Aliás, já que tocamos em livros, posso dizer com orgulho que sou fascinado por eles, sempre, a todo instante.

Por fim, não poderia deixar de dizer: sou um grande estudioso das vertentes da vida, tais como política, religião, ciência, sociologia, filosofia, antropologia e qualquer outra vertente que possa despertar meu interesse. Afinal, as vertentes são show 😉

2 comentários

  1. […] um certo conforto para quem for sentar, eles colocaram todos os lápis com borrachas na ponta, tem aqueles que preferem sentar no duro, mas neste caso, preferiram dar uma amaciada, vejam […]


  2. […] nossa coluna semanal de imagens despirocadas está de volta, e em sua felipenética edição traz várias doideras malucas que rolam pela externet afora para a sua gastação […]



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: