h1

Infidelidade Conjugal – Realidade Social

10 de agosto de 2009

traicao

O mundo ocidental que conhecemos é recheado de valores morais e éticos taxados como necessários para a convivência harmoniosa entre os indivíduos. Muitos deles, entretanto, foram e vêm caindo com o avanço da sociedade, tais como o matrimônio eterno (ojeriza ao divórcio), tabu da homossexualidade, submissão feminina ao trabalho e dinheiro do homem e entrega da responsabilidade para o sobrenatural. Entretanto, um dos grandes valores que não costuma passar ao crivo do questionamento é o da fidelidade conjugal ou entre namorados, noivos e parceiros.

A traição é milenar e sempre parte do princípio de que o homem é o grande canalha disposto a emplacar um par de chifres em sua companheira. Não sei quanto a levantamentos estatísticos, mas minha observação cotidiana não se encaixa com esse quebra-cabeça, passando, inclusive, ao pé de igualdade entre as traições masculinas e femininas na sociedade contemporânea. A cada momento posso observar um novo relacionamento sendo desfeito pela traição de iniciativa da mulher, enquanto os homens não parecem tender a uma mudança comportamental (continuam quase como sempre, traindo).

Para não dizer que desconheço números, o portal Terra elaborou uma pesquisa onde 60% dos homens confessam a traição contra 47% das mulheres. Logicamente, não podemos utilizar essas porcentagens para nada, apenas, quem sabe, para constatar que as mulheres mentem mais que os homens, mas essa seria uma afirmação leviana. O importante ressaltar, entretanto, é a assustadora marca de SESSENTA por cento. Se pensarmos na quantidade de entrevistados que preferiu mentir, chegaremos à conclusão avassaladora: a grande maioria trai.

traicao1

Mas por que traímos? Seria pela tão chamada “fraqueza”? Seria porque o instinto humano nos leva a querer sexo com outras fêmeas e/ou machos? Seria um reflexo da repressão em formato de rebeldia? Seria a atração misteriosa pelo “proibido” e “perigoso”? Diversos grupos, historicamente, já tentaram descobrir uma fórmula de solução para a questão, mas a verdade é que inúmeros motivos existem e as influências são determinantes para definir e moldar a personalidade fiel ou infiel de determinado indivíduo. Entretanto, mesmo já moldado, estará sempre sujeito à mudança e ao ato.

Outra observação pode ser feita e torna-se bastante relevante. Ao longo de minha vida, interessei-me muito em pesquisar informações sobre o assunto e, com conversas sérias e um certo grau de intimidade, perguntei para dezenas de casais, desde os mais recentes até os mais antigos, sobre o histórico de traições e a constatação foi única: ínfima foi a quantidade que revelou nunca ter sofrido com o problema. E nessa incrível peregrinação em busca do casal perfeito, não consegui encontrar um único com mais de vinte anos de relacionamento que jamais tivesse enfrentado uma crise baseada na infidelidade. A premissa observada e que já trato como realista é simples: ao iniciar um relacionamento, saiba, gigantescas são as possibilidades de haver traição, seja sua ou do(a) parceiro(a).

O caso mais comum é o clichê apresentado sob a forma do “safado”. Muitos são os relacionamentos onde o homem não come apenas em casa e envolve-se com inúmeras mulheres ao longo dos anos, muitas vezes afundando-se na armadilha de se apaixonar por uma dessas destruidoras de casamentos. Mas esse não é o único caso bastante solidificado. Cada vez mais presencio mulheres dispostas a viver intensamente em experiências extra-conjugais, sempre sob o argumento de que gostam do marido em casa como segurança, mas não querem abrir mão de uma vida sexual intensa e quente. Isso vale também para namoros de longa data, casos ainda mais comuns. A diferença, sob o meu ponto de vista, fica por conta da mulher saber muito mais como conduzir esse tipo de situação, deixando tudo muito bem maquiado e não se envolvendo de forma emocional alguma com seus outros parceiros sexuais. Enquanto o homem, bem, é quase sempre menos astucioso e impulsivo.

traicao2

Psicólogos defendem a tese de que o homem trai por um valor cultural e que buscam na atitude uma maior afirmação de seu perfil “macho-dominante”, enquanto a mulher tem a tendência de esconder o fato até mesmo de suas melhores amigas, por medo de serem julgadas como “vagabundas”.

Agora, a afirmação a seguir pode chocar e é baseada apenas em minhas próprias crenças, mas que não consigo ver argumento suficiente para derrubá-la: qualquer ser humano presente na Terra está sujeito a trair seu parceiro. Seja mulher ou homem, seja protestante fervoroso ou ateu, seja sob álcool ou sóbrio, seja como for, se a pessoa certa aparecer em seu caminho e as influências externas e internas forem suficientemente fortes, não há como fugir, a tentação guiará a atitude.

Defender este tipo de pensamento é como deixar de confiar na própria humanidade, mas os relatos e fatos cotidianos apontam para esse sentido de forma generalizada. Não significa que TODOS TRAIRÃO, mas que TODOS PODEM TRAIR. A confiança plena e indubitável em qualquer ser humano é comumente vista em pessoas inocentes, essas ainda mais suscetíveis a descobrir o quão real a vida pode ser. Todavia, a desconfiança plena e constante gera um ciúme doentio e nocivo não só ao relacionamento como ao próprio indivíduo. O ideal é sempre saber confiar em seu parceiro, mas saber que a realidade da vida é complexa e possibilidades existem, a única necessidade é descobrir se, por ele(a), vale a pena arriscar.

Anúncios

59 comentários

  1. A Monogamia é muitíssimo antinatural. A vontade (e a necessidade) que um homem sente ao ver uma mulher bonita é copular com ela o mais rápido possível.

    Pela necessidade das mulheres, não posso falar.

    Entretanto, considero a monogamia uma necessidade cultural.


  2. acho que a única utilidade da monogamia é ter um(a) companheiro(a) na velhice, mas tirando isso é algo completamente imposto pela sociedade.
    Nunca escutei histórias de algum casal que estivesse junto a muito tempo e não houvesse ocorrido uma traição por parte de um ou de ambos.


  3. “O ideal é sempre saber confiar em seu parceiro, mas saber que a realidade da vida é complexa e possibilidades existem, a única necessidade é descobrir se, por ele(a), vale a pena arriscar.”

    sem duvida…


  4. Acredito que o que detona muitos relacionamentos é exatamente o fato de um ver no outro a imagem da perfeição!
    Concordo com sua afirmação de que todos podem trair, e pra ser sincero acho que a traição as vezes até ajuda uma relação, desde que seja consciente.
    O que acontece é que muitos veem nos amantes o que não veem em casa, uma liberdade tanto nos momentos de intimidade quanto no fato de não haver cobrança e acha que isso é o que falta, mas quando o reserva passa a ser titular a história sempre muda.

    Acho que o ser humano por mais evoluído que seja é um ser instintivo, e quanto mais complicado é uma situação mais ela mexe com nosso íntimo, por isso a atratividade da traição, o que muitos deveriam fazer, tanto homens como mulheres seria considerar que a fêmea na relação tb gosta de sexo, de intimidades, de perversões as vezes.

    É íncrivel como as mulheres fazem coisas com os amantes que jamais sonhariam fazer com seus respectivos maridos, namorados e afins, e como homens tentam preservar suas mulheres para que não pareçam putas, isso é bobagem, tá ai pra se ver que a esmagadora maioria das mulheres preferem um cafajeste, e casam com alguém que lhes faz se sentir segura, o bonzinho, o bonzinho que lhe dá tudo mas que não lhe faz gozar. Pra não me estender ainda mais, um conselho que eu dou, vai ler um pouco de Nelson Rodrigues.

    Nelson Rodrigues rules!

    —————————————–

    Conheço várias obras do Nelson, Didlloko 🙂 e já interpretei algumas delas.

    E sobre a questão do sexo, isso é inquestionável. Mulheres casadas têm um fogo insuperável entre 4 paredes (sem ser com seus maridos).


  5. É só uma questão de auto-controle.

    Até onde tu pode aguentar? Eu sou bem seguro nessa questão, o tema é corriqueiro, não vejo motivo para me preocupar com isso, se acontecer comigo, é pessoal, a opnião de especialistas não valeriam nada nessa hora.

    Desde já, desculpe pela afirmação, mas… esse texto foi bem com tema de novela. ¬¬

    —————————————

    Tema de novela seria se eu falasse: “traição é feio e quem a pratica é um canalha irresponsável e sujo”.


  6. O pior problema é que quem trai geralmente é o “santinho” que taca a culpa em todos que traem. E isso me deixa puto.

    Por isso digo que é melhor ter um relacionamento aberto, assim você sabe bem qual é a pessoa que está do seu lado. Do que se relacionar com uma pessoa que se diz santo(a) e fala mau de todo mundo que sai com outras pessoas, e depois descobre que essa pessoa é que sai com todo mundo.


  7. Uau! Gostei do tema…principalmente por levantar uma questão vivida por mim recentemente. [vergonha :$]

    Acho q a traição é natural, mas apesar disso ngm aguenta ser traído. Nem msm a pessoa q trai aceita ser traída.
    Eu prefiro acreditar q vale a pena arriscar…mas n coloco minhas mãos nos fogos por ngm, e não espero q ngm coloque por mim (queimadura na certa, rs). E como já cometi um adultério, hj sei q existem mtos fatores q influenciam, msm q seu relacionamento esteja perfeito, vc está sujeito a trair ou levar um chifre. E garanto q a necessidade de copular n é exclusivamente masculina! 😉


  8. Acho que isso varia muito de pessoa para pessoa. Algumas podem ser mais fortes até mesmo por ter um caráter muito bom, outras podem ser fracas por terem um caráter digamos duvidoso.
    Não sei bem explicar o que penso sobre isso, é um assunto bastaaante complexo.


  9. O problema é vincular sexo só com amor. Mesmo amando uma pessoa é normal se sentir atraida por outra. E não acho que uma mulher trai qd tem motivo, mulher trai pelo mesmo motivo que o homem tesão !! Simples assim!!


  10. Não consigo ver uma tendência feminina em se envolver menos com amantes, acho que ambos os sexos se envolvem na medida de suas carências nos relacionamentos oficiais.

    E de fato, não tem jeito, não há relacionamento perfeito, não há 100% de satisfação todo o tempo o tempo todo. E o caminho natural, mais fácil, mais excitante(?) para calar essa insatisfação é a traição. Ah, gostamos todos de um desafio, de uma aventura, do desconhecido, de um sexo novo despudorado, de um novo romance. Os valores e o amor por uma pessoa que você acredite que valha a pena podem conter esse desejo, mas não eliminam as grandes chances de traição.

    O foda é que por mais que saibamos de tudo isso.. que bla bla bla, todos tem vontade, não é nada justo julgar, jogar tudo pro alto pode não ser a melhor atitude, devemos enfrentar os problemas juntos.. na hora em que o traído descobre as reações são imprevisíveis. Alcançar a maturidade, calma, confiança, ou o que seja necessário, ao ponto de enfrentar uma traição para reconstruir a relacionamento é algo muito difícil de se alcançar, além do meu imaginário de vinte e poucos anos.


  11. Depende do ambiente social da pessoa!
    Se for um jovem que vivem com os amigos maloqueiros vai achar que trair e ficar com uma por dia é natural
    E por assim vai depende da idade do ambiente social etc…

    ahh Eu sou o VHFerraz do twitter hehe


  12. A traíção está enraizada na nossa cultura de forma mascarada, mas é tão profunda quanto os valores familiares.
    trair nada mais é que uma válvula de escape para o nosso stress e nossas carências.

    Agora convenhamos, mesmo que eu goste de pular a cerca, um adorno na cabeça ainda dói!

    Será que o autor ja passou pelo mesmo processo?

    ————————————-

    Já passei pelas duas experiências. A dor é realmente muito forte e, no meu caso e PRA MIM, imperdoável. É algo que, se descoberto, mexe completamente com minha confiança.


  13. Ainda não compreendi como alguém não cristão tem um ideal tão cristão. A monogamia é parte da cultura ocidental e cristã e se você acha que mexe com a sua confiança é porque você já segue esse preceito.
    Tem muitos casais que praticam o swing (e sofrem mto preconceito) porque entendem que a relação necessita (não sempre, pelo menos às vezes) de algo para além do sexo “com amor”, este ítem que, aliás, como alguém falou muito bem, é vinculado de forma errada com o sexo. Alguns casais que já tem a ideia de que devemos fazer sexo com amor (e com uma única pessoa) criam as fantasias sexuais, que nada são além de uma forma de trair sem ter que trair, de se relacionar com alguém que “não conhece”, uma enfermeira, a empregada, o diabo, a indiana etc etc.
    A monogamia é só uma forma de se providenciar um melhor controle das vidas que se unem em matrimonio, mas com mero intuito de satisfazer as necessidades sucessórias do indivíduo e a bigamia é crime apenas quando o sujeito contrai novo casamento, tanto que se ele tiver uma amante e vier a falecer ou tiver um filho com a “outra”, deverá ter seus bens dividos com ambas. O conceito de família mudou demais e de longe lembra aquele velho esquema pai/mãe/filhos, porque hj estamos diante de esquemas diferentes: famílias monoparentais (as famosas produções independentes, vide Xuxa), famílias com dois pais e duas mães (apesar de a Constituição “proibir” uma união legitimada), enfim uma série de coisas que mudam ao pouco.
    A relação amor/confiança/sexo não é mais a principal característica de um relacionamento, que hoje baseiam-se muito mais em uma convivência saudável, que gera sim, unidade de relacionamento (monogâmica). A traição é só mais uma das mostras de que a universalização cristã decai a cada dia.

    ——————————————–

    Você está COMPLETAMENTE equivocado quando diz que a monogamia é um preceito cristão. A monogamia surgiu sem NENHUM embasamento religioso, na época de formação das sociedades, quando era necessário estipular que uma mulher tivesse apenas um parceiro para, assim, serem definidos os princípios da sucessão (herança), pois antes não era possível saber quem eram os pais das crianças. Esse foi o motivo e teve um caráter social e, por que não dizer, “jurídico”. O papel da religião foi somente reforçar isso dizendo que Deus preza pela monogamia.

    Eu não sou religioso, não acredito em Deus e não sou o tipo de pessoa que trai. Assim como milhões de ateus pelo mundo.


  14. Olha só! Estava pensando neste assunto ontem à noite, enquanto lia um livro e assistia novela (sim, férias prolongadas acabam com qualquer um) e estava analisando quantos casos de traição ocorriam, ou eram mencionados, e só na novela das 9 da globo (sou estudante, não tenho parabólica, então, não havia outra opção) contei 6 casos!

    Acho que, com tanta divulgação e incentivo de traição a que estamos submetidos, isso torna-se tema corriqueiro, mais a influência do meio em que vivemos e pessoas com as quais nos relacionamos, às vezes, tudo torna-se propício, e até natural. Depende da consciência de cada um, e do outro de relevar/perdoar ou não aceitar.


  15. O Felipe agora quis deixar todo mundo paranóico. A verdade é que a traição ainda é considerado falta séria, tanto que a maioria dos relacionamentos acabam assim.


  16. Pra mim é simplesmente impossível confiar duas vezes na mesma pessoa. Assim, traição é imperdoável.

    É tolice bater no peito e dizer que nunca vou trair, por motivos já ditos no post, mas posso dizer que nunca trai, e não foi por falta de oportunidades.

    Mas em um mundo de estatísticas, quem não trai, é traido… Um relacionamento é uma aposta pra ver quem trai primeiro. Eu geralmente perco… =)


  17. Eu não sei o que temos (as mulheres) na cabeça depois de um certo tempo de relacionamento, este foi o meu caso. Depois de 4 anos de relacionamento trai meu marido. Mas se você me perguntar o porque fiz isso não sei responder. Talvez seja sim para fujir dos problemas de casa, das contas, das longas conversas, das implicancias das sogras, da criança chorando, do dia extressante no trabalho, mas isso não justifica, pois eu tinha tudo, tinha uma casa, uma filha, uma marido maravilhoso, e joguei toda esta segurança fora por sexo. Hoje alguns longos anos depois eu pude ver, que isso se chama IMATURIDADE e SAFADEZA sim. Hoje alguns longos anos depois, ele me perdoou, conversamos e estamos bem, somos felizes. Mas eu ainda vivo as consequencias do que eu fiz, porque isso gerou uma certa insegurança em mim, eu surto de ciumes, com medo de ele fazer a mesma merda que eu fiz.
    Agora chega de contar minha vida…

    Fica ai uma dica pra vocês meninas e meninos… Não joguem a vida de vocês fora por sexo. Creio que uma boa conversa com seu marido ou esposa pode resolver tudo. Caso não resolva peça divorcio.


  18. Eu tenho um relacionamento sério, a 6 anos convivo com a mesma pessoa. Temos diversos planos, dentre eles o matrimonio, e fico contente em não ser parte da maioria. Sou fiel nos 6 anos e pretendo continuar sendo. E normalmente sou desprezado pela maioria por pensar de maneira diferente.
    A traição principalmente masculina, não é movida pela vontade da outra pessoa, normalmente é a vontade de se vangloriar aos amigos.
    Como dito acima, a monogamia é cultural, descendemos dos macacos e eles são uma relação 1 -> N (um macho para várias femeas, e várias femeas para um macho).
    Não vejo motivos para me deixar levar por machismos de muitos que tem por ai, trocar minha namorada, com quem eu convivo, conheço, e sei que posso confiar, por qualquer uma que se encontra por ai.

    Infelizmente eu sou um dos poucos que acredita nisso pelo visto.

    Excelente artigo, meus parabéns novamente.


  19. Tema complicadíssimo.
    Namora há 3 anos, e no meu caso, qualquer um que trair com certeza decretará o fim do relacionamento. No meu caso seria imperdoável, porque a minha namorada não quer perder a virgindade, o que faz com que eu ainda seja virgem (excelente idéia pra um novo post).
    Tenho me submetido a essa limitação por achar que os prós da relação são muito maiores, mas mesmo eu gostando muito dela é um fato potencial para uma traição.

    Então esse assunto é muito complexo mesmo, porque são muitos fatores que levam à uma traição, e na maioria dos casos nem tento julgar os infiéis.


  20. Cara, eu namoro a 6 meses e o pensamento de traição só veio mês passado, quando eu fiquei meio decepcionado com ela, e portanto acabei gostando da minha melhor amiga. Pra minha sorte, a minha amiga mora longe da minha cidade, impossibilitando que eu veja ela.

    Mas isso só aconteceu porque eu já não estava mais afim do meu namoro atual, ou seja, meu caso de infidelidade foi insatisfação com o relacionamento.


  21. Pode ser algo do próprio ser humano, algo mais forte que nós, mas que traição é sacanagem, aaaah isso é… =P


  22. eu não vejo a traição como algo a ser combatido, mas com certeza como um problema que é uma solução para outro problema, onde nada se pode fazer (como cerol nas pipas ou a pirataria)muito embora nenhum desses deixe de ter argumentos fortes dos dois lados da coisa, mesmo por ter tido poucos relacionamentos. e todos curtos e sem significado, eu nunca traí, mas ainda sou novo e sei que tudo pode acontecer…


  23. Trair queira você ou seu instinto é uma opção.
    Creio que por falta de alguma coisa procuramos onde encontramos.

    Seja você Homem, seja você Mulher, Já sentiu ou tem coragem de trair um parceiro(a) pelo qual te trata com muito amor, carinho, respeito, confiança, alguém que te conduz na cama, proporciona um enorme prazer sexual, sem deixar de faltar nada pra você ?


  24. Muito bom o texto. Não posso comentar pois nunca namorei séério e nunca levei “chifre”, hehe.

    Mas uma coisa tenho que concordar: As mulheres lidam muito melhor que os homens no assunto de pular a cerca.
    Homens, quando traem, no futebol com os amigos da semana seguinte chega pra galera toda: “Galeraa! Comi a mulher lá da livraria! E o melhor: Minha esposa não sabe de naaadaa!”

    E nisso, de um jeito ou de outro, sempre acaba escapando e a mulher do cara acaba descobrindo.

    Já as mulheres, como você falou no texto, esconde as vezes que traiu até mesmo das melhores amigas, por medo de ser taxada de “vagabunda” e outros mais. Por isso no caso delas, é mais difícil de ser descoberto.
    Mas como toda mentira, alguma hora ela vem a tona. E ai cara, isso é uma outra coisa que eu tenho que concordar contigo, traição é imperdoável!


  25. Tão complicado quanto comentar sobre traição,é dizer se mais dia ou menos dia você não vai ser traido ou cair na tentação de trair.
    Aquela velha questão de quem trai mais é complicadissima de ser realmente avaliada.Principalmente se eu tomar como experiência própria,onde meus amigos que tem namorada dão aquele famoso “perdido” e caem na farra.Não sou moralista ao ponto de dizer pro cara ir pra casa porque é comprometido.Na hora da farra ,certeza que eles nem lembram das suas namoradas,ma logo também me vem a certeza que se ao acaso alguma delas descobrirem a fuga e terminarem o namoro,os próprios vão se lamentar e dizer que as amam.
    Dai fica a dúvida. Se gosta,por que trai?
    A questão da necessidade de se mostrar para os amigos é um ponto a ser considerado,não por machismo,mas acho que tá no sangue mesmo.

    POr ser um farrista ,prefiro me manter solteiro e não ter que dar perdidos em alguém que julgo gostar.
    Afinal não quero que façam comigo o que pra mim é algo imperdoável.

    abraços e parabéns pelo blog.


  26. Gosto das suas opiniões, são geralmente ofensivas e fica claro que os posts são feitos para chocar e provocar repercussão.

    Esse aparentemente foi um texto experimental, aonde sua opinião foi ocultada propositalmente a fim de observar a não repercussão de posts dessa forma.

    Enfim, post fraco, argumentos totalmente batidos. E tenho certeza que isso foi proposital. Sequer há o que comentar.

    ——————————–

    Será mesmo?


  27. É muito simples.

    Se você promete fidelidade pra sua companheira, tem que ser fiel, não tem outra.

    Senão não prometa fidelidade, entrem de acordo e respeitem um ao outro, um relacionamento aberto ou coisa do tipo. O importante é a sinceridade.

    Isso chama caráter.


  28. É muito simples.

    Se você promete fidelidade pra sua companheira, tem que ser fiel, não tem outra.

    Senão não prometa fidelidade, entrem de acordo e respeitem um ao outro, um relacionamento aberto ou coisa do tipo. O importante é a sinceridade.

    Isso chama caráter.

    [2]


  29. ou você trai porque se apaixonou por outra pessoa, mas não quer terminar o relacionamento porque está acostumado e tem medo de terminar (ou de magoar a outra pessoa)
    ou trai por puro tesão.

    prontofalei


  30. PS: posso só comentar uma coisinha?
    vi suas fotos do orkut e te achei maior gato ;D
    ahuihauihaiuhaiuhhiu XD

    prontofalei²


  31. Namorar, é arriscar, fato, mas a partir do momento que você inicia um relacionamento você esta admitindo que quer aquela pessoa, que a ama ou ao menos gosta dela, então como o Willian citou, basta você possuir apenas uma coisa, caráter.
    Se seu parceiro(a) pisar na bola, o que importa no final não é como acabou, mas se você foi feliz enquanto estava com a pessoa, se a resposta for sim, então valeu a pena, e sua consciencia esta tranquila.


  32. Eu não disse que era um preceito cristão, disse que faz parte da cultura ocidental e cristã. E a monogamia surgiu sim de preceitos religiosos, como na Roma antiga em que as famílias eram unidas mais pelos laços da agnação (reconhecimento e louvor aos mesmos deuses, já que cada família tinha seus deuses particulares) do que pelos laços da cognação (consanguinea). A mulher que se casava “com manus” começava a fazer parte da família do esposo porque ela deixaria de louvar os deuses da própria família e louvaria os deuses da família do esposo. O Estado Romano percebendo que a monogamia garantiria melhores condições para regular as relações e as questões sucessórias começou a estipular que só se podia casar com uma única pessoa e para legitimar usou dos preceitos cristãos que estão em Lucas, Marcos e Mateus. Enfim, como vc disse tentou legitimar só para garantir questões jurídicas mesmo, como vc disse.

    ——————————-

    A monogamia já existia há MUITO tempo, rapaz. Não nasceu como preceito cristão. Releia o que escrevi.


  33. Caro Felipe, eu não teria gostado do texto se não tivesse o final: “Não significa que TODOS TRAIRÃO, mas que TODOS PODEM TRAIR”

    Enfim, o ultimo paragrafo…

    Concordo contigo.
    Parabéns!


  34. Willian (27) disse tudo..

    Caráter, respeito, sinceridade são coisas que se um relacionamento não tiver é porque não vai muito longe.

    Traição pra mim é imperdoável, eu nem tentaria pq eu sei que não conseguiria conviver com isso ou com a pessoa.. Mas como você disse, se aparece a pessoa certa no seu caminho as vezes não tem o que se fazer (foi o que aconteceu comigo), conheci meu namorado enquanto estava em outro relacionamento, por muito pouco quase trai meu antigo namorado, não aconteceu, mas eu quis e já tinha me deixado envolver demais por isso terminei tudo, mas não foi nada fácil..

    E traição é sim uma opção, não somos animais irracionais que só agem por instinto, tesão.. Você tem sim o poder de escolha, e se você resolveu arriscar é porque está ciente das conseqüências.

    Gostei muito do post, apesar de dar calafrios de pensar..


  35. Acredito que a sociedade, para tentar controlar os impulsos normais do ser humano, impôs algo que é o equivalente a uma castração social. Exigir que o ser humano se relacione com uma pessoa por toda a vida, sem sentir tentação (ou melhor, sem ceder a ela) não é uma opção muito realista. Pode-se tentar, mas o ser humano não é perfeito (apesar das metas quase impossíveis que nos são impostas por sociedade/religião). Veja bem, não disse que sou a favor da traição, este tabu já está muito arraigado em mim. Mas esperar que não aconteça, ou achar que não é um fato normal da vida, infelizmente é ilusão.


  36. Eu sempre estou preparada para tudo que possa acontecer nos meus relacionamentos. Nunca traí, mas confesso que já me senti tentada. Sentia respeito pela outra pessoa, e por mim mesma, assim, não traí. Isso faz parte do meu caráter.


  37. e você ja traiu?

    —————————–

    Já.


  38. “…qualquer ser humano presente na Terra está sujeito a trair seu parceiro.”

    Concordo, e penso que a traição sempre irá depender apenas de quem faz.

    Um cara não deixa de trair pelo que sua namorada faz por ele, ou pelo que irão pensar e tudo mais.

    Ele deixa de trair ao confrontar consigo mesmo sobre tudo que está envolvido, sobre os seus valores sobre o fato.

    Só o que pesa para a não traição é ele mesmo…seus valores.

    Mas concorda com uma banalização ao que se diz de se preocupar com os outros, enganar alguém não ser legal e talz?? Uma desvalorização seria masi certo..


  39. Rapaz,

    um momento de desconração: estou vendo que eu não fui o único “corno” da terra!!!

    Quem não foi, será um dia. Isso é normal.

    E quem nunca traiu que atire a primeira pedra!

    Esse papo de “sociedade, cristianismo,…,” não tem nada a ver com isso. Desde que o ser humano existe, ele nunca tá satisfeito com o seu par e busca novas aventuras. Errado? Sim. Mas no mundo onde vivemos isso é completamente banal.

    É só vc ligar a tv e ver a novela da globo…

    Agora, os cornos que não se sintam ofendidos com esse comentário. Mas é normal!

    Nem sei se sou corno… e olha que sou casado tem 8 anos. Vivo viajando a trabalho, vcs acham que minha mulher não chama o “ricardão” na minha ausência?

    Assim como eu procuro novas aventuras! Completamente normal isso e a tv fez um grande favor de banalizar esse assunto que deveria ser tratado com mais respeito.


  40. mais uma vez: não disse precito cristão, disse preceito religioso.

    ———————————-

    Ok, mas não é religioso 🙂


  41. Infedelidade sempre existiu e acho que ta cada vez mais dificil de acabar, e se tu não traires numa relação provavelmente vai acabar sendo traido. Então é melhor se adiantar né ?! ê! ahah ..

    P.S. Vai ter algum texto falando do que ta acontecendo no Senado ?!
    :*


  42. Acho o seguinte, o problema da traição é pura e simplesmente a própria traição.
    Vou explicar.
    Não tenho nada contra pessoas que fazem sexo com 132 ao mesmo tempo, que dão à bunda livremente seja lá para quem for. Nada contra se você é homem e quer comer duas mulheres e cinco caras ao mesmo tempo, mas acho que a partir do momento em que você se relaciona com alguém e faz essa pessoa crer que você é fiel à ela, caso você faça o contrário, não será mais a pessoa que a outra acredita que você seja. Ou seja, o parceiro estará se relacionando com uma pessoa desconhecida, porque na cabeça dele, você jamais faria isso. Você se torna um duas caras.
    Eu não conseguiria viver com isso, outras pessoas convivem perfeitamente enganando suas esposas, namoradas, fazendo o contrário do que prometeu a encenaçãozinha do “prometo ser fiel, na alegriae na tristeza” etc.
    Pessoas desejam as outras, sentem atração pelas outras, ÓBVIO, mas como seres mais pensantes e racionais, podemos escolher tornar o pensamento realidade ou não, pensar em até que ponto vale a pena.
    A partir do momento em que se deixa o sentimento do tesão tomar conta, não há mais respeito entre uma pessoa e outra. A partir do momento em que não há mais respeito, também não há mais amor. Se não há mais amor, pra que continuar um relacionamento? Só pra não morrer sozinho mesmo, o que é puro egoísmo.
    Claro que tudo o que envolve sentimento, tesão, esse fogo todo, é muito complicado e nos tira do eixo, mas é nesse ponto em que somos diferenciados dos animais: podemos escolher.
    E cabe a cada um de nós escolher o que vale a pena.
    Nada contra relacionamento aberto, afinal, ninguém está sendo enganado.
    Por isso repito, o problema da traução é pura e simplesmente ela mesma. Há quem resolva abrir o jofo com o parceiro, o que eu acho que é o mínimo, e que prova PELO MENOS que mesmo que não haja mais amor, há um mínimo de consideração.


  43. Eu acho que cada um busca fora do relacionamento o que não está encontrando dentro dele. Por exemplo, se a mulher não estiver ganhando carinho e atenção do parceiro, ela vai buscar isso em outra pessoa. Se o homem não ganha sexo da parceira, ele vai buscar isso com outra pessoa.

    Há também aqueles que traem como uma válvula de escape para uma crise no relacionamento. Uma forma de se sentir bem no meio do caos (como a teoria do filme “Clube da Luta”.

    Mas é claro que não podemos nos esquecer que há também os que o fazem por pura safadeza.

    Justificável? Não sei. Com excessão do último grupo, acho que tanto o traidor quanto o traído tem sua parcela de culpa.

    Abraços!


  44. “Não significa que TODOS TRAIRÃO, mas que TODOS PODEM TRAIR.” Concordo!

    Traição não é nada legal, afinal brincar com os sentimentos dos outros não é nada bom. Um relacionamento não é fácil de manter e tem suas quedas, porém cada atitude deve ser pensada antes de ser feita, não devemos sempre agir por impulso ou pelos hormônios. É um assunto complicado de abordar…

    Abraços
    =]


  45. Gente bem resolvida sexualmente não trai. Trai quem tem uma namorada “boazinha”, “linda” e “suuuper simpática”, mas que não dá no couro, ou um namorado “suuuuper fofinho”, “carinhoso” e “meigoooo”, mas que não pega a mulher de jeito. O que eu vejo em casais é que 95% deles começam um relacionamento por motivos errados: porque o cara “tem grana”, porque a mina é “bonitinha”, porque ele (ou ela) é “legal”, e no mundo de hoje tem gente que ainda se esquece de que sexo é 70% (ou mais) de uma relação. Quando o sexo vai realmente bem, a gente nem olha pro lado. Pelo menos comigo é assim.


  46. Tema de novela seria se eu falasse: “traição é feio e quem a pratica é um canalha irresponsável e sujo”

    – Até onde conheço sobre as novelas atuais (mesmo não assistindo), parecem passar mais a informação de que a traição não é problema. Muito pelo contrário, as novelas fazem as pessoas “torcerem” pela(o) amante se dar bem.
    Eu acho que traição é falha moral. Se eu estabeleço compromisso com alguém devo respeitar essa pessoa. Se há o desejo físico e/ou sentimental por um terceiro a pessoa deve balancear se vale a pena abrir mão do relacionamento. Se sim, cortar o compromisso, se não ser forte para aguentar a tentação. Não se é tão incontrolável assim.
    Bom, pensamento meu. Acredito que se não se respeita alguém que firmou um compromisso sentimental, alguém pelo qual se sente ou sentiu afeto, muitas vezes parceiros dedicados.. Como vão respeitar o resto da sociedade?? São pessoas assim que criticam Sarney’s mas que fariam o mesmo estando em seu lugar. Mas enfim, sem generalizações.. cada caso é um caso e todos cometem erros, mas a moral individual e pessoal deve ser muito levada em conta.


  47. Já vi sobre casais que tem um relacionamente fixo, mas vão juntos em aventuras sexuais. A maioria das pessoas pensaria logo “ô meu deus, uns pervertidos!”, mas me pareceu que eles eram muito mais honestos um com o outro do que muitos casais que se dizem fieis e fica só da boca para fora.

    Mas para mim, quando uma pessoa entra em um relacionamento monogâmico e se compromete com ele, é imperdoavel para mim que exista traição. Acho que a partir do momento que a pessoa se compromete a ser fiel, ela o deve ser. Ou então ser aberto com seu parceiro. Explicar a situação, perguntar se o outro aceita o fato dele querer se relacionar sexualmente com outras pessoas. Claro que a maioria das pessoas não vai aceitar isso. É a cultura hipócrita da nossa sociedade. A pessoa diz que gosta muito da outra, que faria de tudo por ela, mas traí, na cara de pau, e ainda fica dando desculpas e escondendo dizendo ter medo de perder. Pra mim, se gosta mesmo e sabe que a outra pessoa não aceita traição, não iria trair. Acho que ou você deixa claro a suas intenções, ou não é algo perdoavel. É enganar. E um relacionamente cheio de enganações não faz sentido para mim. Se você quer um relacionamento liberal, deve procurar um parceiro que concorde e aceite isso.


  48. Ateu Que não Trai?

    PResente!


  49. Gostei muito do seu texto e concordo em boa parte com o que você disse, especialmente que nem todos VÃO trair, mas que as possibilidades são grandes, mesmo que a pessoa queira permanecer fiel, o mundo todo te ajuda a se corromper, sendo homem ou mulher.
    Mas uma frase que ouvi há muito tempo resume bem as diferenças entre os sexos:
    Para trair, a mulher precisa de uma “motivação”, e o homem precisa apenas de “uma mulher”.
    Monogamia é uma necessidade cultural, a traição eh uma necessidade biológica.


  50. Fui casado por 5 anos. Posso dizer que sou um animal fiel(monogâmico), nunca trai minha ex. Quando se ama de verdade não há espaço para traições e mentiras. Contudo não posso dizer o mesmo dela. Por amor acreditei que tudo podia ser superado até o dia em que não aguentei mais a humilhação e sai. Foi muito doloroso, fiquei em depressão por 2 anos. Eu a amava muito, passados 4 anos, quando eu lembro ainda dói. Tinhamos prometido um para o outro que não haveria mentira na nossa relação, mas no período que fomos casados ela sempre teve um amante, nada do que eu fazia estava bom para ela. O que eu posso dizer é que doi muito.


  51. concordo com o Willian

    É muito simples.

    Se você promete fidelidade pra sua companheira, tem que ser fiel, não tem outra.

    Senão não prometa fidelidade, entrem de acordo e respeitem um ao outro, um relacionamento aberto ou coisa do tipo. O importante é a sinceridade.

    Isso chama caráter.
    e o combinado não sai caro…


  52. […] Texto: Infidelidade Conjugal […]


  53. A partir do momento que o casal sela compromisso, trair é idiotice.

    Claro, todos estão sujeitos a trair. Eu duvido alguém que nunca PENSOU em trair.

    A questão é que a maioria dos homens, em relacionamentos, estão buscando algo na parceira como sexo, companheirismo, amizade etc. O que é normal. Mas não ofecerem coisa alguma. O que é patético.

    A vida deles não tem direcionamento, eles não sabem o que querem. Assim, eles ficam mais sujeitos ainda a trair. A namorada briga por bobeira e no mesmo dia ele sai pra balada e nota aquela garota olhando pra ele. Pronto.

    A mulher sente a insegurança do cara e vai procurar segurança no colo de outro.

    Mulher precisa de segurança e homem precisa ser homem.


  54. Quantas dessas pessoas que postaram, falaram, falaram, falaram, mas já trairam ? o.O


  55. Bastante interessante o texto. Gostei muito!

    Não sei se o argumento de que o homem tende a trai a fim de se sentir o “macho-dominante” é são consistente. Eu trai demais, porém, hoje arrependido.

    Ao meu ver, traição pelo homem é influênciada por diversos fatores, dentre os quais, o principal – Instabilidade com seu par, o querer que provar novas bocas e por ai vai…


  56. e possivel um ex boemio,mulherengo ser fiel por 8 anos,sendo que trabalha como taxista a noite,duas maneiras favoraveis a traição,ele tem 43anos eu tenho 30 cuido bem da casa,dos nossos 2 filhos,trabalho para ajudar e na cama faço tudo que tem direito.um homem com tudo em casa e que jura fidelidade seria capaz de tal maldade?vc que sinceramente é fiel com esses quesitos poderia me confortar.sou desconfiada de tudo por conhecer seu passado.sera que tem algum taxista fiel,SEM OFENSA se houver algum.


  57. Não existe fórmula ou receita dentro de um casamento.que faça uma das partes deixar de trair. Traição pelo menos dentro do meu casamento, foi falta de caráter e irresponsabilidade da parte dele. Ele mesmo reconhece que nada faltava entre nós, carinho, amor, tesão(tínhamos relação sexual 3 a 4 vezes por semana,e era bem prazeroso e variado, isso com 15 anos de casada. Sem contar que tanto eu como ele temos corpos atraentes, então tb. não faltava atração sexual. Ele, quase todos os dias me acordava com beijos, carinhos e juras de amor e dizia que eu era o seu eterno amor, eu obviamente retribuía. Amava, me sentia amada e segura. Nossa vida sexual era muito boa, porque tanto eu, como ele somos bem resolvidos e temos uma boa pegada (como se diz agora). Então, o que faltou(interrogação). Definitivamente quem trai sem o menor motivo, são pessoas levianas, que não se respeitam, se deixam levar por instintos e acabam se envolvendo na maioria das vezes com pessoas tb sem caráter e que não tem nada a perder. E no final das contas, quem perde tudo é a família e a sociedade, pois seus alicerces ficam tão abalados que a maioria não resiste.Sofremos nós, mulheres ou homens fiéis e companheiras, sofrem os filhos, que não tem culpa de nada e são inocentes, e no fundo quem traiu e provocou tanta tristeza, terá a vida toda pra se arrepender ou então continuar levando uma vida de mentiras e farsa e no final acabar solitário e cheio de remorsos.


  58. Gostaria muito que a colega de comentários Heloísa Biaggi, lesse meu depoimento anterior .
    Em seu comentário, ela talvez,por ser ainda jovem e ter pouca vivência(porque experiência sexual e ser bom ou boa de cama não quer dizer maturidade), ache que dentro de um relacionamento, que segundo ela, se for bom e 70% sexo, não haverá traição. Isto é um mito e uma utopia, no meu casamento não faltaram nenhum desses ingredientes, sempre fomos fogosos e gostamos muito de apreciar nossos corpos,então não faltaram amor,carinho, compreensão,tesão, muitos momentos de sexo bastante erótico e muito prazeroso para nós dois, tanto em nossa cama, como em viagens ou motéis(quem pensa que tempo de casado sempre acaba com o tesão, e que só se faz papai e mamãe, está enganado). É bom que as amantes e aventureiras de plantão saibam que a maioria dos homens casados mentem quando dizem que ñ. se dão bem com as esposas, que o sexo ñ. é mais tão bom como antes, isso são desculpas que eles usam para enganar a si próprios e assim amenizar o sentimento de culpa.
    Com tudo isso, não ficamos vacinados contra esse terrível fantasma da infidelidade, que traz imenso sofrimento para quem é traído, e quando envolve família e filhos, é devastador. Meu marido foi imaturo, irresponsável, não avaliou racionalmente e com o coração, as consequências horrorosas dos seus atos, enfim trair é uma escolha egoísta, em que só uma das partes resolve se divertir sozinho e esquece do outro.Ele deixou que a sua virilidade lhe subisse a cabeça, acho que ele pensava da seguinte forma: se eu satisfaço tão bem a minha mulher, porque então não satisfazer e me satisfazer tb com outras, que mal há em trair sem ter envolvimento emocional, traio minha esposa, mas a respeito, faço direito com mulheres que ela não conhece e portanto tudo ficará oculto. Esse deve ser o pensamento ridículo,machista e egoísta dos homens que como o meu marido, traíram ou traem sem que haja um único motivo, no fundo nem eles sabem porque agem assim. Só que quando tudo vem a tona, ficam parecendo cachorro que caiu da mudança,se eles soubessem como ficam ridículos e diminuidos ao nossos olhos, quando são descobertos! Teriam muita vergonha! Mas como vergonha na cara, princípios, valores morais e respeito pelas suas mulheres, são coisas que ainda não pertecem a alguns tipos de homens, a nós mulheres-cabeça, só resta lamentar por eles, e ter a certeza de que o mundo e o poder realmente está e sempre esteve em nossas mãos. Afinal, quem gera, cria e educa esses homens somos nós, então vamos mudar essa história de que traição é normal, é coisa de macho, é excesso de testosterona .Traição pode até ser uma coisa comum,digo banal, mas sempre estará longe de ser uma coisa normal, se fosse, ñ. se fazia as escondidas. Aliás esse é o maior argumento deles: ñ. conheço nenhum que ñ. faça ou nunca tenha feito! Mas será que eu tenho que fazer só porque o outro faz.
    O que sei, e o que sabe quem já sentiu o efeito devastador de amar e ser traída e enganada, é que a dor é maior do que perder o cônjuge por morte. Parece cruel e egoísta, mas é a dor que sinto. Nossa terapeuta de casal disse exatamente isso para ele, que a dor que a traição traz é maior do que a dor da perda por morte, e ela pode afirmar isso com toda certeza, pois todos os dias tenta juntar os pedaços das pessoas que passam por esse trauma. Enfim, chega de escrever, e desabafar, porque a vida e o tempo ñ. param e eu preciso trabalhar! Abraços.


  59. Lena, meus parabens pelos comtarios que vc fez, e como diz aki no Parana, esse tipode resposta e: “VC MATOU A PAU”. E como vc me fez sentir se homem, tambem ja fui traido, digo mais a dor da traiçao e pior q a morte do conjugue sim, pois ela mata por dentro dos traidos, e nos traidos somos mortos ambulantes e q jamais vamos acreditar em casamentos com qualquer q seja a pessoa e por fim quem trai vivera para sempre com remorsos e sera outro morto ambulante sem perdao aki nesta terra pelo traido e a biblia afirma q perdao futuro sera duvidoso. abraços lena se quiser meligar 42 9967 1435.



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: