h1

Teste de categoria

25 de novembro de 2010

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

h1

Os tentáculos de quem nasceu na Ditadura

16 de setembro de 2009

globo-twitter

Eu já havia informado a vocês sobre tudo o que estavam perdendo ao não se cadastrarem no Twitter e dei ênfase a um fator que o mundo jamais vira, a aproximação dos ídolos com seus fãs através de uma ferramenta ilimitada para comunicação (mentira, é limitada em 140 caracteres, mas estou falando de outros limites). Porém, a disponibilização desta janela deu margem para o bizarro e para a verdade sobre determinadas celebridades, desmascarando discursos superficiais escritos por equipes e dublados pelos artistas, dando finalmente espaço para podermos descobrir o que verdadeiramente são e, nesse caso, estamos falando de erros ridículos de português, pensamentos estúpidos e caráter duvidoso. Bem, como era de se esperar, a Globo não gostou muito.

Continue lendo »

h1

Novelas, chegou a hora de vosso fim

14 de setembro de 2009

tv1

Eu nunca gostei de novelas. Ok, essa é uma informação mentirosa, já que quando criança a osmose me fez acompanhar algumas delas (nunca esqueço do Albieri chorando e dizendo: “eu consegui clonar um ser humano” – ou algo assim). De todo modo, o fato é que desde o meu desprendimento de determinados valores padrões condicionados em minha infância, passei a não gostar mais desse tipo de produção. Parei de acompanhar e percebi a existência de outras coisas melhores para se assistir (ou seria “olhar”, como dizem os sulistas?).

Continue lendo »

h1

A incrível e triste história de Tatu

12 de setembro de 2009

tatu3

Essa coluna é escrita por Marcel Albuquerque.

Feio que nem um catiço, magro que só o caniço, espinhoso que nem um ouriço: assim era nosso personagem. Um metro e sessenta e oito E MEIO. Mas mente pra ele mesmo dizendo que tem um e sessenta e nove. Pros outros, fala que tem um e setenta – que fica mais bonito – e usa tênis alto pra disfarçar. Por uma ironia profética de seus pais, ele, que de grande só tem as orelhas, chama-se Alexandre; Teve todos apelidos de baixinho: desde os clássicos “toco de amarrar jegue”, “pintor de rodapé”, “salva-vidas de aquário” até “mestre dos magos”, “fotógrafo de bola rasteira” e “mentira”, por causa das pernas curtas. Todavia, o que pegou mesmo foi “Tatu”. Primeiro por causa daquela música dos Mamonas: “…comer tatu é bom…que pena que dá dor nas costas…” e segundo porque ele morou no interior quando mais novo, lá em Seropédica – cidade com nome de erva medicinal e que só é conhecida pela universidade, que por sinal é chamada RURAL.

Continue lendo »

h1

Uma das fortes essências da vida

8 de setembro de 2009

amigos

São tantos os passos fundamentais para o encontro com a fantasiosa felicidade, a mais involuntária e volátil das sensações. Viajamos diariamente em busca da satisfação, em nossas mentes desconectas, imaginando qual seria o passo necessário para que pudéssemos eleger o dia seguinte como melhor que o anterior. Resumimos o presente como a tentativa de fazer o passado ainda menos satisfatório sob o prisma de nossos potenciais e o futuro cada vez mais promissor em comparação àquilo que já conquistamos.

Continue lendo »

h1

A problemática do Bolsa-Família

4 de setembro de 2009

bolsafamilia3

Quando fiz a publicação do vídeo em que Lula se contradiz ao condenar a política assistencialista de distribuição de cestas básicas no governo FHC mesmo realizando algo ainda maior com o Bolsa-Família, esperava ter algum retorno negativo, até porque conheço bem como funciona o universo da política quando mexemos com o candidato de alguém. O que me surpreendeu, contudo, foi a quantidade de pessoas que realmente não conseguem enxergar o que É o projeto Bolsa-Família e o que ele representa para a sociedade brasileira.

Continue lendo »

h1

Poker Online

3 de setembro de 2009

poker

Sempre fui grande fã de Poker. Porém, como minha sorte com as cartas é uma desgraça, todas as mãos que vencia eram na base do blefe (exceto raríssimas exceções, quando conseguia algo como dois pares ou uma trinca – acredite, minha sorte é triste). Mas descobri que faço o certo, quando recebi a informação de que 65% das partidas de Poker terminam antes dos adversários mostrarem as cartas e que os campeões mundiais de Poker, em Las Vegas, são sempre os mesmos (ora, se o jogo fosse sorte, os caras teriam suficiente para ganhar diversas vezes na loteria).

Agora, você sabia que existe um site incrível com uma estrutura impecável voltado para partidas de Poker online? Onde você pode jogar de graça, ou entrar em partidas valendo dinheiro real e até mesmo competir em torneios internacionais! Além de torneios gratuitos, dicas, informações, tutoriais e a chance de ganhar 15 mil dólares. Tudo isso no Clube do Poker.

Clique e acesse o CLUBE DO POKER

poker1