h1

A problemática do Bolsa-Família

4 de setembro de 2009

bolsafamilia3

Quando fiz a publicação do vídeo em que Lula se contradiz ao condenar a política assistencialista de distribuição de cestas básicas no governo FHC mesmo realizando algo ainda maior com o Bolsa-Família, esperava ter algum retorno negativo, até porque conheço bem como funciona o universo da política quando mexemos com o candidato de alguém. O que me surpreendeu, contudo, foi a quantidade de pessoas que realmente não conseguem enxergar o que É o projeto Bolsa-Família e o que ele representa para a sociedade brasileira.

Para quem não sabe, o Bolsa-Família é um auxílio criado pelo governo para famílias com renda mensal inferior a 140 reais per capita (ou seja, divide-se o salário da família – contando somente o que há na carteira assinada – pela quantidade de integrantes). Por exemplo, uma família composta por um pai, uma mãe e três filhos, cuja renda esteja fixada em 700 reais, possui uma média de 140 por pessoa, podendo receber dinheiro do governo. Esse valor varia entre 22 e 200 reais, dependendo de cada caso. Como obrigação, os pais devem manter as crianças na escola, o que não deveria existir, visto que essa obrigação já está EXPLÍCITA no Estatuto da Criança e do Adolescente. É lei! Não se deve dar vantagem para quem cumpre a lei, mas sim punir quem não o faz. Entretanto, em um governo que não dá o menor estímulo à educação, como punir os pais que não colocam seus filhos na escola? Mais fácil comprar essa ação e mascarar a situação. De todo modo, o Bolsa-Família existe e já se alastra pelo Brasil na velocidade de um “Quem quer dinheiro?”.

É fundamental deixar claro desde o início que o Bolsa-Família possui seu lado positivo. Assim como qualquer medida tomada por um governante, sempre terá um lado da história a ser beneficiado. Nesse caso, podemos destacar como aspecto positivo do programa o auxílio dado a famílias que vivem na miséria extrema e não têm acesso às oportunidades, como moradores de regiões massacradas pela seca. Como emergência, acredito que, para evitar que morram, o governo deva intervir, mas sem esquecer que aquele cidadão deve receber oportunidades criadas pelo próprio. Entretanto, não é isso que podemos observar no programa.

bolsafamilia2

Atualmente o Bolsa-Família entrega dinheiro a 11.535.150 famílias (veja aqui), o que reflete um número aproximado de 45.800.000 pessoas. Ou seja, hoje, no ano de 2009, quase um quarto de toda população brasileira recebe dinheiro do governo. Um número assustador quando pensamos que o projeto deveria beneficiar somente aqueles que estão morrendo pela fome. Mas por que será que tanta gente é ajudada? Seria por que o presidente Lula é extremamente bondoso e quer ver o povo com dinheiro? Acredito que a ironia já foi sentida na pergunta.

Lula é um presidente populista. O populismo é a arte universal de dar migalhas e espetáculos para o povo em troca de sua simpatia. Utiliza-se de falsos subterfúgios para comprar a nação, enquanto a realidade é drástica. Anthony Garotinho, ex-governador do Rio de Janeiro, ensinou ao povo carioca exatamente como se faz um governo populista, distribuindo por todo o estado farmácias populares, restaurantes a 1 real, entre outros. Esse tipo de medida, infelizmente, é vista com bons olhos por aqueles que não têm acesso a muita informação e não conseguem perceber que dar esse tipo de migalha para o povo não muda sua real condição de pobreza. O governo, ao invés de investir em larga escala para que o povo consiga ter oportunidades de crescimento, cala-o com esmolas. O pobre continua pobre, o ignorante continua ignorante e o Brasil continua como um país de terceiro mundo. A longo prazo, a situação se torna um câncer a partir do momento em que o pobre percebe que pode e deve continuar dessa forma, recebendo salários ridículos e sobrevivendo à margem de seu potencial como ser humano. Feliz pela migalha e mantendo o populismo no poder através de seu voto satisfeito, porém enganado. O mesmo processo acontece com o Bolsa-Família, que ludibria o povo e mascara os números reais da situação brasileira, informando ao mundo que o Brasil está saindo da pobreza extrema através das migalhas dadas para os cidadãos pobres, mas o que muda para que esse cidadão possa realmente crescer? Nada. Apenas a falsa sensação de felicidade pelos trocados recebidos e a manutenção da ignorância para que o populismo siga recebendo votos.

Quem acompanha meus textos sabe bem que não sou imperialista. Não defendo que o pobre deva continuar pobre e o rico continuar rico. Muito pelo contrário, sou um dos maiores defensores de medidas que possam reverter essa situação, mas não sou imediatista, pois o imediatismo incutido na mente do brasileiro é um dos grandes males que impede o crescimento da nação. É esse imediatismo que pode ser observado em famílias onde as mães sofrem de uma ignorância tão grande (em grande parte, culpa do Estado) que chegam à conclusão de que ter filhos é a solução para receber mais dinheiro do governo, esquecendo completamente que as despesas geradas por essa criança são ainda maiores que o auxílio recebido. Há um incentivo à natalidade dos cidadãos mais pobres, agravando o problema da miséria no país, porém aumentando ainda mais o curral eleitoral do populismo, uma solução brilhante para manutenção do poder nas mãos desses indivíduos. Quanto mais ignorantes, mais votos, uma equação simples que faz com que o investimento na educação seja ínfimo por parte dos populistas. Não há interesse político de que o povo tenha acesso à educação, pois isso significaria o avanço intelectual do brasileiro e uma ameaça muito grande ao populismo e à corrupção (não estão interligados, mas mesmo os não-populistas são relutantes ao investimento na educação, pois o sistema de corrupção estaria ameaçado pela elucidação do povo).

bolsafamilia

A obrigação do governo é dar condição ao pobre de crescimento, não somente esmola. Dar-lhes alguns reais não criará oportunidades, apenas satisfação momentânea. Alguns defensores do programa utilizam do argumento de que o Bolsa-Família é um incentivo ao giro da economia, pelo processo simples de que quanto mais dinheiro nas mãos do povo, mais compras e mais valorização do comércio. Mas não é através de programas como esse que a economia deve girar. A criação de oportunidades e salários dignos para a população devem ser os impulsionadores da economia nacional. O Bolsa-Família melhora mascaradamente a situação em pequenos números, mas de maneira imediata, enquanto que o investimento pesado em infra-estrutura (principalmente educação) melhora REALMENTE a situação em GIGANTESCOS números, mas a longo prazo. Mais uma vez, o pensamento imediatista fala mais alto.

O reflexo negativo do Bolsa-Família já pode ser visto por todo o país. O principal deles é a falta de estímulo ao trabalho. Por que trabalhar horas e mais horas diariamente, acumulando exaustão e desgaste mental para receber um salário mínimo, se este indivíduo pode ficar em casa o dia inteiro vendo televisão e, ainda assim, receber o suficiente do governo para viver? Essa é a realidade visível nos grandes centros (quando deixamos de lado as famílias extremamente miseráveis, apontadas no início do texto, mas que não são maioria). Ou pior, que é a situação ainda mais visível, por que assinar carteira, se o indivíduo pode receber o salário do emprego e ainda o auxílio do governo? Podemos ver claramente que o programa desestimula a vontade de trabalhar e a vontade de assinar carteira. Duvida? Pois então vamos a um exemplo da realidade nacional, narrada por Danilo Ucha para o Jornal do Comércio:

“Ontem, em reunião na Federação das Indústrias do Estado do Ceará, vi a história, contada e documentada, e bem pior do que eu imaginava. O Sinditêxtil-CE realizou um curso de preparação de mão de obra de 500 costureiras para o setor, onde está faltando gente. Das 500 mulheres que fizeram o curso, nenhuma ficou empregada, para decepção dos organizadores e das empresas que esperavam pelas novas empregadas. “Nenhuma, nenhuma aceitou o emprego porque teria que ter a carteira de trabalho assinada e, assim, perderia o benefício do Bolsa Família”, informou Franze Fontenelle, “foi muito triste para nós.” Todas queriam trabalhar se fosse informalmente, isto é, ficar com dois salários.”

Essa é a situação que o Bolsa-Família está gerando. É o povo que está nascendo. Esse é o real exemplo do que o projeto faz e não a minoria que deixa de morrer de fome por conta do auxílio. Como é visível enxergar, o Bolsa-Família tapa um buraco de forma mascarada e, em seguida, abre um rombo gigantesco do outro lado. Um câncer na sociedade brasileira. Onde está o investimento na educação? Onde está o estímulo ao progresso do povo? Praticamente não há! Como é possível, um país com tanto dinheiro, investir o exorbitante valor de quase 12 BILHÕES DE REAIS anualmente com o Bolsa-Família, mas não ter dinheiro para investir nas condições necessárias para o povo evoluir sozinho?

bolsafamilia1

Quer ficar escandalizado? Pois então saiba que o valor gasto com o Bolsa-Família no Nordeste é, em média, 54% maior que TODOS os outros investimentos juntos. Enquanto o Bolsa-Família no Nordeste, entre janeiro e abril de 2006, consumiu R$1.1 bilhão, todos os outros investimentos federais somados chegaram a R$735.8 milhões (veja aqui). Como explicar? Bem, basta sabermos que é no Nordeste que se encontra o maior número de eleitores do Lula.

O principal argumento em defesa do Bolsa-Família é o exemplo de Maria, mãe de 3 filhos e recebendo salário mínimo, como fazer para que ela possa manter sua família com esse valor? Existem inúmeros casos de Maria ao redor do planeta e, entre os países de primeiro mundo, nenhum vê como solução simplesmente dar mais cem reais por mês para a mãe. A solução está na criação de oportunidade, sem esmola. Um curso financiado pelo governo e inserção no mercado de trabalho com um salário digno, por exemplo. Enquanto isso, para que ninguém morra de fome, um auxílio de cestas básicas com prazo, para que estimule Maria a se inserir e buscar, ela própria, a solução. Dar o peixe? Jamais.

Muitos dizem que isso é uma utopia, que não podemos sonhar com esse Brasil ideal e eu pergunto: por que não? Os principais motivos disso não acontecer são exatamente a sustentação do populismo e da corrupção, gerando a falta de interesse político. A entrada financeira do Brasil é MAIS que suficiente para criar um novo povo. Um povo instruído, educado, com informação, com saúde, com lazer e, principalmente, com oportunidade, um povo de primeiro mundo. A única coisa que falta é o interesse por parte dos representantes, eleitos pelo estômago e pela vontade de satisfação imediata. Seria culpa do povo por elegê-los? Em parte, pois afinal, como mudar a mentalidade de uma nação que realmente concorda com o imediatismo e não consegue enxergar a longo prazo? Brizola fez no Rio de Janeiro escolas-modelo onde as crianças poderiam ficar o dia inteiro estudando e praticando esportes, uma solução brilhante para a educação e o afastamento das drogas. Foi só o governador seguinte entrar no poder e todas elas deixaram de funcionar, uma a uma. Por quê? É uma boa pergunta, companheiro.

Há ainda quem acredite que o projeto Bolsa-Família é temporário. Para esses, eu deixo a pergunta: com tudo isso que vocês acabaram de ler, acham mesmo que há possibilidade do auxílio deixar de ser “necessário”? Acreditam mesmo que algum político terá peito para cortar o benefício e arcar com o ódio da massa? E sem investimentos na educação, como Lula e Dilma acham que será possível libertar o pobre desse assistencialismo presente? Diz o Lula que utilizará o dinheiro do Pré-Sal para um investimento forte na educação. Eu duvido. Sua mentalidade populista não permitirá isso, pois as consequências para o futuro do PT serão drásticas.

bolsafamilia4

Por todos esses motivos, é fundamental pensar bem antes de defender um programa assistencialista como o Bolsa-Família. É apenas uma solução imediatista mascarada, que não muda a real condição do povo e não faz o país crescer a longo prazo. Gera o desinteresse pelo trabalho e pela carteira assinada, além da falsa sensação de felicidade momentânea. Mantém o populismo no poder, acaba com a vontade política de investimento na educação e deixa o Brasil no lugar de onde nunca conseguirá sair, o terceiro mundo. A menos que a mentalidade mude.

Por fim, gostaria de deixar claro que não sou defensor do PSDB e, principalmente, não sou de origem rica. Venho de família pobre, no subúrbio carioca, comecei a trabalhar com 14 anos e hoje vivo da vontade que tive de crescer lutando. E caso sinta vontade de dizer que eu não faço nada para mudar, releia o texto.

Anúncios

296 comentários

  1. É foda, compra de votos na cara dura.

    ———————

    Não é apenas compra de votos, Gabriel. Há muito mais por trás, mas sim, a sustentação do populismo é um dos principais motivos.


  2. Finalmente.

    Já era de acordo com sua ideia principal em relação ao bolsa-familia, boa ressalva em ralação à população miseravel, evitará criticas toscas.

    Agora, só um pensamento que me surgiu momentaneamente. não interprete como critica, e sim como uma sinuca de bico do capitalismo.

    ‘ O pobre fica cada vez mais pobre e o rico mais rico’
    ‘ Queremos o Brasil como um País de 1° mundo’
    Pórem só se fica rico quando se explora alguem, só se fica mais rico deixando alguém mais pobre.
    Os países de 1° mundo são as principais causas de misérias dos países de 3° mundo.
    Ou seja para nos tornamos (país Brasil) mais ricos, estaremos assim deixando nações inferiores mais miseraveis.
    Enfim. Capitalismo FEDE. (apesar do pensamente, não sou socialista.)

    ————————

    Não necessariamente, Wesley, você está tomando como exemplo a economia americana. Mas veja a alemã, por exemplo, e você perceberá que é possível crescer de dentro pra fora, investindo no povo.


  3. Cara, pode falar mal do Lula, mas que ele foi um ótimo presidente, isso foi.

    Os números comprovam, números não mentem.

    “O reflexo negativo do Bolsa-Família já pode ser visto por todo o país. O principal deles é a falta de estímulo ao trabalho. Por que trabalhar horas e mais horas diariamente, acumulando exaustão e desgaste mental para receber um salário mínimo, se este indivíduo pode ficar em casa o dia inteiro vendo televisão e, ainda assim, receber o suficiente do governo para viver?”

    Você realmente acha que com 140 reais uma familia pode viver??

    acho que é ai que você se engana, talvez com esse projeto, Lula quis mostrar que ganhar dinheiro é bom, ou seja, ele quis incentivar o trabalho, afinal, hoje em dia só não trabalha quem não quer. Cabe também lembrar que os índices de desemprego reduziram bastante.

    Eu sei que você não está falando disso, mas nenhum presidente será perfeito. Lula está sendo um ótimo presidente, isso é incontestável.

    —————————

    1- Você não leu o texto inteiro.

    2- Eu expliquei que são 140 reais POR INTEGRANTE, não 140 reais total.

    3- Eu estou criticando o Bolsa-Família, não todas as medidas do Lula como presidente.


  4. Felipe,

    Bom texto, respeito a tua opinião. Tenho alguns poréns:

    Tua opinião é um tanto quanto direitista ingênua. Hoje a economia não pode deixar de contar com esses 12 bilhões no mercado. Esse dinheiro precisa chegar na população, sob risco de diminuir o consumo, quebrar muita empresa, aumentar desemprego, diminuir dinheiro no mercado e o estrago estaria feito.

    Além disso, mudar a mentalidade da população brasileira não é tarefa para médio prazo. Não esqueça de que falamos de um povo descendente de portugueses. Sabes de alguma nação de origens portuguesas que seja desenvolvida, contando com Portugal? Um país baseado puramente no assistencialismo, onde a população nunca trabalhou de verdade. Historicamente, português era funcionário da Coroa, ou mantido por ela. Qual o objetivo do brasileiro, excluindo os descendentes de africanos ou de outros europeus? Ser funcionário público ou mantido pelo governo.

    Para corroborar a afirmação anterior, basta reparar que qualquer partido brasileiro seria considerado de esquerda em qualquer lugar do mundo (OK, exceto Portugal). Se um partido de ultra-direita, que tenha Midas como candidato, e anunciar um pacote econômico que vai faria o dinheiro jorrar nas torneiras das empresas, desde que cada um trabalhasse uma hora por dia, não seria eleito no Brasil. Já o partido de centro-esquerda que prometer, mesmo que não cumpra, que se o cidadão for demitido por justa causa vai ter alguém bancando a comida na mesa, pode organizar a festa da posse.

    O que quero dizer é que mesmo que o governo quisesse mudar a situação, provavelmente não teria forças. Como escrevi antes: tirar o dinheiro do mercado quebra o país. Se obrigar as pessoas a trabalhar por ele, ele não entra no mercado.

    Para finalizar, o pior defeito do texto: ele só será lido e compreendido por quem não precisa.

    ———————-

    Vinícius, esqueça Portugal. Ela representou uma influência, mas hoje já temos um desgarramento muito forte desse fator, não podemos colocar a culpa da nossa situação nos portugueses.

    Agora, dizer que o Brasil QUEBRARIA sem o Bolsa-Família? Desculpa, mas você foi meio longe demais. Sem dúvida teria um impacto e não defendo a extinção imediata do programa, agora que a merda tá feita, é necessário arrancá-lo aos poucos. O câncer já se alastrou, agora é torcer para alguém curá-lo através do investimento na educação e nas oportunidades para o povo não mais depender desse programa.


  5. Pois é, Felipe. É INCRÍVEL como as pessoas não enxergam tanta boçalidade deste governo canalha e coruPTo! Basta lembrarmos do “mensalão” e de como o Lula, apesar daquilo tudo, foi reeleito com TODA tranquilidade pelo povo. Hoje eu pergunto para quem reelegeu o Luiz Inácio: “Você se lembra do mensalão? Acha mesmo que o Lula não sabia de nada?”; claro que os simpatizantes do Lula não sabem o que responder, ou dizem que “o Lula não é corrupto, apenas os que estão ao redor dele não o deixam governar lisura…” Ah, tá legal… O povo brasileiro é tão incrivelmente desinformado, “esquecido” e imediatista que elegem Collor para o Senado, o Severino do “mensalinho” para ser prefeito de João Alfredo (CE), entre muitos outros. De fato não é nem um pouco interessante para ELES – os populistas – terem um povo educado, dono do seu nariz. É muito melhor para eles que o povo seja dependente. Voltando a falar do Bolsa-câncer-Família, o problema agora é como curar este cãncer maldito; talvez o Brasil, que já está tão fragilizado, não resista a esta quimioterapia… Um abraço, Felipe.


  6. Bem..as eleições estão chegando e simplesmente não acredito q haverá candidato disposto a acabar com o bolsa-familia.
    Se o próximo presidente for do PSDB o cartão do bolsa será azul e o nome do projeto vai mudar.Nada mais.
    No cenário politico atual ninguem está limpo.
    a situação do nosso país é absurda.
    Os deputados do nordeste por exemplo se contentam com as esmolas para o seu povo enquanto cantam clássicos do Waldick Soriano.

    ——————

    Quem levantar a bandeira de ir contra o Bolsa-Família e investir em infra-estrutura só receberá os votos dos intelectuais, que não representam nada nesse país.


  7. gostaria de saber a sua opinião sobre o governo LULA.

    e os caras não recebem 140 reais por pessoa, é menos que isso.

    ———————-

    Rodolfo, por favor, faz um esforço pra COMPREENDER o que estou falando, pelo amor de deus. Eu disse que o cálculo é feito através da RENDA PER CAPITA… Pega-se o valor que uma família recebe e divide-se esse valor pela quantidade de integrantes. Se o resultado for menor de 140, a família pode receber o bolsa família. Lê o bendito texto, vai te fazer bem compreender as coisas.


  8. Não me surpreende mais a qualidade dos teus textos, isso é indiscutível. Mas esse realmente superou Felipe. MUITO esclarecedor e super bem escrito. Parabéns 🙂

    ————————

    Obrigado Natália!


  9. Pô lendo esse texto lembrei de um fato que minha esposa me contou a um tempo onde uma das tias dela assistida pelo programa bolsa família ela sendo funcionária de uma escola particular trabalhando como auxiiar de limpeza teria o direito de matricular o seu filho nessa escola minha esposa então conversando com ela perguntou-a por que ela não matriculava o filho dela nessa escola pois assim teria uma educação melhor dando assim quem sabe ao seu filho uma opurtunidade melhor para o futuro dele mais ela sem exitar respondeu “eu não pois se e colocar o meu filho nessa escola terei que tira-lo da escola publica onde eu iria perde o meu bolsa-família” e eu e minha eposa parando para refletir pensamos por causa de uma pequena quentia em dinheiro agora ela esta possivelmente dexando dar um futuro mais digno ao filho dela. e assim naiscendo um circulo onde filho dela crescendo com essa visão fará uso desse suposto benéficio do governo aumentando mais essa corrente de brasileiro onde nõ sabem pescar pois ficam aguardando o governo jogar o peixe a sua porta.
    Um ótimo texto onde nos faz refletir sobre essas manobras do governo.

    —————————–

    Wagner, você deu um belo exemplo, mas pelo amor de Deus, utilize vírgulas quando for escrever.


  10. eu sei felipe, esse 140 eu chutei um valor dos 22 aos 200.

    Mesmo dizendo que sejam 200 reais, a familia não recebe 200 reais para cada integrante. É impossível viver com 200 reais de maneira tranquila, fikdik.

    ————————-

    Desisto, cara. Esquece, vai ler um blog de humor.


  11. Rodolfo e um energumeno…além de não conseguiu interpretar um simples texto ( analfabetismo funcional talvez ) diz que os numeros não mentem….kkkkkkk….so esqueceu de comentar que os institutos de pesquisa do Brasil são manipulados ao bel – prazer do nosso governo.Quanto ao bolsa – familia o seu texto diz tudo então vou poupar palavras.Para quem quiser discutir algo mande reler o texto pois o mesmo acaba com todos os argumentos ridiculos dos defensores desse assistencialismo barato ou melhor, muito caro e as nossas custas…

    Para finalizar, o pior defeito do texto: ele só será lido e compreendido por quem não precisa.[2]


  12. Eu nem li o 3 comentario do Rodolfo quanto postei o meu…ta ai um belo exemplo de um cara burro, ignorante e analfabeto funcional que vota no Lula…esse é o eleitorado do nosso presidente…isso só mostra que se continuarmos sem educação e infra-estrutura e continuarmos com esmolas o futuro da população brasileira e ficar que nem o Rodolfo coitado…


  13. Ok, se você diz, já que você é o cara deve estar certo mesmo, afinal, você tem ensino médio, o presidente Mula nem fundamental tem, portanto tu deve saber mais que ele, me desculpe.


  14. É… Não tem mais nem o que comentar. Você já disse tudo.


  15. Ok, concordo com tudo que você falou. Mas pense comigo. se o Lula acabasse com o bolsa família (ou pelo menos diminuisse, deixando-o apenas para a população mais miserável) e começasse a investir esse dinheiro em educação e na criação de oportunidades de trabalho, você acha mesmo que esse dinheiro iria chegar a esses devidos fins antes de passar pelo crivo dos prefeitos e secretários cor-
    ruptos desse país?
    Na minha opinião iria continuar do mesmo jeito. A corrupção parece está no sangue dos brasileiros, não importa se é no senado , na prefeitura, numa associação de bairro ou num simples mercadinho.
    Concordo com o fato de que o bolsa famíla mais prejudica do que ajuda o Brasil como um todo, mas acredito que antes de acabar com o bolsa família deveria-se antes acabar com a corrupção.

    ps: Belo texto, muito bem escrito como sempre.

    ——————–

    Bruno, mas esse argumento não serve. Se for assim, que o governo pegue logo o dinheiro e jogue pro alto. Melhor que cair nos bolsos dos corruptos, certo? Não adianta analisarmos por essa ótica. É claro que a corrupção tem que acabar, mas não pode ser utilizada como motivo para o populismo existir.

    Os 12 bilhões anuais vão para o bolsa-família. Logo, poderiam estar indo para a educação.


  16. Desculpa, não sei de onde você é e de onde você escreve. Sua visão do Bolsa Família me lembra os sudestinos e sulistas que reclamam de ter seu dinheiro bancando a vida de pobres miseráveis. O dinheiro tão trabalhado dos trabalhosos moradores do Sul. Antes de prosseguir, não sou Lulista e nem nordestino, moro em São Paulo. Voltando. Essa história de dar peixe e não ensinar a pescar, eu concordo que não deve existir, agora, criticar o Bolsa Família é brincadeira. O Brasil é o CAMPEÃO MUNDIAL em má divisão de renda, e por anos consecutivos. Fomos colonizados e aprendemos da mesma forma a explorar e centralizar riquezas e oportunidades. O que o Bolsa Família faz é dar o que as pessoas tem por direito receber, pois são vítimas direta e indiretamente de anos de exploração, preconceito e abuso. Lógico que o governo tem de levar oportunidades e afins, mas se você já visitou o Ceará, por exemplo, sabe que existem muitos municípios que sequer tem luz elétrica e água encanada. Os trabalhadores da parte de baixo do País se esquecem seus pais, avós, e outros parentes criaram ou se envolveram em um sistema que tomava e pouco dava, ou simplesmente ignorava. Compra de votos é discurso dessa direita porca que nunca se importou com a parte de cima, tendo raízes fortes no sistema. Se as pessoas votam no Lula e o elegeram, porque ele foi eleito por eles, é porque ele lhe deu o mínimo de atenção, deveria dar mais, bem mais. E digo dar mesmo, dinheiro, moradia, tudo de graça, porque temos uma dívida com o povo dominado por coronéis, de famílias inteiras trabalhando, sejam crianças e velhos. Você acha que a criança prefere ir para a escola ou comer? E o sistema é tão perverso que o pouco que antigamente era revertido ao Norte/Nordeste frequentemente era desviado por coronéis da laia de Sarney e ACM. Antes de criticar, e sair vomitando o que o pensamento sulista preconceituoso dita, pense naqueles que passam fome e que antes do Bolsa Família não ganhavam nada, não tem nem o básico e que nunca poderão ler seu post ou esse comentário.
    Abraços!

    ———————–

    Ai céus. Para TUDO que você falou, tem argumentos no texto, mas ou você não leu, ou só fixou o que interessava. Eu falei da parte boa do Bolsa-Família, mas apontei, detalhe por detalhe, o porquê de não ser um projeto que deva ser sustentado.

    Distribuição de renda não se faz DANDO DINHEIRO, companheiro, mas criando condições do pobre ganhar salários dignos. Aumentando o salário mínimo, aumentando a aposentadoria, dando condição para o pobre ter uma educação de primeira categoria.

    Como disse, não sou imperialista e não acho que o pobre deva continuar pobre, e em momento NENHUM disse que o projeto está errado porque a classe média banca a classe miserável. Os argumentos foram outros, mas parece que você ignorou todos eles.


  17. Só pra saber, não é uma crítica a nada, tu defende algum partido? Algum político atualmente?

    Já tinha visto todas as imagens, quase todas as ideias, porém tu demosntrou um que não tinha visto e que representa perfeitamente a situação de comodismo e imediatismo, o caso das costureiras.

    Isso é um gigantesco absurdo, eu pagaria o maior pau pra um cara que chegar a presidência e removesse esses benefícios, iria defendê-lo para o resto de minha vida.

    Por que será que o número de trabalhadores informais só vem a cair?

    Abraço, excelente texto, como sempre, esse não foi exce”ss”ão.

    ————————–

    Obrigado Daru.

    Neste momento eu estou sem candidato. Como ainda não sei quais serão os candidatos à Presidência, ainda tenho tempo para observar como as coisas andarão. Mas se o segundo turno for PSDB contra PT, serei obrigado a votar no PSDB só para a Dilma não vencer, porque não simpatizo com os tucanos, porém tenho maior antipatia pelo PT.


  18. interessante como agora o povo ta comentando menos. Parece que tem preguiça demais pra ler o texto, ou ficaram sem poder argumentar contra ele. Que eu me lembre, o video mal foi postado no twitter ja tinha mais de 30 comentarios, agora ja fazem horas que o texto ta aqui e tem 15. Gostei muito do texto, não deu brecha nenhuma pra falar. Vai ser advogado quando crescer, Felipe? Eu até falaria politico, mas nesse país, politico é quase xingamento, mas que você devia se candidatar a presidencia, devia xD um pouco de medidas drásticas pra variar, seria bom. Ganhou mais um seguidor do blog, vou visitar ele constantemente agora 😀

    ————————

    Obrigado Fabio! Não sei o que vai acontecer no futuro, mas algo eu farei.


  19. Felipe, sempre gostei muito do seu blog, e, apesar de concordar em grande parte do que você escreveu, acho errado você ser tão parcial quanto a esse tipo de assunto político, não cheguei a ler o post inteiro por que já sei praticamente o que você iria falar. O erro não está em ter uma opinião fixa sobre um assunto, mas sim apresenta-la de forma que você mostre a sua opinião como verdade absoluta e que faça as pessoas desinformadas pensarem como você quer que elas pensem.

    ————————–

    Caso queira mostrar uma outra forma de pensar, por favor, convido a ler e refutar os argumentos do texto.

    Este é um blog de opinião e sempre deixei isso bem claro. Não sou jornalista e não faço papel de intermediário em discurso, estou aqui para dizer o que penso.


  20. Eu incomodando mais uma vez.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Bolsa_Fam%C3%ADlia

    Dá uma olhada no que o Bolsa família realmente interfere.
    E também, veja que as familias recebem no máximo 200 reais, quantia que para mim não é necessária para se viver hoje em dia aqui no Brasil.

    E sim, eu entendi o que você quis dizer com a parte da renda per capita, não sou nenhum analfabeto funcional. Também sei muito bem oq ue você pretendeu mostrar com este texto, o que para mim, não funcionou, pois o Bolsa Familia melhorou o Brasil, e muito.

    ————————

    Estou aguardando seus contra-argumentos para os argumentos do texto. Mostrar números mascarados do Bolsa-Família só serve para fortalecer ainda mais o que escrevi.


  21. concordo com quase tudo, o bolsa família realmente ultrapassou os limites e está deixando o povo mais preguiçoso em vez de ajudar apenas os mais pobres. mas não diga que o lula ñ investe em educação, ele está investindo muito mais que o presidente anterior(FHC). eu estudo na federal de química, que segundo os professores diretores etc.. estava praticamente sem verba e no governo do lula foi investido mto em escolas nas técnicas que já existiam e ainda criou várias outras. além disso a ufrj também está recebendo bastante investimentos, então ñ fale que ele ñ investe na educação, concordo que ele poderia investir mais se ñ gastasse tanto no bolsa família e só desse dinheiro para quem realmente precisa.

    ———————

    Luiza, você acha que investir na sua federal de química, onde só estudam filhos de papais classe-média ou ricos, é o investimento na educação de que estou falando? Acha que investir na UFRJ, que pra passar só estudando em colégio de primeira categoria, é o investimento na educação de que estou falando?

    Vá ver a situação das escolas no interior do Brasil, Luiza. Vá ver a situação dos colégios públicos, vá ver como andam as coisas na educação pública do Brasil. Depois você me diga que há investimento na educação DO POBRE. Rico tem excelente educação e todo mundo sabe disso.


  22. Dizer que os números são mascarados também não é um bom argumento, é muito fácil dizer que qualquer dado que se contrapõe a sua opinião é manipulado ou algo assim.

    É muito relativa a questão de ser um “bolsa-esmola”, então quer dizer que qualquer redução de impostos pode ser considerada uma esmola, o seguro-desemprego é uma esmola. Por isso para mim esse argumento não cola.

    FATOS sobre o governo LULA
    – A miséria reduziu em quase 30%.
    – Desigualdade social diminuiu, pouco, mas diminuiu.
    – Desemprego reduziu em quase 10%.
    – Brasil foi o país que melhor se preparou para a Crise Mundial.
    – Lula fez com que os lucros da petrobras triplicassem além de dobrar o lucro. Criou a primeira refinaria em mais de 20 anos, não vendeu as empresas mais importantes do país a preço de banana.

    e por aí vai.

    ————————-

    Eu não estou discutindo o que o Lula fez ou deixou de fazer, estou falando do BOLSA-FAMÍLIA. Ponto final. Não vou argumentar sobre NADA que não seja sobre o bolsa-família.

    Eu falei números MASCARADOS, não números MANIPULADOS. Sério Rodolfo, você tem quantos anos, cara? Você não consegue interpretar nada do que escrevo, parece que estou tentando explicar as coisas para uma criança de 12 anos.

    Quando eu digo que os números são mascarados, são porque refletem uma realidade manipulada. Reduziu 30% da miséria? A que preço? De que forma? Tudo isso está no texto acima.


  23. 200 reais por mês e se tiver televisão vive sua vida miseravel assistindo novela das oito…
    merenda escolar sai por 50 centavos por aluno e certas escolas se negam a da-la
    é praticamente lula contra fhc pois são quem manda nos partidos.
    Brasil un paiz dy tolus


  24. Em algum momento eu falei que aquilo tinha a ver com o Bolsa-Família? A parte de cima foi referente ao seu post anterior, já a de baixo eu postei para mostrar a você que a culpa não é do Lula, do governo, ou do PT, mas sim do povo brasileiro. Em seus textos você não deixa isso explícito, mas se percebe como você pensa isso.

    Tente entender o outro lado, eu quase sempre concordo com a sua opinião sobre outros assuntos, mas nesse eu discordo pela maneira que você utilizou o Bolsa-Familia como se fosse uma compra de votos. É algo muito maior que isso.

    ———–

    CARA, LÊ O MALDITO TEXTO INTEIRO!!!


  25. Excelente texto Felipe.

    Em um site eu escrevi um sobre cotas raciais que acabou caindo no mesmo tema. Eu acho incrível a mentalidade acomodada de que colocando um band-aid em um ferimento a bala vai tudo se resolver.
    ~Sou contra qualquer tipo de esmola: Alguém vem me pedir dinheiro pra comida, eu dou a comida. Se der dinheiro nunca vai ser usado praquilo que foi pedido.

    O Bolsa-família é só um tapa buraco dos bem fracos. Não se reestrutura um país dando esmola para o seu povo. Tem que gerar emprego, renda para a pessoa se estabilizar sozinha.

    Esse assistencialismo no Brasil não vai acabar nunca. Enquanto o povo aplaudir quem dá esmola achando que faz muito pelo povo, os políticos vão continuar dando migalhas e prometendo mais nas próximas eleições. Já ouvi casos de quem não queria trabalhar registrado para não perder esses benefícios.

    Outro problema desse populismo é que quem tem essa visão que eu e vc tem é taxado de elite de “merda”, que quer q o pobre morra pobre. E não é essa a verdade. É difícil encontrar no Brasil quem já não passou por dificuldades.

    ———————–

    Vivis, é muito fácil, na falta de argumentos, simplesmente dizer: “VOCÊ É UM PLAYBOY DE MERDA!!! QUERO VER VIVER LÁ O QUE OS POBRES VIVEM E FALAR ISSO!”

    Muito… Muito fácil.

    E sinal de ignorância plena, diga-se de passagem.


  26. Concordo com o seu texto. Realmente é uma compra de votos..e eles não investem na educação aumentando o número de possíveis eleitores, se torna um ciclo vicioso muito difícilmente quebrado.
    Outro dia um professor meu disse que viu uma familia no fantastico sorrindo por causa do bolsa familia e se lembrou porque votou no Lula. Não consigo entender como que um professor, uma pessoa estudada e que trabalha com ensino pode apoiar um governo que não da nenhum valor a ele.
    A minha mãe acabou de me dizer que a empregada da minha tia pediu um dia de folga para pedir dinheiro ao bolsa familia, ela ganha 900 reais por mês, isso não faz sentido. O bolsa familia é cheio de irregularidades porque, pelo que vc disse eles precisam ganhar 140 reais e ter carteira assinada, mas quem tem carteira assinada teria que ganhar no mínimo 500 reais! Quem realmente é miserável nesse país não tem carteira assinada!
    (Por favor não critique o jeito que eu escrevo eu sei que eu escrevo mal, eu ainda estou na escola e tirei 3 em redação!)

    ————————

    Hahahaha, Anna, você não escreve tão mal. Exercite e você chegará lá.


  27. O texto tem poucos comentários, conforme um colega comentou porque vivemos a era mais egoísta de todos os tempos. Cada um olha para seu próprio umbigo e que se dane a vida alheia. Portanto, o que afeta a vida de outrem (vai me dizer que quem recebe bolsa família lê o CR?), pouco interessa a grande porção playboy que comparece avidamente para dizer o que “não” pensa… Porque é muito simples dizer: “Grande Texto Felipe, concordo com tudo que você disse”, se isso não demandar qualquer tipo de reflexão ou esforço e, se tudo que for dito, não tiver qualquer ligação direta com a vida de quem lê. Eu respeito mais os que discordam e ao menos se esforçam no exercício da interatividade e reflexão, dos poucos que apenas são “elogios” e não conseguem sequer dizer os motivos pelas quais concordam. Qualquer retórica a favor ou não de um recurso populista ou não, deve sim ser considerado (ou criticado) por quem é beneficiário… Para alfinetar as medidas do presente é bom dar uma olhadinha no passado (recente) e entender um país que pagava dívida externa, convivia com charangas nas grandes estradas e o desemprego e a inflação, os fantasmas da eternidade…

    Obviamente, que por ser política e por ser humano, NENHUMA medida será perfeitamente adequada para todos ou para alguns. Mas, se houver na balança uma justa medida, o jargão: “Pecar pelo excesso”, reduz em muito, o pecado do governo petista.

    Aliás, não houve um presidente melhor do que Luis Inácio Lula da Silva, o mais ignorante e ignóbil que assumiu o Planalto e que mais deliberou crescimento para o país…

    Perguntem aos seus pais…

    ———————

    Daniel, melhor não me aconselhar a perguntar aos mais velhos, pois 80% deles que conheço odeiam o Lula.

    Ps: eu não sou de conversar sobre esses assuntos com quem não entende de política.


  28. DESISTO. Já falei um milhão de vezes a mesma coisa e tu ainda não entendeu o que eu quero dizer.

    ultima vez
    Não tem como uma familia de 5, 6 pessoas viver com 200 reais por mes
    fikdik

    só isso

    ————————

    Óh céus.


  29. Eu imagino como deve ser para você – que tem uma visão lúcida e racional – ter que ler certos comentários e ter contato com o tipo de visão (ou limitação da mesma) de certas pessoas….
    Serio, eu fico deprimido e revoltado quando leio certos comentários cegos.
    É rir pra não chorar.
    Burrice coletiva é uma merda.

    ————————–

    Matheus, em maioria os comentários me fazem dar boas risadas em casa, mas quando o assunto é o Bolsa-Família, me dá uma tristeza muito grande.


  30. Que arrogancia é essa sua nos comentarios dos leitores do seu proprio Blog?! Nossa se eu fosse essa galera nunca mais voltava aqui.

    Quando alguem contraria seus textos que nao somam em absolutamente nada, tu vem com estupidez?! Baixa a bola a cara, vc é no maximo culto. Pq inteligente vc esta LONGE de ser.

    Quanto ao post, ja disse oq eu acho no outro post.

    ————————-

    E por que persiste em voltar? Ler textos de um não-inteligente é uma merda, cara, vá ler outra coisa.


  31. Realmente o Lula é o melhor presidente que já tivemos…ele conseguiu ficar bilionario as nossas custas ( o filho dele que trabalhava num zoologico hoje e um dos donos da Brasil Telecom ), e alem disso consegue manipular o povo com o velho pão e circo…


  32. Cara, eu acho esse projeto uma merda porque é uma maneira, ignorante, de tapear que o sistema é/está/foi/será falho.
    Falta emprego e com isso tenta se cobrir a situação dando uma esmolinha e isso se torna uma forma de vida. E não uma ação instantanea.
    Eu não acho que a idéia do projeto em si seja ruim, desde que se faça um trabalho maior em cima desse problema, em cima das pessoas que precisam desse programa, para que a pessoa, a família, enfim…participe do Bolsa Família por um tempo e não por uma vida.


  33. Cara do jeito que você fala parece que todo dinheiro do Bolsa Familia vai para quem não precisa dele. Aposto que se esse dinheiro fosse investido em bancos,multinacionais,entre outros; você não iria falar nada, mas só basta investir na população miseravel que todo mundo desce o cacete, sem procurar se informar ou conhecer o estado de miséria em que se encontra boa parte da população. Eu não quero dizer que o Bolsa Familia por sí só vai resolver todas as mazelas, mas ele faz parte da solução. É muita ignorancia achar que uma pessoa gosta de viver num estado de miséria e ter 4 filhos para receber míseros 180 reais, e ainda pensar que dá para sobreviver com isso sem trabalhar.

    ————————–

    A ignorância é minha de pensar isso? E os argumentos no texto provando que é verdade?


  34. Mais um dado interessante, o SENAI aqui em meu estado (Tocantins) tem 240 vagas abertas para cursos profissionalizantes só pra beneficiários do bolsa família e nenhuma foi preenchida por puro desinteresse dos beneficiários. O sujeito prefere receber uma esmola à ter uma profissão digna e ganhar muito mais.

    ———————

    Mais um exemplo, Denisson, obrigado.


  35. Felipe, Eu concordo com o que teu texto diz, mas volto a ressaltar que o projeto Bolsa Familia não é para longo prazo!

    Li tua frase sobre preferir o PSDB ao PT e sinto que tuas conclusões certas sobre o bolsa familia te tiraram um pouco o FOCO!
    Vi vários comentários sobre a corrupção, o Mensalão, ETC.
    Acredito que as pessoas não saibam realmente o que foi o mensalão… Mas, a discussão não é essa!

    A questão é que eu, como educador, não posso ficar calado diante disto.
    E é sobre educação que vou falar.
    Como você deve ter percebido, o governo tem sim investido em educação, com projetos de escola para todos e o PROUNE (que eu não defendo na totalidade, mas que tem colocado muita gente na Faculdade). Outro projeto excelente é a capacitação de professores em universidades federais, os PEADS e outros, que são ótimos e direcionados aos professores da rede pública.

    Já os Tucanos, bom… o fim da rede pública seria terrível… Mas, é a saída deles, privatizar a educação.
    Assim como a minha governadora Yeda, que para traças os planos de carreira da minha categoria reuniu-se com os empresários do RGS para salvaguardar os interesses destes!

    Concordo… o Bolsa Familia não resolve, mas o lado bom dele serve para o momento, se ele perdurar ai sim… Serei contra (sim, eu li o texto, mas acredito que o investimento em educação esta vindo e o bolsa familia é valido se for manter os Neoliberais Longe por um tempo), no entanto simplesmente dizer que não gosta do PT, se esconder atrás de mensalão (você, Felipe, não fez isso pelo que vi), da corrupção (nossa polícia Federal NUNCA trabalhou tanto para combate-la) e optar pelos Tucanos, do meu ponto de vista é um erro!

    ———————

    Entre PSDB e PT, eu fico com o PSDB por achar o MENOS PIOR, mas não sou tucano, passo muito longe disso.

    E sobre os investimentos do PT na educação, meu amigo, desculpe, mas os exemplos citados, pra mim, não são nem 0,1% do que deveria ser feito. Só a lei aprovada de “aprovação automática” nas escolas públicas manchou para sempre a história desse país. É um nojo, um asco, um exemplo nítido do desejo populista de manter a população ignorante.


  36. Ok se é verdade experimente durante 1 ano (se você aguentar). E depois faça um belo texto no seu blog comprovando sua tese. Aproveite e coloque mais alguns argumentos retirados da Veja, Rede Globo, entre outros de diversos meios de comunicação imparciais. E lance sua candidatura a presidente com uma plataforma de governo que automaticamente retira o sujeito do estado de miséria absoluta, coloca-o na escola e depois fornece um emprego a ele, com o qual ele vai subir na vida e sair do estado de miséria.

    ————————-

    Você só acha essa idéia absurda porque se inseriu no contexto de desgraça causado por nossos políticos. Basta UM chegar lá e dizer: “EU VOU RESOLVER O PROBLEMA DA EDUCAÇÃO” para o Brasil começar a andar pra frente de vez.

    E só pra completar, eu não leio a Veja e só assisto a Rede Globo para ver futebol, deixe de ignorância (grosseria + desconhecimento de causa).


  37. E o que fazer para mudar, Felipe? Diretamente, digo.

    No texto você já dá uma boa idéia do investimento a longo prazo, mas, diretamente, se você estivesse ocupando a cadeira da presidência, o que faria?

    Obrigado

    ——————-

    Desculpe, César, eu tenho limitações principalmente por conta da idade e sou muito sincero em dizer isso. Estou trilhando meu caminho para poder chegar lá. Não vou me arriscar a dizer o que o presidente deveria fazer, mas começar com investimento MUITO PESADO em educação seria o primeiro passo (mas muito pesado mesmo, criando inúmeras escolas-modelo gratuitas e de tempo integral).


  38. Apesar da Bolsa Família prejudicar, sim, o desenvolvimento de cada família, situações como essa que nenhuma vaga foi preenchida pra profissionalização são “raras”, por assim dizer. Compare as vagas perdidas com os beneficiados e dá pra ver que é uma diferença absurda.

    O caso é que, assim como na previdência social existe gente que se aposentou com 50 anos, gente que recebe anos e mais anos em cima de gente que já morreu… Assim como no Imposto de Renda existe gente passando recibo falso para ganhar dinheiro… Assim como um político qualquer num gabinete qualquer com uma maleta qualquer… Enfim, o brasileiro se esforça muito pra ganhar dinheiro sem trabalhar. O bolsa família poderia funcionar, mas se duvidar, no Brasil nunca.


  39. São textos como esse que eu leio inteiro e aprecio, sendo sincero.
    Muito bem escrito.


  40. Nossa lendo esse texto.. vou achar que você ama seu país e quer fazer um Brasil diferente!

    Parabéns, ficou ótimo.


  41. concordo que o bolsa familia está exagerado não precisava ter tantos beneficiarios mas alguma coisa precisava ser feita e o lula foi o unico em 500 anos que se preocupou com a classe mais pobre, sou de alfenas mg uma cidade universitária que recebe alunos de todo lugar do pais e posso dizer com toda certeza meu amigo:escola de qualidade não garante profissionais de qualidade pq aqui quem tem dinheiro forma, sabendo ou não, o buraco é mais em baixo, o psdb nunca vai entrar de novo no poder se nao aprender que a maioria da populaçao é pobre e não entende patavina do que eles estão dizendo,seus argumentos são bons mas vc não sabe o que é ser pobre meu amigo, pobre não viaja para a europa nem se estiver recebendo bolsa familia rsrsrrsrsrs

    ———————-

    Marcelo, eu viajei pra Europa como resultado do MEU trabalho. Se hoje tenho algo, é pelo meu suor, então por favor não jogue isso na minha cara como se eu fosse algum tipo de criminoso por estar conseguindo alcançar meus objetivos.

    Como eu disse, não criei o post para falar mal DO LULA, mas para falar mal DO BOLSA FAMÍLIA e da relação do Lula com esse projeto. SÓ!

    E o argumento de que “faculdade não garante bom profissional” foi péssimo, cara. Dizer isso é quase como afirmar: “não precisa investir em educação”.


  42. há, se vc quiser realmente fazer alguma coisa para o bem da sociedade seja menos arrogante, ja é um bom começo…..

    ————————-

    Não vejo minha possível arrogância tendo qualquer efeito na sociedade.


  43. Pois é caro colega, o poder subiu a cabeça do pessoal do PT. Também acho muito difícil esse programa deixar de existir. Com a grana do pré-sal, vai continuar a política do pão e circo, independente de quem esteja na presidência.

    Fico aqui me perguntando, o que o Lula diria para vc se ele lesse seu blog?

    Como você frisou, essa política de assistencialismo deveria ser focada àquelas pessoas que realmente passam fome, neste caso, o imediatismo é válido!


  44. […] A problemática do Bolsa-Família. […]


  45. Felipe, minha opinião, não somente o Bolsa-Família mas, de forma geral sobre os problemas no Brasil.

    O sistema está errado e a Justiça é falha. Vi que em alguns comentários os usuários escreverem sobre capitalismo, socialismo, etc. Socialismo, capitalismo, partidarismo, etc, é tudo idealismo. Discutir estes temas é o mesmo que discutir o Papai Noel. Se a Justiça funcionasse e se o sistema fosse razoável (razoável pois, bom, nunca será), pelo menos muita coisa poderia mudar. Por exemplo, o Collor foi julgado e teve que permanecer longe por um tempo. Agora já está de volta. O que está errado! E não venham com o papinho de discriminação, etc. Qualquer ato político que fosse comprovado e julgado culpado, deveria receber a pena de nunca mais ser candidato a NADA, nem mesmo a síndico de prédio. Se isso ocorresse já daríamos um primeiro passo à melhoria de muitas coisas. Crime político deveria ser todos considerados hediondos, ou seja, o Estado deveria repugná-los ao extremo.

    Veja bem, de quantas pessoas já se teve comprovadas falcatruas do nordeste, por exemplo? Várias. E sabe por que elas sempre estão de volta? Porque elas roubam milhões de toda a verba que seria convertido em programas para aquela região. É um ciclo que nunca pára baseado em coronealismo, dinheiro público e falta de Justiça.

    Olha como deveríamos tratar as coisas: quando foi empregada a lei do uso dos cintos de segurança todo mundo chorou. Começaram as multas, a coisa mudou. Hoje, por mais que muita gente ainda não o use, já pode-se considerar que é um hábito. Traçados objetivos e metas para melhorias do Brasil e amparados por leis justas e pessoas que as fazem cumprir, muita coisa iria entrar nos eixos.

    E onde entra o Bolsa-Família nesta história? Bem, imagina o quanto de político que se beneficia dela como recurso eleitoral não estaria longe da política.

    Justiça e um sistema que funciona, é tudo que precisamos para sair do atoleiro.

    Mais uma coisa que só aprendi quando sai do Brasil. A gente fala horrores de outros países, em especial dos EUA. Eu não estou mudando minha opinião porque estou morando aqui mas, agora que conheço muita coisa vivendo aqui, minhas opiniões são mais fundamentadas e vejo que algumas ficaram mais fortes contra os EUA e outras eu vi que é pura falta de competência que eu tinha na minha visão brasileira-de-ser. Temos que parar de jogar a culpa em Portugal, parar de falar que os EUA que fodem o mundo, parar de ficar delirando com “ismos” (capitalismos, socialismos, etc) e arregaçar a manga e trabalhar, botar as coisas pra funcionar. Isso implica em trabalhar para que os caras ruins caiam fora, trabalhar para que sejamos melhores, trablhar, trabalhar e trabalhar.

    ——————–

    BRILHANTE comentário Elumar… Se fosse pessoalmente eu te aplaudiria com gosto.

    Só deixo uma única ressalva: o Collor foi julgado como inocente em todas as acusações. Já os amiguinhos dele, que tanto meteram o dedo em sua face quando Collor ficou contra a parede, caíram todos por corrupção.


  46. “Quem levantar a bandeira de ir contra o Bolsa-Família e investir em infra-estrutura só receberá os votos dos intelectuais, que não representam nada nesse país.”

    Hahaha… Piada neh? Qualquer um da classe-média é contra o Bolsa-família, por não se aplicar ao programa. Assim como qualquer um que não agricultor é contra os incentivos dados a esses, assim como um não mega investidor também é contra as renúncias fiscais dadas aos investidores. E por ai vai…

    Agora corta essa de “só … os votos dos intelectuais”, que isso menospreza a sua própria intelectualidade.

    E além do mais, eles pagam pelo próprio bolsa-família. Sim, eles também pagam impostos, mesmo que não os anuais da classe-média, porém como é de conhecimento de todos, em tudo no país há impostos, logo há na alimentação custosamente paga por essa classe de beneficiados.

    O que paga nossas faculdades, os incentivos, as renúncias fiscais e a bolsa-família é o mesmo fundo. O que você acha que sai mais caro, o meu curso de engenharia civil na federal ou o Bolsa-família para uma família inteira? Para discernimento, segundo o Inep, um estudante de ensino superior custa em média 12 mil reais anuais aos cofres públicos. Claro que para cursos laboratoriais, integrais e de tecnologia este custo é muito mais elevado. Então porque não podemos dar o tal assistencialismo ao povo?

    Creio eu, que já é mais que evidente que propiciar faculdade a todos não resolverá o problema, porque antes é necessário um ensino médio de qualidade, assim como o básico, e todo o mesmo blá-blá-blá verídico de sempre. Ainda assim, o que fará um diplomado sem um emprego, como haverá emprego sem crescimento econômico, sem consumo e tudo mais? E não basta dizer “dê a emprego a eles”, que se isso fosse simples, não haveria qualquer crise.

    Não é algo tão simples assim. O Bolsa-família pode não ser tão eficiente quanto a formula mágica dos “intelectuais que não representam nada nesse país”, no entanto é um meio de distribuição de renda e, apesar de não visível para muitos, é também um meio de estímulo ao crescimento, pois estimula o consumo, tendo em vista que pobre não guarda dinheiro recebido, ele o consume por necessidade, fazendo com que o dinheiro que poderia estar parado movimente-se a favor da economia.

    Concluindo, o Bolsa-família não resolverá o problema da humanidade, mas não se deve culpá-lo de qualquer dano à sociedade atual ou futura. É simplesmente mais uma medida cabível e estritamente necessária de ser acompanhada de muitas outras mais para o desenvolvimento sem mazelas do país.

    —————————

    Giro da economia? Distribuição de renda? Dar dinheiro aos pobres não causa nenhum mal?

    Todos os seus argumentos estão respondidos no texto. Não vejo por que escrever novamente.


  47. Como eu já fiz em alguns sites meus, coloca um banner bem grande antes do texto:

    “LEIA A PORRA DO TEXTO”

    Ou com alguma frase mais agradável.

    Enfim, o texto tá certinho, é tipo da coisa que nunca vamos ouvir nas escolas, e se for contar com votos de quem consegue entender a situação, vai ser exatamente 0,000001% (ou menos).

    Para voce ver o drama, uma vez o cara falou assim “vou votar no candidato XX porque ele me deu camiseta de futebol pro meu time”.

    Brasil sil sil!


  48. É bom saber que tudo que eu acredito não é utopia, é bom saber que tem mais gente que acredita E está disposta a defender o que acredita, quiçá lutar por isso.

    Agora, só um comentário pro Rodolfo:
    Eu já vi gente “sobreviver” com menos de 100 reais na carteira. Meu pai, aposentado, quando teve o benfício cortado “por engano” pelo seu “excelente Governo”. Foram 3 meses vivendo dos 100 reais que eu ganhava dando aulas de informática. Isso é justo? Tão justo quanto a esmola que essas famílias recebem.

    Felipe, mais um exemplo para a lista:
    Uma guria que trabalhou comigo tinha 18 anos e um filho de dois anos. O marido convenceu ela a engravidar de novo para conseguir mais uma “graninha” de bolsa-família. Não é só um benefício que não gera oportunidades, como é um benefício que vai gerar, aos poucos, uma superpopulação insustentável.

    ——————-

    Mais um belo exemplo.


  49. Quase ta sendo uma Politica dos Coroneis na epoca de 1980, meio ele compra e tem q votar na minha cidade tbm, ta assim quando chega perto do tempo de politica aqui aparece tanta inaugurações. O pior de tudo q o povo num abre os olhos pra ver o que esta acontecendo, citando ainda como exemplo a minha cidade são 24 anos os mesmos mandando na prefeitura, e o povo num se concientiza q tem q ter mudança, são levados facilmente demais a acreditar em falsas promessas.
    eee Brasil ta feia a coisa @@


  50. É… devo imaginar que o ódio com relação ao Lula é real… mas troque a pergunta: saiba das pessoas mais velhas se o País melhorou (muito) ou não…

    Se bem, que – eu já ouvi isso – tem muito “coroa” que diz sentir “saudades” da ditadura (sem duplo sentido), portanto você tem razão. Não dá para discutir com quem não sabe de política.

    Povo brasileiro é “bem” o que você falou… Gosta de assistencialismo que alcance sua própria vida. Vota em Prefeito que faz praça e quebra rua (quantos anos passamos aqui com o Cesar Maia justamente por isso)…

    ————————

    Estamos há 7 anos com Lula e Dilma deve ser eleita. E você vem dizer que brasileiro só gosta de assistencialismo para si?


  51. “É lei! Não se deve dar vantagem para quem cumpre a lei, mas sim punir quem não o faz”. Dona Maria, me desculpe mas a senhora tem q ir presa por tirar seu filho da escola, por favor entenda que estou cumprindo a Lei!!
    Felipe, esta foi uma das piores merdas que vc já escreveu na vida!!!!!!

    ———————-

    Você ignorou a parte do: “Entretanto, em um governo que não dá o menor estímulo à educação, como punir os pais que não colocam seus filhos na escola? Mais fácil comprar essa ação e mascarar a situação.”

    E sabe muito bem disso.


  52. Felipe, DO CARALHO esse texto!
    ótima pesquisa para sustentar os argumentos.

    É triste mesmo ver pessoas ignorantes defendendo o Lula, que na minha opinião é o reflexo do sonho do brasileiro… não estudou, não “trabalhou” e “tá lá” (leia-se os desletrados presidentes, jogadores de futebol, dançarinas-atrizes-apresentadoras-modelos-e-sabe-se-lá-mais-o-que, entre outros “famosos” com o rabo cheio de dinheiro)…

    Sou empresário e pago os TUBOS de impostos que são rasgados de forma estúpida, como esses programinhas sem o mínimo de administração sensata.
    Já fui funcionário de muitas empresas e me indignava da mesma forma pela quantidade de dinheiro ROUBADO pelo governo.

    Será que falta percepção as pessoas? O que será que é preciso para que acordem? Tirar toda cultura de massa? Não tem mais novela, futebol, cerveja e música ruim! Pronto! Agora prezados, vamos usar o encéfalo?

    Apesar de ter um cara com a 4ª série no papel (que depois teve uma graduação misteriosa via “ministros”) como presidente, o problema NÃO É ELE! Na verdade ele é o representante perfeito para a massa de miolo mole.

    É a política do pão e circo que já vem de centenas de anos atrás!
    ESTAMOS SENDO ROUBADOS na cara larga! Somos o sextos país com a maior taxa tributária do mundo!

    Já teve que usar um serviço público? Ser taxado com impostos absurdos por uma atividade simples? IPTU, IPVA, ISS, IR, leiam, estudem, critiquem, desobedeçam!
    Não tem contato com isso? Pergunta pro pai, pra mãe, ou pra quem paga suas contas antes de defender um Lula da vida.

    E não adianta vir falar que “melhorou” a situação do Brasil pq soltar dinheiro do povo para o próprio povo, baixar um IPI ridículo e liberar crédito a torto e a direito, não é melhorar, se vc pensa assim ainda tem muito o que aprender da vida….

    #prontofalei


  53. “DESISTO. Já falei um milhão de vezes a mesma coisa e tu ainda não entendeu o que eu quero dizer.

    ultima vez
    Não tem como uma familia de 5, 6 pessoas viver com 200 reais por mes
    fikdik

    só isso”

    No caso, seria 1000 ou 1200 R$, uhaUauhAHUa. Post bem interessante, nunca me interessei muito por política (grave erro, diga-se de passagem), mas agora, começando a estudar Direito, mudei muito minha forma de pensar. Concordo com tudo que você falou aí, sem pôr ou tirar nada. Parabéns pelo blog, cada dia melhor.


  54. Belíssimo texto.

    Não entendo a preocupação de alguns que acham que o fim do bolsa família representaria R$ 12 bi a menos no mercado, gerando problemas econômicos.

    Basta que este dinheiro fosse investido, talvez, por exemplo, em melhor remuneração aos professores. Ou então em construção e/ou aparelhamento das escolas, gerando emprego.


  55. E quem falou que políticas públicas são políticas de melhorias de condição da população?
    Políticas públicas são apenas instrumentos de defesa dos governos para saciar a sede de “justiça” que o povo tem. Políticas públicas só mantem o status quo vigente.. e é isso que o Bolsa Família é HOJE.
    Era algo para ser mais que uma simples “esmola” acabou virando negociação e voltamos à época do escambo…
    É isso aí.
    Continuem criticando e falando mal da população, que é o povo ignorante que não sabe votar, que é o povo idiota que coloca esses vagabundos nas posições mais altas, que é o povão que dá valor a funk, que só sabe roubar e pedir esmola… etc etc.
    Mas, qual a ajuda da maioria aqui para tentar mudar a cabeça, tentar ajudar na ploriferação de conhecimento e mostrar o que realmente acontece e porque eles estão naquela situação?

    ———————

    Desculpe João, eu tento. Por mais que atinja poucas pessoas, estou feliz de, com 21 anos, ter um blog de opinião lido por tanta gente, gerando debates e incentivando a pesquisa. Claro que tenho planos futuros, só não espere que eu os realize de imediato e sendo tão jovem. Estou trilhando.

    E eu deixei claro que a culpa é EM PARTE do povo que sustenta o populismo, porque não podemos culpá-los. São fruto da ignorância.


  56. Um dos grandes problemas é o povo pensar no “imediato”, como você disse.
    As pessoas sempre votam em quem faz algo logo e que seja “visivel”. Mesmo que essa pessoa tenha que fazer uma “merda” grande.

    Esse ano o prefeito da minha cidade fez um empréstimo de 9 milhões. Desses 9 milhões grande parte foi/será usado para arrumar uma praça e o resto será usado para evitar enchentes.

    Seria lindo se não fosse trágico.
    A população terá que pagar mais de 90mil reais de juros por mes.
    Qualquer pessoa em sã consciencia percebe que com 90mil mensal é possivel resolver o problema.

    Mas qual é a grande questão?
    Não é o prefeito que irá pagar essa divida, ele deixará toda essa divida para o próximo prefeito.

    A população amará esse cara que “fez” algo para ajudar o povo, mas na verdade só está fudendo com a cidade.

    O mais bizarro é que essa é justamente a mentalidade da população. Ir comprar algo com juros gigantescos para satisfazer problemas momentâneos, e com isso jogar dinheiro no ralo.
    Se não fosse assim, a população não amaria tanto os carnes das casas bahia.

    Da mesma forma o Lula dá dinheiro ao povo e os “ajuda” momentaneamente, mas na prática só está fodendo o povo.
    Concordo com sua idéia de que distribuir o dinheiro é se fazer de santo e aproveitar para controlar o povo.


  57. No começo do ano ,a minha professora estava falando deste assunto,ai fui eu dizer que o Lula era contra isso que ele esta fazendo agora, pra que? ela me disse que tudo era diferente que agora o governo obrigava o pais colocarem as crianças no colégio e que era um grande projeto,como não sabia e sei muito do assunto fiquei quieto,o que me surpreendi nem é o fato dela ter protegido o Lula mas sim o fato dela saber o mesmo do que eu.(Estou fazendo o 2º ano do ensino médio e a partir de agora vou estudar mais )

    ——————–

    Sempre procure ler, se informar e aprender, Pedro.


  58. O nome da Dilma não é unanimidade do PT. Como se sabe ela tem uma batalha contra o câncer.

    ——————–

    Espero que ela não seja candidata, mas por um motivo diferente de morte.


  59. Ok, o Lula não sabe nada e vocês sabem de tudo, já que tem ensino médio completo.

    E o FHC com doutorado em sociologia, faculdade do caralho a 4 sei lá, fez muuuuuuuuuuuuuuuuuuito mais merda que o Lula.

    O senhor george w. bush que é formado em Harvard também foi um ótimo presidente.(ironia, não sei se vocês conhecem)

    já falei, dou mil reais pra qualquer um daqui que for discutir política com o Lula e saiba mais que ele.

    Esse argumento da falta de graduação do presidente não cola mais.

    Ele tá toda hora indo para outros países, fechar parcerias, enfim, dar ao Brasil o reconhecimento que merece para todo o mundo, algo que nenhum presidente na história havia feito.

    ————————

    Cara, me dá permissão de bocejar?


  60. O bolsa-família não recompensa quem deveria fazer sua obrigação. De que adianta a escola ser de primeiro mundo se o jovem tiver de trabalhar e não puder ir? Ele só cria a condição. Esse argumento você tirou da sua cabeça. Se fosse assim, nesses anos todos de bolsa-família, outra pessoa já teria pensado e dito o mesmo. Por acaso já viu algum outro texto falando sobre isso em algum outro lugar? Quanto ao resto, eu não sei bem. Prefiro observar melhor antes de dizer algo.

    ———————

    Quer dizer que por uma idéia ser nova, ela é descartável?

    IGNOREM DARWIN! (longe de comparações, foi apenas uma brincadeira idiota).

    Falando sério agora, eu só digo e repito que dar esmola não é solução de nada. O resto dos argumentos estão todos no texto.


  61. Eu sempre tive a idéia de que esse projeto gera dependência e é apenas um subterfúgio para os reais problemas da sociedade brasileira. Porém, minha consciência pensava em todos aqueles que não tem a mínima condição de viver.

    Ao ler seu texto, percebi como a cultura do imediatismo influencia nossos pensamentos. Por que, em vez de dar esmolas, não criar oportunidades de educação a essa população, dando somente o auxílio necessário até sua formação?

    Não sei se você conhece a educação na Coréia do Sul, um país que foi arrasado por uma guerra civil, investiu na educação e hoje colhe seus frutos.
    Tá aqui uma reportagem sobre isso: http://jornalnacional.globo.com/Telejornais/JN/0,,MUL562928-10406,00.html

    É um bom exemplo do que poderia acontecer aqui no brasil, por que não?

    Continue abrindo mentes Felipe ;D

    ———————

    Obrigado pelo link Filipe! E pelo comentário.


  62. Políticas assistencialistas SÃO necessárias num país em que 20% da população (aproximadamente 40 milhões de pessoas) vivem abaixo da linha de pobreza. Claro que o ideal seria uma política de empregos, qualificação e melhoria da educação para o povo, porém como se estuda ou trabalha PASSANDO FOME???? Quem tem fome não tem como esperar não. Fome é risco iminente de morte, o governo não pode assistir passivo à milhões de pessoas condenadas à morte, ele tinha que fazer alguma coisa. Planos assistencialistas sempre existiram no país, o FHC inventou N bolsas (de gás até escola). O Lula juntou todas, afrouxou as exigencias e aumentou a carga de recursos.
    Normalmente o argumento de que alguém que critica esse tipo de programa é que também tem origem humilde (utilizado por você aliás). Você NÃO sabe o que é passar fome, não se compare com os beneficiados do programa. Classe média é diferente de origem humilde. Origem humilde é morar na favela, é trabalhar de faxineiro aos 14, não de ator.
    (Não estou entrando no mérito do uso eleitoreiro do programa, o qual é uma vergonha)

    ———————-

    Eu não me comparei aos indivíduos do Bolsa-Família, Carlos, apenas quis mostrar que não sou apenas um “mauricinho criado a leite de cabra”, como é o argumento de muitos que vêm aqui comentar.

    E discordo de você no sentido de que TEM que haver assistencialismo. O Brasil tem pessoas miseráveis por culpa da sua forma de governo corrupta e sem investimento na infra-estrutura social. Corrigir isso é o primeiro passo. Como a situação chegou onde chegou, o que há de ser feito eu já disse. Inclusão do miserável no mercado de trabalho com financiamento do Estado e, até lá, dar o necessário para o cidadão não morrer de fome (cestas básicas, por exemplo).


  63. “Não entendo a preocupação de alguns que acham que o fim do bolsa família representaria R$ 12 bi a menos no mercado, gerando problemas econômicos.

    Basta que este dinheiro fosse investido, talvez, por exemplo, em melhor remuneração aos professores. Ou então em construção e/ou aparelhamento das escolas, gerando emprego.”

    Mas de que adiantaria isso para uma família que dependa parcialmente desse dinheiro do bolsa-família para se sustentar? Se esse dinheiro fosse retirado, provavelmente os filhos seriam retirados da escola para trabalharem.

    Concordo com o texto no sentido de que sim, o bolsa-família tem um objetivo teórico nobre, mas que se corrompe na prática. Todos conhecemos pessoas que recebem esse dinheiro indevidamente e todos imaginamos quanto desse dinheiro é desviado pelos administradores da máquina pública durante o caminho que ele percorre para chegar aos cofres municipais.

    Agora, discordo completamente dos comentários que defendem a total erradicação do programa. No máximo, penso que é necessária uma melhor administração.

    “Mais um dado interessante, o SENAI aqui em meu estado (Tocantins) tem 240 vagas abertas para cursos profissionalizantes só pra beneficiários do bolsa família e nenhuma foi preenchida por puro desinteresse dos beneficiários. O sujeito prefere receber uma esmola à ter uma profissão digna e ganhar muito
    mais.”

    Denilson, só comentando de passagem, aqui na minha cidade (Maracanaú-CE) também houve isso, mas pelo que pude ver, foi em grande parte por pura falta de divulgação – ninguém que eu conhecesse que recebesse o bolsa-família ficou sabendo disso na época, eu(que era então estagiário em uma secretaria municipal e, por isso, sabia do programa) é quem tive que avisá-los.
    Apenas queria ressaltar que o que a experiência me mostrou é que muitas(talvez uma maioria até, arriscaria) pessoas pobres não gostam de viver perpetuamente de assistencialismo – elas querem sim receber uma chance de subir, de ascender socialmente de uma maneira digna.

    Só finalizando(acabei me demorando um pouco mais do que o previsto aqui =) ), é claro que o bolsa-família por si só não vai resolver tudo. É um paliativo, uma atitude que “deveria” ser tomada em paralelo com outros tipos de melhorias(na educação, principalmente). Talvez isso não ocorra, mas simplesmente retirar o benefício não vai resolver também.
    Enfim, isso tudo já está(explícita ou implicitamente) dito no texto, mas não custa nada reiterar, principalmente tendo em vista os comentários, a meu ver, equivocados que vêm aparecendo aqui.

    ————————

    Sim, Felipe, uma vez implantado, torna-se quase impossível remover o assistencialismo. O câncer se alastra e para erradicá-lo, só a longo prazo com MUITO investimento. Estamos numa situação muito, mas muito complicada.


  64. O bolsa-família é um problema realmente sério. A única forma do Brasil se tornar um país rico é investindo na educação. Mas aí pessoas como Lula não teriam votos.


  65. texto brilhante, como sempre. concordo com cada palavra. parabéns


  66. Aff… que merda que eu escrevi: “Por que será que o número de trabalhadores informais só vem a cair?”. Devia ter dito: “só vem a subir”.

    Melhor esclarecer isso, acho que tu nem percebeu, mas não queria que ninguém pensasse que cometi algunma contradição.


  67. Pelo amor de Deus (sim, com letra maiuscula porque não é em vão), como você aguenta tamanha ignorancia e ainda os responde com todo prazer apesar de saber que eles não ligam pra o que você pensa, só querem expor seus pontos de vistas e e te criticar.

    Eu, sinceramente, nunca acreditei nesses auxilios “whatever” que aparecem. Como que alguém pode beneficiar um infeliz que põe sua penca de filhos na escola? Isso sempre foi obrigação dos pais e como diria minha mãe: “Eu sempre fui pobre mas estudei a minha vida toda pra estar onde estou. Mesmo minha mãe não tendo dinheiro ela sempre me manteve na escola.”

    É realmente uma pena vivermos em um país como esse e não termos forças pra mudar toda essa porcaria que nos ronda. Não falo isso somente por pagar impostos altíssimos e ver metade de todo meu dinheiro indo pro governo mas sim porque vejo esse dinheiro indo pro governo que simplesmente não sabe administrar o que tem em mãos. Pensando bem ele até administram bem, mas bem pra ele e pra seu objetivo principal que é claramente registrado no segundo cartum que ilustra seu texto.

    Para finalizar desse comentário só queria agradecer o seu esforço em levar algum conhecimento e fazer com que todos nós possamos refletir sobre o que nos ronda e normalmente é aceito como natural. Agradeço por ver que o país não está perdido, só está faltando que saiba comanda-lo.

    ————————

    Obrigado pelas palavras, Pedro. Eu tento respondê-los porque faz parte do meu trabalho, mas quando começam agressões estúpidas eu deleto os comentários. Paciência tem limite e eu tenho muita.


  68. Seu texto, né?! Maravilhoso, tá de parabéns…
    Concordo com o maior problema nessa coisa toda: a velha mania de dar o peixe, ao invés de ensinar a pescar.


  69. Trabalhei um bom tempo na prefeitura da minha cidade (pequena, de 18.00 hab.) na parte de cadastramento de famílias no Bolsa Família. Nessa última eleição houve troca de prefeitos, e no início desse ano uma das maiores preocupações que eu ouvia nos corredores era se o novo prefeito iria acabar com o Bolsa Família.

    Lamentável. Interessante o ponto onde você diz que ‘dão vantagem a quem cumpre a lei’; nunca havia pensado por este ângulo. O interessante era ver as mães indo reclamar no setor que tiveram o benefício cortado, e só então foram saber que o filho não estavam frequentando as aulas.

    Realmente, lamentável.

    E parabéns Felipe!


  70. Nunca tive paciência para política e sou bem alienada em relação ao assunto( o q n eh bom eh claro). Mas achei seu texto tão bom, que n soh o li, como li todos os comentários. E vendo todos os argumentos tenho que concordar com você. Acho que todos concordariam se tivessem entendido o que acho q vc quis dizer: o bolsa família por mais que tenha ajudado algumas pessoas ainda sim é falho. Ele gera muitos problemas e só mascara alguns.
    Não vou me prolongar pq acho que tudo já foi dito.
    Acho que acreditar em uma solução seria algo meio utópico, mas uma melhoria sempre é possível.
    Parabéns pelo texto ;).

    ——————–

    Obrigado Barbara… Espero que o texto sirva como uma pequena influência para, quem sabe, você se interessar um pouquinho pelos assuntos ligados à política. Ter consciência política é um dos passos mais importantes para o Brasil mudar. E depende de você, assim como depende de mim.


  71. OK. impossível não concordar. To quase sem comentários
    auhauahaauh

    Nunca na história deste país foi tão importante falar deste assunto, pois estamos entrando na corrida eleitoral. Como vc disse, eu tbm duvido que o próximo presidente tenha peito de tirar este “benefício” do povo.

    O que percebemos com o texto é que tudo neste país é feito de forma imediatista para fins de eleito/reeleito.

    Pode apostar Felipe. O marketing eleitora da Dilma vai ser: “Essa mulher vai continuar com tudo o que o Deus Lula fez”. Bolsa família, claro, em destaque.


  72. Seu texto explorou bem a questão do bolsa-família suscitando questões sobre o imediatismo na política brasileira. É impressionante como algumas pessoas não conseguem enxergar isso! Vi que vc citou diversas vezes os investimentos em educação que são ínfimos comparados aos do bolsa-família. A mesma situação ocorre com a implementação do sistema de cotas que é uma medida imediatista, pois é muito mais fácil e popular facilitar o acesso ao ensino superior do que melhorar a educação básica.


  73. Do que adianta esses seus textos perfeitos, se os seus leitores são perfeitos idiotas…

    A maioria não le todo o post e não entende nada de política…

    Aliás o lula foi eleito né…


  74. A única coisa bacana sobre o fato da Marta ganhar é que ela é uma mulher.
    Mas não me preocupo quanto ao fato do presidente negro. Quantos presidentes com negritude no sangue a gente não teve e sequer percebeu? Lula é um.


  75. Pra ser bem escroto: isso é ótimo.

    Lula dá dinheiro às famílias que faz milhões de prestações na Casas Bahia. Começa movimentar a economia.

    E olhe por esse lado: as famílias compram computadores e descobrem a internet.

    Adivinha quem ganha dinheiro com anúncios. Eu e você.

    ——————-

    Eu falei sobre a economia no texto.


  76. Ronaldo, brilha muito no corinthians…
    Tô zuando… nunca escrevi em comentário de blog, mas como percebo que você realmente ler todos (rola réplicas, às vezes tréplica, etc.), resolvi opinar nesse.
    Se realmente fosse cumprido tudo que está na lei, provavelmente todos nós estaríamos presos, ou, pelo menos, com um belo antecedente… rs rs rs
    É clássico, mas se apenas a educação fosse levada a sério, todo o tipo de assistencialismo (bolsa familia, cotas para minorias, etc.) acabariam naturalmente…
    Difícil é votar em um partido/candidato para que o outro perca… não concordo com esse ponto de vista (votar no psdb para o pt/dilma não ganhar). Se não há um bom candidato, simplesmente não voto em ninguém (é o que faço há 2 eleições, e acho que repetirei o ato ano que vem).
    Concordo com quase tudo que escreveu. Você sabe pq o lula tem muitos votos no NE? Pq o povo de lá (escrevo “de lá” por não estar no nordeste, embora seja nordestino-Ilhéus/BA) está acostumado a favores mesquinhos como é o bolsa família (vide oligarquias da familia ACM, Sarney, ciro/cid gomes, etc., que possuem seus currais baseados nesse modelo de politicagem)…
    O mais engraçado é que (apesar da “pouca idade” = 26a.) eu me lembro do lula há uns anos atrás (é como se fosse a Heloísa Helena de hoje) e ninguém votava nele… foi só ele mudar o discurso que ganhou. Por enquanto, e durante mais umas 2 décadas, é isso que vai permanecer, independente do partido ou candidato, pois é o que o povo quer.
    Parabéns pelo texto. Té+


  77. Eu até defendia um pouco esse projeto mas não conhecia muito sobre como era organizado e tal. Mas ainda acho o projeto um pouco bom, apesar de que deveria ter um grande corte no número de quem recebe o benefício e outras coisas mais.
    E uma parte que eu achei bastante interessante foi a parte em que você disse que o governo deveria investir em cursos. Acho que seria uma boa ideia o governo investir em cursos, mas como muita gente no Brasil acha que estudo é uma porcaria e não serve pra nada, talvez fosse bom um estímulo, como por exemplo ganhar uma certa quantia por notas excelentes, etc. Claro que não é o certo, mas aí era só ir abaixando um pouco e aos poucos o valor do “prêmio”, ou algo assim, já que é bastante difícil ver alguém nesse país com alguma vontade de estudar.
    E ótimo texto, gostei muito 🙂


  78. Caro Felipe

    Mais uma vez o parabenizo pelo bom texto e pelos argumentos. Texto bem escrito, embasado e bem argumentado.
    Gostaria de contar o que vivo diariamente com o bolsa-família. Ninguém em sã consciência pode ser contra um artificio que mata a fome de quem precisa, mas como ficou claro em seu texto, também sou contra a forma como tal programa está sendo usado, formando uma massa enorme de pedintes, analfabetos e incapazes, uma verdadeira legião de pessoas que não pensam e não sabem se defender. Falo isso pois convivo com isso no meu bairro, está na minha cara. Sofro com isso pois vou no interior trabalhar e não temos mais quem contratar pra fazer levantamentos de campo pois os caras só querem ficar na praça jogando dominó. Chega a ser revoltante!
    Moro num bairro de Salvador que foi apelidado pelos colegas de Afeganistão tamanha é a miséria e a violência. Há uma massa de gente completamente inerte e sem a menor vontade de prosperar, não há incentivo ao trabalho nem há valorização do mérito e do trabalho.
    Cara, sou geofísico, tetraplégico, faço mestrado, trabalho e vivo minha vida, mas, canso de ouvir pessoas me perguntando o por quê de não me aposentar e estar trabalhando. Isso me revolta! É a mentalidade do brasileiro: comodismo, inércia, preguiça e etc. Somos em quatro irmãos aqui em casa, filhos de um pedreiro e de uma dona de casa, os quatro fizeram faculdade pois nossos pais nos fizeram enxergar que era possível melhorar de vida e melhorar a nós mesmos. Não havia bolsa família.
    Só discordo de uma passagem no seu texto em que você comenta que a educação é um investimento a logo prazo. Dou muitas aulas, tenho irmãs professoras e afirmo com toda a certeza que a educação não dá retorno a longo prazo. É UM INVESTIMENTO DE RETORNO IMEDIATO! Basta colocar nossos jovens dentro de escolas decentes e em tempo integral pra ver nossa violência cair, nossas jovens sem gravidez, o número de usuários de drogas cair, doenças sociais não afetarão tanto nossa sociedade. Digo com propriedade pois temos experiências aqui em que vimos que a educação dá um retorno imediato, desde que seja levada a sério. Afirmo também que não é questão de investimento e sim de gestão, falta interesse em dar educação, a ignorância é mais lucrativa.
    Mais uma vez parabéns!

    Abraço!

    ————————

    Muito obrigado pelo depoimento, Anderson, contribuiu demais para as pessoas enxergarem a verdade.

    Sobre a questão da educação ser um investimento a longo prazo, me referi à questão financeira da coisa. O Bolsa-Família é imediata para dar esmola e a Educação leva alguns anos para transformar o povo em um potencial financeiro. Sobre as questões que você abordou, concordo plenamente.

    Abraços!


  79. concordo com o marcelo vc é arrogante mesmo, se acha inteligente mas não é, do contrário saberia que a sua opinião não é unanimidade… sei que não vai publicar meu comentário pq vc tem medo de ser zuado… deixa de ser presunçoso menino , e o papai? vai liberar grana para vc ir para a europa de novo?kkkkkkkk

    —————-

    Por que eu não aprovaria seu comentário? Ele foi excelente! Faz parte do setor de humor do blog, onde os leitores passam para dar gargalhadas…

    O que? Você acha que não foi engraçado? ahuahuahuhauahuha

    você disse que eu não sou inteligente porque minha opinião é não unanimidade (???) e em seguida disse que MEU PAI pagou minha viagem pra Europa…

    Galera, podem ir às gargalhadas.


  80. Cara, parabéns pelo texto. Hoje vi o discurso do Lula na TV aberta sobre o pre-sal e logo imaginei todo o dinheiro indo pra esse tipo de palhaçada. Engraçado, ele falou que o dinheiro do pre-sal iria (nessa ordem) “acabar com a pobreza e aumentar a educação”. Impressionante como ele diferencia os dois e ainda explicita uma PRIORIDADE nesse “acabar com a miséria” imediatamente.

    Ah ,cara, nem se irrita com a galera ai que fica defendendo tudo que o Lula faz pq “ele é trabalhadô, presidente do povU”.Minha gente, defendam ideias, prioridade e propostas, não pessoas. Principalmente pessoas políticas. Não votem no candidato mais pobrezinho, mais simpático. Votem no que tiver as melhores propostas. E se esse candidato fizer uma proposta ruim, discordem dele, critiquem-na, protestem. Ser político não é defender cegamente o candidato X, mas sim estar por dentro das propostas, interesse e consequências.

    Voltando ao video do Lula..Engraçado! Como um suposto pais emergente, que entrará no G8,tem reservas naturais riquíssimas e cresce 5% ao ano pode ter UM QUARTO da população sendo SUSTENTADA pelo Estado. Um quarto da pop. é pobre? Miserável? Passa fome? Será?!

    Impressionante como vc conseguiu ACABAR com o bolsa-família sem nem tocar no assunto “fraude”. Ano passado e retrasado surgiram várias notícias de prefeitos e pessoas que tinha carro do ano que ganhavam não sei quantas bolsas pra si e pra arrecadar votos. Bem no estilo coronelismo mesmo do século XIX.

    De qualquer jeito, parabéns pelo texto. E pelo blog também, um dos únicos blogs que não são de humor que eu leio todos os posts. Inclusive tenho que achar mais blogs como o seu. Falou


  81. Infelizmente o imediatismo está fincado nas raízes dos brasileiros. É necessário tirar de dentro da terra esses pensamentos se quisermos que o brasil cresça.
    Com a educação como carro-chefe, e não programas tampões.

    Abraço


  82. E teve gente que disse que esses 12Bi fariam falta à economia…
    Claro que fariam! Mas não quer dizer que se não tivesse o Bolsa Família eles não seriam investidos. Com 12Bi dava pra fazer muita coisa pela educação desse país, inclusive reformar escolas caindo aos pedaços, treinar professores, comprar merenda escolar e reformar os ônibus. 12 Bilhões seriam muito bem gastos, e muito bem introduzidos na economia.

    Não dá pra acreditar no pífio investimento na educação desse país.


  83. O texto reflete toda seu preconceito e ignorância quanto à abrangência e os impactos do programa. Procure ler um pouco mais, garoto.

    ——————–

    É mesmo? E seu comentário mostra muito conteúdo, obrigado por refutar os argumentos e mostrar o quão estou errado.

    1 comentário em meio a 100, acho que quem precisa ler um pouco mais é você, rapazinho.


  84. Seu texto é a mais pura realidade! Só esqueçeu de citar um ponto importante, que o bolsa familia acomoda a população… Para o miseravel sempre quando ganha um pouco a mais do que de costume, já está ótimo e então se acomoda; é muito facil uma pessoa trabalhar para ganhar um salario mínimo, deixar o filho na escola apenas para contar numeros, e no final do mês vir um dinheiro facil. O correto não era nem ter salário minimo, pois assim o trabalhador se empenharia mais para ganhar aquilo que precisa, e não ficar apoiado por um governo proletário!
    Enquanto tivermos um poder com vinculos socialistas e formado por proletariado, sempre teremos o comodismo como realidade.

    “Para o Brasil melhorar, a elite capitalista tem que estar no poder!”


  85. Escreveu muito bem o texto, de forma a conseguir realmente ‘converter’ pessoas ao lado dos ‘anti-bolsa-família’, risos. (só pra provocar hehe)
    Concordo em grande parte com seu ponto de vista, porém, fiquei triste em ver certa parcialidade quanto à questão partidária, nos seus comentários.
    Conheço pessoas de todas as classes, e uma coisa comum a todas é o partidarismo ou apartidarismo. Com certeza esse é um dos grandes maus que nós temos na sociedade.
    A enorme maioria vota ‘contra tal partido’, sem sequer saber quem é a oposição, sem ao menos se informar sobre o candidato, sobre sua vida política.
    Isso ocorre constantemente aqui no Sul do país, onde dizem que o povo é mais politizado (piada). O grande povo politizado que tem em sua maioria esmagadora eleitores desinformados e outros que votam sistematicamente contra partidos específicos. (sem contar nos que se vendem por churrascos)

    Acho que isso é uma questão sem solução, pois está incunbido na tradição tal pensamento nonsense de: meu pai e minha mãe votam em fulano, vou votar nele; meu pai e minha mãe são ‘anti-tal partido’ serei também.

    Juventude desinformada.. Bolsa-Família é piada perto dos verdadeiros problemas culturais do Brasil haha..

    Abraço.

    ———————

    Eu não voto dessa forma. Estudo cada candidato e escolho com a razão. O problema é que meus candidatos nunca passam para o segundo turno, então sou obrigado a escolher entre duas merdas e votar na “menos pior”.


  86. Como comentei no post anterior o caso dá pano pra manga. Mas um programa que atravessou as fronteiras do país ( foi feito algo semelhante no Egito, Mexico e até na cidade de Nova York, e vários outros países estudam)e foi elogiado pela ONU e pelo Banco Mundial ( a desigualdade caiu e a taxa de crescimento economico nordestino aumentou com o PAC) merece um olhar mais simpático de nossa parte. Eu,pelo que vejo,li e penso não há acomodação por parte de muitos que ganham o BF ,o que há é que as pessoas começaram a rejeitar trabalhos aviltantes (Cortar cana pra ganhar míseros centavos por kilo). Sei que necessário melhorar a saúde e educação brasileira, mas já é um passo (para quem nem andava) obrigar a criança a tomar vacinas e ir a escola e de barriga cheia .Lógico que é um programa falho, pois é eleitoreiro (até o PSDB disse que defenderá sua continuidade , logicamente por votos) e falta ensinar as pessoas a caminhar com as próprias pernaso governo federal deveria criar e fazer funcionar de maneira eficaz programas que gerassem renda advinda do trabalho. Mas acho que dá um pouco de cidadania a um povo sofrido, que só levou no c* até agora. fato é que estudos de instituições importantes como a FGV e da ONU apontam que o BF tem mais méritos que desacertos.

    ———————-

    Liliane, não se deixe enganar por isso. A ONU não está no Brasil para ver o que o BF está fazendo, muito menos o prefeito de NY ou o presidente do Egito e do México. Os elogios são resultado dos números mascarados. O Bolsa Família com seu imediatismo diz: “reduzimos a quantidade de miseráveis e aumentamos a distribuição de renda”. Porém, lendo o texto, você pode perceber que são números MASCARADOS (não falsos) e que, para chegar lá, é preciso pagar um preço muito alto.


  87. “Não se deve dar vantagem para quem cumpre a lei, mas sim punir quem não o faz”
    Cara, quando der, leia o o livro “Coerção e suas implicações”. Não adianta apenas punir as pessoas


  88. Sem muito a comentar, texto perfeito e argumentos incríveis!
    E ainda tem gente que vem criticar, só temos que rir mesmo…

    PS: Adorei a segunda imagem do post. 😀


  89. Caro Felipe

    Como comentei acima, sou geofísico e trabalho com exploração de petróleo, e vejo a pirotecnia feita com o bendito pré-sal.
    Apenas pra informar a galera, o pré-sal não é um fato novo, outros países já produzem no pré-sal e até mesmo o Brasil. Aquilo lá não é uma máquina de dinheiro, não. Há interesses e dinheiro de grades empresas envolvidos e pouco vai sobrar pra o tal Fundo Soberano. Há muitas coisas a serem resolvidas antes da produção em larga escala e também não vai gerar esse dinheiro todo que estão dizendo.
    Dinheiro destinado a educação e a saúde já estão previstos em lei e nem sabemos se são suficientes pois são mal geridos e grande parte se perde na corrupção. Basta ver o exemplos de hospitais em uma cidade do DF, outro no Pará e uma cidade no interior de São Paulo que investe o dobro do previsto em lei e não conseguiu fazer um hospital funcionar. Teve que contratar uma empresa por R$ 80.000 por mês pra gerir o hospital.
    Aqui em Salvador temos escolas enormes com salas vazias e as crianças fora da escola, temos até escolas bem equipadas e com boa estrutura, mas a gestão é sofrível.
    Precisamos de gestores técnicos e não políticos, antes precisamos discutir que tipo de sociedade queremos construir no Brasil. Nossos garotos terão outras carreiras que não sejam jogar futebol ou traficar drogas? Nossas garotas serão outras coisas que não mulheres-frutas, modelos de revistas de mulher pelada ou sub-celebridades de reality shows? Há muita coisa a ser pensada antes do investimento.
    Vamos pensar, Galera e também difundir a discussão, fazer mais pessoas pensarem. O mais importante não é saber quem está ou não certo e sim discutir de maneira racional para construir um país melhor.

    Abraço a todos e parabéns ao Felipe.

    ————————

    Muito obrigado pelo comentário Anderson. É bom ter o depoimento de um professor para explicar as coisas detalhadamente pra galera.


  90. eu até entendo alguns defenderem lula, mas é repugnante defender completamente um programa como este.

    infelizmente a política do “pão e circo” ainda é a única que agrada a maioria dos brasileiros e consequentemente traz mais votos.

    o jeito é torcer e usar o meu voto (apesar de nao ser numéricamente grande coisa) para tentar mudar as coisas por aqui, e quem sabe um dia ver o brasil deixar de ser o eterno país emergente.

    ótimo texto.

    flw


  91. Que bom que não vota assim, achei que votasse por causa que você falou: “não simpatizo com os tucanos, porém tenho maior antipatia pelo PT”.

    Abraço


  92. Muito triste você pensar, por que de qualquer modo os investimentos estrangeiros continuaram, e pro país crescer é necessário ‘base’, uma população estudada e inteligente, que saiba lidar com problemas, sem a base…o crescimento não para, na verdade nem começa…


  93. O problema no Brasil, é que a maioria da população é ignorante, pois, pessoas que não precisam obter tal benefício, estão lá para recebê-los (brasileiro sempre tem tirar vantagem de tudo). Aliado a isto, temos políticos corruptos que usam o bolsa-família como moeda de troca para votos e desvio de verbas.
    O bolsa-família é sim um belo plano de assistência para pessoas que não como manter as suas famílias. Pergunte ao cara que mora na Caatinga e tem que dar de comer para seus filhos calango, o que ele acha do Bolsa-família.
    Este plano tem caráter emergencial, pois pessoas estão morrendo fome em várias regiões.
    O que falta é fiscalização, e só quem deve receber o auxílio é quem realmente precisa.
    Como já disse, este plano é emergencial, e quem sabe, o segundo passo será “dar a vara e ensinar as pessoas a pescar”, ou seja, criar condições necessárias para que estas pessoas sejam produtivas.
    Não é de uma hora para outra que se muda uma situação como esta.


  94. Felipe,
    acho que você acaba de descobrir a raiz de 90% dos problemas do Brasil.
    Infelizmente, o povo brasileiro gosta de viver de migalhas…
    O povo Brasileiro é vagabundo. Não gosta de trabalhar, e assim, quando surge uma oportunidade, ele sem pensar duas vezes larga tudo pra ficar vivendo de miséria.
    Atualmente eu faço um curso técnico de enfermagem. Lá as professoras falam que muitas mulheres engravidam para viver das migalhas que o governo dá.
    O Lula é um merda. Dizer que ele é um bom presidente chega a ser piada. A única coisa que ele faz é colher os frutos do governante anterior. Não que esse seja um excelente presidente. muito longe disso, ele também teve seus defeitos.
    O que me revolta é que existem pessoas inteligentes que o apóia.
    Desde pequena sempre me interessei por política. Me revoltava quando eu dizia que era contra o Lula ser presidente, e meus professores de história e geografia, entre outros,me criticarem.
    Futuramente veremos o quão o bom o nosso atual presidente é. Como já podemos ver agora, com pessoas deixando de trabalhar para receber esmola.


  95. Posso virar fã fo Rodolfo???
    hauhauha
    Abraço


  96. Muito bom o texto.
    E que conteúdo!
    Abrangente,esclarecedor.
    Parabéns .


  97. Lí o texto, e é a essência é a mesma de textos que já lí de Tucanos e Demos. O problema de vocês, é que os instruídos, como vocês dizem, são apenas aqueles que compartilham da mesma idéia. Por que essas porras de PSDB e DEMo nunca fizeram nada para mudar a situação?

    ———————

    Dane-se o PSDB e DEMOS.


  98. Não é tão simples quando se fala de educação, já que detalhes como cultura familiar e esforço pessoal contam muito. o exemplo americano, aonde se gasta dezenas de milhares de dólares por aluno por ano demonstra como isso não é fácil, em especial com minorias que tendem a se aproximar dos problemas brasileiros. Tipo, em Nova York se gasta quase quinze mil dólares por aluno ao ano.

    E como Arne Duncan, Secretário da Educação dos EUA, disse no Face the Nation da CBS, de nada adianta ter as melhores escolas, os melhores professores e os melhores livros se o aluno não quer nada com nada. Infelizmente sistemas de educação tendem a refletir a sociedade em que eles existem: não são máquinas de engenharia social que vão transformar um brasileiro que detesta estudo num engenheiro do Google.

    Os coreanos não ganham apenas boas notas quando estudam no seu próprio pais, mas também quando emigram para outros países. Em alguns estados americanos o desempenho em matemática de um negro pode ser quatro vezes menor que de um asiático num teste de matemática. Isso é questão de cultura, não de genes.

    Além do mais, mão de obra qualificada é cara em países com indices educacionais elevados. Na prática, para se ter um corpo docente impecável você teria que brigar por profissionais com áreas com salários elevados, como informática e administração. Isso é impraticável.

    ——————–

    Nem tanto, Andre, nem tanto, essa é a visão pessimista da coisa de quem está envolvido pelo paradigma da situação podre que vivemos. Mas ela pode mudar, é só “alguém” lá em Brasília realmente querer.


  99. Em minha opinião o projeto não é de todo ruim, sou contra o uso eleitoreiro mas infelizmente é lógica da política. Penso que deveria existir uma contra-partida maior para participar do projeto, deveria se obrigar aos que se utilizam dos recursos a frequência em cursos profissionalizantes, desta forma os recursos iriam ser melhor aproveitados, e determinadas pessoas sairiam do círculo vicioso buscando alternativas para sustentar suas vidas de forma digna.
    Fico preocupado com o posicionamento de determinados comentários por achá-los de um preconceito sem tamanho, não podemos criticar uma pessoa que quer ter vida mansa, apenas por ela não ter condições financeiras adequadas para tanto, afinal de contas, desafio alguém aqui que não tenha o ideal de fazer o que bem entende com o seu tempo, se a opção é ver tv que seja, quem sou eu para querer criticar alguém por não ter educação e não conhecer suas potencialidades? Se a melhor forma de lazer que ela encontra é esta, paciência. Como criticar alguém que nunca teve sequer metade das possibilidades que eu tive e tenho? Tudo parte de um detalhe básico, será que uma pessoa que vive em determinada condição, tem idéia de que ela pode evoluir como ser humano e buscar seu espaço em um mercado tão competitivo?

    ———————

    Logo, é obrigação do Estado fazer essa pessoa enxergar. Dando bolsa-família, o objetivo não será atingido.


  100. Quase nada relacionado, mas achei legal mostrar a opinião de mais gente sobre a manipulação de informação e outros assuntos relacionados com a classe média, não tem argumentos, mas queria conhecer alguém que defende o bolsa família que não se encaixe em nada dito, que se identifique.


  101. eu disse que vc não sabe que nem todos concordam com vc… desculpe usar a palavra unanimidade foi demais pra sua cabeçinha né rsrsrrsrsrs

    —————————

    Não, a palavra unanimidade foi demais pra sua inteligência, que não soube se expressar sequer da maneira que queria. E sei muito bem que nem todos concordam comigo, caso contrário esse não seria chamado por mim de um blog de OPINIÃO, mas sim de um blog de VERDADES ABSOLUTAS.

    Pare de se envergonhar à frente dos outros, cara 🙂


  102. se vc colocar todos meus comentarios verá que quem está passando vergonha é vc,nerd europeu kkkkkkkkk

    ——————–

    Não, comentários simplesmente xingando não têm graça, só ficam enchendo linguiça e não preciso disso no blog. Quando você faz papel cômico, aí sim eu aprovo que é pra galera dar risada.

    E não me odeie só porque eu conquistei o suficiente para viajar à Europa. Se você gastar menos tempo comentando em blogs dessa forma para TRABALHAR, talvez chegue lá.


  103. Ai Felipe vamos armar um golpe pra toma o Brasil, alguma coisa como matar todos os senadores, ai tomar o poder do Lula ou, dependendo da demora do plano, outro presidente, ai vamos implantar coisas como direcionar os recurso para a educação, pois concordo que dar esmola não adianta…

    Relaxa tava so zuando nisso que disse, se bem q ia ser legal as pampas…

    Vo posta dinovo com um fato que ocorre na minha familia…

    ——————

    Hehehehehe


  104. O caso da minha familia (ignore erros é 2:41 da manhã e eu tenho insonia)

    Eu tenho um Primo(vo chama-lo apenas assim mesmo) Ele não é boa gente mais “era” da familia… Sabiamos que ele era inteligente, fazia de tudo mesmo, lembro quando ele consertou a televisão na minha casa, achava ele muito inteligente, mas, pobre, sua mãe, minha tia, teve 2 casamentos frustados e assim não tinha nada, morava com meu vô, um pastor que igreja, assim meu primo sempre por meu vô foi levado a igreja, lembro que uma vez quando eu era novo ainda ele foi preso, pq ele tava com uma arma dentro de uma pizzaria, perceberam chamaram a policia ai ja viu ne. Porem a arma era de mentira, ele foi solto, minha tia passou a mão na cabeça, meu vô repreendeu, e meu pai falou uma coisa que eu não vo esquecer nunca ” ele vai acaba com a vida dele antes dos 25 anos…
    Meu primo se envolveu com uma moça, mais nova 2 anos e meio, nada de anormal, mas ai eles tiveram um filho, meu primo que não era boa gente, resolveu que alem de seu humilde trabalho ia cometer alguns delitos para se sustentar, admito que fui coagido a participar de um, mais a frase do meu pai veio a cabça e eu recuei.
    Bem crimes a depois drogas, e depois o segundo filho, e o terceiro, ai mais drogas, e todos desestindo dele, mais meu vô e meu pai tentaram denovo, bem deram uma chance, clinica de reabilitação, lembro que com meus 14 ou 15 anos eu simplesmente não entendia pq antes eu tinha um tenis de 100 reais e agora um de 29,90 do carrefour, so depois vim a saber de tudo…
    Ele saiu de la, mais as drogas não sairam dele, ele tinha uns 22 por essa epoca.
    Logo depois disso ele largou a mulher com 3 filhos, arranjou uma outra que nem vo perde tempo falando, volto pro mundo errado, ai cometeu o erro que pra mim o coloca como o ser mais retardado da terra, drogado tentou roubar um posto de combustivel, a 25 metros de uma delegacia,”epic fail”, preso, ele realmente foi torturado la dentro, serio isso não é pena, ate que ele foi transferido para um presidio no interio de são paulo, la ele encontrou com outro parente meu(sim minha familia é uma merda, um cara gabaritado la dentro que cuido dele…
    Durante o tempo preso ele volto com a primeira mulher e na cadeia engravidou ela mais uma vez. Ele saiu da cadeia no fim do ano passado, começou a trabalhar e engravidou a mulher mais uma vez, parecia que ia dar certo agora, mas estava enganado, ele ganhou o voto de confiança de um empregador, que confiou a ele uma motocicleta, que ele perdeu na favela do mata porco, por dividas com drogas outra vez… Bem alguem deve ler isso tudo e falar, e dai , eu com isso? dois idiotas que estão acabando com a vida deles.
    Bem é exatamente isso, e ai que entra você meu caro, que contribui com impostos, a mulher dele recebe o bolsa familia, pois a renda da familia com tudo isso de filhos (4 mais um que vem agora em outubro) e 0 pois nenhum dos dois tem carteira assinada, os filhos vão mau na escola, quando vão, faltam mais do que vão pra falar a verdade, e é ai que eu digo que nada disso teria acontecido se uma coisa tivese sido feita, bem la no começo falei que meu primo era inteligente, acho que hoje com as drogas ele nem deve conseguir soletrar seu proprio nome, mas quando muito novo ainda ele mudou a escola para noturno para ajudar a minha tia, e tambem ter um dinheiro proprio, a escola logo depois disso tirou o periodo noturno, no ano seguinte, por falta de verba e segurança, bem um investimento deçente poderia ter feito meu primo ter estudado o que ele gostaria, talvez não tivese que trabalhar, não teria perdido a escola, sabe eu olho pro governo e a vontade que me da é de resolver isso com as proprias mãos, mais ai eu perçebo que minhas mãos são fracas perto da deles, e que meu esperito guerreiro poderia ser destruido pelo simples querer deles, não vou me render ao governo jamais, por isso gostaria de dizer, nas proximas eleições Felipe Neto não vote no menos pior, simplemente não vote, e tente aumentar esse movimento, na constituição fala que um determinado minimo de pessoas não votarem, novos candidatos devem ser escolhidos, e ou , uma comisão governamental, elegida por peblicito deve assumir o poder…
    Bem realmente é muita coisa mas acho que vale a pena essa historia.

    So pra constar, gostaria muito mesmo de ter um debate aberto com você sobre varias coisas, e mais algumas pessoas deste mundo blogueiro ao qual você participa… Sugira a eles criar um blog em comunhão para discusão com o povão ia ser legal d+…

    ————————-

    Marcelo, seu depoimento foi sensacional. Não somente por ter sido emocionante, mas porque você chegou a conclusão brilhante de que não é o Bolsa-Família que você deve defender para a ex-mulher do seu primo, mas o investimento em educação para que nada disso jamais tivesse acontecido. Mostra como sua mente não é imediatista, você pensa pra frente e enxerga que as merdas acontecidas são consequência da merda de Estado que temos.

    Muito obrigado.


  105. O Brasil encontra-se num ciclo vicioso assistencialista que dificilmente será rompido por algum governante. E com isso, as engrenagens que sustentam o ciclo continuarão girando. O povo, cada vez mais ignorante, continuará agradecendo a deus por um presidente tão bom!

    Excelente seu texto. Bem argumentado e muito bem construído. Parabéns, cara! Muito bom.


  106. É incrível como um post pode suscitar tantas discussões e acrescentar novas ideias sempre que alguém interessado comenta e deixa a sua opinião, suas descobertas. Parabéns Felipe por abrir esse espaço para a gente.


  107. Fabuloso texto, digno de uma mente brilhante e instruida. Parabens !!!

    Mas não concordei com o que vc disse:
    “…É lei! Não se deve dar vantagem para quem cumpre a lei, mas sim punir quem não o faz..” Concordo plenamente com a punição, mas defendo a vantagem pra quem cumpre regularmente a lei.

    —————–

    Claudio, dar vantagem para quem cumpre a lei é afirmar: “meu povo não vale nada e não tem educação alguma”.


  108. Excelente texto, Felipe. Sou do estado do Piauí e aqui é extremamente fácil comprovar os teus argumentos. Qualquer cidadezinha do interior daqui está lotada de gente que não trabalha de carteira assinada, para não perder o benefícios do bolsa-família.
    Mas além do prazer imediatista acho que o que mais move esse tipo de atuação é a soma: descrédito e comodismo.
    “O Brasil não vai mudar mesmo. Eu é que não vou ser otário de perder essa ‘boquinha’. ”
    E assim vamos seguindo.

    *Gente, mas tu tem muita paciência com esses imbecis que não leem o texto e vem comentar.


  109. quase 1/4 da população ?!
    da mais que o investimento em todo o resto?!
    números assustadores, basicamente impossível de se manter no poder actualmente sem programas desse tipo ,mesmo assim, eu,acreditando que nada nunca poder ser perfeito ,mas melhor sempre pode ficar !

    acredito que o investimento massivo em educação seja o começo ,mas não só o investimento, pra mim ter que mudar toda a maneira como a educação publica funciona no Brasil, fracamente é uma coisa ridícula, você imagina o qual revoltante é perceber que seu primo 4 anos entende e sabe muito mais que você quando se trata de física e matemática no geral?isso por que eu cheguei a ganhar uma medalha e um certificado sem valor naquelas olimpiadas de matematica

    não entendo como muita gente não concorda com você quer dizer ,alguns nem lêem tudo e vão comentar , outras lêem rapidamente ignorando as partes que lhe convêm, mesmo assim ,é difícil acreditar em certos comentários ,ainda assim, são os comentários mais divertidos de se ler de qual quer blog que eu conheço

    info muito bacana, otimo texto!


  110. Quem é mais ingênuo? O povo ou Felipe Neto ?

    Concordo com seu texto e quero deixar isso claro, porem o dinheiro investido no bolsa família tem um lado bom, e infelizmente discordo em uma parte do seu texto, as pessoas que recusam trabalhar de carteira assinada, sei que você vai me xingar, chamar de imediatista, burro etc.
    Mas pense comigo caro Felipe ingênuo Neto, a culpa não esta só no governo, o povo Brasileiro pode ser burro, mas é mais malandro que eu você e o governo juntos, o que em parte, é bom para todos, pense assim, Dona Maria recebe o bolsa família, então ela vê que ganhar dinheiro é bom, logo ela faz um curso de costureira, e se torna apta para entrar no mercado de trabalho, então a empresa da a oportunidade para ela de trabalhar, mas dona coitada Maria vai perder o bolsa família, então logo ela pensa, vou achar uma empresa que deixe eu trabalhar sem carteira assinada, logo bolsa família + carteira não assinada = mais dinheiro, enquanto carteira assina sem bolsa família = – dinheiro.
    Empresas que aceitam funcionários nessas condições não faltam, logo se eu estivesse na situação de Dona Maria, obviamente eu ficaria com a primeira opção e você?
    A parte boa disso é que com dona Maria ganhando mais dinheiro de forma malandra, a economia querendo ou não vai girar bem mais do que se dona Maria não tivesse o auxilio do bolsa família.
    Isso que não estou citando as malandragens com seguro desemprego.Ok, o processo ainda continua errado, mas dizer que o povo prefere não trabalhar para não perder o bolsa família, é muito ingênuo de sua parte, falo isso pois conheço casos de pessoas que fizeram exatamente isso, ganharam o curso profissionalizante, recusaram a proposta da carteira assinada, para trabalhar sem ela com o beneficio do governo, errado ou não, o povo vai optar por ganhar mais dinheiro.

    Volto a citar, o Brasil é um país de tolos e como você afirma e com toda a razão, isso só se resolve investindo pesado na educação, concordo com quase todo seu texto Felipe, mas como você disse o Bolsa família tem o seu lado bom, basta pensar como o povão e somar esse pensamento ao seu conhecimento de economia e vera que o bolsa família tem um objetivo muito maior que dar esmola ao povo.(Não sou a favor do projeto, mas ele tem um lado bom).

    ———————–

    Esse dinheiro não deveria ser utilizado para girar economia, rapaz. Isso é dinheiro para investimento, deveria estar indo para educação e saúde pública, ao invés desses pingados dentro da sociedade que só prejudicam o conjunto da obra.

    E claro que eu não sou ingênuo, sei bem que muitos fazem isso, mas também sei que muitos simplesmente DEIXAM de trabalhar. E do jeito que você fala, parece que é legal que o Brasil seja essa ZONA, onde o mais esperto é quem sai na frente. Parece até que você concorda, o que seria lastimável.


  111. Caraio! Que texto grande.

    ——————-

    Isso é um problema?


  112. Felipe, na minha opinião o problema das pessoas que se escoram em esmola não é necessariamente da esmola em si, mas de todo um perfil socio-cultural, o do comodismo.Você tem que querer mudar, tem que ter vontade de lutar para se mover. E não adianta dizer isso para alguém que não quer ouvir. Não é só educação, é algo mais profundo, que eu gostaria sinceramente de saber o que é.É estranho para essas pessoas que alguém almeje algo mais do que um dinheirinho por mês.
    Vou lhe dar um exemplo que conheço bem: o meu. Passei em uma faculdade federal de engenharia química aqui no nordeste. Meu pai foi contra. Queria que eu fosse soldado. Fiz o curso, ganhei uma bolsa do governo, fui pros EUA fazer parte do curso (minha família foi contra). Quando voltei me ofereceram emprego de office boy . Tome pressão para eu largar o curso. Aos trancos e barrancos, terminei o curso e fui fazer mestrado na unicamp.Aí pronto, virei o vagabundo oficial da família, porque havia preferido ir fazer mestrado a tentar procurar um emprego pela minha terra. Terminei o mestrado, entrei em uma conceituada empresa de petróleo e, plim, virei o redentor, o cara, o gênio.
    Observe que durante esse período eu sempre me sustentei. Só ia pra casa dormir. Não sei se você sentiu essa pressão pela mediocridade, mas eu sinto, e muito. E não é só nas camadas mais pobres. Tem muito cara por aí que só quer fazer o básicão e deixar o avanço, a melhora pra lá.
    Cansei de pagar curso para sobrinho meu pro cara no meio largar e dizer que não era isso que ele queria, que era muito stress (estudar…).
    Levando em consideração o que eu falei, o que se faz por uma população que tem esse perfil embutido? Deixar morrer de fome e agir a seleção natural? E o nosso humanismo, nossa ética?
    E o que adianta melhorar a educação se o cara não quer ser educado? Não estou sendo cínico, apenas queria ter uma idéia de qual o caminho.

    ————————–

    Mas Daniel, a resposta é muito simples.

    Se você tem uma cultura longe da educação, como pode esperar que as pessoas DESPERTEM o interesse pelo processo mágico do sucesso? Que é através dele, exatamente, o estudo e a leitura. Sem uma forte base educacional, jamais teremos isso. E mesmo depois de criada, ainda levarão pelo menos 3 décadas para vermos algum resultado NÍTIDO no que tange todo o território nacional.

    Quanto a isso, veja os EUA. País onde há muito incentivo à educação (embora as escolas tenham um PÉSSIMO ensino de geografia e história). Lá os pais querem que os filhos façam uma boa escola, depois consigam vaga numa boa faculdade (onde vão para MORAR, inclusive) e em seguida iniciam suas vidas no mercado de trabalho.

    Se você tiver o prazer de conhecer Alemanha, França e Áustria como já conheci, ficará assustado.


  113. Bom eu até agora só votei uma vez, e na época não tinha opniao formada sobre quase nada, votei por votar, hoje em dia eu penso que eu deveria votar em alguém que eu ache inteligente e justo , mesmo que eu não concorde com alguns pontos de vista desta pessoa.Se eu achar que ele faria bem para uma maioria, mesmo que eu não tivesse incluso nela, (não to falando do Lula) acho que alguém com um pensamento como o seu representaria muito bem a parte da população que age de forma mais racional, que consegue ter consciência de enxergar o que é realmente bom a longo prazo para o desenvolvimento do pais. Eu votaria em você tranqüilamente, porque vejo que tem discernimento critico para muitos assuntos geralmente polêmicos, e em muitos acabo concordando com seu ponto de vista.
    Parabéns pelos textos, todos bons.

    Se candidata jovem , #fikdik.


  114. Lí o comentário 104 do Marcelo Silvério e ele tem razão.
    Agora pergunto, o primo, que provavelmente mora numa grande cidade, onde existe algum tipo de oportunidade, por pior que seja, mas têm, preferiu seguir um caminho errado.
    Então volto ao meu comentário (93), e lá citei um pai de família, que mora na Caatinga não tinha como dar de comer aos seus filhos. Nesta região não tem água, não tem comida, quem dirá um emprego que pelo menos lhe dê condições de colocar uma comida básica na sua mesa para seus familiares. Este sim, deve ter uma assistência do governo.
    Agora, um cara que mora numa grande ou média cidade, que preferiu fazer merda, não merece receber nada do governo, pois como já disse, lá existem oportunidades.
    Para resumir, existem pessoas que não precisam receber tal auxílio, isto é questão de fiscalização. E com o dinheiro com essas pessoas não recebem tal auxílio, seria mas bem usado na criação de novas vagas de trabalho, novas escolas, melhores salários para professores, etc…
    Agora, que fique bem claro, não estou defendendo o governo, pois todos nós sabemos, que 90% dos nossos governantes são corruptos. E por isso, quando se faz alguma coisa que pode ser legal, nós brasileiros estamos sempre com os pés atrás.
    O bolsa-família é um bom plano, o problema dele é a sua gestão.


  115. Putz!! Show o texto, parabéns…nada mais que a verdade foi dita


  116. demorei pra vir aqui ler esse texto e descobri uma coisa interessante! Ao contrario do que eu imaginava, não te falta maturidade. Falta conhecimento mesmo. Fez uma pesquisa (na interntes, claro) pegou uns números e criou uma versão capada e frágil do discurso partidos como DEM e PPS se esmeram a anos pra construir, com muito mais propriedade que você, diga-se de passagem… Existem argumentos antropológicos, sociológicos, pedagógicos e históricos muito mais inteligentes do que esse monte de clichês que você usou. Faltou dedicação, viu? Realmente, estou decepcionado com a falta de profundidade da sua “bomba”. Como você gosta de rótulos e resolveu que eu sou defensor do populismo e você não vai discutir mais comigo, queria só te dar um rótulo também: mal-informado. Não te acho hipócrita, elitista, nada disso… só mal-informado e fico feliz de saber que uma hora sua ficha vai cair.

    ———————–

    Obrigado pelos incríveis argumentos. Você tirou TODO o crédito do texto. Não faço idéia de como as pessoas vão poder confiar nele agora.

    Óh Deus, o que eu faço agora?


  117. venho aqui quase que pra ler as respostas do Felipe aos comentarios, que sao as melhores.
    po, o povo tem que vir responder, como o rodolfo fez. ele pode nao ter entendido o que o felipe queria dizer, mas pelo menos teve coragem de voltar, tem que haver discussão pra chegar a um entendimento, num adianta falar “bla bla bla voce ta errado e eu to certo” e achar que as pessoas vao se convencer.


  118. Nem preciso falar que concordo com tudo que tu escreveste né ?!
    Superaste minha expectativa 😀
    Parabéns Felipe, ótimo texto !

    E as pessoas são LOUCAS ou simplesmente não entendem que falar que o bolsa-família tem falhas não é falar mal diretamente do Lula ?! E nem de tudo o que ele fez ou o que ele não fez pelo país ?! Eu heinn .. Me irrito com quem não entende as coisas 😛


  119. Eu vou refutar alguns dos seus argumentos em breve. Só preciso de um dia para desarrumar as malas e me restabelecer em casa. Já adianto que gostei muito de grande parte do texto, mas que, na minha opinião, são boas ideias articuladas fora de um contexto maior. Até depois. ^^

    ——————

    Ok, aguardarei.


  120. Melhor texto da história do CR.


  121. “Logo, é obrigação do Estado fazer essa pessoa enxergar. Dando bolsa-família, o objetivo não será atingido.”

    Discordo desse ponto de vista, colocar o Estado como babá de quem não quer nada é complicado, acho que deve-se buscar fortalecer as instituições e dar o mínimo de infra-estrutura, mas daí a simplesmente culpar e querer achar um responsável por tudo o que aí está fica muito reducionista. O problema é muito mais complexo do que apontar apenas para a classe política e fazer conclusões precipitadas. Penso que o projeto é interessante, mas nos moldes anteriormente citados.

    PS: Não sou político e detesto os mesmos. Porém creio que o problema está bem mais enraizado.

    ——————–

    Eduardo, o Estado-babá não é o que defendo. A questão é que estamos falando dos miseráveis que, hoje, são vítimas da sociedade como um todo, incluindo o Estado. Um sujeito passando fome no serrado, sem condição sequer de falar, não tem como trabalhar, estudar ou fazer qualquer outra atividade. Nesse tipo de caso defendo a ação do Estado para dar OPORTUNIDADE e plantar a semente.


  122. Adorei o texto cara. Achei o Controle meio que por acidente e venho ler os seus textos sempre, acho muito legal um blog que não seja de humor traga tantos comentários, e principalmente pelo seu blog ter textos bastante instigantes. Acredito, como você, que todo o assitencialismo é nada mais do que pão e circo e que isso é só um band-aid para um ferimento gigantesco.
    Queria dizer também que lhe admiro pela paciência em responder alguns comentários muito ignorantes aqui. Queria escrever mais, mas preciso desligar aqui já.
    Deixo aqui meus parabéns e dizer que esse imediatismo brasileiro realmente estraga muitas chances.
    Um último comentário é o fato de que o Brasil não é tão pobre… O nosso grande problema é a distribuição de renda. Acredito que você sabe disso também Felipe.

    ——————

    Muito obrigado, André.


  123. Felipe como eu disse, concordo com você, mas esse dinheiro usado traz benefícios a economia, pois como você citou em seu texto não eh pouco o dinheiro investido no projeto, e apenas para ficar claro eu não concordo com o fato de quem eh mais esperto sai na frente, mas me adapto ao sistema para não ser a base da pirâmide, desculpe mas para sobreviver você tem que se adaptar, e isso eh um fato.

    Volto a falar, tudo o que você falou no texto eh verdade, se investir em educação o Brasil muda, mas enquanto isso, se você não se adaptar ao que você se refere de zona, você acaba virando a dona coitada Maria citada de exemplo.Claro que na hora do voto, você tem que fazer sua parte, mas como você mesmo citou, os candidatos que escolhemos nem pro segundo turno passam, então temos que escolher entre o menos pior.

    OBS

    Pq diabos eu sai com aquela foto? Não fui eu que coloquei aquilo ali u.u.


  124. Na última eleição presidencial, vi um candidato com potencial, que sabia o que dizia, porém, menos de 6% da população se interessou em sua proposta de “Educar o Brasil”, assim, Cristovam Buarque perdeu no primeiro turno, e o “sempre sem argumentos” lula venceu outra vez.

    Felipe, ótimo texto. Eu compartilho seu ponto de vista sobre o referido programa do governo, mas, como li em algum dos comentários acima, este texto só será compreendido por quem não precisa, mas, enfim… temos que começar de alguma maneira.


  125. Felipe, parabéns pelo texto! Vc escreve muuuito! Este é o segundo post que leio aqui no seu blog, e já estou viciada nele!
    E se vc se candidatar algum dia para algum cargo político, meu voto é seu! rs!


  126. Parabéns pelo post e pelo blog!
    O difícil é colocar no poder quem DEVERIA estar no poder…


  127. ótimo texto…

    esse bolsa familia é pra vagabundos e mães solteiras que existem aos montes.

    tudo que vem dos politicos é em beneficio próprio deles.

    http://idioticetemlimite.wordpress.com
    O humor levado a sério


  128. A política do Pão e Circo nunca acabou. Só mudou de forma.


  129. Minha primeira reação foi vir aqui e xingá-lo, já que tenho algumas raízes Petistas. Mas é inegável que hoje em dia existe uma PMDBização da política nacional. A troca de favores virou lei, e (salvo raras exceções, de situação e oposição) os políticos são gado deles próprios.


  130. O Bolsa familia como temos hoje acaba por aumentar a desigualdade social, afinal o não misseravel, mas o ‘vagabundo’, vamos assim chamar, acaba se acomodando e realmente trocando beneficios como aposentadoria, FGTS de uma carteira assinada, pela esmola do governo, enquanto o de classe, media pra cima, continua levando sua vida, trabalhando e vamos assim dizer aumentando seu capital.
    Quando por algum motivo qualquer que seja a bolsa familia acabar, ou o ‘vagabundo’ perder a ‘teta’ ele vai estar sem conhecimento tecnico e sem comprovação de experiencia, alem é claro de estar mal acostumado!


  131. Ha faltou eu complementar, quando algum outro governante acabar com a ‘teta’, a oposição (não a atual, mas a que será oposição), vai dizer que no governo deles, o Brasil diminuiu a desigualdade social e agora(futuro) o governo aumentou denovo a desigualdade!

    Concorda?!

    —————

    É óbvio que isso acontecerá.


  132. Minha sogra recebe esse bolsa família tem 6 filhos sendo 03 pequenos.
    Tive eu que comprar cadernos pras crianças neste semestre, não vejo usando dinheiro que realmente tem que ser, pois acredito eu, que pensam da seguinte forma, “isso é só uma renda”, somente. A miséria la continua e as cervejinhas também.


  133. Quando o brasileiros (e políticos) vão se tocar que a DIGINIDADE DA PESSOA HUMANA, princípio máximo da Contituição Federal, está focada na dignificação através do trabalho, e não na dignificação através do assistencialismo??


  134. Vou ao contraditório: primeiro erro: o máximo do bolsa-família é de 200 reais por família. NÃO É POR PESSOA. Assim sendo, induz ao leitor, que uma família com quatro ou cinco filhos chegue a espantosa cifra de 1.000 reais de benefício. Isso é falso. Usarei a mesma fonte sua: http://www.mds.gov.br/bolsafamilia/o_programa_bolsa_familia/beneficios-e-contrapartidas.
    Como gosto de ver seus comentários, sempre com a premissa do “não me contrarie”, volto depois, com frases que não se sustentam a uma análise mais apurada, e só tem valor, sob a premissa classista, preconceituosa e difamatória.
    Mas, aguardo seu fino comentário.

    —————————

    Hahahahahaha. Eu estudei o projeto a fundo e tu acha que eu não sei que são 200 por família? Está escrito isso no post, mas pelo visto faltou capacidade de interpretação. Em NENHUM MOMENTO é dito que o dinheiro do Bolsa-Família é por pessoa, apenas o cálculo da renda per-capita.


  135. Que mania que esse povo tem de so olhar a figurinhas… e o pq de tanta hostilidade, nao ha nescessidade disso pra vc nao concorda com alguem
    Mais educação(em todos os sentidos)faria tanta diferença

    O que eu poderia mais falar, vc escreve tudo o que eu penso, mas nao conseguiria transcrever para o papel de forma tao esclarecedora como vc faz

    Vc e foda!Ganhou um fã!


  136. Não, não faltou capacidade de interpretação. Mas, isso não está claro em sua “verborragia”. 2º erro: “O reflexo negativo do Bolsa-Família já pode ser visto por todo o país. O principal deles é a falta de estímulo ao trabalho. Por que trabalhar horas e mais horas diariamente, acumulando exaustão e desgaste mental para receber um salário mínimo, se este indivíduo pode ficar em casa o dia inteiro vendo televisão e, ainda assim, receber o suficiente do governo para viver?”

    ““Receber o Bolsa Família acomoda”
    O suposto efeito preguiça é a crítica mais contumaz ao programa. “A pesquisa desmente cabalmente essa afirmação”, diz Menezes. Os números são claros: 99,5% dos pesquisados não deixaram de trabalhar (ou fazer algum tipo de trabalho) depois do Bolsa Família. “Entre os 0,5% que deixaram ocupações, a maioria exercia trabalho degradante, como os cortadores de cana do Nordeste. Se disseram não a um trabalho indigno, é uma conquista de cidadania.”” Instituto Ibase.
    E vamos, aos seus comentários.

    ——————-

    Você pode mostrar quantos números quiser dados pelo seu partido, todos que leram o texto sabem que a realidade é outra, sabem bem que o Bolsa-Família desestimula o trabalho e a carteira assinada. Todo brasileiro quer ser esperto e burlar o sistema. É claro que as pessoas não vão LARGAR OS SEUS TRABALHOS, como está no seu comentário, mas elas não procuram coisas novas, não querem crescer, querem seguir na linha do bolsa-família, como você pode ver nos exemplos do texto.


  137. 3º erro: “Há um incentivo à natalidade dos cidadãos mais pobres, agravando o problema da miséria no país, porém aumentando ainda mais o curral eleitoral do populismo, uma solução brilhante para manutenção do poder nas mãos desses indivíduos”. Qual é o dado científico disso? Incentivo a natalidade, por receber dinheiro? Lembre-se que os programas mundiais para os países em desenvolvimento, tem como base, a contenção da natalidade. Como nos diz Eduardo Galeano: É mais higiênico e ético, matar o ‘rebelde’ antes mesmo de nascer, do que nas matas ou nas favelas. Indico para ampliar sua leitura de mundo: Veias Abertas da América Latina.

    ———————–

    Se você gosta de se fazer de cego, sinto muito. Temos um plano assistencialista que dá mais dinheiro baseado na quantidade de filhos de uma mulher muito pobre.

    Some 2 mais 2.


  138. Convido o autor a reler o próprio texto e alguns dos comentários aqui feitos; gostaria de ter tempo de lê-los todos. Dentre os que li, identifiquei-me em particular com o Obede (16), que você parece não ter entendido.

    No contexto brasileiro, com séculos de exploração culminando na atual gritante desigualdade social, distribuição de renda se faz SIM dando dinheiro. É dando o mínimo para que as pessoas sobrevivam que só pode então pensar em criar as tais condições do pobre ganhar salários dignos.

    ——

    Não faz NÃO dando dinheiro. Todo tipo de assistencialismo é prejudicial em diversas vertentes e só funciona para mentes imediatistas. Os motivos já estão apontados no texto.

    —–

    Não dá para falar em criar condições sem que o cidadão não tenha nem o que comer, para não falar nas demais necessidades que eles até então nunca haviam tido. Em outros palavras, só dá para falar em criar condições para que o sujeito estude e se esforce para mudar sua situação econômica quando ele possuir um mínimo de segurança econômica e saúde para tal.

    ——

    Isso se faz dando COMIDA, não dando migalha de dinheiro. Uma política imediatista só deve ser utilizada para famílias que estão, de fato, morrendo pela falta de recursos básicos mínimos e que não têm oportunidade. O Estado deve intervir como ajuda, guiando o indivíduo para o crescimento através do próprio suor e não simplesmente sustentá-lo.

    ——

    Se o Bolsa Família fosse tão populista como você preconiza, não seria aprovado por quase 2/3 da população e não por apenas aqueles que recebem a bolsa. Também não seria reconhecido e premiado internacional, e tão elogiado por professores e pesquisadores respeitados daqui do Brasil.

    ——-

    Desculpe, mas você SABE o que é populismo? Porque você acabou de dar TODOS os motivos para mostrar que o projeto é, de fato, populista. Aclamado pela massa, respeitado internacionalmente porque os sujeitos de lá baseiam-se apenas em números (números populistas são expressivos, mas mascarados – o que não significa falsos) e, principalmente, professores e pesquisadores que defendem o populismo (há alguns, infelizmente).

    ——-

    E para não ficar apenas no argumento das autoridades do parágrafo anterior, releia os comentários que citam as estatísticas de como o programa está contribuindo, e muito, para a melhora econômica e social do Brasil. Números aliás, que você não rebateu com outros números mas com exemplos sem embasamento ou de contexto limitado; veja por exemplo o Rodolfo (22) e o cleverson (135). Os resultados são baseados em números medidos da mesma forma que da de governos anteriores mas neles não mostravam resultados tão expressivos. Só este governo mascara os números? Este governo comprou os prêmios da ONU e dos milhares de professores e pesquisadores do Brasil e do resto mundo?

    ——–

    Números populistas amigo, informe-se mais sobre isso antes de acreditar que esses números representam apenas resultados BONS para o país. Pesquise o que está por trás disso, dessa máscara do populismo.

    ——–

    Se você quer criticar o programa com o velho argumento do comodismo, é preciso explicar o que torna isto relevante no Brasil, já que o problema é similar em países de todos os tipos, geografias e histórias. Há uma questão antropológica/sociológica neste argumento que você negligenciou e que invariavelmente passaria por qualquer programa social, independente de sua natureza.

    ——–

    Não necessariamente, se tivéssemos um programa social voltado para o trabalho e não para a distribuição fajuta de migalhas “cala-boca”.


  139. Muito bem. Estou gostando de ver. Mas estou mantendo o nível nas questões. Contra fatos, não há dados. Agora depende da ótica que se quer ver também. Olhar a realidade, vendo-a de fora, não sentindo na pele, se torna difícil. É questão de contexto.
    É claro que, sob uma ótica individualista que se apregoa por aí, aqueles que recebem assistência são um peso. “Pago meus impostos, e é isso”. Porém, meu caro, o dinheiro que vai para o bolsa-família representa, 0,8% do PIB. Não é tanto assim, comparado ao que o mercado solicita todos os dias, para manter seus investimentos especulatórios aqui. Para manter a lógica exploratória.
    “O populismo é a arte universal de dar migalhas e espetáculos para o povo em troca de sua simpatia. Utiliza-se de falsos subterfúgios para comprar a nação, enquanto a realidade é drástica”. Concordo, porém isso não é uma dádiva só deste partido, somente deste governo. Está presente em todas as facções.
    O que tem incomodado as elites, é a atenção dada a estes considerados “miseráveis”. É o dinheiro, que vai para eles, e não para aumentar as grandes riquezas deste país.
    Quanto a soma é 4.
    Com relação a educação tão defendida: http://portal.mec.gov.br/pde/, de uma olhadinha o que este governo faz por educação. Só para ilustrar: Foram criadas 16 novas universidades federais, quando na gestão do “sociólogo”, não se criou nenhuma.
    “É lei! Não se deve dar vantagem para quem cumpre a lei, mas sim punir quem não o faz”. Sim, concordo.
    Responda aí, você paga todos os teus impostos? Sempre pede nota? No imposto de renda, não tem deduções escusas?
    Bom, é lei. Mas boa parte do setor produtivo brasileiro, não cumpre.

    —————————–

    Eu não estou aqui para defender o governo FHC, parem com esse desespero de, sempre que enxergam alguém atacando o Lula, acham logo que o cidadão é tucano e saem martelando contra o PSDB. Falar isso pra mim é a mesma coisa que não falar nada.

    Você acabou de dizer que o dinheiro do bolsa-família representa 0,8% do PIB nacional. E mesmo assim, o governo TEM A CARA DE PAU LAVADA de não investir nem isso na educação nacional. E quando investe, faz só para os filhos dos ricos, ou você não enxerga isso? Criar universidade federal onde só os filhinhos de papai passarão não é investir na educação do pobre. Cadê a verba para os municípios criarem escolas públicas de primeira categoria? Cadê o pensamento “educação é a base de tudo, então tem de ser a base do meu governo”?

    Sobre os impostos, acho que não tem nada a ver com o tema do post, aí já começa a partir pra outra linha que não quero entrar em argumentação (mas sim, sou honesto).


  140. Parabéns pela iniciativa e paciência. Mais um fã.
    É difícil explicar para mulher de bêbado porque está errado em apanhar se ela gosta. Uma pessoa que não tem informação fazer parte deste curral eleitoral até vai, mas, pelo visto nos comentários, será mais um século de corrupção. Fácil utilizar pesquisas tendenciosas, no entanto quem viu na prática sabe como é utilizado o bolsa-voto.


  141. Ola Felipe…
    Sou Assistente Social, e quero te dizer que é um otimo texto..nada do que você falou e mentira…so eu sei como as familias que recebem o bolsa familia “se acomodam”. Claro que ajuda e muito, para aquela familias que não tem nada…mas eu tbm critico o programa.

    Bom so quero colocar um ponto, não esta errado, só incompleto. Quando você coloca que para as familias receberem o bolsa familia é necessario as crianças estarem na escola, verdade, elas tem que ter uma frequancia minima, mas nao esqueça que essa e uma das condicionalidades do programa, nós temos outras 2 condicionalidades do Bolsa Família, uma delas e na área da saúde, que as mães devem seguir o calendário de vacinação para as crianças entre 0 e 6 anos, e o pré e pós-natal para as gestantes e mães em amamentação, a outra e na area da Assistencia Social.
    Sem essas 3 condicionalidades não ocorre o programa e as familias nao recebem.

    Mais uma vez Parabens pelo texto!!!


  142. @122

    Não assinar carteira = não recolher previdência = trabalhar a vida toda pra não ter aposentadoria… Com certeza é isso que todo cidadão brasileiro que tem um mínimo de inteligência vai querer fazer…


  143. @139
    Meu comentario esta baseado justamente no pensamento que o povo tem de imediatismo amigo, aquele que passa uma necessidade agora nao pensa em previdencia muito menos em aposentadoria, ele quer resolver o presente.

    Desculpe escrever sem acentos mas o teclado esta desconfigurado.


  144. Pesquisas tendenciosas? HAHAHHAHAHA
    É por isso que eu trabalho com a linguagem. Você tem realmente o público que merece. Afinal, quando o contraditório não nos agrada, o principal argumento é de que as pesquisas são tendenciosas, que os dados são falsos e tal. Bom, se o jornalismo da Revista Carta Capital não for bom o que será então? Acesse: http://www.cartacapital.com.br/app/materia.jsp?a=2&a2=6&i=1264.
    As “notícias” da revista da Veja, Globo, Folha entre outros representam um determinado grupo de nossa sociedade. Se são tendenciosas tais pesquisas, tenho que considerar que TODAS são. Não posso ter dois pesos e duas medidas. Não posso deixar de questionar que esta matéria é tendenciosa, e favorece interesse de um segmento.
    Quando argumento, defendo muito além do que partido A e B, mas uma visão de mundo, que não se pauta na lógica do mercado, individualista e excvludente.
    O fato é que como está não há lugar para todos no mercado de trabalho. Isso é fato. Para que você possa estar empregado, milhares não estão. Porém, a ótica de “superação”, só funciona, quando se tem condições para isso. Em um primeiro momento, o imediatismo, tão batido aqui, é o que resolve. Depois, a instrução.
    Mas para que isso aconteça, a sociedade tem que se transformar. No sistema não há partilha. Os lucros, devem continuar altos, sob pena das demissões. Aí, está a sujeição que muitos não querem se submeter.
    A aculturação do trabalho com “redentor”, está pautada em uma lógica desumanizante, que percebe os indivíduos apenas, como peças do sistema. Que devem integrar-se logo, sob pena de ser considerado apenas uma massa amorfa, pesada, a sociedade “trabalhadora”. Um trabalho desumanizado, que não enxerga estas pessoas enquanto pessoas, com direito a decidir por si só a sua vida. Estão faltando cortadores de cana, e o patrão paga 300 reais, por 10 horas diárias, sem muito tempo para descanso. Muitos não querem fazer isso? São vagabundos? Qual é a lógica que compreende isso?

    Ah, desculpe não pode contrariar… Vamos ao comentário que autor, que é muito mais sensível as causas populares.

    ————————-

    Desculpe, eu não vivo nesse mundo de fantasia que você, pelo visto, idealiza. A vida é dura, é difícil, o capitalismo assim o impôs e isso não vai mudar, pelo menos não na nossa geração. Quer chorar? Ok. Mas não saia rasgando dinheiro como se isso fosse mudar alguma coisa.


  145. Quando lí que o texto seria uma “bomba”… pensei que iria trazer alguma novidade.

    ————–

    Ainda bem que você já sabia disso tudo. Fico feliz.


  146. Felipe,

    Otimo texto, vc tem o mesmo pensamento que eu nestas questões, infelizmente politica e futebol cegam os fanaticos pela bandeira, parabens pelo texto, e peço que caso tenha conehcimento de causa, fale sobre o dinheiro que o lula enviou para nossos vizinhos “socialistas” ao invez de investir em nosso pais….

    Tenho certeza que sairá otimos textos


  147. Para aqueles que não conhecem o Programa Bolsa Família, à fundo, e criticam apenas porque acham que os críticos do programa, é que são dotados de informações, não custa nada também dar uma lida no texto da revista Carta Capital, indicado pelo Cleverson (141).

    http://www.cartacapital.com.br/app/materia.jsp?a=2&a2=6&i=1264

    ———————-

    Quando estiverem lendo, lembrem-de: diminuir o número de pessoas miseráveis é só uma forma de mascarar o caos brasileiro dando-lhes migalhas.


  148. Não, eu não vivo em mundo de fantasia. Mas, não procuro me “fechar” em conceitos reducionistas. Convivo com pessoas assim como você. Irredutíveis, que não conseguem compreendem as contradições existentes na sociedade. Cada ponto de vista é a vista de um ponto, dizia Leonardo Boff. Fica difícil teorizar sobre algo que não se experiencia. Embora, tenha dito que é de família pobre, de suburbio carioca, você não conhece a fome. Não necessitou dessa ajuda. Parece que quem está deslocado da realidade brasileira é você.
    Nossa história, até bem pouco tempo, contou com a direita no poder, e mesmo assim, as diferenças sociais não foram suprimidas. Também, não existem salvadores da pátria, como nos romances. A estrutura social brasileira é uma pirâmide, de onde apenas 1% detém mais de 50% da riqueza gerada, detentora dos meios de produção, cabendo apenas ao restante “participar” como empregados.
    Provavelmente, por dispor hoje de recursos que garantam o seu sustento, se julga dono da verdade.
    Porém reafirmo: NÃO HÁ LUGAR PARA TODOS NO MERCADO DE TRABALHO. As revoltas na França, nos guetos, era justamente por um mesmo tipo de assistência social. Só que lá, até moradia o governo banca.
    Então, compreender a realidade, não é juntar apenas a teoria econômica, que te dará um unico viés, mas, contextualmente, com as diferentes correntes teóricas.

    ————————–

    Cara, eu não consigo entender as contradições da sociedade?

    Tenho um blog SOBRE ISSO, com mais de 100 textos publicados. E eu simplesmente NÃO entendo das contradições da sociedade?

    Eu não preciso passar fome para entender o projeto bolsa-família. A diferença é que você tem um comunismo enraizado e acha que a resolução das coisas está na distribuição, mas não compreende que a sustentação de um sistema como este necessita de muito mais que somente DAR DINHEIRO PRO POBRE. Seu pensamento é fraco, é limitado, não consegue pensar em consequências, apenas no imediato.

    A conclusão é isso aí que tudo que você fala.


  149. Muito bom o texto.
    Assuntos assim sempre me fazem pensar no que uma família miserável faz com no máximo 645 reais(R$200 BF e mais o salário mínimo de R$465)? Vai ajuda-la a não morrer de fome, mas mesmo assim continuarão sem moradia e saneamento decentes, sem falar na educação.
    E para as famílias dos grandes centros é um tanto cômodo ter o auxílio do BF, mas brasileiro(na sua maioria) ficam felizes em ter uma vida simples. Pare eles podendo comer e ver televisão com um teto sobre suas cabeças está bom o suficiente.
    Abraço.


  150. Muito bom seu texto,concordo que esse bolsa-familia é um “pão e circo”.
    Mas discordo de alguma idéias suas, acho que não pode ser apenas em educação o investimento, e sim no crescimento do pais, lembre-se, nós estamos formando pessoas para mercados estagnados hoje em dia, e isso é o que aconteceria a longo prazo com investimento maciço em educação, caso nao tenha investimento em outras áreas.

    ———————

    Rafael, eu não disse para colocar todo o dinheiro do país na educação 🙂


  151. ai, querem um exemplo de como os numeros nao sao tudo? arme o exercito e mande eles matarem todos que estão abaixo da linha da pobreza.Resultado: nao existem mais miseraveis no país! que lindo, neh gente? os fins justificam os meios? nao neh…
    e dai que os numeros sao bons, se cada vez mais os hospitais publicos estão piorando, as escolas, a segurança, entre outros? só porque a imagem é boa, nao quer dizer que seja bom de verdade.
    alias, o mesmo governo que da o bolsa familia acaba de fazer um gasto de qse 3 bilhoes pra comprar aviões. 3 bilhoes, que poderiam ser investidos na melhoria de vida do cidadão, mas nao sao. É esse governo que vai resolver o problema de miseria? eu nao acho.
    e outra coisa, falam tanto que o programa é elogiado pela onu. a mesma onu que nao resolveu o problema de darfur? que nao impediu os testes atomicos da coreia do norte? que nao acabou com a guerra entre israel e palestina? pois é, um elogio deles nao me parece ser muita coisa…mas é a minha opinião, e nem tentem me convencer que estou errado em algum ponto daqui, porque essa é a opinião de vocês, e opinião nao se impõe, se discute. E discutir aqui, nos comentarios de um blog é no minimo complicado e irritante para o dono do blog ficar aceitando comentarios assim.


  152. Concordo com seu texto, e acho que todos os políticos se aproveitam da ignorância da população.
    E ignorância é no sentido de conhecimento, falta de estudo…

    Acho que seria melhor aplicado esta grana se dessem aos bolsistas uma formação profissional de qualidade…
    Assim, eles poderiam caminhar com as próprias penas 😉

    Abraços!!!


  153. Portanto ponto positivo para o projeto!

    ———————–

    Esse ponto positivo está apontado nos primeiros parágrafos do texto, Eduardo.

    Mas não é dando dinheiro que se cria oportunidade, lembre-se disso.


  154. 3º mundo, tem nem pra onde correr, só se for pra fora dele.
    Essa é a nossa política, infelizmente.


  155. ops, então desculpe o meu engano =)


  156. Veja, para que sua argumentação valha, meu pensamento tem que ser fraco, imediatista, e mais, comunista? Pelo visto terás que aprender muito amigo.
    Sei, que defenderás com unhas e dentes, suas idéias. Também o farei com as minhas.
    Mas, com preconceito contra o pobre, fica díficil. Não deve dar dinheiro? Deve-se então, dar alimentos, como vi em uma “brilhante” resposta a um comentário? Isso, não é o início da sua própria controvérsia?
    Você pode confundir alguns, mas não a todos.
    A pessoa, deve ser no mínimo capaz de decidir sobre o que fazer, com o seu benefício. São poucos que enchem a cara, com o dinheiro; a grande maioria quer sobreviver mesmo.

    ———————-

    Que pensamento preconceituoso o meu. Como sou ignorante.

    Tem é que dar MAIS dinheiro ainda, não sei nem por que o governo não dá logo 500 reais pra cada miserável. Resolveria o problema do Brasil, não é verdade?


  157. Ás vezes as coisas (pode-se dizer palavras) são tão certas que, se disser alguma coisa, corre-se o risco de estragar tudo. Sendo assim, fico com o simples, mas sincero, PARABÉNS!!!
    Ótimo texto!


  158. Ainda bem que reconhece, não é verdade?
    Isso não posso negar é ponto positivo para você.
    Bem, seria interessante essa idéia. Não resolveria o problema, mas é bem mais plausível a resolução por essa via do que simplesmente ficar fazendo a crítica baseado em discursos prontos, e além disso, pautados em conceitos elitistas.
    Afinal, não é de pessoas que falamos, não é mesmo? São apenas números, sem qualquer tipo de sentimento. Facilmente compráveis.
    Porém, isso me lembra as diversas instâncias da sociedade, onde a troca de favores entre a política e a economia, é o mote, que permite todo o sistema funcionar. Será que a “venda” desses interesses, presentes na contrução do jornalismo, da publicidade, de tais conceitos, não está no mesmo patamar?

    ———————-

    hahahahahahah

    Desculpe dizer, mas você atingiu outro nível na arte de ser patético. Essa discussão está encerrada.


  159. Parabéns, muito bem construído o texto e com uma argumentação esclarecedora. O que não me surpreende ao ler os comentários é a real situação da mentalidade de algumas pessoas no Brasil. Mesmo as que tem acesso à informação digital (teóricamente um indicativo de intelectualidade) não conseguem sequer ler um texto e interpretá-lo a contento, como muitos demonstraram argumentando sobre pontos que estavam escancaradamente explícitos no centeúdo do post. Ainda pior, podemos ver que existe um “bandeirismo” xiita que cega as pessoas e as impede de possuírem uma postura crítica sobre quem elas colocaram no poder. Aqui ainda funciona assim, meu candidato é meu candidato e isso faz dele uma pessoa acima da capacidade de falha. Isso é algo perturbador. De qualquer modo, seu texto consegue incitar aquele sentimento de revolta e desejo de mudança em quem lê, sendo algo de grande proveito. Mais uma vez, parabéns!

    ——————-

    Muito obrigado, Hugo.


  160. Quanto comentário idiota. Uma par de neguinho que não sabe porra nenhuma do Bolsa Família, fica aí compartilhando idéias com um playba que se acha intelectual. Já ensou se o Brasil dependesse desses bobalhões.

    ————————-

    Obrigado por argumentos são perfeitos! Não sei o que será da credibilidade do texto depois desse seu esbanjar de inteligência.


  161. Esse seu texto copiado e editado da Internet, só tem credibilidade para os tapados que não têm capacidade de formar opinião por si próprio. Passar bem.

    ——————

    Copiado e editado da internet!

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHA

    Melhor comentário de humor do post.


  162. Impressionante que um rapaz de 21 anos tenha opiniões coesas e prudentes a respeito de um assunto tão polêmico quanto esse. Por pessoas como você, que ainda mantenho confiança neste meu Brasil. O impressionante são as outras, com cérebros diminutos e submersas no que eu chamo carinhosamente de “mundo do bob”. E elas lá permanecem, alheias a tudo que acontece de verdade. E nesse “mundo real” se isolam, inclusive algumas que dizem ter contato direto com a “massa” e fazem “trabalhos comunitários”. Parecem que possuem consciência pesada por algo que não fizeram OU FAZEM e qualquer coisa que contraponha seus argumentos, mesmo sendo palpável, rechaçam inventando um blá, blá, blá qualquer (muitas vezes para saciar o próprio ego). E nesta linha de raciocínio, caro Felipe, venho a lhe dizer o que digo a muitos. Estamos numa ditadura MUITO pior do que a militar (não que eu seja à favor, antes de alguns babacas comentarem). Uma ditadura camuflada pela “democracia” em que seus habitantes são governados basicamente pela mídia e pelas medidas impactantes e imediatistas. Quem em sã consciência, não consegue ver que sugando a classe média e DANDO o que deveria ser seu por direito, está minando as bases do país? Quem em sã consciência não vê que é justamente a classe média que paga ao Bolsa família para um desocupado ficar sem trabalhar aumentando inclusive a chance desta classe média ir para baixa e assim deixar de gerar os recursos necessários para sua própria exploração?
    Enfim, quem escreve aqui que seja contra o seu texto, independentemente do que vier a mencionar, é COMPLETAMENTE insano e se abstêm da sociedade como um todo. NUNCA foi no nordeste (em zonas miseráveis) ou NUNCA teve contato com um miserável da forma a ver o que e como tais recursos são empregados e quais as vantagens do mesmo. Essas pessoas se trancam em sua própria realidade e utopia e nada que falar, será passível de entendimento. Aliás, só vejo burguês mencionar que você é elitista. Será que dentre os comentários algum “miserável” estaria se pronunciando? Acho que não…

    Off-topic.: O mesmo tipo de “controle” ditatorial no qual mencionei anteriormente, é visto nas práticas da Igreja Universal. Independente do que acontecer, aparecer, ser filmado, fotografado ou testemunhado os PRÓPRIOS integrantes arrumam alguma desculpa para o fato. Quem nunca viu o vídeo “límpido” do Bispo Macedo dizendo como se pega dinheiro dos devotos? Algo mudou? Pois é….


  163. Eu leio os comentários dos posts só pra rir e ver o sangue 😛
    Adoooro suas respostas, Felipe -q


  164. Off-topic continue: Um outro exemplo de “controle ditatorial”, além do caso do mensalão aos quais muitos ainda tentam explicar que o roubo era justificável e “ao menos eles estão fazendo”, está no caso do apoio do Lula ao Sarney. Os corruPTos agora tentam explicar o inexplicável, dizendo que o ato surreal é uma “manobra política” e, de máxima inteligência e prudência do presidente, já que dependem do colégio para continuar governando. Realmente neste governo os fins justificam os meios! Não sei como existe tanta gente obtusa…

    PS.: Existem vários vídeos parecidos como este que postou anteriormente. O que se falava antigamente, não se escreve hoje e com desculpas dadas pelos petistas: o presidente tal qual como um “ser-humano” qualquer muda seus pensamentos… E esquecem que o mesmo disse “ler livros são perda de tempo” ou que dá “problemas de azia” e admitiu publicamente não ter lido uma matéria da Veja, mas a critica com “propriedade” chamando seus jornalistas de “corruptos e inescrupulosos”. Além de outras frases de impacto como “..mas não tem mulher nem homem que tenha coragem de me dar lição de ética, de moral e de honestidade. Nesse país, está para nascer alguém que venha querer me dar lição de ética.” e até mesmo ver um filme pirata e se gabar do fato.
    Enfim, Lula melhorar a educação como foi dito por alguns aqui? É uma piada.. Informem-se primeiro.
    Sei que o assunto principal não é nenhum destes que apontei agora. Mas casam bem com a situação quando a pensamos como um todo e. como os pensamentos são facilmente manipulados…


  165. Esse tal de CJ é mais um, metido a ser o “dono da verdade”. Formula suas opiniões, e acha que não há outro ponto de vista. Mano, larga de ser tapado, você chama os outros de pessoas obtusas… mas acho que você também é muito pouco inteligente… descer a lenha no PT, e achar que é o culpado de tudo. Esse mente atrofiada, é igual aos teólogos… que fazem um belo discurso, mas que convence apenas os fracos de idéias. Vão pra puta que pariu: Você, PT, PSSB, DEM, PPS, e outras porcarias.


  166. O Brasil é um país de fdp’s de A a Z, isso aqui nunca vai muda.


  167. Acho q as pessoas q sao contra as opiniões expostas aqui nunca viveram próximo ou viram as pessoas q recebem o bolsa familia. Tenho uma tia q n precisa do bolsa família e mesmo assim consegue recebê-lo, “deve haver outros casos similares por aí”. Ainda, imaginem alguem q vivia, antes do bolsa família, alguem vivia antes do bolsa familia? Acho que sim… Partindo desse pressuposto, o cara vivia com nada, mas vivia. Agora o cara recebe, sem fazer nada, um valor de até 200 reais… Tem gente falando aqui que num da pra viver com 200 reais, pelo que vejo por aqui, acho q dá e ainda sobra pr’umas cachaça. Senão vejamos, antes, por 20 reais um cara capinava 200m2 e saía muito satisfeito, a mulher dele também fazia uma faxina e saía muito satisfeita. Hoje se vc oferecer 20 reais pra qualquer um fazer esse tipo de serviço, ninguem quer, pq o bolsa familia segura as pontas no final. O povo ficou mais preguiçoso sim, o povo tem feito menino pensando no bolsa sim, o povo q num precisa ta conseguindo o beneficio tb, aumentando ainda mais o curral eleitoral.
    O Brasil tem jeito? Tem. Quando? Sei lá.


  168. Olha outro idiota aí com suas teorias babacas… esse tal de Alisson Primo. Vá você capinar 200m2 por R$20,00. É de gentinha que nem você que o Brasil tá cheio. Pra vocês é de uma dignidade fora do comum, viver no conforto as custas da desgraça dos outros. Larga de ser Zé Ruela, seu idiota.

    ———————-

    Capinar por acaso é vergonhoso pra você?

    Quem está sendo preconceituoso é você, amigo. Capinar é um TRABALHO! E se faltam opções, eu respeito MUITO MAIS um cidadão que capina e ganha seu dinheiro que outro que fica em casa recebendo bolsa-família.

    Reveja seus conceitos.


  169. Vá você também capinar 200 m2 por essa migalha, seu playba.

    ————————-

    Se eu precisasse para me sustentar, não tenha dúvida que capinaria, mas meu trabalho é outro, pois felizmente eu tive oportunidades e as exploreis. Se não as tivesse tido, tenha a certeza, lutaria por minhas conquistas, ao invés de sentar a bunda pra ganhar bolsa-família.

    Não só capinaria, como faria o que desse dinheiro e estivesse dentro da minha disposição de fazê-lo.

    Pelo amor de Deus, vá ler livros, eles são importantes para fazer você crescer intelectualmente… Tem o quê? 14 anos?


  170. Você deve ser mais um daqueles porcos capitalistas.

    —————————

    E você precisa estudar muito mais. MUITO mais.


  171. Luquinhas, levante a bunda do computador, estude um pouc mais e saia um pouco nas ruas. Isso é válido para você e para outros bitolados que sequer sabem o que estão falando. O Alisson não mencionou que é bom e legal capinar 200m2 por 20 pratas. Ele apenas exemplificou um fato que ocorria antes do bolsa família entrar em vigor, pois muitos aqui acreditam no fato que não dá para se viver com R$ 200,00 (já que ganham esse valor por dia para serem tão hipócritas a ponto de dizer esta besteira).
    E quanto aos ataques para a minha pessoa, eu sequer entendi. Você sabe ler por acaso? Quando eu falei que a culpa é do PT por tudo? Na verdade acredito que a culpa seja nossa. Nós votamos em merdas e assim somos. Só que eu, assim como outros, não fico no fosso prostrado, meramente ofensivo e com idéias surreias sem argumento algum…


  172. CJ e Felipe,tenho uma idéia melhor pra vocês, seus tapados: Venha cá para uma região seca do Nordeste,peguem uma chibanca (Picareta) e vão arrancar toco, sob um sol de 40ºc na sombra. Depois disso, formulem uma opinião coerente, porque essa de playbas metidos a intelectuais, não dá.

    ———————–

    Mais uma vez você discrimina um trabalho e mais uma vez eu repito: se fosse minha única opção para sustento, eu faria. E continuaria lutando.


  173. Você alguma vez ja visitou alguma comunidade realmente carente em que à integrantes que recebem o Bolsa Familia? Você ja visitou algum albergue em sua cidade onde moram dezenas de pessoas, principalmentes homens pais de familias, que saem do interior do estado em busca de uma oportunidade de emprego, um salário melhor para sustentar a sua familia, que na ausencia do um dinheiro digno deixam a esposa contando apenas com o auxilio Bolsa Familia até que arrumem algo melhor? Você algumas vez ja participou de algum projeto na sua cidade, em que pessoas como nós que não necessitam do Bolsa Familia mas que carregam humildade no coração e amor ao proximo, saem pelas ruas, em pleno sabado a noite com objetivo de oferecer um minuto de palavra, um pouco de carinho e atenção, um copo de suco e um pão para aquelas pessoas que vivem nas ruas, não tem para onde ir, são analfabetos, psicologicamente despreparados e que gostariam muito de ter a oportunidade de receber 50 reais por mês para garantir ao menos o leite do seu filho ou quem sabe juntar para comprar a passagem de volta pra casa? Eu te proponho a fazer isso algum dia, mesmo que seja contra a sua vontade, só para você ter uma experiencia de contato ao proximo necessitado, esquecendo de se preocupar com a real intenção dos politicos ao implantar o programa Bolsa Familia e se deixar levar pelo momento procurando aprender e a ouvir o que aquelas pessoas de historia de vida tão sofrida e sem oportunidades tem a nos dizer e a nos ensinar. Talvez você esteja pensando que é muito pouco oferecer um pão com suco, um minuto de palvra e carinho para essas pessoas, ou talvez, esteja me achando um idiota por me sensibilizar com essas situações mas eu te digo irmão, nada no mundo paga o sorriso no rosto, o olhar de gratidão ou a lagrima derramada de comoção por essas pessoas que ficam tão felizes por tão pouco que fazemos por elas. Essas pessoas, ao contrario do que muitos pensam, não sentam a bunda na cadeira e ficam sem trabalhar esperando receber o Bolsa Familia. Eu tenho certeza Felipe, que em 98% dos casos, elas prefeririam não precisar contar com o Bolsa Familia. Bom, mas não adianta eu ficar aqui falando já que você é uma pessoa que tem opnião formada e que acredita fortemente e somente em suas teorias. Neste momento lendo isso você vai estar sentindo uma pontada de raiva saindo do seu coração por ler uma verdade pura sobre o seu comportamento altivista e prepotente, quando se trata a contrariar as suas opniões, constatada ao longo das suas respostas aos comentários sobre seu texto, e consequentemente deve estar bolando uma forma de responder a este comentário tambem de jeito que você me rebaixe diante aos outros me mandando estudar mais um pouco e me preparar intelectualmente. Mas relaxe, não estou pedindo que aceite minha opnião tão pouco me responda mal, só peço apenas, humildemente, que você algum dia desses viva alguma das experiencias que lhe citei anteriormente e posteriormente venha aqui em seu blog nos contar como foi sair da paradma da teoria e vivenciar a pratica por algumas horas. Vai ser bom, pode ter certeza. Eu faço sempre e gosto muito. Qualquer duvida, não hesite em me procurar. E só pra ressaltar, eu não sou psicologo, longe disso. Post por favor. Abraços!

    ————————–

    Eu não senti raiva, apenas fiquei triste em ver que você não consegue compreender que não é com o Bolsa-Família que se resolve esse problema que você vê o tempo inteiro.

    O resto dos argumentos estão no texto. Argumentos estes que NINGUÉM conseguiu rebater em mais de 150 comentários.


  174. Valeu. O texto perfeito de uma pessoa perfeita. Cara, o Ricardo rebateu muita coisa e seus argumentos não foram bons contra os dele. É bem simples: você tratou de um assunto com uma complexidade enorme, com uma base mínima e num post só. Um dos argumentos que eu li e você usou bastante, foram que todos os números são mascarados. Bom, se o número de pessoas miseráveis diminui e o número de desemprego também, é só fazer as contas. Uma outra coisa é que a solução achada pelo governo de ajudar as pessoas não é ruim, pois não tem intermediários. É direta. Uma solução com cestas básicas precisa passar por intermediários e com certeza haveria muita corrupção nesse caminho. A corrupção dessa ajuda está no povo. Um coisa eu concordo com você, não é com o Bolsa-Família que iremos resolver as diferenças socias, é a com a educação. Mas como a diferença é abismal, o Bolsa-Família ainda é necessário. Já li o texto duas vezes e concordo com algumas coisas e discordo de outras. Como eu disse, é um assunto muito complexo. Mas o que eu mais discordo é a sua arrogância com os comentaristas. Eles foram rudes também, mas você acaba perdendo a razão. As pessoas podem não concordar com você e não é porque não entenderam, estão cegas ou não precisam estudar mais. Elas simplesmente não concordam.

    ———————-

    Existem casos e casos para os comentaristas.

    Você falou que o projeto de cestas básicas teria muita corrupção, pelo visto você não sabe da corrupção que acontece no Bolsa-Família. Leia sobre os escândalos que já foram encontrados (lembrando que o que é encontrado é só uma pequena parcela do que realmente existe).

    E você me mandou fazer as contas, pois então eu faço: o número de miseráveis diminuiu, esse é o argumento principal do bolsa-família. E eu te pergunto: a que preço? Leia o texto pela terceira vez.


  175. Caramba!!! Só não achei que esse comentário do Diego Avadi foi algo do tipo… psicografado, porque sou ateu, mas fiquei com a sensação de ter psicografado esse comentário. rsrsrs.
    A resposta do Felipe, ao comentário, não poderia ser outra. Aliás, há um padrão bem definido para os comentários daqueles que não compartilham com as mesmas TEORIAS. Destaquei a palavra teoria, porque acho muito pouco, alguém criticar com tanta veemência, um programa que não tem um mínimo de conhecimento de causa. Mano, mude um pouco o foco, e fale um pouco sobre o projeto de aumento salarial dos Ministros do STF, em 14,9%.

    ———————–

    Bla bla bla “fulaninho passa fome”, Bla bla bla “você não sabe o que é miséria”. Todos os argumentos pra isso estão no texto, pra quê eu vou ficar repetindo?

    E não sei se você percebeu, mas já tem outros textos no blog, chega rapaz.


  176. Como eu disse antes, as respostas são as mesmas.

    ——————–

    Releia o texto.


  177. Sim, Diego, você é um hipócrita (não leve para o lado pessoal). Pelo simples fato de NUNCA ter ido nas comunidades que citou e NUNCA presenciou a realidade que a maioria dos casos adere. E mesmo se compareceu (ou dizer que compareceu), não viu com os olhos precisos e não tanto emotivos. A idéia que querem vender é justamente essa, mas este tipo de empreendimento é o QUE ACABA com qualquer tipo de organização ou ideal de progresso. Nada é criado se DANDO, tudo é criado se construindo, isto é um fato inegável Diego. Não adianta “camuflar” a pobreza com migalhas. E sim estirpá-la elevando o status do indivíduo a um patamar melhor. E como faremos isso? Através da educação, tão somente. Só que ela não é eleitoreira, não rende votos e demanda algum tempo para seu impacto ser percebido. É absolutamente inegável Diego, que as pessoas que recebem qualquer coisa facilmente, não dão absolutamente valor aquilo (apesar de você e de outros acharem utopicamente que sim).
    Enfim, eu já participei de algumas idas em comunidades carentes para distribuições de cestas básicas e diversos tipos de doações, o meu melhor amigo era um favelado e fui ativo no projeto Favela Bairro como professor. O que eu aprendi indo em comunidades? Que sou otário, pois ao voltar em uma residência (achava ter esquecido um celular), vi com meus próprios ouvidos os comentários sarcásticos dos seus componentes: “Como eles podem ser tão burros”? “Comida de graça gente!” Dentre outros…
    Você dirá: São fatos isolados. Ai vem meu amigo favelado. Hoje em dia ele é auditor fiscal da receita federal, mas na época sequer tinha dinheiro para comprar carne. Ralou MUITO para chegar onde está. E hoje, TODOS, repito para você entender, TODOS os amigos dele ainda moram no morro (os que não aderiram ao tráfico e não morreram por lá estar). Não tiveram tanta sorte? Nada disso. Apenas não queriam sair do conforto que lá rege com estas políticas assistencialistas e a não orbigatoriedade de não pagar absolutamente nada (light, gás, cedae e até NET), enfim.
    Na boa, é muito triste ver meu dinheiro saindo, sob formato de impostos, para sustentar vagabundo (sim, sou mais radical que o Felipe). Não tenho DIREITO de entrar em um hospital público que eu mantenho (eu = hipoteticamente falando como classe média) pois haverá alguém lá parindo às minhas custas. Devemos ser humanitários? Claro que sim, eu daria e dou tranquilamente meu sangue para o próximo (sou doador voluntário), mas não acharia legal que meu governante o desse para quem não precisasse ou fizesse mal uso do mesmo…

    —————————-

    O CJ de fato é mais radical que eu, mas seu comentário foi brilhante.

    Mas relaxa, CJ, já já vem mais alguém dizer: “você não sabe o que é miséria, vá ver as famílias blablablablablabla”. Essas pessoas fazem FORÇA pra não entender o que queremos dizer.


  178. É triste mas é verdade Felipe. E vejo com péssimos olhos isso. O engraçado é rebater com argumentos totalmente plausíveis, inquebráveis e mesmo assim ler de alguns caras que nunca levantaram a bunda do sofá falar M… Ex.: É claro que o número de pessoas miseráveis diminiu. Eles agoram podem comprar TV’s nas Casas Bahia em várias parcelas as retirando desta classe. E isto, junto com outras características infundadas é o que define o CCEB – Critério de Classificação Econômica do Brasil. Duvida? Aqui: http://www.abep.org/codigosguias/Criterio_Brasil_2008.pdf (tirei de dentro do site do IBOPE).
    E também é claro que o desemprego diminui. Depende do modo e do instituto que a calcula, porra (desculpe o palavrão, mas tá foda).
    Um texto para os ignorantes de plantão:
    “Na prática, medir o número dos trabalhadores desempregados que procuram emprego é notoriamente difícil. Há diversos métodos diferentes para medir o número de trabalhadores desempregados. Cada método utiliza suas próprias polarizações e sistemas diferentes para fazer e comparar estatísticas do desemprego entre os países, em especial aqueles com sistemas diferentes, difíceis. Obviamente, os países diferentes têm taxas de desemprego diferentes: por exemplo, a taxa de desemprego atual na França é 9,7%, significativamente mais elevado do que no Brasil. Entretanto, a taxa de desemprego para países são diferentes porque são afetados por meios diferentes (dependendo de suas instituições), assim deve-se ter cuidado ao interpretar estes contrastes.” http://pt.wikipedia.org/wiki/Taxa_de_desemprego

    Leiam com atenção crianças. “deve-se ter cuidado ao interpretar estes contrastes” Por quê? “dependendo de suas instituições” e “Cada método utiliza suas próprias polarizações e sistemas diferentes para fazer e comparar estatísticas do desemprego entre os países, em especial aqueles com sistemas diferentes, difíceis”.

    Resumindo para o Luquinhas entender: Não há método científico. A comparação das taxas só será válida baseando-se no mesmo método e no mesmo instituto. Isso é respeitado ou divulgado? CLARO QUE NÃO!. Outra situação que acontece. Se os trabalhadores se acomodam, não procurando emprego, tais taxas diminuem também (Tem métodos que usam esse formato)…

    Voltando ao assunto: Vitor, o que o Felipe quer dizer é simples. Lembra-se do Cruzado Novo? Você sabia que foi o ÚNICO PLANO ao qual a inflação chegou a NEGATIVA? Sabia? Pois então.. A que preço? Se eu estou com dor de cabeça e tomo um antibiótico ao invés de um analgésico comum ela não melhora (e incrivelmente por sinal)? Pois é. O que acontece depois? Meu sistema imunológico cria “sustança” para tal remédio e quando eu efetivamente precisar tomá-lo, será ineficaz..
    Para Luquinhas entender: Se você transa com uma menina é bom pra baraio né? Mas se não usar camisinha, 9 meses depois terá as consequências do ato. Ou depois de alguns anos morrerá de HIV…
    Enfim, os fins justificam os meios? Ninguém consegue pensar nas consequências? Existem tantos exemplos em nosso cotidiano.. E isso é tão óbvio…

    ————————

    Infelizmente, CJ, isso é muito óbvio somente para quem se interessa em estudar a fundo as questões.


  179. 1 – Aqui no ceará muitas famílias moram em locais de risco por que querem, para que o governo em épocas de chuva, por exemplo, dê uma nova moradia para eles. Assim que conseguem a nova moradia, vendem, e voltam pra outra área de risco para que o governo lhes dê outra casinha.
    2 – Foi descoberto nas eleições passadas, que uma certa vereadora estava usando casas populares para ganhar votos, visto que na época ela era a responsável pela distrubuição dos imóveis, resultado, foi a vereadora mais votada e ainda responde processos por isso.
    3 – Existe uma indústria de invasão de terrenos pelos “sem teto” aqui no Ceará, mais especificamente em Fortaleza, um grupo de pessoas escolhe um local que, aparentemente não tem dono, invade de madrugada, já fazendo loteamentos. Quando amanhece o dia, já tem barracos construídos, quando a justiça consegue retirá-los de lá, sorte do proprietário. Quando não, eles vendem os lotes e passam para outra invasão.
    4 – É prática comum os beneficiários do bolsa família entregarem seus cartões para donos de mercadinhos, mercearias, agiotas etc. Para que os mesmo recebam seus benefícios em troca de empréstimos a juros altíssimos.
    5 – É prática comum dos responsáveis pela seleção dos beneficiários se utilizarem desse benefício para angariar votos, não só para o PT, como muitos pensam, mas para qualquer partido de interesse dele e qualquer cargo político.
    6 – Se o Lula foi eleito é porque a maioria votou nele, então nunca vou esperar que a maioria concorde com esse tipo de opinião que estamos expressando aqui.
    Conhecimento é poder!
    Abraços!

    ——————-

    Perfeito.


  180. Felipe, meu brother… passei uns dias ausente por aquí mas já tratei de me atualizar.

    Dizer que este texto ficou belíssimo é bobagem/perca de tempo/mentira… porque ele ficou muito superior a tudo isso. PA-RA-BÉN-S!

    Agora, me permita comentar sobre um comentarista deste brilhante post, um cidadão que atende pelo nome de Rodolfo: Meu irmãozinho, tú tá no blog errado véi… espera concluir tuas aulas do Telecurso 2000 pra depois você aparecer por aquí e tentar entander alguma coisa. O Felipe não já lhe pediu pra procurar um blog de humor? Faz isso cara. Tú, além de chato, é burro e ignorante pra c*ralho. O assunto aquí é BOLSA-FAMÍLIA… BOLSA-FAMÍLIA… BOLSA-FAMÍLIA… Pô!

    Pra finalizar (e ainda pro Rodolfo): Meu irmão, pega uma tabuada e vai LER (tsk tsk) ela… Ah, e quando concluir o Ensino Fundamental, faz uma baita festa e me chama, tá?! 😉


  181. Ao menos o Bolsa Família ajuda os miseráveis, a produção de botinas dobrou e há mais ração de chocolate para todos. Já dizia Orwell:
    Guerra é Paz;
    Liberdade é escravidão;
    Ignorância é força.

    Parabéns pelo blog, acompanho-o desde o post “O avião caiu. Agora chega.” e sempre estou por aqui lendo os textos e rindo muito nos comentários.


  182. Sim Alisson, e sabe por que isso acontece? Além da “lei de Gerson” (que todos somos passíveis), há uma falta grave de instrução. Logo, o imediatismo prevalece fazendo com que tais “miseráveis” façam atos insanos destes, achando que estão “abalando Bangu” (gíria carioca que designa “se dar muito bem”). Não calculam a repercussão dos seus atos, e lhe digo Alisson; se lhes fosse dada educação corretamente, não cometeriam tais atos e estariam trabalhando decentemente.
    Mas é bem mais fácil ficar em casa de bunda para cima, esperando o dinheiro cair do teto e ter apoio de uns frustrados que sequer vislumbram o seu próprio pênis…
    Últimos exemplos. Qualquer um dos seres “inteligentes” que brandam à favor da Bolsa-Família e que sabem como ninguém, qual é a vida que estes “miseráveis” levam e o quanto tem que ser ajudados, façam o seguinte: VÃO NUMA FAVELA E TENTEM DISTRIBUIR CAMISINHAS ou outro método contraceptivo qualquer. Esperem os resultados…. Claro que não funcionará e, para funcionar precisa do quê? Ah.. Educação.. Assim como a porra do Bolsa Família precisa, c*ralho!
    Na boa, muitos deles tem filhos apenas para explorar no sinal de trânsito, quem não consegue enxergar este tipo de coisa? Quantas matérias jornalísticas já foram feitas a este respeito? Casos isolados? Desculpe, mas caso isolado de cu é rola….
    Aqui no Rio é só dar uma volta no Centro da Cidade à noite para ver milhares de mendigos se amontoando na Rio Branco e muito deles visivelmente fortes. Vou dar MEU dinheiro para sustentar este tipo de vagabundo? Que explora os próprios filhos, possui saúde para trabalhar seja no trabalho que for? Claro que não. E sem essa de desemprego. Um dos meus clientes era um escritório de Recursos Humanos. TODOS os meses, repito TODOS os meses sobravam no mínimo 200 vagas, sabem por que? Porque a maioria que ia para lá, muitos com sequer o primário, queriam ganhar mais do que o psicólogo que o entrevistava. Não aceitavam o mínimo ou dois. Cansei de ouvir: Por esta grana prefiro morar na rua de graça! E ai vem um Zé Ruela dizer que não dá para viver com R$ 200,00 (e mais tudo que citei anteriormente)? Poupem-nos!

    ———————

    As pessoas que não conhecem a realidade acham que todo pobre é coitadinho, querem levar pra casa e passar a mãozinha na cabeça.

    Basta ver o BRILHANTE luquinhas, dizendo que capinar mato é um absurdo.

    Eu tenho pena é do cara que trabalha e continua pobre, porque esse está lutando e sofre por ser matéria prima do capitalismo. Agora, querer que eu tenha pena de cidadão que não quer saber de trabalho? Que prefere ver TV que ir procurar um chão pra varrer? Que não quer lutar? Conformista? Não, eu não tenho a mínima pena desse tipo de indivíduo. Só o governo tem.

    Lembrando que estou falando de metrópoles, não de interior. Dizer que não consegue trabalhar no Rio é MENTIRA. O que não querem é dureza.


  183. CJ, concordo com você, educação é tudo, ou seja, o Brasil vai permanecer assim por muuuuuiiiiito tempo…
    Abraços


  184. Cara te respeito mas discordo.

    Respeito porque vc foi atrás das informações para falar… MAs discordo… vc solta um número como “quase um quarto das famílias do país” são atendidas… mas numa passada de olhos pelo site do ibge ( http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/orcfam/default.asp?t=3&z=t&o=21&u1=1&u2=1&u3=1&u4=1&u5=1&u6=1 )vc descobre que 27,15% das famílias tem MUITA DIFICULDADE em atingir seu orçamento familiar e 23% (+-) tem dificuldade em alcançar este mesmo rendimento… então mais de 1/4 da população precisa, de fato, do bolsa-família.

    Outro ponto, sobre o populismo é que ele faria total sentido se fosse ainda o primeiro mandato. Oras bolas, ele quer ser populista porque gosta? O argumento “sede de poder” também não me convence. Ele não pode e não quer um terceiro mandato. Já disse isso textualmente.

    Sendo eu um populista, com sede de poder, daria um jeito, uma desculpa qualquer para não continuar com o bolsa-família no ano seguinte ao meu último ano de mandato (é o ex-presidente quem elege o plano orçamentário para o 1º ano do sucessor)para que eu voltasse ao poder e re-colocasse o bolsa-família, parecendo assim um salvador da pátria. Mas isso não ocorre. O bolsa-família irá continuar (e aposto até que mesmo que se elejam os inimigos políticos dele) então também não acho um argumento válido…

    Enfim, gostei do post apesar de discordar dele, pelo menos você tentou entender o que é a coisa toda… mas na minha opinião, você precisa (juro que não to querendo ser arrogante, nem pentelho) conhecer melhor algumas regiões do país… (eu trampei na cruz vermelha e tive essa oportunidade…)

    Abração e sucesso

    ————————-

    Você fez uma série de afirmações erradas, vamos a elas:

    “então mais de 1/4 da população precisa, de fato, do bolsa-família.” – Errado. NINGUÉM precisa do Bolsa-Família, mas sim de educação, base para poder se solidificar e crescer sem assistencialismo. O Estado deve auxiliar o cidadão miserável e sem oportunidades, mas não oferecendo dinheiro. Eu já expliquei detalhadamente nos outros comentários.

    “Ele não pode e não quer um terceiro mandato” – E quem disse que ele não continuará no poder? Dilma 2011 vem aí, Turrar.

    “O bolsa-família irá continuar (e aposto até que mesmo que se elejam os inimigos políticos dele)” – Como eu expliquei, o Bolsa-Família, uma vez instaurado, não dá para ser removido, por isso é um câncer. Nenhum político terá peito de cortar o assistencialismo, pois sabe que terá reprovação em MASSA de todos aqueles que não entendem o que eu expliquei neste post (maioria).

    Sobre conhecer melhor outras regiões, bem, eu já falei o suficiente sobre isso, vá lendo as respostas aos outros comentários quase iguais ao seu.


  185. “Outro ponto, sobre o populismo é que ele faria total sentido se fosse ainda o primeiro mandato. Oras bolas, ele quer ser populista porque gosta? O argumento “sede de poder” também não me convence. Ele não pode e não quer um terceiro mandato. Já disse isso textualmente.”

    O populismo é uma medida como eu direi.. popular e CONTINUISTA. Sendo popular, não pode ser impopular. Se não pode ser impopular, para que o detentor irá colocar farinha no próprio angu? Que argumento falho, meu caro (EPIC FAIL). Quer dizer que se eu construo um restaurante dos bons, no auge de sua “rentabilidade” eu o destruo com arroz podre apenas por fazer????????? Além disso ele tem que alimentar sua corja de corruPTos e alavancar o cargo para seus sucessores (afora o fato que esta medida assistencialista infelizmente é indestrutível, vide argumentos do Felipe).
    O Lula dizer algo que escreve? Só pode ser um apolitizado, desculpe. Quantas vezes ele disse ser contra algo e logo depois o fez? Principalmente antes da posse? Claro que os corruPTos sempre tem explicações para tais falácias. Mas no bom português, independente até do que você acredita ou não e, pegando a mesma frase que ele rotineiramente usa, NUNCA nesta história do país teve um presidente tão contradito quanto este. (O Enéas escreveu em cartório que não iria se candidatar para outro cargo, que não o da presidência. Seja bem vindo à política, Turrar!)
    Agora me diga, caro Turrar. O que a cruz vermelha faz de politicagem? Pelo que sei ela cuida de doentes. E qual a maioria da causa das doenças? Falta de informação, respondo. E como se conserta a falta de informação? Através da educação. Engraçado como tudo leva a ela, não?


  186. Vivem dizendo que o dinheiro do bolsa familia é uma “injeção direta de capital na economia do país”. Mas porra, o dinheiro do governo não é para movimentar a economia, é pra investir em INFRA-ESTRUTURA. Se o governo nao construir estradas, escolas, criar sistemas de planejamento e estruturar o desenvolvimento do país, quem vai? As empresas?

    ———————-

    Ah, mas o Lula diminuiu a diferença social, ele é tão fofinho… Vamos votar na Dilma, uhuuuu!


  187. Corrigindo…
    Péssima notícia para os críticos do Presidente Lula:
    “Diferença social cai 9% segundo o IBGE”
    Os opositores queriam que continuasse tudo como antes.

    ———————–

    Mais uma vez um indicativo de número mascarado, mas não falso. Diminuir a diferença social distribuindo dinheiro não é a forma de combater a diferença social. Não está resolvendo absolutamente NADA do problema.


  188. Você fez uma série de afirmações erradas, vamos a elas:

    “então mais de 1/4 da população precisa, de fato, do bolsa-família.” – Errado. NINGUÉM precisa do Bolsa-Família, mas sim de educação, base para poder se solidificar e crescer sem assistencialismo. O Estado deve auxiliar o cidadão miserável e sem oportunidades, mas não oferecendo dinheiro. Eu já expliquei detalhadamente nos outros comentários.

    “Ele não pode e não quer um terceiro mandato” – E quem disse que ele não continuará no poder? Dilma 2011 vem aí, Turrar.

    “O bolsa-família irá continuar (e aposto até que mesmo que se elejam os inimigos políticos dele)” – Como eu expliquei, o Bolsa-Família, uma vez instaurado, não dá para ser removido, por isso é um câncer. Nenhum político terá peito de cortar o assistencialismo, pois sabe que terá reprovação em MASSA de todos aqueles que não entendem o que eu expliquei neste post (maioria).

    Sobre conhecer melhor outras regiões, bem, eu já falei o suficiente sobre isso, vá lendo as respostas aos outros comentários quase iguais ao seu.

    A Dilma é o Lula no poder? E o Kassab é a continuidade do Maluf tb? Pô o Alckmin é diferente do Serra que é diferente do FHC não dá pra dizer que o Serra é a continuidade do Alckmin no governo de Sp dá? A mesma coisa pra Dilma… são alidados não iguais…

    Como é que vc espera que um sujeito com renda familiar de 300 reais exija que seu filho não trabalhe só estude? A realidade, o fato, é que o moleque vai trabalhar para ajudar em casa… vc dando uma ajuda na renda (atrelada à obrigação dos estudos) vc está alimentando agora e dando meios para que ele compre a vara no futuro… (aliás péssimo exemplo q nós dois usamos esse da vara de pescar, pq a maior parte está no NE)

    Abraços

    —-

    Pelo amor de Deus, isso já foi MAIS DO QUE DISCUTIDO nos outros comentários, já foi analisado e dissecado de todas as formas possíveis. Dá uma lida aí em cima, não dá pra repetir tudo.


  189. Eu gosto muito deste blog, parabens pelos seus textos. Eu concordo plenamente com você. Sou do Nordeste, sou eleitor do Lula, moro na Paraíba e posso confirmar que tudo o que vc argumenta em seu texto está certo. Na minha residência tem uma pessoa contratada como empregada doméstica, ela trabalha há mais de um ano sem carteira assinada porque não quer perder o benefício. Na oficina onde conserto meu carro o dono distribui pão, tem gente que entra 3X na fila ficando assim alguns sem pão. Sacou a lógica? QUem recebe quer mais. Conheço pessoas que engravidaram para receber o benefício, e sei de muitos vagabundos que não trabalham pq vivem do bolsa! Como também tem os que olham carros (flanelinhas) e tiram 70 reais em um dia, aí ficam 5 dias sem trabalhar só em casa bebendo e vendo jogo de futebol. A intenção do Lula parece boa à primeira vista, realmente precisamos de distribuição de renda e medidas emergenciais para combater a fome, porem manter o programa para angariar votos e manter a população sem estudos é outra história. Por fim, tem as mães que trabalham, recebem o bolsa, ainda recebem $$$ de alguém que é aposentado (velho, doido, aleijado, etc.) e ainda manda os filhos pra o semáforo para pedir!

    ———————

    Mais um excelente depoimento, valeu Italo.


  190. Vai ser ANTA assim na casa do baralho. Sou o dono da empresa onde trabalha Tânia e Godofredo. Tânia trabalha muito, mais de 12 horas por dia e, ganha R$ 1000,00. Godofredo é um servente e tira R$ 500,00. Não gosto dessa “desigualdade social em minha empresa”, penso. Aumento a carga tributária de Tânia com impostos e taxas, fico com algum (roubo mesmo e, ainda digo que não sabia de nada) e repasso alguma coisa para Godofredo. Godofredo passa a ganhar R$ 700,00, a taxa de desigualdade diminui (até coloco os números no IBOPE para algum mané ler e promulgar essa notícia maquiada), ele diz que sou um ótimo patrão e, Tânia com R$ 400,00 a menos fica feliz, pois seu amigo Godofredo, coitado, tem o pão de cada dia. Tânia, volta para casa com seus R$ 600,00 e esquece que tem que pagar assistência médica sua e de seus filhos pois TODOS os filhos de Godofredo estão utilizando o hospital que ELA ajuda a pagar. Esquece também que tem que pagar uma escola particular, pois a maioria das escolas públicas ou estão com os filhos de Godofredo (que só vão lá para fazer número), ou que não possui estrutura que deveria ser dada pelo próprio dono da empresa. Tâia também esquece que tem que pagar luz, água, gás e tudo o que mais for gastar dentro de casa pois não está na favela e só conhece o gato que faz miau.
    Tânia, quando você irá acordar?

    PS.: Antes que alguém fale uma asnice, os valores foram superdimensionados, mas no bojo é isso que acontece.


  191. Nossa, quanta gente insolente. O CJ avacalha os outros só porque não concorda com a opinião dele. Será que esse sujeitinho não sabe conviver com opiniões oposta? Ou acha que todos devem seguir a sua linha de raciocínio? Qualquer notícia veiculada, que não condiz com a sua teoria, ele tenta descaracterizar, como se ele simplesmente fosse o entendido no assunto. Em vez de ficar simplesmente um programa que de uma forma ou de outra, melhorou a vida de muitos que viviam exclusos, e apontam apenas as falhas, tente expor os males maiores que existe em nosso país, como nos poderes executivo e legislativo, onde são gerados figuras como Maluf, Caiado, Delúbio, entre outros e, no poder judiciário, onde são gerados os não menos bandidos Rocha Mattos, Lalau, e outros que são oriúndos da classe de advogados, que convenhamos, é um dos setores da sociedade onde se concentra boa parte dos bandidos deste país.

    CJ, não vou usar a mesma moeda que você usou ao me comparar com uma asna… porque simplesmente, acho que os asnos merecem mais respeito do que pessoas asquerosas como você.

    “Vá pra puta que o pariu… seu canalha”

    ————————-

    Pffff…

    Eu odeio a inclusão digital.


  192. O Brasil é um país que tem recursos, e aqui falo de recursos financeiros, para resolver quase que por completo todos os problemas da população, sejam de saúde, de educação, de segurança, etc. Pagamos uma das maiores taxa de impostos do mundo. Quase metade do que recebemos pagamos em impostos. E não me venham com o argumento de que quem paga essa caraga tributária alta são os ricos, pois todos pagamos esses impostos (nos alimentos, nos produtos de higiene, eletrodomésticos, etc). O maior problema é como todo esse dinheiro que o governo arrecada é investido.
    Estima-se que 1/3 (33%!!!!) de tudo o que é arrecadado é desviado em esquemas de corrupção, compra de votos, troca de favores, mensalões, mensalinhos e afins.
    Há um ano e meio eu e um amigo tievmos a idéia de abrir uma empresa. Fizemos as contas e vimos que em 2 sócios sobraria dinheiro para nos mantermos e tal. Saímos de nossos empregos e montamos a nossa empresa. Passado mais de um ano, nos demos conta que tínhamos um terceiro sócio, pois depois de pagarmos as mercadorias, salários e demais despesas, ao repartir e investir o lucro resultante do mês, o nosso terceiro sócio leva a maior parte de tudo. Nosso terceiro sócio é o governo, que leva metade de nosso lucro em impostos, e, como somos honestos, não sonegamos nada e pagamos cada centavo (coisa de consciência, sabe).
    Tivemos de nos adaptar a essa triste realidade, triste pelo fato de pagarmos tanto e não recebermos nada. Não temos segurança, no último mês fomos assaltados 2 vezes (com direito a 38 apontado na cara), chamamos a polícia e depois de uma hora e meia esperando desistimos e fomos pra casa, pra no outro dia de manhã estar ali e começar de novo. Me nego a pagar plano de saúde, pelo preço alto e pelo direito que todos temos de receber do Estado um tratamento digno quando estamos doentes.
    Não estou com discurso de sulista ou sudestista, pois quando digo nós não me refiro somente a mim, mas a todos NÓS. Todos temos direito a saúde, educação, transporte, segurança, alimentação.
    Claro que esse governo é populista, inclusive o foi para a classe média qdo tomou a medida de acabar com a CPMF. Toda a classe média aplaudiu o governo pois era um imposto a menos a ser pago. Oras, uma alíquota medíocre de 0,38% sobre as operações financeiras, isso não representa nada para pobres e para a classe média!!! Um pessoa que movimentasse R$ 100.000,00 pagaria R$ 380,00 de imposto, isso não representa nada. Mas essa medida populista estava masacarada com outro propósito, pois 90% de todo o dinheiro arrecadado com a CPMF era pago por somente (pasmem) 450 empresas!! Entre elas, todos os bancos e as multinacionais que aqui operam. Em um governo que favorece banqueiros, vocês queriam o quê?!
    O bolsa famíla deve ser um prorgama temporário, nada mais que isso. Merecemos mais que isso, muito mais. Uma refoorma completa no ensino básico e fundamental, em que por mais que paerça uma coisa óbvia, alunos que não saibam ler não sejam aprovados no fim do ano (sim, isso acontece aqui)!!
    Merecemos transporte e um sistema de saúde decsente.
    Ver Lula defendendo Sarney, que também foi defendido por Collor, que é aliado de Renan, que defende… isso me causou asco. Sarney, junto com Reanan e Collor exploram currais eleitoreiros e também se beneficiam do bolsa família, trocando votos por comida, em estados que não têm investimento em infraestrutura, em saúde, em educação, em geração de empregos.

    Sabe qunado isso vai melhorar?
    Quando qualquer pessoa que se canditar a um cargo eletivo for obrigado por lei a cumprir, se eleito, as seguintes exigências:
    – matricular seus filhos em escolas públicas;
    – o canditado eleito e sua família deverá usar transpote público como meio de locomoção;
    – ele e sua família só poderão utilizar o sistema público de saúde caso fiquem doentes, sendo proibido manter palnos de saúde particular.
    – não poderão usar sistemas de vigilãncia monitorada em suas reseidências, dependendo exclusiavmente da polícia militar e civil.
    O canditadon eleito que fraudar qalquer um dessas imposições perderá imediatamente seu cargo e snão mais poderá concorrer a qualquer outro cargo. Qualquer pessoa que não concorde com isso não deve se candidatar a um cargo eletivo.
    Sei que isso é impossível constitucionalmente, mas seria uma soulção.
    Desculpe o texto longo, não sei se você vai publicá-lo, mas minha revolta também é grande.
    Desculpe também por algumas palavras que estejam erradas ou trocadas, tenho dislexia (na minha opinião é leve, não sei na sua…)

    —————————

    Excelente comentário, Maverick. Muito bom mesmo. Uma excelente análise da nossa realidade política.


  193. Maverick, existe uma proposta do senador Cristovão Buarque que trata sobre isso. Políticos serão obrigados a matricular seus filhos em escola públicas. Tamanha é a hipocrisia deles que não querem matricular seus filhos em escolas ditas de má qualidade que eles mesmos oferecem.

    http://oglobo.globo.com/pais/mat/2007/12/11/327548777.asp


  194. Obrigado, exelente post, me fez rever os meus conceitos.


  195. Quem vive na região sudeste geralmente é assim, tem dificuldade de ver como o Brasil é de verdade: “Não se deve dar vantagem para quem cumpre a lei, mas sim punir quem não o faz”. Então vamos lá, punir o sertanejo que não deixa o filho estudar pra ajudar a buscar agua no açude longe toda vida, trabalhar na roça magra e cuidar da meia duzia de criações tão desnutridas quanto a familia a que pertence. Acorda velho, a vida não é assim como vivemos em SP, RJ e outros lugares com igual infra estrutura. Punir esse sertanejo só vai deixar seus filhos mais longe ainda de oportunidades.

    ———————-

    Se você tivesse lido o que escrevi nos comentários, veria que eu não defendo a PUNIÇÃO para esses indivíduos. Eu enfatizei no texto: “Entretanto, em um governo que não dá o menor estímulo à educação, como punir os pais que não colocam seus filhos na escola?” – Isso já deixa claro que não é a não-punição que estou atacando, mas sim a falta de estímulo à educação por parte do governo populista.


  196. Muito inteligente seu texto. Sua posição está bem clara e bem definida. Mas seus pensamentos são claramente direitistas. Não falo isso negativamente, respeito sua opinião e pelo o que eu penso e pelo que pude notar em seus comentários, não importa o que eu disser aqui não mudarei o que você pensa e o que você tem como crença.

    Acho que é válido sabermos com base em que conhecimento e qual sua formação para dar uma opinião em uma assunto tão complexo como esse. Opinião todos temos, mas conhecimento de economia você realmente não me parece entender.

    Primeiro falar que o bolsa familia é imediatista não procede!! você não está pensando amplamente, ta se preocupando em fazer críticas e não analisou ao todo.

    Bem, como todo plano de governo, SEMPRE IRÁ EXISTIR pessoas que tendem a aproveitar de uma situação como essa para praticar atitudes anti-éticas. Podemos ver isso como filhos de prefeitos inscritos no bolsa família!!
    Mas quando digo a a idéia é a longo prazo é porque a idéia seria mais incentivar os pais manterem seus filhos nas escolas. Como todos sabem a Educação é a base de uma nação desenvolvida. Essas crianças que foram mantidas nas escolas (mesmo que mal estruturadas) serão ao menos mais bem instruídas, serão digamos, mais espertas. Pode-se dizer que serão melhores do que se não tivesse um incentivo como esse.

    Claro investimentos maiores deveriam ser feitos, mas a princípio, melhor fazer alguma coisa do que não fazer absolutamente nada, como não foi feito a vários anos até o presente momento.

    Pra mim se houvesse fiscalização mais rígidas para punir e penalizar (como você disse) os pais que nao colocam o filho na escola esses problemas não seriam tão graves. Mas como estamos nas mãos de FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS acomodados e sem o menor senso de responsabilidade, ficaremos entregues a essa desordem que se encontra esse país. E a MENOR parcela de culpa disso é do governo que você tanto critica. Enquanto existir funcionários públicos que tratam com tanto descaso o dinheiro público, fiscais corruptos, policiais safados, caixas de bancos que nos tratam como animais como podemos exigir alguma coisa?
    começa por aí, e o buraco é bem mais embaixo!!!

    ——–

    Ok Guilherme…

    Você acredita que o Bolsa-Família é um projeto voltado para a educação.

    Desculpe, eu não consigo argumentar com alguém que pensa isso mesmo depois de ter lido o texto. Quem sabe ler a lei de aprovação automática abra seus olhos para o governo Lula e a educação.

    Até lá, por favor, não tente comentar o Bolsa-Família.


  197. O QUE SERIA DOS BARES DO BRASIL SEM A RENDINHA DO BOLSA ESMOLA ?
    Bolsa esmola, garante todos os meses a cachacinha de muitos miseráveis que são dependentes do Bolsa esmola e são proibidos de trabalharem caso queiram continuar sendo dependentes deste governo.
    Bolsa esmola nada + é que um programa social injusto para com quem de fato trabalha e paga impostos neste País.
    Somos obrigados a pagar cachacinhas e talvez até drogas para quem não trabalha e nada produz em pró do País .
    O pior deste programa social injusto para com o trabalhador de verdade, é que ele é contínuo, tirando do bolso de quem realmente trabalha .
    Se o Bolsa esmola do governo Lula fosse um programa social justo para com os que trabalham, teria um prazo determinado tipo 6 Meses .
    O seguro desemprego tem prazo determinado.
    Porque o Bolsa Esmola Não ?
    + Como se trata de um programa para promover a dependência dos Miseráveis junto ao governo , vai garantindo assim o Voto de Cabresto .
    Depois que um analfabeto chegou a presidência, não duvido de +nada!
    Depois que o Nosso presidente se acovardou diante da Bolívia deixando o Índio tomar na força e no grito a Petrobrás, Não duvido de +nada!
    Depois que Lula rasgou contratos que garantia a soberania do Brasil junto aos vizinhos para favorecê-los, não duvido de + nada!
    Depois que Lula Alterou contrato do caso Itaipu para Favorecer Paraguai, não duvido de +nada!
    Depois que descobrimos que nosso presidente de pátria duvidosa governa em pró de : Argentina, Paraguai,Equador,Venezuela, Uruguai e Bolívia, Não duvido de +Nada.
    Lula governa a favor de nossos visinhos,onde tira do Brasil para favorecê-los .
    Que presidente é Esse!?

    No governo Lula vale a pena e muito ser invasor de terras(Fora da Lei), Preguiçoso e condenado pela justiça: Caso do Advogado Condenado pela justiça indicado por Lula para o STJ. ABSURDO !!!
    Lula alimenta e fortalece os sem terras(FUTURA ASFARC BRASILEIRA)
    Nikacio lemos
    23 anos Universitario


  198. Algumas realizações do Governo Lula:
    Nunca antes na história deste País, Tivemos:

    -Pré-sal
    -Mais de 300 mil alunos fazendo curso superior pelo ProUni
    -Quitação da dívida com o FMI
    -Auto-sustentabilidade no petróleo
    -Maior geração de empregos
    -Menor taxa de juros da história
    -Melhor grau de investimento já alcançado
    -Credibilidade internacional
    -Melhora na distribuição de renda (Nos últimos seis anos, 32 milhões migraram para uma classe social acima, sendo que desse total, 21 milhões saíram da classe conhecida como “linha abaixo da pobreza”, ou seja, miséria.
    -Aumento real no salário mínimo, bem maior que a inflação
    -Conquistas para sediar a Copa de 2014 e Olimpíada de 2016.

    Todos sabem que em todos os setores da sociedade brasileira, há falhas, mas querer se passar por cego, e querer denegrir todos os avanços conquistados nos últimos anos, eu acho que issso é “pouco inteligente”.

    ——————-

    Eu tentei denegrir todos os avanços conquistados nos últimos anos? Pela última vez: EU ESTOU ATACANDO O BOLSA-FAMÍLIA, o projeto mais furado que esse país já teve.

    Agora, peraí, quer dizer que o Pré-Sal tem ligação com o Lula? Poupe-nos, né companheiro?

    E ainda comemorar conquistas para sediar Copa e Olimpíadas, isso é deprimente, digno de quem gosta do populismo e apóia governadores que adotam essa tática. E o que dizer do “melhora na distribuição de renda”, isso é mais patético ainda, dado tudo que foi dito sobre o Bolsa-Família e os números mascarados que são consequência dessa maquiagem política.


  199. Sua resposta é exatamente a que eu esperava. Conheço bem o pensamento da urubuzada que tem em mente a frase: “Quanto pior, melhor”.
    Um amigo meu indicou-me este Blog, dizendo que o blogueiro era um cara super inteirado em assuntos conteporâneos… pra dizer a verdade, começo a duvidar da inteligência dele.
    Passar bem! Vou em busca de algo mais interessante para ler.
    Bye bye

    ————

    Já eu conheço bem o pensamento de quem apóia o populismo.

    Boa sorte no ideal sub-desenvolvido que você defende.


  200. […] Ou seria coincidência que, no governo mais populista da história, foi instaurado o maior programa de assistencialismo visto no mundo e, no mesmo período, conquistamos sediar o Pan-Americano, Copa do Mundo e […]


  201. oi, acredito plenamente nos seus agumentos , e faço das suas palavras as minhas,inclusive estou fazendo um trabalho de pesquisa sobre essa prablemática em minha cidade (ibicarai-ba)para a faculdade, faço serviço social, se você puder enriquecer ainda mis o meu trabalho por favor mande-me mais informações. Obrigada


  202. Você é praticamente o reinaldo azevedo (www.veja.com.br/blogs/reinaldo), só que desbocado… Eu estou impressionado. Você contra-argumenta comentários na base da desqualificação do visitante, ou da reiteração do texto. Quando vc for defender sua monografia você estará ferrado…
    Faculdade pública não eh só lugar de playboy não. Eu entrei na UFMG trabalhando 9 horas por dia numa oficina mecânica pra conseguir pagar um cursinho pre-vestibular e hoje vejo como a universidade esta melhorando. Educação básica é obrigação dos estados e municipios, nao da união (pacto federativo). Emprego se gera injetando dinheiro na economia. O bolsa-familia faz exatamente isso.

    Parabéns por manter um blog desses rentável. Blogs de opinião tem muito pouco apelo, ainda mais quando os visitantes são tratados na base de pancadas…

    ——–

    Ok, companheiro, continue defendendo o Bolsa-Família.


  203. Grande comentário do Carlos (202). Pensei que eu fosse o único a desmascarar um indivíduo que acha que está acima de qualquer opinião e, compartilhar com opiniões contrárias… jamais. Você costuma chamar aqueles que não compartilham das suas idéias, de “populista”. Cuidado rapaz, quem costuma se achar o dono da verdade, são tachados de autoritários ou ditadores.

    ———

    “Você costuma chamar aqueles que não compartilham das suas idéias, de “populista””

    Hahahahaha, parabéns pela inteligência.

    Nota 10!


  204. Um os melhores textos que já li explicando o desastre do Bolsa Família! É revoltante ver tanto potencial desperdiçado no país.


  205. Desculpe eu mudar um pouco o foco do seu post ( um pco , pq a ideia eh parecida) Mas para as pessoas que tem carro ( ou para as mulheres que andam com bolsas grandes) vcs não sabem o poder de uma maça. Trabalho indo na casa dos meus pacientes, então cruzo a cidade de BH, de um lado a outro todos os dias. Pois bem como a primeira consulta é geralmente as 7:00 acordo cedo e não tenho tempo/saco de preparar café da manhã ( e moro sozinho ). Logo passei a levar uma garrafa de suco e uma bolacha ou fruta no carro e como durante o percurso. Certa vez num sinal uma mulher com uns 30-35 anos , me pediu dinheiro pra comprar comida, e eu ofereci uma maçã. Simplesmente a mulher virou a cara e saiu ! No inicio fiquei impressionado ( pensando , fdp! ) Dai resolvi deixar aquela maçâ dentro do carro . Repeti a experiencia por mais 13 vezes, velhos , crianças ( aquele papo de comprar leite pro irmão mais novo ) homens, aleijados e toda a sorte de pedintes. Descobri três coisas: 1-Maçãs não apodrecem facilmente, ja que a mesma maçã ta no meu carro a mais de 2 semanas. 2- Maçãs deixam um cheiro agradavel no carro, nao enjoa, parece q purifica outros cheiros desagraveis ( flatos hehehe, cigarro, cheiro de carpete molhado) e 3- pedintes não gostam de maçãs.
    Bom texto, reflete a realidade .


  206. Felipe, o melhor de seu texto é a forma como o montou: com fontes de real clareza, que dispõem em demonstrar a realidade da política brasileira, que em questão é o bolsa-família. Isso convence, para muitos, que não são apenas pensamentos montados ao léu de seus ideais.

    Realmente motivador, parabéns.


  207. Tenho uma sugestão para você postar: Faça uma crítica ao filme “Lula, o filho do Brasil”, já que esse tipo de crítica é bem digno de você. Talvez, você ficaria mais orgulhoso se lançassem um filme do tipo “Felipe, a inteligência fora do comum”.
    Obs.: Não seria nada mau se fizessem um para o FHC. Talvez, “FHC o FDP”.

    O pior é você falar do filme do Lula com um certo orgulho, sendo manipulado por mais uma arma daquela MÁQUINA de populismo.

    Por favor cara, tenha vergonha de si mesmo… Porque vergonha do Lula eu já tenho o suficiente por nós dois.


  208. KKKKKKKKKKKKKK
    Ridículo.

    ——

    Bom argumento.


  209. O nick Ciro2010 já diz tudo sobre o comentarista.


  210. Ridiculo [2]
    kkkkkkkkk´s


  211. Mas Ciro falou certo… Felipe Você é muito Critico… Porque não tem um pouco de EDUCAÇãO com os seus visitantes ?


  212. Felipe, mais uns dados “mascarados” pra vc dar uma olhada:

    http://colunistas.ig.com.br/jpkupfer/2009/10/16/impactos-economicos-do-bolsa-familia/

    Tirando só uma frase: “…cada R$ 0,04 do Bolsa Família aumenta o PIB em R$ 1”


  213. Bom dia pessoal,
    Positivo:
    *Felipe, parabéns pelo texto cara muito bem digitado/argumentado. Realmente recerbi-se que você tem noção considerável de análise.

    Minha opnião:
    @Carlos diz:” Eu estou impressionado. Você contra-argumenta comentários na base da desqualificação do visitante, ou da reiteração do texto. Quando vc for defender sua monografia você estará ferrado…”
    Cara realmente o que ele diz é verdade…quando eu estava lendo o seu Post, fiquei excitado ao ver uma mente nacionalista, porem ao ver suas replicas, percebi uma certa inflexibilidade de opnião a base de conceito do interpretar.

    Bolsa-Familia irá acabar em paralelo com o crescimento econômico, mesmo que seja jogada política (populismo).

    Qualquer programa social que jogue “dinheiro na rua” ou estimule, é válido cara, desde que seja temporário, pois emprego se gera injetando dinheiro na economia.

    Exemplo: Trabalho em multinacional no período da manhã 06h00 as 14h00, 15h30-18h30 como autómo na área de IT, e 22h00 as 06h00 em uma empresa monitorando reatores de hibrogênio.
    Nota: antes que pergunte, realmente não dormu meu normal é dormi 4 horas a cada 3 dias)
    *Todas estas empresas aumentam salários, dão bonificações, devido o governo ter feito o seguinte acordo com eles: “Tu trabalha cuidado das comunidades desta cidade que está instalada, dando preferência de emprego ao moradores daqui e eu lhe insento de imposto y,z,d,f durante 15 anos e durante periodo indeterminado reduzo 5% do imposto R”, geralmente ressalvão “porem se você quebrar este acordo sem cumprir o prazo estipulado, terá que pagar retro-ativo”.

    Automáticamente as empresas aceitão sem exítar, pois estão cegas pela “miupia” do capitalismo e usando “óculos” da Globalização.

    Ai vc questiona! Rafael que isso tem haver com o Bolsa-Familia?
    Lhe respoderei! Cara o bolsa-familia nesta situação podemos dizer que é o “jump” (em industria o nome “jump” é utilizado como vulgo de gabiarra e/ou jeitinho), ou seja até que o cara(empresa) que vai corrigir o problema do local não aparece o jump (bolsa-familia/governo) segura.

    Eu respondi essa ideia algumas vezes… Pra mim, não passa de uma ilusão criada pelo populismo, a de que o “bolsa-família” serve para ajudar enquanto não surge uma oportunidade. O problema é que, como já escrevi no texto, esse câncer estraga toda a situação e, justamente por causa dele, é bem provável que a oportunidade nunca surgirá, principalmente no que tange a educação.


  214. Felipe,
    Outro dia, mais precisamente 16/10/09 o Estadão publicou um artigo sobre o impacto do Bolsa Família na Economia. O trabalho foi desenvolvido por um aluno de pós-graduação, Paulo Landim Jr. e anuência de seu professor, qual resultou que um incremento de R$ 1,8 bi no PBF gerou um acréscimo de R$ 12,6 bi em impostos e aumento de R$ 43 bi no PIB. Posteriormente diversos sítios repercutiram tal estudo, dentre eles o do José Paulo Kupfer, Azenha, blog da Dilma e sítio do PT. Evidentemente que os números não fecham e esse estudo é completamente irresponsável. Mas a divulgação foi feita com grande alarde. Se o estudo estivesse correto, sem nenhuma dúvida, o Lula iria aumentar as doações do PBF e até extende-la à classe média para gerar mais impostos que os recursos aplicados. Como o Programa do Bolsa Família não gera renda, mas transfere recursos de impostos para consumo, evidentemente se aplicassemos os recursos do PBF em um PROGRAMA DE EDUCAÇÃO EM TEMPO INTEGRAL COM FORNECIMENTO DE 3 REFEIÇÕES DIÁRIAS, os impostos gerados seriam muito maiores, pois os investimentos (até agora R$ 54,1 bi) em prédios, capacitação de professores, alimentação teriam um fator de multiplicação muito maior. Ai sim teria um impacto no PIB pois gerariam desenvolvimento. Como criança não vota e os políticos são imediatistas, eles preferem acabrestar agora os beneficiários (45 milhões, 25 milhões de votantes).
    Se vc ainda não leu o artigo ou se quiser ter o link do estudo, diga.

    Excelente comentário, José. Excelente.

    E eu cheguei a ler o artigo.


  215. gostaria de saber porque so recebo 22 reais se tenho 5 filhos

    Veja no programa o motivo.


  216. Essa notícia de Danilo Ucha é falsa/distorcida.

    A Prefeitura Municipal de Fortaleza, justamente visando a emancipar as beneficiárias, desenvolveu Projeto de Inclusão Produtiva para 429 mulheres que recebem Bolsa Família. O Projeto de Inclusão Produtiva para Mulheres do Bolsa Família visava a estimular a autonomia financeira e social, facilitando o acesso eqüitativo dessas mulheres aos processos de capacitação técnica. Durante o Projeto, as mulheres realizaram cursos de Iniciação à Costura do Vestuário, Peças Femininas em Malha, Peças Íntimas e Praia e Costura em Jeans (172); cursos Básico de Panificação e Confeitaria, Compotas e Geléias, Biscoitos e Docinhos (160); Curso de Pedreira, Pintora de Obras, Assentamento de Revestimento Cerâmico, Instaladora Hidrossanitária e Eletricista Predial (45); e Iniciação à Informática, Metarreciclagem e Montagem e Manutenção de Computadores (52). Os cursos foram ministrados por parceiros da Semas, como Senai e Casa Brasil. Tudo pode ser consultado nos sítios eletrônicos da Prefeitura (http://www.fortaleza.ce.gov.br/index.php?option=com_content&task=view&id=8556&Itemid=239) e do Vereador Salmito, autor da idéia (http://www.salmito.com.br/noticias/texto.asp?ID=359).
    Como se vê, a notícia de que 500 mulheres fizeram Curso de Iniciação à Costura é falsa; foram apenas 172. Além disso, não se sabe de alguma delas recebeu oferta de trabalho e, nesse caso, se aceitaram.
    Ao invés de uma discussão séria – e crítica – do programa Bolsa Família, muitos preferem propagar textos apócrifos e sem fonte confiável.
    Eleição chegando…


  217. !!Puta isso é uma merda ñ estou recendo o bolsa familia
    e eles ficam me enrolando !!!


  218. Caro Felipe, essa visão que você tem do bolsa família sem dúvida é uma visão de uma pessoa que mora na região sudeste, lá não se vê aqui no Nordeste. O bolsa família não é uma esmola, é um incentivo. Conheço gente que sem o bolsa família morreria de fome (ou de males por esta causados). E quanto à educação, só pra você ter uma idéia, aqui no interior do Ceará, o presidente já inaugurou um campus do antigo CEFET, hoje chamado IFCE, com muitos cursos para a população. Construiu mais colégios no interior, inclusive na minha cidade, carente de educação. Não lembro bem, mas em 2006, apenas 4 anos de governo Lula, aproximadamente 7 milhões de pessoas subiram da classe baixa para a média, ou seja, algo mudou. Além das escolas técnicas, que são a melhor maneira de capacitar mão-de-obra, temos também o REUNI, para revitalizar as universidades federais. Em Sobral está em construção o novo campus da Universidade Federal do Ceará, além do campus da Faculdade de Medicina, coisa que não é devido só ao gooverno Lula, mas que tem recebido mais incentivos depois do início do seu governo. Enfim, pode-se ver claramente que, o bolsa família não é parte da política do “pão e circo”, mas sim uma tentativa de “equilibrar” a população mais pobre ate que possam andar com os próprios pés. Respeito seu ponto de vista, seu texto estava bastante interessante, apezar de não concordar com ele.


  219. Puta que me pariu, vc é o Escolhido cara, se candita que eu voto em vc…


  220. Programas como o bolsa família ajudam a médio prazo, mas não podem ser a única fonte de renda da família. O MDS oferece cursos para quem recebe o Bolsa Família, E estes abrangem desde as crinaças de 13 anos até os adultos. É um programa falho, mas é válido, pois tem seus pontos positivos.
    Nem todos os pobres querem depender do BF. Sou atendente do Bolsa Família em Poá, região metropolitana de São Paulo. Muitas das pessoas que atendo me dizem que ‘querem é emprego’, que ‘o Bolsa Família não é para sempre’. Muitos comparecem com a carteira assinada para cancelar o benefício quando arrumam emprego de livre e espontânea vontade. Claro, também já fui enganado por alguns…
    Resumindo, não é perfeito mesmo, mas tem lá seus lados positivos. Que falta investimento eu concordo plenamente, Por isso eu sempre digo que enquanto elegermos partidos e não Homens, o Brasil não sai daonde está. Lula é apenas uma marionete do PT. Mas também não acho que o Serra será um grande presidente…


  221. Concordo com a sua visão. Eu mesmo vejo essa situação de desestímulo ao emprego acontecer em uma comunidade rural onde vive uma das minhas avós. Várias fámilias deixaram de produzir porque conseguem (sobre)viver com a renda do bolsa família. Já estou cansado de ouvir gente dizedo que eu só posso ter vindo de uma família rica (quem dera!) para não concordar com o esse projeto.

    Eu acho que vivemos uma situação na qual nem o voto consciente pode resolver algo. Os políticos saem do meio do povo e a corrupção já é algo que está enraizado em nós. Como um povo, perdemos a força de vontade e vivemos no comodismo. Infelizmente o bolsa-família só serve para acentuar ainda mais essa situação.


  222. porque familia de 3pessoas com renda mensal de 155reais por pessoa não tem direito a bolsa familia?
    isso é injustiça pois em uma familia de tres pessoas se contem gastos como agua,luz,gás,roupas pra comprar e etc.
    essa lei deveria mudar ñ é justo com nem uma familia.


  223. Sabe porque o país não muda?

    Justamente por causa de pessoas que pensam como você.

    Vamos ver a longo prazo quem está certo. Pessoas que eu nunca imaginava estão na universidade, que recebem o benefício do bolsa família.

    Faça-me o favor, quem vai querer ganhar 200 reais pelo resto da vida?

    Que ficar assistindo televisão o que rapá! Essas pessoas trabalham mais do que você.

    O que você sabe sobre o bolsa família são os maus exemplos, não deve ser nem 10%. Aí vem arrotar.
    Essas mulheres do corte e costura , o marido deve trabalhar pesado e elas precisam ficar em casa cuidando dos filhos.
    Vão deixar os filhos na onde? Pelo salário e mais o bolsa família até que fazem um esforço. Mesmo assim garanto que ia ter um número enorme de desistentes.
    Essas mulheres nasceram para ser dona de casa. Você quer que elas vivam uma vida de executiva?
    Contratar uma babá? Contratar uma empregada?
    Ser dona de casa não é trabalhar?
    Ah!!! Volta para o mundo real;

    Ok, parei de ler quando você supôs que as 500 mulheres que recusaram emprego pra continuar ganhando bolsa-família na verdade só fizeram isso pra ficar em casa cuidando dos filhos.


  224. […] que não acredito ter a mínima chance da Dilma não vencer. Teremos mais quatro anos infestados de projetos populistas e assistencialistas, sem qualquer tipo de reforma na educação. Isso para não falar, é claro, na corrupção de […]


  225. Brasileiro Reclama De Quê?

    O Brasileiro é assim:

    1. – Saqueia cargas de veículos acidentados nas estradas.
    2. – Estaciona nas calçadas, muitas vezes debaixo de placas proibitivas.
    3. – Suborna ou tenta subornar quando é pego cometendo infração.
    4. – Troca voto por qualquer coisa: areia, cimento, tijolo, e até dentadura.
    5. – Fala no celular enquanto dirige.
    6. -Trafega pela direita nos acostamentos num congestionamento.
    7. – Pára em filas duplas, triplas em frente às escolas.
    8. – Viola a lei do silêncio.
    9. – Dirige após consumir bebida alcoólica.
    10. – Fura filas nos bancos, utilizando-se das mais esfarrapadas
    desculpas.
    11. – Espalha mesas, churrasqueira nas calçadas.
    12. – Pega atestados médicos sem estar doente, só para faltar ao
    trabalho.
    13. – Faz ” gato ” de luz, de água e de tv a cabo.
    14. – Registra imóveis no cartório num valor abaixo do comprado,
    muitas vezes irrisórios, só para pagar menos impostos.
    15. – Compra recibo para abater na declaração do imposto de
    renda para pagar menos imposto.
    16. – Muda a cor da pele para ingressar na universidade através
    do sistema de cotas.
    17. – Quando viaja a serviço pela empresa, se o almoço custou 10
    pede nota fiscal de 20.
    18. – Comercializa objetos doados nessas campanhas de catástrofes.
    19. – Estaciona em vagas exclusivas para deficientes.
    20. – Adultera o velocímetro do carro para vendê-lo como se
    fosse pouco rodado.
    21. – Compra produtos pirata com a plena consciência de que são
    pirata.
    22. – Substitui o catalisador do carro por um que só tem a casca.
    23. – Diminui a idade do filho para que este passe por baixo da
    roleta do ônibus, sem pagar passagem.
    24. – Emplaca o carro fora do seu domicílio para pagar menos IPVA.
    25. – Freqüenta os caça-níqueis e faz uma fezinha no jogo de bicho.
    26. – Leva das empresas onde trabalha, pequenos objetos como
    clipes, envelopes, canetas, lápis…. como se isso não fosse roubo.
    27. – Comercializa os vales-transporte e vales-refeição que
    recebe das empresas onde trabalha.
    28. – Falsifica tudo, tudo mesmo… só não falsifica aquilo que
    ainda não foi inventado.
    29. – Quando volta do exterior, nunca diz a verdade quando o
    fiscal aduaneiro pergunta o que traz na bagagem.
    30. – Quando encontra algum objeto perdido, na maioria das vezes
    não devolve.

    E quer que os políticos sejam honestos…
    Escandaliza- se com a farra das passagens aéreas…
    Esses políticos que aí estão saíram do meio desse mesmo povo ou não?
    Brasileiro reclama de quê, afinal?

    E é a mais pura verdade, isso que é o pior! Então sugiro adotarmos uma
    mudança de comportamento, começando por nós mesmos, onde for necessário!


  226. “Quando você da um peixe para um homem, alimenta ele por um dia, quando se ensina o homem a pescar, o alimenta para o resto de sua vida. ”

    Acho que isso se encaixa bem com o texto acima.


  227. vc é um completo idiota, retardado, imbecil, etc. vc é um exemplo do comodismo de alguns brasileiros. é bem mais comodo colocar a culpa de tudo de ruim no governo do que adimitir que boa parte da população é completamente imbecil e mediocre como vc (que alias se acha o dono da verdade).


  228. Essa é uma questão bastante delicada mesmo, porem observar que as pessoas desistem de um trabalho formal pelo bolsa-familia, a questão seria os baixicimos salários e não o bolsa familia em si. A educação é fundamental mas ninguém aprende nada com fome. O ECA protege o direito a educação das crianças isso é verdade, mais e ai nós deveriamos prender os pais que não poem os filhos na escola, impraticavel né, coloca os pais na cadeia e os filhos num orfanato, sem chance, mas é importante seu texto pois fomento o debate e o dialogo, os quais são indispensáveis para o pensamento critico.


  229. Texto maravilhoso! Pessoas como você são abençoadas por poderem colocar de forma tão clara o que muita gente quer dizer mas não sabem explicar. Vi o seu vídeo sobre politica e agora li seu texto, sou totalmente de acordo com sua opinião. Vivo no Ceará, mas não é por isso que acho que o Bolsa Familia deve ser eterno, tem gente aqui que ganha um salario minino mas compra três celulares parcelados em 700 vezes, o que falta nessas pessoas: EDUCAÇAO! Mesmo tendo uma baixa renda, fazem coisas estupidas como eu falei a cima, do que adianta dar dinheiro pro povo se o povo não tem a inteligencia de usar? O bolsa Familia apenas esconde o buraco, mas não o conserta. Parabéns, você mostrou que além de engraçado e criativo, é muito inteligente. E essas pessoas criticando o seu pensamento estão cegas por essa medida estupida de consertar os erros. A educação acaba com TODOS os outro problemas sociais e economicos.


  230. Quem vê seus videos não pensa que você também possui um pensamento político desse nível. Antes apenas te achava engraçado, agora tenho enorme respeito por você.
    O pior disso tudo é saber que, quem tem uma visão da política verdadeira como nós, normalmente está pessimista demais para pensar que haja alguma solução imediata. Quem sabe realmente alguma coisa sobre constituição, quem ao menos sabe o conceito de democracia, nem pensa em ser candidato. pena…


  231. Esse povo não enxerga que com o dinheiro que o Governo arracada dá pra fazer muito mais do que ele faz.E a historia la em cima do CEFET de Fortaleza pode até ser verdade, agora alguem tira umas fotos do CEFET pra ver a estrutura do lugar, Por isso que muita gente como eu, nem tentou entrar em universidade publica, e se eu tivesse tentado e entrado, não ia cursar, não se compara a estrutura, professores, interesse em ajudar de uma universidade publica e uma particular, sem contar nas greves… era pra escola publica e universidade serem tão boas quanto as particulares. Pqp, eu conheço uma mulher que trabalha para o governo, ganha 20 mil por mes e vai trabalhar duas vezes na semana…. Gente esse dinheiro é nosso! Imagina quanto dinehrio o governo gasta pra pagar o salario desse povo e ainda mais a aposentadoria( que no caso dessas pessoas continua o mesmo valor do salario), sem contar que além de tudo as pessoas não podem ser demitidas, por isso que orgão publico não presta!. O dinheiro do povo brasileiro está sendo jogado na lata de lixo!


  232. Felipe, concordo com vc que o problema do Brasil esta na falta de investimento na educação. Moro em uma ciadde universitaria do interior do RS e aqui o governo federal investiu na abertura de mais cursos na universidade, mas o que fica bem claroo é q aluno de escola pública ainda precisa fazer mais alguns anos de cursinho ou acaba indo parar em uma universidade particular. E aluno de escola particular onde por sua vez teve uma base educacional melhor, preenche essas vagas que poderiam mto bem ser de alunos de escolas públicas, pois esses acabam tendo que trabalhar para pagar um curso em uma instituição particular.
    Enfim esse é um pequeno exemplo de uma pesquisa feita aqui na minha cidade, mas que fica bem claro o desleixo do governo com a educação. Grande beijo e curto mto seu trabalho adoro quando vc manda a mulecada estudar!


  233. Que tal se basear em fontes menos tendenciosas que o JN, que claramente está tomando o lado do Serra na eleição? (como obviamente se viu na diferença de atitude do Bonner para com o Serra e para com a Dilma e a Marina).

    De acordo com o IBGE, 77% das famílias atendidas pelo BF trabalham formal ou informalmente (entre os não beneficiados, o número cai para 73%). Mais ainda, 99,5% dos beneficiados que tinham algum tipo de ocupação não deixou de trabalhar porque passou a receber o Bolsa Família.

    A informação acima foi retirado de http://www.rafael.galvao.org/2010/05/sobre-o-bolsa-familia/ e eu proponho que você o leia, Felipe Neto. Você acaba de fazer um vídeo falando em estudar pra não virar massa de manobra, mas acaba de fazer o mesmo, ao demonstrar crédito absoluto àquilo que o JN fala. Realmente não esperava isso de alguém tão inteligente.


  234. Parabéns pelo conhecimento adquirido e desenvolvido, e obrigado pelo texto.


  235. Como foi ter que sintetizar tanta informação e posição num vídeo de 9 minutos? Você não correu o risco de não conseguir fechar todos os pontos de seu pensamento, como no texto?


  236. Comentarios apareceram dizendo q o nosso presidente faz relações exteriores e mesmo o Brasil sendo um pais “emergente” os EUA, por exemplo, tratam senhor Lula com muito respeito e seriedade. Sei q não há qualquer coisa a ver com o seu texto Felipe, porém queria apresentar uma teoria q talvez sirva pra esclarecer esse bom tratamento dos EUA em relação ao Lula. Dizem nos EUA q a Amazônia eh deles, ou seja, o considerado pulmão do mundo onde há 70% da agua potável do mundo (coisa q sera raridade daki a uns 20 anos, otimistamente 40) pertence aos Estados Unidos da América (ta errado isso não tá? segundo o mapa mundi, a Amazonia , ou boa parte dela, esta dentro do territorio de soberania brasileira). Geralmente o bom tratamento de qualquer pessoa em relação à outra significa uma omissão de 2ª intenções (podem haver excessões, é claro). Os EUA estão preparando o terreno para invadir a Amazonia à base da força e tomar nossos recursos naturais, q futuramente serão cobiçados por todos? Talvez. Há teorias. EU não concordo com a conduta dos governantes dos EUA. Enfim, axo q não tem nada a ver com o texto, porém axei q seria legal expor pensamentos, portanto me desculpe se causei algum descontentamento ou coisa do tipo. Como disse, apenas axei legal expor pensamentos. E, por favor, ignore marcas de escrita sao 5 da manha, tenho apenas 16 anos e acordo as 10 da manha de Domingo pra trabalhar.

    Parabéns por tudo q vc tem feito Felipe. Acompanho seus trabalhos e creio q o tipo de pessoa q vc representa hoje eh justamente o tipo de pessoa q falta: pessoas de visão e ação. Meu sonho, assim como seu, creio eu, eh trilhar um caminho semelhante ao seu e mudar o mundo. Utopia de pensamento, talvez, mas n custa tentar e e pensar sobre a merda q o mundo eh hoje e a merda maior q ele sera daki a alguns anos. Enfim, o texto está perfeito e eu admiro sua capacidade de esclarecer argumentos, minha opinião sobre eh a msm q a do Elumar(45).

    Não me estenderei mais tendo em vista q fugi totalmente do assunto. Mais uma vez me desculpe, apenas axei legal expor pensamentos e , a proposito, voto na ideia do amigo q falou em fazer um blog para debates com o “povão”. Seria legal expor MAIS pensamentos =D

    Sucesso e Abraços!!!


  237. O comentário é sobre este post e sobre seu vídeo também:

    Primeiro quero dizer que não sou partidária de ninguém. Acho que a descrição que você fez dos quatro candidatos no final é mais ou menos como você falou.

    Concordo que precisamos ter um investimento sólido em educação, difícil é manter em sala de aula alguém que não tem nem o que comer. Parece que o PC Siqueira manja mais de política que você. Ele tem toda razão quando fala: “Alguém que faça o povo urrar e levantar, etc. Aconteceu isso na Alemanha há um tempo atrás, um tal de Adolfinho…”

    Qual a sua sugestão para os que morrem de fome nesse país? Campos de concentração, talvez? É o que parece, quando você fala no seu texto sobre bolsa família e a obrigação da família colocar seus filhos na escola: “Não se deve dar vantagem para quem cumpre a lei, mas sim punir quem não o faz.” A propósito, esse que não tem comida nem pode ver seu vídeo, para que você o “estimule” a não aceitar comida em troca de voto.

    Outra falácia sua é quando fala, no seu texto, criticando o bolsa-família: “O pobre continua pobre, o ignorante continua ignorante e o Brasil continua como um país de terceiro mundo.” Os último dados do IBGE mostram que a classe “D” está comprando mais. Pessoas que nunca tiveram uma geladeira ou um fogão e mesmo algumas coisas supérfluas, mas que geram o mínimo de conforto, agora podem comprar. Esse dinheiro que é dado ao povo circula no próprio país, aumenta o consumo e consequentemente alimenta a própria economia do país. O povo não joga fora o dinheiro ou então manda para paraísos fiscais, como ocorre com um montante muito maior do que o gasto com a bolsa família. Estou falando de verbas desviadas, pagamentos a lobistas, obras superfaturadas, falcatruas em privatizações (preços sucateados e comissão na venda). Esse sim é o inimigo que você deveria mirar, não o miserável ou mesmo o da classe D.

    E então você solta a máxima “A longo prazo, a situação se torna um câncer a partir do momento em que o pobre percebe que pode e deve continuar dessa forma, recebendo salários ridículos e sobrevivendo à margem de seu potencial como ser humano.” Estou curiosa, como exatamente você pode afirmar isso? Novamente o PC Siqueira está certo quando discorda de você. Seu texto não tem base, apensas achismos e preconceitos nas entrelinhas e um perigoso tom fascista, que é claro, você deve estar bem consciente disso, pois não é bobo.

    Quanto aos salários de políticos, como alguém já comentou aí embaixo, esse não é o problema. Você realmente sabe quando ganha um político em relação a um médico, por exemplo? Então procure se informar. Como falei acima, o problema é a corrupção, é um presidente vendendo as estatais por uma mixaria e ganhando por fora enquanto o outro paga mensalão. Pra simplificar, mas tem muito mais esquema em cima de esquema e nenhum dos nossos presidentes tem “vantagem” sobre o outro nas falcatruas.

    Como o PC fala: cuidado, você pode não saber, mas vive no estado que recebe mais regalia em todo o Brasil. O que tem a maior fatia da verba federal. Claro, por mérito na produção e economia nacional, mas também por influência política.

    Meu conselho: aprenda a fazer um vídeo político melhor, para todas as classes sociais, não apenas para defender o seu grupo. Você assiste peças de teatro e shows em São Paulo de graça? Como são os SESCs por aí? Os melhores do Brasil. MASP, Itaú Cultural (sim, eles ganham incentivo fiscal federal para existir) e por aí vai. Veja que não sou contra isso e adoro tudo isso, gostaria que todo o país tivesse esse aparato cultural, que ainda é pouco. Mas faça uma pesquisa de quanto se gasta com todo esse aparato. Mesmo que sejam incentivos estaduais sempre há grana federal nessa estrutura. Entendeu onde quero chegar?


  238. Um bom texto, explicativo. O problema desse beneficio é uma “faca de dois gumes”, pois ao mesmo tempo que se dá alguma renda a população e colabora, de certa forma, com uma sobrevivência mais “digna”, acaba sendo trágico por deixá-los acomodados. Talvez o problema seja, como muitos casos, organização.

    Se o governo desse incentivos dignos ao trabalho, com certeza seria melhor e muito mais benefico para esse pessoal do que o Bolsa Família. Mas a falta de interesse/organização nessa pátria não faz com que isso aconteça.

    Sobre investir em educação, concordo plenamente, é o principal beneficio que a população merece, digo isso pois sofri na escola publica e entendo é dificil aprender o pouco que seja. O problema não é só um maior investimento do governo federal, mas também os governos estaduais, que “cuidam” da educação publica teriam que organizar uma forma de melhorar as escolas. Não sei o quanto é repassado pros governos e assim pras escolas, mas não entendo como escolas públicas municipais são “melhores” do que as do governo, mas não vem ao caso, o que importa é um investimento digno e um grande interesse.

    Já sobre o texto sobre o a situação do Ceará citada, eu li o texto a alguns meses, não sei se o que recebi é a história real, mas nele mostrava algum interesse do governo empregar as pessoas. Pelo que li/entendi, o governo indicou as 500 pessoas, forneceu o recurso para os cursos, mas as pessoas, por acomodação, não se interessaram. O que mostra que o governo teria que se organizar melhor e mostrar que, se trabalhasse, poderia ser algo melhor para a família e coisas do tipo, mas também por falta de interesse e uma certa (ou grande) acomodação, não o faça.

    Me desculpe caso você, ou alguém que leia não tenha entendido, mas pra resumir, o problema de investimento não é nada se comparado com o de organização/interesse.


  239. É a política do Pão e Circo .Ótimo texto Felipe.


  240. cara… brasileiro além de ser ignorante muitos tem preguiça
    de ler um bom livro e não possui o hábito de ler grandes textos,noticiários…
    e coisas do tipo.. eu posso afirmar que a maioria das pessoas que
    comentou sobre esse seu texto não terminou de ler todo o texto pelo texto ser longo e detalhado… o povo brasileiro não é somente ignorante, o povo brasileiro é preguiçoso… e sempre tem desculpas para tudo,eu não quero generalizar mais
    se o povo brasileiro tivesse uma META e corresse atrás do que ele quer conseguir,
    TALVEZ ele conseguiria, vou dar um exemplo meio que “tosco” : outro dia eu estava vendo o noticiário e ai estavam mostrando um médico, antes dele se tornar um médico ele era um gari… ele passou a estudar na biblioteca da cidade dele e correr atrás de sua meta, ele tomou pal lógico nas primeiras tentativas… mais ele não desistiu e correu atrás… isso quer dizer que no Brasil falta a estimulação da educaçao, e o mascaramento da corrupção deixando o povo ignorante para não poderem “bater de frente” com eles, mais quem tem uma meta e esta REALMENTE disposto a conseguir o que quer ele consegue… mesmo que leve anos e tals, mais brasileiro é preguiçoso e quer ganhar tudo na “mãozinha”. Eu não comentei esse texto para criticar nem generalizar… eu ADOREI o seu texto isso
    é fato que até adolescentes conseguem entender a lógica desse texto e qual é
    a sua idéia sobre o tema … enfim estou mi complicando nesse texto já ;P acho
    que já deixei uma mensagem para quem ler esse texto VAI LER UM LIVRO DEIXA DE SER PREGUIÇOSO ESTUDA E CORRE ATRÁS DO QUE VC QUER PORRA aosiaosisoaias
    abração.


  241. Em resumo, as pessoas ficam dependentes do bolsa-família, como um vício. E os pobres acreditam que dependem do governo, enquanto é o contrario. O sistema precisa das pesssoas.


  242. Meu Deus!

    12 bilhões de reais é dinheiro de pinga, perto dos 150 bilhões que o Governo paga as 5000 famílias mais ricas do Brasil atraves do pagamento da dívida.

    O que devia ser feito realmente é continuar com o Bolsa Familia e pagar menos juros da dívida.

    Caso consiguisse economizar 50 bi e investisse em educação, ai sim seria vantajoso.

    Agora quer tirar de quem não tem e não fala nada sobre quem tem muito e que ganha muito sem fazer nada. Na verdade fazem né, dizem risco de inflação, o juros sobe 0,5% e eles ganham uns 10 bi


  243. Felipe, Políticas de redistribuição de renda existem em todos países, isso e um modo de evitar a perversa concentração e manter o mercado em pleno funcionamento, no Brasil a concentração de renda é cruel, somos classe média, posso vez ou outra gastar 100 reais num lazer, mas a maioria da população de Terra Brasilis não tem como, nem água para beber tem, não tem nada vezes nada, essas pessoas sofrem de doenças oriunda da subnutrição, educar, dar formação e condições de sobrevivência é o caminho, mas é uma Política a muito longo prazo, talvez uns 20 anos por baixo para reverter de verdade esse quadro, enquanto isso temos que manter essas pessoas alimentadas, vivas, porque isso é o papel do Estado, esse apoio é paliativo, mas é necessário, e nos EUA pátria do neoliberalismo, há programas desse, como o vale gás, seguro desemprego, restaurante popular, etc, não é coisa de brasileiro populista. Vc está mal informado, se baseia em e-mail sensacionalista para formar sua informação e taxar as pessoas pobres de acomodadas e inertes.
    E por outro lado, os “classe média” adultos que não trabalham e nem estudam que vivem de renda do papai, que financia tudo deles, não são parasitas? Nas cidades temos milhões de homens e mulheres que não saem do seio da família porque vivem um eterno assistencialismo, pelo menos até papai morrer, e ainda muitas vezes esses filhotes de 30 e 40 anos ainda entram como dependentes de Imposto de Renda para abatimento, não estão recebendo de certa forma uma “bolsa família”, Felipe?


  244. Eu adoro esse tipo de texto, vira um tipo de debate com opiniões e informações diferentes.


  245. Felipe, concordo com você… Acredito que essas bolsas (gás, famlília, etc) só cumina em acomodação, gente fazendo mais e mais filhos, sem qualquer planejamento familiar.Mas, o que é interessante se compararmos ao EUA em que existe sim, por exemplo, o seguro desemprego, MAS eles possuem uma fiscalização para com a quem recebe esse seguro, vão todo mês ver se a pessoa está procurando emprego, ou se não estiver têm que se inscreverem num programa profissionalizante. Não conheço lá, fiquei sabendo lendo, aqui no Brasil as pessoas torcem para ser mandadas embora, para ficarem 6 meses recebendo esse auxílio, a situação medíocre. Claro, o governo em sua maioria quer o povo fora dos livros, isso já foi dito até em comícios, tudo como uma forma de manutenção do estado atual das coisas, afinal, sem conhecimento como as pessoas poderiam cobrar, ou achar interessante, ou pelo menos não votar em políticos corruptos(ao menos isso!). Mas enfim, ao menos no pró-uni o lula acertou, falo isso porque sou bolsista, e vejo que funciona, e há uma fiscalização se estas bolsas estão sendo destinadas a quem realmente precisa.

    Enfim, adorei o texto, e a única saída é a educação, o conhecimento!

    Diga-se de passagem, adoro seus vídeos, muito sucesso pra você.

    bjs.


  246. ótimo texto felipe. parabéns.

    mas como você disse, não vai ter político que “dê a cara pra bater” para fazer mudanças drásticas e acabar com o bolsa família e outras medidas do governo que servem como um cala a boca para a população. até porque investir na educação (que do meu ponto de vista também é o primeiro e principal passo para mudar a situação do país) é investir a longo prazo. e o que político quer é em 4 anos ser aplaudido e reeleito, ninguém quer fazer mudanças para dar resultado daqui 20 anos, no mandato de outro cara.

    assim como a amiga lá de cima, peço para não criticar o jeito de escrever, sou uma mula mesmo e estudei em uma péssima escola publica.


  247. Na verdade, eu queria comentar sua resposta a um comentário (do Daru). Dê uma olhada no que o Serra fez no governo se São Paulo, nos decretos relativos às universidades estaduais e a permissão pra PM entrar no campus da USP (isso foi ano passado!) e descer o pau em estudantes, funcionários e docentes!… Um cara desses chegar à presidência é o sufocamento dos movimentos sociais, entende?

    Eu entendo a indignação frente a medidas puramente populistas – acho q todo carioca entende – e o sentimento de sufocamento da classe média, mas não acho q o Serra seja solução.

    Por não-tão-bom q tenha sido o governo do Lula, as bolsas de estudantes de graduação e pós aumentaram consideravelmente, propiciando q mais pessoas possam se manter na graduação fazendo pesquisa, ou seja, melhorando a qualidade de sua formação. Votar no Serra provavelmente é voltar a congelar esses valores, afetando, certamente, a qualidade das pesquisas e a formação de novos profissionais (inclusive novos professores e pedagogos q vão atuar lá no ensino de base).

    Conheço esses dados pq, embora seja carioca, estou na Unicamp fazendo mestrado.

    Acho mto importante o q vc tem postado. Querendo ou não, vc e o pc siqueira são agora formadores de opinião e acho q vcs vêm desempenhando mto bem esse papel! Parabéns, de verdade.


  248. Felipe,
    Eu sou apartidária, sou totalmente contra tucanos, e tenho simpatia pelo governo Lula, mas não o defendo cegamente.
    Não sou de discutir assuntos em que não tenho base para argumentar, porém gostaria muito de ter mais tempo para ler sobre os assuntos que me interessam, e ter argumentos para ser contra ou a favor. Mas eu trabalho e uso meu tempo livre para estudar pro vestibular, e vc sabe, passar no vestibular é algo quase impossível para quem é pobre. De vez em quando consigo ler alguma coisa, como agora.
    Quanto ao Bolsa-Família, eu sempre tive exatamente a ideia q vc escreveu no texto: “o Bolsa-Família é um incentivo ao giro da economia, pelo processo simples de que quanto mais dinheiro nas mãos do povo, mais compras e mais valorização do comércio” , só que eu nunca fui atrás pra ver quem é beneficiado e o que acontece de fato com esse indivíduo. Mas apenas aquele exemplo das costureiras não quererem carteira assinada para não perderem o benefício, já é o bastante para vermos que o programa jamais ajudará de fato a população.
    O governo teria que dar esse benefício com um prazo estipulado, e enquanto isso, formar o cidadão em alguma profissão e já inserí-lo no mercado de trabalho, e aí sim, quando este estiver caminhando com as próprias pernas, tirar o benefício. Seria ideal já que há pressa para que essa pessoa tenha um ganho e possa sustentar sua família.
    Só que não foi por falta de boas ideias que o programa não foi implantado de outra forma; foi porque não há interesse por parte dos políticos que a população cresça e comece a ter consciência das coisas.
    E outra, a corrupção existe porque o povo é conivente com isso; já vi muita gente com um certo grau de instrução dizendo que se estivesse lá também roubaria, ou seja, o povo também é corrupto.
    A verdade é que esse país tá perdido, porque alguém que realmente queira mudar a educação do país jamais conseguirá chegar a cargos importantes dentro do governo, pelo simples fato de que os corruptos não aceitarão sua presença se ele tb não for um deles.
    Eu te sigo no twitter, gosto das suas ideias e me divirto com seus vídeos, pois vc é um dos poucos que pensa como eu… pelo menos alguém nesse mundo se revolta com a alienação geral.
    Abraço.


  249. Parabéns , gostei muito do seu texto isso é a pura realidade..!


  250. Esclarecedor e muito bem escrito. Parabéns Felipe, você escreve muito bom! É bom saber que tem alguem que compartilha da mesma opinião que a minha.


  251. Porra cara, gosto pra caralho dos seus videos, aprovo grande parte de suas idéias, você é bastante inteligente, mas você só critica o governo Lula, como se nada que ele tivesse feito fosse benéfico, realmente não é correto programas que tirem os brasileiro do mercado de trabalho. Torço para que um dia apareça alguém que fale: “estou aqui pra mudar essa porra, vou acabar com essa acomodação do povo brasileiro”. Vai demorar muito para que apareça alguém que tenha peito suficiente, sou menor de idade ainda, quando eu completar dezoito anos espero me filiar a um partido político, espero ver que não são todos os seres-humanos que são corruptíveis. Essa porra desse país só vai mudar quando todo mundo se conscientizar, ir pra rua lutar, mostrar que não aprova o que há de errado, corrupção não é uma coisa do Brasil, mas a impunidade sim é uma coisa bem típica desse país de gente ignorante.


  252. Mano, antes eu axava que você só criticava coisas inúteis mas agora vejo que você realmente está fazendo um bem danado ensinando os jovens como ter uma atitude decente perante a política e os valores éticos de nossa sociedade. Tentei até fazer um post no meu blog para tentar “abrir” a cabeça das pessoas mas logo vejo que você está fazendo muito bem isso.
    Continue assim! Abraço mano!
    Paz!


  253. “Se você der um peixe a um homem, ele come por um dia. Se você ensina-lo a pescar, ele come pelo resto da vida”. A grande merda é que o político que “plantar” dinheiro em educação e em coisas que trazem resultados a longo prazo não estará no poder na hora de colher os frutos disso, e é foda achar um político que faz alguma coisa pelo bem do país e não para ganhar votos. Sem falar que o cara que fizer propaganda falando que vai investir em infra-estrutura e não em bolsa-família vai ganhar menos que 0.5% dos votos.


  254. Mais do que um partidário, sou um conhecedor do Bolsa Família e, com base nisso, digo com propriedade que você está profundamente desinformado e iludido. Seu texto explora um preconceito acintoso que planifica os indivíduos pobres e tende a crer que todo sujeito age da mesma maneira. Asserir que o programa conduz seus beneficiários à indolência e à inatividade é um absurdo estatístico, um desacato ao povo pobre deste país e uma manifestação de um inveterado desconhecimento de mundo e da natureza das pessoas. A renda transferida por meio do Bolsa Família tem caráter complementar e não é suficiente para o perfazimento de um vencimento digno. Você e eu, por exemplo, não seríamos capazes de viver apenas sustentado pela renda transferida.

    Você cita um caso específico de costureiras que se furtaram a aceitar o emprego oferecido por empresários. Eu rechaço esse relato dizendo que o Ministério do Desenvolvimento Social se mobiliza para prover os beneficiários de ‘portas de saída’ do programa. Já que você situou a discussão no campo das coisas concretas, dos ‘eventos específicos’, posso mencionar comunidades inteiras que se alinharam no propósito de se despojar do auxílio recebido.

    Como arremate, acho oportuno que se saiba de que o Bolsa Família não é o primeiro programa de transferência direta de renda executado no mundo. É, porém, o mais bem sucedido e mais elogiado entre seus congêneres. O Bolsa Família foi laureado com prêmios tanto pela Igreja Católica, quanto pelo Banco Mundial; ou seja: é um sucesso, tanto do ponto de vista humanístico, quanto do ponto de vista econômico.

    Meu caro Felipe Neto, sou um apreciador de muitos de seus vídeos e de suas posturas, mas não posso deixar de registrar que você não corresponde a meu apreço quando se vê diante de temas que demandam mais abstração. Há um traço que permeia todo o seu pensamento: você tende a reduzir o estado das coisas a um enredo simplório de manipulação, conjuras e tramas. Você tornou pública essa limitação ao produzir o vídeo sobre ‘fiukagem’ e tem repetido o mesmo vício nas suas elaborações mais recentes. Eu particularmente penso que as coisas são mais complexas e não se subordinam a narrativas lógicas. Tudo o que nos rodeia é resultado da ação de muitos homens ao longo do tempo e, parte disso, surge não da nossa deliberação, mas do nosso inconsciente. Partindo disso e ainda registrando que não concordo com seus argumentos, acho um grosseiro subterfúgio alegar que Lula delineia seus atos conforme interesses escusos. Mais ainda: é-me ofensivo ler semelhante acusação aos membros do governo, porque ali conheço vários e sei que nenhum deles é ‘populista’ ou ‘manipulador’. Pelo contrário: a grande maioria dos que integram os quadros do MDS estão plenamente comprometidos com a erradicação da fome e da miséria no Brasil e acreditam que o Bolsa Família forma, junto com programas consorciados, o passo mais robusto em direção à realização desse objetivo.

    Mas enfim, posso delongar meu texto indefinidamente, pois, com todo respeito, seu texto é um compêndio de disparates e de desinformação. Acho ruim, porque ser um detrator do governo não é em si um problema. Mas vê-se aqui que você escolheu os argumentos mais exíguos e redundantes e construiu um texto que não esclarece e nem provoca, mas confunde. Há, a julgar pelos comentários deste post, muita gente que lhe dá ouvidos sem reflexão. Com sinceridade, acho que você deveria dedicar seu espaço e sua voz a opiniões mais edificantes.

    Um abraço.


  255. é pura manipulação, e o povo ainda admiti isso, é demais! Parabéns cara, você falou tudo!


  256. Quem nunca sofreu falta de nada se vê bem a vontade para criticar um projeto que beneficia os necessitados. Mas não se culpem, a culpa é do sistema em que nasceram e foram criados.


  257. Mais motivos para o bolsa família acabar:
    -Concerteza deve haver desvio de dinheiro
    -Familiares de vereadores, deputados e outros que recebem o bolsa-família em nome de laranjas.
    -Praticamente é uma compra de voto.

    Obs.: Não é esse o assunto em discussão mas acho palhaçada horário político obrigatório.

    Abraço


  258. Excelente texto felipe !
    é uma pena que nem todos pensam assim , porém você que é um homem publico ( voce é famoso sim )já está ajudando com este texto que vai fazer as pessoas refletirem (ou não) sobre o assunto e isso ja é muito importante .
    Todos nós esperamos que o Brasil mude , mas se continuar assim não vai mudar nada.
    Precisamos lutar , estudar sobre o assunto e reclamar muito sobre o governo.
    Essas “ajudas” do governo para o povo só faz iludir o povo brasileiro mais ainda para votar neles nas eleiçoes.
    Parabéns Felipe , você sim é um homem culto .


  259. Felipe Neto eu serei obrigado a descordar de sua opnião desta vez, mesmo sabendo que a minha opnião não importa pra você, eu conheci na faculdade uma brilhante professora Dr. Priscila Albuquerque, que tem alguns artigos publicos sobre o Bolsa Familia, ela me enviou estes artigos e caso você queira, um dia posso envia-los a você, eu possuia os mesmos preconceitos que você quanto ao programa, mas, como economista depois de ver a análise de minha professora fui obrigado a aceitar o contrario, mesmo ainda não gostando do LULA e sendo um Social democrata, tenho que admitir que esse programa ajuda, tanto na oferta de trabalho das mães como na saúde das familias que recebem o beneficio, a nos que temos acesso a internet, pra você ver a diferença da condição social é dificil imaginar a condição de vida dessas pessoas e como esse beneficio ajuda, caso você queira os trabalhos o meu e-mail está no POST, espero que com dados mais concretos você possa mudar de opnião como eu fui capaz do mesmo.
    att.
    Renan


  260. Genial! Geralmente os textos sobre política na internet são um tanto quanto previsíveis e clichê. Você abordou assuntos que eu nunca tinha pensado, por exemplo o “imediatismo”. O que eu entendi dessa parte do texto (me corrija se eu estiver errada) é que nós, brasileiros queremos tudo pra ontem, então qualquer “migalha” que o poder público oferece, já é motivo para este ser taxado como herói. Vejo isso por exemplo, nas CDHUs e no saneamento básico. Quando em época de eleição o governo constrói as CDHUs, o reconhecimento é imediato, porque é algo visível aos olhos do povo, e é uma obra “fácil” e rápida, já o saneamento básico, que a propósito é uma merda (desculpa o termo), tem pouco investimento porque é demorado, complexo e de pouca “visão” do povo (não sei se você vai entender o que eu quero dizer com isso mas enfim.. hahaha).
    Quanto ao texto – apesar de eu achar que é essa a sua intenção – ele é bem coloquial e você tem um poder de persuasão de dar inveja.
    Eu sempre achei que a maior fonte da mudança nas pessoas, é a inspiração, e se você quer que as outras pessoas mudem, você deve ser o inspirador e não o inspirado. Por favor, não entenda como “puxa saquismo”, mas você pode ter certeza que é um grande inspirador.


  261. Palmas pra ti, cara… O povo acha o máximo viver de esmola. E a educação que se dane enquanto as pessoas puderem comprar móveis na Marabrás e pagar a conta de luz pra assistir a Novela das 8…

    Se não bastasse a burrada que foi esse negócio de não reprovar mais os alunos da escola pública, ainda tem gente querendo estender o “ProUni” pra garantir vaga em colégio particular também. (Eu já passei pelo colégio público e conheci gente no 1º ano q chegou lá sem saber fazer conta de dividir com 2 digitos! É incrivel o tanto de alunos q chegam com deficiencias graves até o colégio no ensino publico)

    Enfiar aluno na escola particular não é solução… Isso é cortesia com o chapéu alheio… Tem é q melhorar o nível da escola pública e fazer mais escolas. Todo mundo tem direito à educação publica de qualidade, independente de ser pobre ou rico. Quem faz escola particular ainda tá fazendo o favor de desocupar uma vaga que ele tinha direito. Se TODO mundo resolvesse exercer seu direito de estudar na escola publica, não ia ter vaga pra todo mundo nem ferrando.

    E não tem cabimento o pessoal que tenta distorcer o problema e criar uma guerra “pobre vs rico” como se esse é q fosse o problema do Brasil.


  262. A propósito Felipe Neto, como se sente agora que virou modinha? Está feliz? O que te diferencia do Fiuk mesmo? Ah! O intelecto né?! Vê-se pelo texto.


  263. Certamente o nosso país está uma vergonha e isso é nossa culpa, que elegemos pessoas incompetentes para cuidar do governo.
    Lendo os comentários do texto percebi que as pessoas são ‘burras’ o suficiente para não ver a verdade que está na cara delas, falando que o texto foi ridículo ou defendendo a política atual do país, a única coisa que você fez foi falar a verdade, facilitar para algumas pessoas enxergarem o que está acontecendo aqui a 8 anos, infelizmente não haverá mudanças se as pessoas continuarem com este tipo de pensamento, somente se nos conscientizarmos disso tudo iremos ter realmente o poder e a mentalidade para votar por um Brasil melhor e que possa crescer e quem sabe um dia possamos nos orgulhar e gostar da nossa política.


  264. Felipe, parabéns pelo seu texto ! só tenho 15 anos e realmente já era pra eu saber de todas essas coisas, mais só agora tomei vergonha na cara de me interessar ! acho que essa verba deveria ser investida na educaçao e saúde , mais infelizmente ninguém de caratér e que esteja disposto a mudar o País se candidata . Mais como sempre eles só pensam nos milhoes que vao pros bolsos deles e que se foda o Brasil !


  265. É Felipe Neto, já dá pra você escrever pra Capricho, que é o seu público alvo, já que você não estuda:

    Até a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), órgão oficial da Igreja Católica, chegou a afirmar que o programa “vicia” e que deixa os beneficiários “acomodados”. Não é o que pensa o Banco Mundial.[14]

    À luz de uma série de investigações no terreno, essa crítica revela ser amplamente infundada. A quantia média recebida por uma família pobre é três ou quatro vezes mais reduzida do que o salário mínimo (RS$ 180). Portanto, de qualquer maneira, mais vale descolar um emprego, mesmo que este seja pouco qualificado. Longe de serem indolentes, as famílias interessadas trabalham, de fato, muito mais do que as outras.[1]
    —Le Monde

    O “Bolsa Família Project” do Banco Mundial, inaugurado em junho de 2005, colabora com o Programa Bolsa Família, consolidando os diversos programas de transferência de renda – anteriormente dispersos – reduzindo suas falhas e duplicidades de cobertura, fortalecendo o sistema de gestão do Bolsa Família e identificando seu público-alvo, bem como desenvolvendo e monitorando um método científico para avaliação dos efeitos do programa, e fortalecendo os aspectos institucionais básicos de sua administração.[26]

    Estudos do Banco Mundial[10] revelam que, embora o programa seja muito novo, já foram registrados resultados mensuráveis positivos no consumo de alimentos, na qualidade da dieta e no crescimento das crianças. Kathy Lindert, chefe da equipe do Bolsa Familia project lista uma série de desafios que terão que ser enfrentados no futuro pelo Bolsa Família, tais como definição clara de objetivos, monitoramento e avaliação, para assegurar que o programa não se torne uma “ilha isolada”, mas seja complementado por investimentos na educação, saúde e na infra-estrutura, ajudando as famílias, em suas palavras “a se graduarem” (ou seja, a sairem) do programa.[26] Suas pesquisas indicam que o benefício não desestimula o trabalho e a ascensão social. Pelo contrário, afirma Bénédicte de la Brière, responsável pelo programa na instituição:
    O trabalho adulto não é impactado pela transferência de renda. Inclusive, às vezes, alguns adultos trabalham mais porque têm essa garantia de renda básica que permite assumir um pouco mais de riscos em suas ocupações.[9][27]
    [editar]Exemplo seguido por Nova Iorque
    Nova Iorque implantou recentemente seu bolsa-família inspirado no programa de transferência de renda Oportunidades, do México, e no Bolsa-Família brasileiro. Chamado de Opportunity NYC, o programa piloto atende cerca de cinco mil famílias de regiões de baixa renda de Nova York, como o Harlem e o Bronx. Da mesma maneira que o Bolsa-Família brasileiro, o programa nova-iorquino dá dinheiro para as famílias pobres que mantêm seus filhos na escola ou fazem exames de saúde.
    Nosso maior desafio foi adaptar para a realidade nova-iorquina esses programas de países onde a renda média é menor’, disse ao Estado a vice-prefeita de Nova York, Linda Gibbs, responsável pelo Opportunity NYC. ‘Examinamos o Bolsa-Família em relação às contrapartidas de comparecimento às aulas e como o aumento na freqüência leva a uma elevação no número de alunos que concluem o ensino médio.[28]

    Programas de transferências condicionadas contra a pobreza são políticas sociais correntemente empregadas em várias partes do mundo para combater e reduzir a pobreza. No curto prazo objetivam aliviar os problemas decorrentes da situação de pobreza e, no longo prazo, investir no capital humano, interrompendo o ciclo intergeracional (i.é: de uma geração para outra) da pobreza.[6][7] A idéia dos programas de transferências condicionadas começou a ganhar força em 1997, quando só havia três países no mundo com essa experiência: Bangladesh, México e Brasil. Em 2007 quase todos os países da América Latina passaram a ter um programa similar, e há interesse de países africanos como África do Sul, Quênia e Etiópia. Existem programas similares na Turquia, no Camboja, no Paquistão, e no sul da Ásia. A municipalidade de Nova York inaugurou, em 2007, um programa de transferência de renda com condicionalidades, o Opportunity NYC, que se inspira no programa brasileiro e no programa mexicano. “O Opportunity NYC (…) é um inovador programa de transferência de renda com condicionalidades que visa a auxiliar os nova-iorquinos a romper o ciclo da pobreza e é baseado em programas bem sucedidos de transferência de renda ao redor do mundo”, disse o prefeito Michael R. Bloomberg, na ocasião.[8] Egito, Indonésia, África do Sul, Gana e outros países africanos mandaram representantes ao Brasil para conhecer o programa.[9]
    Segundo o Banco Mundial, que apóia o programa, o Bolsa Família é uma forma de investimento em capital humano:
    “Transferências condicionais de renda fornecem dinheiro diretamente aos pobres, via um “contrato social” com os beneficiários – por exemplo, manter as crianças na escola, ou levá-las com regularidade a centros de saúde. Para os extremamente pobres esse dinheiro provê uma ajuda de emergência, enquanto as condicionalidades promovem o investimento de longo prazo no capital humano”.[10]
    O Bolsa Família (PBF) tem sido recomendado pela Organização das Nações Unidas[11] para adoção em outros países em desenvolvimento. Repassa à famílias pobres (com renda mensal por pessoa de R$ 70,01 a R$ 140,00) e extremamente pobres (com renda mensal por pessoal de até R$ 70,00) benefícios que variam de 22 a 200 reais (o valor pago depende do número de crianças e adolescentes atendidos e do grau de pobreza de cada família) recebe também apoio do Banco Mundial, órgão subordinado ao FMI[12] e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (Inter-American Development Bank).[13] O Programa Bolsa Família brasileiro tornou-se “(…)uma das raras ocasiões em que um país desenvolvido está adotando e aprendendo com experiências do chamado mundo em desenvolvimento.”[14]
    O sistema mexicano, bem como programas de transferência condicional de renda no Brasil, e em outros países latino-americanos, exigem contrapartidas dos beneficiários em troca de pequenos pagamentos em dinheiro. O dinheiro vai diretamente para as famílias, preferencialmente para as mães, ou outras mulheres encarregadas pelo domicílio. Os pais podem receber de US$ 40 a US$ 100 se preencherem certos requisitos, como levar os filhos ao médico ou mantê-los na escola. Esta idéia obteve apoio em todo o espectro político. Um governo de centro iniciou o programa no México, mas ele decolou sob um administração conservadora. No Brasil, o Bolsa Família foi fundado por um fiscalista moderado, mas se expandiu substancialmente sob um governo à esquerda do centro.[15]

    ↑ a b c LANGELLIER, Jean-Pierre. No Brasil, governo paga bolsa para quem vai à escola. Rio de Janeiro: Le Monde, Tradução: Jean-Yves de Neufville, 18 de setembro de 2008 (em português).
    ↑ Bolsa Família ganha adeptos no mundo inteiro, diz revista ‘Economist’. BBC Brasil.com, in UOL: Economia: Últimas Noticias, 08/02/2008 – 15h20 (em português).
    ↑ Happy families: An anti-poverty scheme invented in Latin America is winning converts worldwide. The Americas: Brazil in The Economist print edition, MACEIÓ: Feb 7th 2008.
    ↑ Lifting Families Out of Poverty in Brazil – Bolsa Família, The World Bank.
    ↑ Bolsa – Família voltará a exigir ida à escola..
    ↑ a b DUARTE, Gisléia Benini, et al. Impactos do Programa Bolsa Família Sobre Os gastos Com Alimentos De Famílias Rurais. (em português).
    ↑ (em inglês) LEGOVINI, Arianna e REGALIA, Ferdinado. Targeted Human Development Programs: Investing in the Next Generation. Inter-American Development Bank, Sustainable Development Department, Poverty and Inequality Advisory Unit. Washington, DC 2001.
    ↑ MAYOR BLOOMBERG RELEASES INCENTIVES SCHEDULE FOR OPPORTUNITY NYC, AIMED AT HELPING NEW YORKERS BREAK THE CYCLE OF POVERTY, Nova York: News from the Blue Room. NYC.gov, 18/06/2007.
    ↑ a b bramatti, Daniel. Banco Mundial vê Bolsa Família como modelo. Terra Magazine, 17 de setembro de 2007, 08h18 (em português).
    ↑ a b LINDERT, Kathy. Bolsa Familia Program – Scaling-up Cash Transfers for the Poor. in MfDR Principles in Action: Sourcebook on Emerging Good Practices, pp. 67-74, World Bank Kathy Lindert é a economsita-chefe do Banco Mundial..
    ↑ Bolsa Família: Elogios, também, do Banco Mundial (em português).
    ↑ a b Brazil’s Bolsa Familia Program Celebrates Progress in Lifting Families out of Poverty, News & Broadcast, The World Bank, Brasilia, Brazil, December 19, 2005.
    ↑ BID aprova empréstimo de US$1 bilhão para expansão e consolidação da proteção social no Brasil baseada no programa Bolsa Família – Recursos reduzirão transmissão da pobreza de uma geração a outra, Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID, 15/12/2004.
    ↑ a b Uma revolução silenciosa muda a vida de milhões no Brasil e no mundo.. Banco Mundial, 22/08/2007.
    ↑ McMAHON, Colin. NYC program will try to buy good parenting. Chicago: Chicago Tribune, 27 de maio de 2007.
    ↑ AMARAL, Ricardo. Ministro quer Bolsa Família maior em 2º governo Lula. Agência Reuters, 23 de outubro 2006 – 15h36, UOL News (em português).
    ↑ FGV divulga estudo mostrando redução da miséria, Reuters, 21 de setembro de 2006 (em português).
    ↑ BRANDÃO JR., Nilson Brandão e ARAGÃO, Marianna. Miséria no Brasil cai 27,7% no 1º mandato de Lula, Economia e Negócios, O Estado de S. Paulo, 20 de setembro de 2007, p. B14 (em português).
    ↑ Recadastramento do Bolsa Família em Manaus chega a 80%. Portal Amazônia.
    ↑ MDS website (em português).
    ↑ Decree nº 5.209, de 17 de setembro de 2004 – Regulates a Law-010.836-2004 – Bolsa Família Program. (em português).
    ↑ Bolsa Família, Perguntas e Respostas, Veja Online (em português).
    ↑ YAP, Yoon-Tien, Guilherme Sedlacek and Peter Orazem. 2001. Limiting Child Labor Through Behavior-Based Income Transfers: An Experimental Evaluation of the PETI Program in Rural Brazil. World Bank, Washington, DC
    ↑ a b Sistema de freqüência escolar do Bolsa Família é apresentado a gestores públicos, Agência Brasil, 26 de março de 2007 (em português).
    ↑ FERNANDES, Sarah. Bolsa-Família inspira República Dominicana. São Paulo: Prima Página, Terra Magazine, 20 de agosto de 2007, 08h06 (em português).
    ↑ a b Brazil – Bolsa Familia Project, The World Bank.
    ↑ GARFINKEL, Irwin. Reducing insecurity: The principal objective of income transfers? University of Wisconsin-Madison.
    ↑ Nova York lança programa semelhante ao Bolsa-Família. Jornal do Commercio Online 07/10/2007 (em português).
    ↑ Senador Cristóvam Buarque – Entrevista ao jornalista Josias de Souza.. Folha Online 03/03/2009 (em português).
    ↑ O Bolsa Miséria é programa eleitoral bilionário, blog de Reinaldo Azevedo, 16 de julho de 2006. (em português).
    ↑ GIRALDI, Renata. Por unanimidade, TSE cassa mandatos do governador e do vice-governador da Paraíba. Brasília: Folha Online, 20 de novembro de 2008, 22h43 (em português).
    ↑ Lula: O que ele pensa sobre o próprio Bolsa-Família..
    ↑ Governo falhou em fiscalizar Bolsa-Família Folha de S. Paulo, 30 de julho de 2006. (em português).
    ↑ Freqüência escolar será acompanhada mais de perto Recife: Jornal do Commercio Online, 28/09/2007 07h11 (em português).
    ↑ Mais de 85 mil famílias perdem benefício do Bolsa Família, da Agência Brasil, 17 de setembro de 2007 13h37, Correio Web, visitado em 21 de setembro de 2007 [http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u329295.shtml Falta às aulas levou ao corte de 4.076 cartões do Bolsa Família, Brasília, Folha de S. Paulo, 18 de setembro de 2007 – 09h55] (em português).
    ↑ Bolsa Família tem novo sistema de freqüência escolar. Da Redação. Informe Sergipe, 21-02-2007 21:02:42 (em português).
    ↑ Cartões do Bolsa Família em bocas de fumo no Piauí
    ↑ Cartões podem ter sido usados indevidamente
    ↑ Mortos e políticos recebem bolsa-família
    ↑ Governo recua e desiste de premiar alunos do Bolsa Família Folha de S. Paulo, 18 de setembro de 2007. (em português).
    ↑ Bolsa-Família faz falta às aulas cair 37%, Agência Estado, Último Segundo, 28 de junho de 2006 (em português).
    ↑ TAKAHASHI, Fábio. Alunos do 3º ano têm nota de 8ª série. Cotidiano, Folha de S. Paulo, 01/10/2007Mancehte na capa, texto completo disponível só para assinantes da UOL. (em português).
    ↑ Faltam portas de saída para Bolsa-Família, diz especialista O Estado de S. Paulo, 23 de agosto de 2007. (em português).
    ↑ RAWLINGS, Laura B. e RUBIO, Gloria M. Evaluating the Impact of Conditional Cash Transfer Programs – Lessons from Latin America, Volume 1, World Bank Policy Research Working Paper 3119, August 2003, The World Bank, 2003..
    ↑ SCHADY, Norbert e FISZBEIN, Ariel. What Have We Learned About the Impacts of CCTs? in 3rd International Conditional Cash Transfers Conference, The World Bank, 27 de junho de 2006.
    ↑ SZÉKELEY, Miguel. To Condition… Or Not to Condition 3rd International Conditional Cash Transfers Conference, The World Bank, 27 de junho de 2006.
    ↑ a b c ARRUDA, Roldão. Beneficiários que melhoram de vida pedem para sair do Bolsa-Família. São Paulo: Nacional, O Estado de S. Paulo, 11 de Agosto de 2008 (em português).
    ↑ 77% dos beneficiários do Bolsa Família trabalham


  266. Uma simples leitura concentrada de 5 minutos revela que o público alvo do Felipe Neto é o mesmo da revista Capricho: http://pt.wikipedia.org/wiki/Bolsa_Família


  267. Bom, seus argumentos são extremamente validos,faz sentido. Porém é valido ressaltar que o bolça familia era necessario como medida de curto prazo, pois q tem fome não pode esperar os resultados de longo prazo do investimentos de bilhoes em educação. Logico q o investimentos em longo prazo está longe do ideal no governo Lula. Só que essa questão é muito complicado não depende só do Lula, tem mtus deputados, senadores que não iriam apoiar isso, alem de outras forças externas como FMI(que lula tá fazendo q o brasil não seja mais tão depedente),elites…
    Não culpe o lula, não chame de populista(o lulismo é mtu mais complexo q um governo populista). eu li isso em umas de suas reposta “Mas se o segundo turno for PSDB contra PT, serei obrigado a votar no PSDB só para a Dilma não vencer, porque não simpatizo com os tucanos, porém tenho maior antipatia pelo PT.” TÀ DE SACANAGEM NÈ FELIPE!!! vc q diz defender tanto educação, diz vota no Serra só por implicancia a Dilma. Isso vai de encotro ao q vc defender em seu s videos Politicos. Educação se encontrava em estado deporavel na epoca do FHC, os professores ficaram anos sem aumento, e tem mais, as Universidades estavam abadonadas, era obvio q eles queria acabar com a força politicas das universidades , onde é formados os grandes intelectuais do Brasil.Essa sua opinião pos em duvidas certas coisas em você.


  268. Felipe,

    Acabei de descobrir que não posso nem discordar nem concordar plenamente com você. E sabe porquê? Porque não tenho conhecimento sobre o assunto.
    Se eu lesse seu texto e aceitasse todos seus argumentos sem reflexão, então estaria fazendo o que todos fazem com relação a todos os assuntos: só aceitam.
    Por aqui isso é comum. Lê-se um texto bem escrito e bem estruturado e se vai normalmente por dois caminhos: ou você xinga sem propósito e/ou argumento algum (o que ficou ainda mais evidente nessa era twitter) ou você, ao fim do texto, já concorda com tudo que foi dito.
    É por conta disso que lhe escrevo para dizer que fiquei até envergonhada de não saber argumentar nada sobre o assunto. Tenho 16 anos, estudo em colégio particular, estou tentando cursar uma boa faculdade pública, estudo pra vestibulares, posso escrever uma bela dissertação sobre Primeira Guerra Mundial, por exemplo, mas não posso fazer o mesmo para falar de um assunto atual no meu País. Para mim, seu post serviu para me instigar a saber mais.

    A questão é também que me sinto barrada. Os bons textos sobre política são pouco acessíveis e mascarados. Tirando o tempo que uso para estudos, sobra-me pouco para pesquisar várias fontes, para selecionar e tentar decifrar o que realmente está acontecendo.
    Você disse que é muito mais fácil manipular uma massa ignorante. E agora sim, sobre isso, posso concordar com você plenamente. Falta incentivo (que deveria vir de casa, do colégio, da sociedade, do governo..) à reflexão.
    Peço a você que, se possível, escreva mais posts abordando esses temas. Passei horas “fuçando” este blog e gostei de tudo que li.

    E ah, lendo um dos comentários neste post, um sujeito disse que você está errado por ter opinião divergente da maioria. Não sabia que ter opinião igual a de todos era sinonimo de opinião certa, isso é novidade pra mim! Hahaha
    Desculpa pelo tamanho do post. Espero que isso tudo tenha feito algum sentido! Hahaha!
    Obrigada por ler, Felipe!

    Um beijo,

    Ana.


  269. Eu realmente não posso mais falar que o Felipe Neto é idiota…É legal ver alguém utilizando a fama para tentar mudar algo.
    Mudei definitivamente minha primeira opinião sobre você(deixei uma mensagem no seu canal falando sobre isso).Enfim muito bom o texto.
    Sucesso.


  270. O conteudo é mto bom , mto informativo e critico, porem, seu texto ta praticamente com 80% igual ao de danilo ucha colocado posteriormente por voce, praticamente só mudou as palavras.. só muda em algumas colocaçoes suas e um pouco de suas ideias tb.. qndo for assim, poste primeiro o texto do cara, e dps faça seu complemento e suas colocaçoes..
    abraço


  271. Felipe, esse é um assunto espinhoso, mexe com os brios de grande parte das pessoas, é como mexer com paixões. No texto você externa algumas preoucupações que existem em relação ao programa, e para embasa-las cita alguns números e uma reportagem, mas há também quem pudesse pinçar outros números e reportagens que de outra maneira mostram outra realidade envolvendo o programa, acho que você deveria dar uma olhada por aí. Cito por exemplo que existe grande rotatividade entre os usuários do Bolsa-Família, e isso se deve pela superação da miséria para situação de, simplesmente pobreza, de acordo com esses critérios discutíveis da ONU para separar pobres de muito pobres (os miseráveis). Se existe grande rotatividade entre famílias que entram e saem vemos que não só por razões políticas o Bolsa-Família existe, há também um caráter técnico reconhecido e aplicado em outros países, alguns que nem de longe podem ter seus dirigentes taxados de populistas; e aqui entra meu lado de eleitor do Lula e geralmente do pt, é certo que 1/4 da população recebe esse benefício, o que por si só não justifica uma popularidade de 80 porcento do governo e do presidente e muito menos à apregoada capacidade de comunicação de Lula, que diversas vezes no passado não fez o presidente popular, popularidade não se explica somente por comunicação e bolsa-família, e sim por mais dinheiro e empregos para grande parte da população. Não obstante, a educação é fraca por aqui, e certamente não houve ainda um governo para mudar isso drasticamente, o que não quer dizer que haja retrocesso, temos melhoras por aqui, melhoras lentas, mas melhoras que ocorrem a tempos, não graças a qualquer partido em particular, graças, isso sim, à democracia.


  272. Cara parabéns pelo post, é um material extremamente útil, concordo plenamente com suas palavas não de o peixe e sim ensine a pescar!


  273. Você realmente conseguiu transferir para esse texto toda a indignação que sinto em relação a atitude extremamente populista desse governo. Como você coloca, não é uma atitude imediata que vai resolver e sim um conjunto de ações que progressivamente vão garantir que a educação venha em primeiro lugar no plano de governo. Não somente o investimento no ensino superior, porque esse já é feito…mas garantir uma educação básica de qualidade, o que é pré requisito pra qualquer país que deseja avançar!!! Parabéns pelo excelente texto!
    E claro, espero que muita gente o leia e principalmente, consiga entender.


  274. Gostei mto do texto, finalmente achei alguém que entende oq eu penso sobre esse programa tapa buraco do governo Lula. Eh engraçado ver pessoas beneficiadas e enganadas pelo programa, que vem aqui apenas provar nosso ponto de vista sem nem se dar conta disso. Eu ri mto com o Rodolfo, mas na real isso me preocupa, pois é de gente assim q o eleitorado brasileiro eh formado em sua maioria. Por mais bem explicado q o texto esteja, sempre vem alguem refutar algo que está ali, na sua frente. Como pessoas falando, ah, mas o programa trouxe benefícios para os mais pobres, leia a droga do texto e não encha o saco. Existem pessoas que não percebem o perigo desse programa pro brasil, vai ser dificil algum governante ter coragem de investir realmente na educação e ir cortando aos poucos esse programa. Sinceramente, é difícil tb aos padrões do brasil algum govenante abrir mão de ter uma massa ignorante e fácil de controlar para trabalhar de fato no brasil, seria abrir mão do poder e dinheiro para q apenas seus netos e bisnetos desfrutem de um país melhor. O populismo sempre deu certo pra quem é politico no brasil, achar políticos dispostos a trilhar por outros caminhos eh complicado. Político sério, essa raça tá em falta no brasil.


  275. ahhh sim, eu soh acho o seguinte. Tenta ter mais paciencia em defender seus argumentos de pessoas que vem critica-los, eh como alguem ali disse, esse texto só será entendido por quem não precisa exatamente. Quando vier alguem tipo o rodolfo, tenta fazer com q ele entenda a questão. Eu sei q enche o saco, mas eh por uma boa causa. vlw


  276. É logico que se o presidente distribui dinheiro pro povo as pessoas vão comprar coisas, e quando as pessoas compram coisas a economia do país aquece. ¬¬ óbvio. O problema é que com isso o país só aumenta a sua divida… o Brasil é uma bomba-relogio, eu quero é ver quando não se tiver de onde tirar o dinheiro ou vocês pensam que dinheiro cresce em arvore? Vamos esvaziar as poupanças denovo?. Parem de criticar o Felipe Neto, pois ele enxerga muito além de vocês.


  277. Muito bom o seu texto, Felipe. Só discordo no momento em que você prioriza ao extremo o investimento a educação para o desenvolvimento do Brasil. Esse país precisa, além do já citado por você, de investimentos que possibilitem, mais do que qualidade de ensino, mas também eliminem fatores que dificultam a criação de um senso ético de acordo com a moral brasileira. Quando digo isso, cito problemas como drogas, violências domésticas e extra familiares, péssimos exemplos na politica, etc. Fora isso, concordo que o bolsa família é de origem duvidosa e não deixará de existir tão cedo. Bem, gosto muito de seus videos. Está de parabens.


  278. Outro otimo texto cara! Linguagem culta e ao mesmo tempo clara e compreensível.
    Cada vez que leio um texto seu, sinto mais vontade de estudar e me ”graduar” intelectualmente.


  279. Continua falando de Restart, pq de política está em um senso-comum triste de ler.


  280. Cara eu concordo e muito com os seus argumentos, acho que mesmo os que estão dentro da situação ( os mais pobres) estão se acomodando mesmo, desistiram de tentar, já que no fim do mês vai receber um cala a boca do governo. Mas nós somos um País acostumado com medidas imediatas,como aquele asfalto que só é remendando por cima e deixa a pista desnivelada, é assim mesmo, votamos no CARA que arruma a pracinha dois meses antes das eleições, isso nunca vai mudar pq simplesmente aceitamos que “já que o governo não faz nada por mim, eu quero essa esmola mesmo”
    Enquanto não dermos um basta pobre sempre vai ser pobre. Ser pobre não é o problema mas se deixar manipular e colocar a culpa disso na nossa condição financeira é sem duvida o maior problema.


  281. É tão ruim a pessoa passar horas se informando sobre tudo isso, depois vir aqui escrever um baita texto para que os outros possam entender, tentando compartilhar a sua opinião e justificá-la, para que venham pessoas assim, “criticarem”. Poupem-me. O que o Felipe falou é uma grande verdade. Se vocês discordam, pelo menos usem BONS ARGUMENTOS. Não venha aqui falar asneiras, gastando o tempo de quem realmente se interessa.


  282. Parabéns Felipe, te admiro mais a cada vídeo, a cada texto, a cada trabalho que vejo seu, por você ser uma pessoa de opinião e por não ter medo de se expor.
    Esse texto realmente é muito bom, pena algumas pessoas não enxergarem dessa forma, mas quem sabe um dia consigamos mudar alguma coisa.

    Sucesso!


  283. Bom, vim fazer algumas observações:
    Em primeiro lugar, lá nos primeiros comentários, o Rodolfo, a quem você compara uma criança de 12 anos, cita algumas mudanças do governo Lula.
    FATOS sobre o governo LULA
    – A miséria reduziu em quase 30%.
    – Desigualdade social diminuiu, pouco, mas diminuiu.
    – Desemprego reduziu em quase 10%.
    – Brasil foi o país que melhor se preparou para a Crise Mundial.
    – Lula fez com que os lucros da petrobras triplicassem além de dobrar o lucro. Criou a primeira refinaria em mais de 20 anos, não vendeu as empresas mais importantes do país a preço de banana.

    É importante você perceber que principalmente os dois primeiros itens dessa listinha e outras coisas não citadas se ligam SIM ao bolsa-família. Pra quem “sempre gostou de ler textos de antropologia, sociologia e filosofia”, não parece que você tem uma imaginação sociológica muito apurada não. Lembre-se que tudo se relaciona nas sociedades. Para exemplificar essa ligação entre os fatos, podemos prestar atenção em uma coisa: com o bolsa-família, a economia da cidade/região em que há o auxílio se movimenta muito mais. As pessoas conseguem ir no mercadinho comprar aquilo que não é só necessário, mas também prazeroso, por exemplo. É fato que vivemos numa sociedade capitalista selvagem, mas não é por isso que queremos que só os pobres não entrem nessa porra. Isso nada mais é do que aceitar a desigualdade social.
    Outra coisa muito contraditória é você dizer que prefere votar no psdb a votar na Dilma, por ter uma extrema ANTIPATIA pelo PT. Ou você acha que o Serra vai investir na educação? A política não é feita disso. As relações políticas são conduzidas por argumentação e convencimento, experiência e histórico. Uma pessoa que prefere o psdb ao pt parece mais ter esquecido os 12 anos sem aumento de salário do governo FHC. É importante você perceber a vitória do PT. duas “inovações” superficiais: um operário pobre e analfabeto no governo (o que mostra que o importante não é ESCREVER e FALAR CERTO, mas sim pensar de forma abrangente em relação ao povo. Não interessa o quanto vão sacanear o Lula por ele ser analfabeto, porque isso faz dessas pessoas mais elitistas do que querem parecer ser); uma mulher no governo. (o qual teremos 4 anos para avaliar.

    Olha, nós que moramos no Rio temos um exemplo fortíssimo do crescimento da renda do brasileiro (sim, somos a elite, eu sei. mas assim como você é do subúrbio, sabe muito bem as estruturas da periferia fluminense), que é o aumento da especulação imobiliária. É claro que isso acaba afetando de forma negativa, e esperamos que o governo dê um “stop” nisso aí, mas não deixa de ser exemplo. Até porque em um país como o nosso, todos os impactos terão por um lado efeitos positivos e por outro efeitos negativos.

    Cansei de escrever e nem vou reler o texto. se houver algum erro de concordância etc me perdoe. Bom proveito. E se você gosta mesmo de estudar as coisas da área de ciências sociais, continue. Porque, acredite, é um mundo incrível de estudos sobre nós mesmos e sobre os lugares que a gente vive. (dica de quem estuda as ciências sociais). outra coisa: pare de dizer que as pessoas parecem crianças de 12 anos, que são ignorantes etc, isso é muito feio. e você não é mais inteligente por escrever bem. lembre-se da mídia escrota que tem aqui.

    Beijos


  284. Ah, acho escroto pra caralho esse bando de gente que diz que vai mudar alguma coisa só falando. quero ver militar, isso sim. fazer trabalho comunitário, passeata, ensinar crianças das favelas a escrever e ler, dividir e multiplicar. e ir além do blablabla. comentários só pra agradar o “gatinho do felipe neto, ui!”.


  285. Li o propio texto, e muitos dos comentários, bom, quero dizer que concordo basicamente em tudo no texto, e vou contar aqui, uma experiência propia.
    Eu estudei o Ensino Fundamental, todo em escolas municipais, moro em uma pequena cidade no interior de MG, e digo, a educação que recebi no Ensino Fundamental era de grande qualidade.
    Bom, por falta de escolas municipais no ensino médio, fui parar em uma escola estadual, e sinceramente? Era/é uma porcaria, a 5 anos estou no ensino médio, sem nunca ter reprovado, o que acontece, é que eu entro na escola e começo a estudar, e então eu vejo a grande merda que as escolas são, e desisto antes mesmo do segundo semestre,
    não tem organização alguma, os professores não tem o respeito dos alunos, falta livros didaticos, todo ano tem greve, etc.É incontavel os defeitos que posso expor aqui,e graças a Deus, eu tenho uma otima profissão, não preciso terminar o Ensino Médio para me sustentar e me dar uma boa vida, mas isso não se aplica a todos, eu tive sorte,
    pois se dependesse de meu estudo, não sei o que seria de mim..
    Quero direcionar um pouco do meu comentário, aos outros comentários, bom muitos aparecem e criticam o governo FHC, e cobram ‘você não fala do lado bom do governo lula’, o mesmo se aplica a eles, bom sinceramente eu prefiro o governo FHC, na minha infância o salario de muitos era bem baixo, mas os preços de todos os tipos de produtos, tambem eram baixo,
    lembro da minha infância, em que eu comprava kinder ovo a 50 centavos, enquanto hoje você pega o absurdo valor de aproximadamente 5R$ em um kinder ovo ( o kinder ovo é só um exemplo ), o povo critica a privatização, mas pense a 10 anos atrás, quantas pessoas tinham telefone? MUITO POUCAS, o governo não tinha como investir na telefonia, e privatizou, depois disso quantas pessoas passaram a ter telefone?
    Aqui em minha cidade, os valores de conta de água são bem baixos, sendo uma empresa privatizada que distribui água, enquanto os valores de luz, que é destribuida pelo governo, são completamente exagerados, bom não vou colocar uma conclusão, pois o que tentei foi apontar algumas coisas do meu cotidiano, nunca passei fome, nunca fui pobre, mas meus pais sentiram isso na pele, em um periodo de suas vidas, e deram a volta por cima, pois vivemos em um sistema capitalista,
    onde tudo que precisamos é ter vontade, pois com vontade se consegue as coisas, eu não tenho ensino médio, tenho 19 anos, e tenho uma renda entre 10 mil a 15 mil reais por mês, trabalho por contra propia, quando quero, e pra quem quero, estou completamente satisfeito com isso, e digo uma coisa, nunca precisei de apoio do governo, nunca tive nenhum beneficio, nem mesmo terminei o Ensino Médio, acredito que as pessoas precisam ver que o mundo delas, não depende de outras pessoas,
    mas unicamente delas, se querem ver essa merda mudar, vão lá e usem as propias mãos.

    PS: como eu disse nem terminei o Ensino Médio, então dá um desconto ai pra como escrevi.


  286. Fica a dica de leitura: http://pt.wikipedia.org/wiki/Renda_b%C3%A1sica_de_cidadania

    “Cada pessoa residente no Alasca há um ano ou mais vem recebendo um dividendo anual, igual para todos, que varia de cerca de US$ 300,00 no seu início, até US$ 1.963,86 em 2000, passando para US$ 845,76 em 2005.

    O fato de o Alasca ter distribuído 6% do seu PIB igualmente a todos os seus habitantes, que eram 300 mil em 1976, quando a população aprovou aquele sistema por referendo popular, e 700 mil em 2005, fez com que ele se tornasse o mais igualitário dos 50 estados norte-americanos.”


  287. Por que instruir a população? Por que abrir os olhos do povo e mostrar todo o descaso e mediocridade com que “cuidam” do país? Eles não trocariam votos por um Brasil melhor.
    Esse é meu primeiro ano como eleitora e confesso que minha ojeriza ao universo político só aumenta a cada horário eleitoral.
    Sou estudante da rede estadual de ensino, minha escola era uma instituição modelo. Limpa, com bons professores e ótimas médias, sem contar o número de alunos aprovados no vestibular… Isso se tornou uma ameaça ao governo local, que quer jovens cada vez mais dependentes de suas migalhas, cada vez mais alienados e indiferentes à situação política do país. Quiseram trocar o diretor e impor novas regras a fim de, veja você, ‘facilitar’ a vida do aluno. Fizemos passeatas, conseguimos assinaturas e colocamos na direção uma professora que conhecia a história da escola e a respeitava. Esse é o meu último ano e com a entrada dos novos alunos vindos da fracassada rede municipal de ensino do Rio de Janeiro, tenho que ver a minha querida escola sendo destruída.
    Isso e milhares de outras coisas vão passar pela minha cabeça na hora de votar, não é aceitável que o futuro seja só isso que se vê na TV.

    Ótimo texto, Felipe.


  288. Parabéns Felipe, não apenas por esse seu texto maravilhoso e esclarecedor, mas por ser tão jovem e tão lúcido, se pelo menos a metade dos jovens brasileiros tivessem seu senso crítico e inteligência, eu poderia começar a ter esperança que o futuro do Brasil fosse melhor, mas infelizmente você faz parte de minoria quase invisível.

    Pra te falar a verdade, eu não tenho paciência e estômago para ver e ouvir brasileiro reclamando de falta de educação, saúde e segurança. O que esse povo quer? Uma mágica? Será que tão difícil eles perceberem que essa mudança é de responsabilidade da população? As pessoas não têm senso crítico, não tem memória, um político as sacaneiam hoje e se amanhã der um sorrisinho e um trocado, pronto, esquecem tudo ficam felizes envoltos e extasiados na suas ignorância.

    Um outro aspecto fatal neste assistencialismo todo é, como ficará a previdência social daqui a poucos anos? E como o governo vai conseguir bancar esses milhões de informais bancados pelo projeto assistencialista? Se hoje o rombo da previdência é escandaloso, imagine só quando essa gente toda que não trabalha e não contribui para as futuras aposentadorias ficará. Só te digo uma coisa, o caos está próximo.

    Vou te confessar que eu ando apertando o botão do FODA-SE, pode parecer indelicado e cruel da minha parte, mas felizmente não moro no Brasil e posso dizer que é possível sim à população ter saúde, educação e segurança com trabalho e sem assistencialismo, eu vejo isso de perto no meu dia dia.

    Parabéns novamente. Espero que pelo menos 10% destes milhares de adolescentes que te acompanham comecem a pensar na vida real e tenham a lucidez ao fazer as escolhas para o bem do Brasil.


  289. Parabéns Felipe, não apenas por esse seu texto maravilhoso e esclarecedor, mas por ser tão jovem e tão lúcido, se pelo menos a metade dos jovens brasileiros tivessem seu senso crítico e inteligência, eu poderia começar a ter esperança que o futuro do Brasil fosse melhor, mas infelizmente você faz parte de uma minoria quase invisível.

    Pra te falar a verdade, eu não tenho paciência e estômago para ver e ouvir brasileiro reclamando de falta de educação, saúde e segurança. O que esse povo quer? Uma mágica? Será que tão difícil eles perceberem que essa mudança é de responsabilidade da população? As pessoas não têm senso crítico, não tem memória, um político as sacaneiam hoje e se amanhã der um sorrisinho e um trocado, pronto, esquecem tudo ficam felizes envoltos e extasiados na suas ignorâncias.

    Um outro aspecto fatal neste assistencialismo todo é, como ficará a previdência social daqui a poucos anos? E como o governo vai conseguir bancar esses milhões de informais bancados pelo projeto assistencialista? Se hoje o rombo da previdência é escandaloso, imagine só quando essa gente toda que não trabalha e não contribui para as futuras aposentadorias ficará. Só te digo uma coisa, o caos está próximo.

    Vou te confessar que eu ando apertando o botão do FODA-SE, pode parecer indelicado e cruel da minha parte, mas felizmente não moro no Brasil e posso dizer que é possível sim à população ter saúde, educação e segurança com trabalho e sem assistencialismo, eu vejo isso de perto no meu dia dia.

    Parabéns novamente. Espero que pelo menos 10% destes milhares de adolescentes que te acompanham comecem a pensar na vida real e tenham a lucidez ao fazer as escolhas para o bem do Brasil.


  290. Eu já te achava inteligente com os videos de sarcasmo refinado no youtube, nao sabia que vc tb “falava sério”.
    Parabens Felipe, cada dia me surpreendo mais com vc!


  291. Infelizmente, um cara so nao resolve o problema da educacao.
    Um presidente nao resolve o problema da educacao.
    Teria que haver uma “extincao” nas camaras, no senado e na presidencia.
    Vamos supor que nos elejamos um presidente que promete fazer uma super reforma na casa…
    Se ele nao tiver o apoio da camara e do senado, ele nada faz. Ele pode querer mudar o Brasil inteiro, mas se os deputados e senadores nao tiverem afim de ajudar, “so lamento”.
    E por essa razao que muitas leis nao sao aprovadas. Se nao e bom pra eles, entao azar!
    Por isso eu sei que e muito dificil o Brasil mudar. Quem sabe nas proximas geracoes…

    (Ta sem acento porque meu teclado nao tem acento)


  292. Ah esqueci de sugerir uma coisa…

    Estuda um pouquinho de direito constitucional. E bem chato se nao ler pra valer, mas muda muito nosso jeito de pensar, de avaliar em quem votar, muda nosso jeito “cidadao” de ser!


  293. Bem… Em um país em que um candidato ao terçeiro mandato tem 47 processos,dos 8 balancetes 7 foram rejeitados, depois de um longo percurso tem a candidatura impugnada e 24 hs antes da eleição lança o filhinho de 20 anos em seu lugar, com direito à nome e foto do candidato indefirido e ainda sim o “dito cujo” vai eleito e glorificado como o prefeito mais jovem do Brasil! Sinceramente, não me espanta nada que a sociedade bata palmas para programas que supostamente “dão dinheiro pra ajudar os pobres”.
    A questão é: NENHUM PROGRAMA DO GOVERNO BRASILEIRO É EXECUTADO CONFORME A LEI PREVISTA EM SUA CRIAÇÃO.

    Parábens, Felipe =)
    Como sempre… Surpreendendo.


  294. Eu fiquei triste… lendo os comentários. (só pra constar: eu realmente duvido que o Felipe ainda leia comentários de um texto de 2009, ainda mais considerando que ele nao deve estar sendo uma das pessoas mais desocupadas atualmente, anyway…)

    Primeiro vi o cara falando que o dinheiro deveria ser investido em educação e saúde ‘MAIS’… é, precisa de educação MESMO… (não sou mestre de português, mas acho que alguem que nao sabe a dif de mas pra mais deveria ser proibido de escrever.)

    Um cara beeeem lá no inicio falou que o investimento na federal dele supera os custos da bolsa familia e talz e bla bla bla e mimimimi… Ok…
    Mas quem se formar numa federal vai poder trabalhar, ganhar dinheiro decentemente, ter renda ‘digna’ e pagar impostos, gerando mais dinheiro e bla bla bla bla bla bla bla… quem ganha a bolsa nao vai gerar nada.

    anyway, to falando isso pro vento, entao xaqueto


  295. Perfeito.

    O problema é, os PTistas nunca vao concordar que isso só é feito para ganhar o voto deles

    Dilma é sem condiçoes…

    texto dispensa comentareios


  296. UM COMENTÁRIO DO SENSO COMUM SEM FUNDAMENTO.

    MEU COMPANHEIRO VÁ ESTUDAR A HISTÓRIA DO BRASIL, CIENCIA POLITICA, E OUTRAS VC É UM ANALFABETO POLITICO.



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: